O festival Balaclava Digital, parceria do selo Balaclava Records com a Heineken, começou na segunda-feira (19), e vai até o domingo (25), com uma série de entrevistas e debates, reunindo jornalistas, produtores, músicos, produtores de conteúdo entre outros profissionais. No fim de semana o evento contará com 12 shows, entre eles de artistas nacionais e internacionais, inclusive com colaborações inéditas entre artistas. Sasami é uma das atrações musicais do festival.

As transmissões já estão acontecendo na Twitch durante toda a semana e de forma gratuita. Além disso, de 26 a 30 de outubro, semana seguinte do festival, Fernando Dotta e Rafael Farah, sócios fundadores da Balaclava, vão dar início a uma série especial sobre as 10 edições do Balaclava Fest. Os 5 episódios serão exibidos no IGTV do selo comentando os bastidores das produções ao longo dos anos.

Entre os destaques temos artistas e convidados como Cansei de Ser Sexy, Mac DeMarco, Titi Müller, Lucas Silveira, Jup do Bairro, Sasami, YMA, Andy Bell, Mac McCaughan, Anthony Fantano, Josyara, Kiko Dinucci, Rachel Goswell, artistas do casting do selo paulista e muitas outras atrações que você pode conferir a programação completa no fim do post.


sasami balaclava digital

SasamiFoto: Divulgação


Entrevista: Sasami

Pudemos conversar com a Sasami, ex-tecladista da banda de noise pop de Los Angeles (EUA), Cherry Glazerr, para falar mais sobre a construção e andamento da sua carreira solo. A artista se apresenta no festival Balaclava Digital no fim de semana.

Seu debut album foi escrito durante sua última turnê com o Cherry Glazerr. Como esse processo influenciou na composição e produção do disco?

Sasami: “Escrevi a maior parte do meu álbum no meu iPad durante a turnê!
Cada música tem uma memória atrelada de algum lugar, e muito distinta para mim, uma vez que escrevi viajando pelo mundo..”

Você já havia descrito o disco como “Uma mistura de um diário e uma coleção de cartas, escritas, mas nunca enviadas, para pessoas com quem estive intimamente envolvido de uma forma ou de outra.” Como foi revisitar esses temas pessoais todas as noites durante a turnê do disco?

Sasami: “Eu sinto que as músicas me emocionam, mas mais como uma extensão ou reflexo do que quer que esteja se formando no meu caldeirão emocional, ao invés do conteúdo do passado.”

Você foi integrante do Cherry Glazerr e deixou a banda para seguir seus próprios projetos. Qual a principal diferença entre a rotina de turnês e composição em banda e em carreira solo?

Sasami: “Agora que sou uma artista solo, gerente de turnê e chefe, definitivamente fico sobrecarregada com o dia a dia do lado comercial das coisas. Mas também gosto de ter uma visão que não tenho que me comprometer na execução.”

Seu disco auto-intitulado já completou um ano de vida. Podemos esperar novidades da Sasami no futuro?

Sasami: “Sim!”

Você conhece alguma música/artista brasileiro? Quais são suas referências na hora de compor?

Sasami: “Sou uma grande fã de Gal Costa, Elza Soares e de clássicos como Gilberto Gil, Caetano Veloso, etc. Quero conhecer mais sobre o cinema brasileiro! No momento, minhas influências são principalmente bandas de metal e Mahler.”

Teria algum recado para seus fãs brasileiros? Com o fim da pandemia, podemos esperar um show em terras brasileiras?

Sasami: “Mal posso esperar para vir ao Brasil. Eu espero conhecer vocês pessoalmente!”



Programação Balaclava Digital:

21/10

Debate: O panorama atual da indústria da música pelo mundo e projeções para o setor de shows

Sob mediação de Juli Baldi (DJ, radialista e fundadora do Bananas Music Branding), os profissionais que vivem e respiram música Coy Freitas (produtor cultural, atual diretor da área de música da Twitch no Brasil), Ana Garcia (produtora cultural do Recife e responsável pelo festival No Ar Coquetel Molotov) e Edimar Filho (baterista da Brvnks e sócio na agência de shows +5511 TALENT AGENCY), debaterão sobre o novo normal na indústria do entretenimento, tendências e os desafios impostos pela pandemia.

Entrevistas: Michelle Cable e Ynaiã Benthroldo
Outro destaque na programação serão as entrevistas cedidas por Michelle Cable, agente de shows e empresária fundadora da Panache e Ynaiã Benthroldo, produtor musical e baterista da banda Boogarins desde 2012.

22/10

Debate: Novas formas de gerar conteúdo musical audiovisual com TikTok, Instagram e Twitch

Comandado por Alex Correa (Digital Marketing Manager na T4F), Roberta Guimarães (TikTok), Wladimir Winter (Head of Content and Partnerships da Twitch) e Pedro Antunes (ex-editor-chefe da Rolling Stone Brasil e criador do Tem um Gato na Minha Vitrola), irão debater sobre artistas tendo que se reinventar nas novas redes e como transformar a avalanche de informações recebida diariamente nas timelines das redes sociais em algo benéfico.

Entrevistas: Marcos Boffa e Titi Müller
Marcos Boffa, um dos mais importantes produtores de festivais de música e shows internacionais no país, e Titi Müller, apresentadora do Multishow desde 2013, ex-VJ na MTV Brasil entre 2009 e 2013.

23/10

Debate: Diversidade de gêneros e raças no cenário independente
Isis Vergílio (colunista da ELLE, Marie Claire, Geledés e Harper’s Bazaar, produtora da filósofa Djamila Ribeiro e do grupo As Bahias), estará a frente do debate que irá discutir sobre a representatividade de mulheres, negros e LGBTQIA+ na cena artística.

Como palestrantes na mesa estão Lucas Manga (produtor do Festival Bananada e empresário da Pabllo Vittar), MEL (cantora e apresentadora, ex-Banda Uó) e Paola Wescher (Popload, Festival GRLS!).

Entrevistas: Ash Kenazi e Jup do Bairro
Ash Kenazi, artista queer e drag, baterista co-fundadora da banda inglesa Happyness, e a multifacetada cantora, educadora, performer, atriz e ativista do movimento LGBTQ+ Jup do Bairro, serão as pessoas entrevistadas no dia em que o tema do festival é sobre diversidade.

24/10 e 25/10 – Shows

Durante o final de semana de festival (24 e 25/10) o público poderá assistir encontros musicais inéditos, entre eles Scalene + Josyara, Apeles + Jup do Bairro, Giovani Cidreira + JadsaKiko Dinucci, Brvnks e Fabiano do Nascimento, além dos internacionais Andy Bell (RIDE e Oasis), SASAMI, Melkbelly, e Mac McCaughan do Superchunk. Os detalhes com a programação e horário dos shows será divulgado em breve.

Entrevistas: Anthony Fantano e Mac DeMarco
Por fim, Anthony Fantano, youtuber americano, crítico de música, conhecido por seu canal relacionado à música no YouTube, The Needle Drop, e o canadense Mac DeMarco serão os entrevistados desse dia.

Shows:

ÀIYÉ + Odradek
Andy Bell
Brvnks
Apeles + Jup do Bairro
Fabiano do Nascimento
Giovani Cidreira + Jadsa
Josyara + Scalene
Kiko Dinucci
Mac McCaughan
Melkbelly
SASAMI
Walfredo em Busca da Simbiose + YMA

Debates e Entrevistas:

Alex Correa
Ana Garcia
Anthony Fantano
Ash Kenazi
Cansei de Ser Sexy
Ciro Hamen
Coy Freitas
Edimar Filho
Isis Vergilio
Juli Baldi
Jup do Bairro
Kassin
Kiko Dinucci
Lucas Manga
Lucas Silveira
Mac DeMarco
Marcos Boffa
Matt Wilkinson
MEL
Michelle Cable
Monica Agena
Paola Wescher
Pedro Antunes
Rachel Goswell
Roberta Guimarães
Titi Müller
Tomás Bertoni
Vanessa Brandão
Wladimir Winter
Ynaiã Benthroldo
Zé Ricardo

Campanha Social

Durante toda a semana de realização do projeto, será promovida uma campanha de doação dedicada a profissionais do backstage no Brasil, duramente afetados pela pandemia da COVID-19 e que necessitam de auxílio financeiro com urgência.

Todo o valor arrecadado será destinado a um grande grupo de profissionais que fazem parte dos bastidores de eventos, como engenheiros de som, equipes técnicas, roadies e produção de campo que habitualmente atuam em shows e festivais musicais que, infelizmente, estão suspensos desde março. Durante a transmissão dos conteúdos do Balaclava Digital, será exibido na tela um código QR Code que facilitará ao público as doações para a causa.

SERVIÇO:

Balaclava Digital
Datas: 19 até 25 de outubro
Horário: Segunda à sexta: 18h às 22h / Sábado e domingo: 17h30 às 22h
Local: Canal da Balaclava Records na Twitch (Twitch.tv/BalaclavaRecords)