Um dos mais tradicionais festivais do circuito independente brasileiro acontece neste sábado (09/07) em um novo formato. Impossibilitado de acontecer em um espaço físico o No Ar Coquetel Molotov ganha sua versão 2.0, o Coquetel Molotov.EXE.

Ao todo serão 12 horas de evento dividido em 4 palcos digitais. Entre shows, festas o festival traz consigo inovação na experiência para o público, artistas e mercado de eventos; tentando se aproximar ao máximo a experiência física.

Tudo isso acontece a partir das 17h e pela primeira vez na história do festival em uma plataforma online. Realização pela Coda Produções, o evento reúne diversos artistas e nos últimos dias teve até mesmo oportunidade de interagir online através de masterclasses.


Boogarins - Coquetel Molotov 2020 Entrevista Hits Perdidos

BoogarinsFoto Por: Valéria Pacheco


Line Up: Coquetel Molotov.EXE

Entre os destaques principais estão Anna Prior (UK), Boogarins (GO), Luna Vitrolira (PE), Giovani Cidreira (BA),Tássia Reis (SP), Romero Ferro (PE), MC Tha (SP) e Léo da Bodega (PE).

Além da experiência dos shows o festival permitirá levar para casa uma experiência gastronômica próxima aos food trucks do festival físico. O Food Park Digital, trará iguarias da gastronomia local e diversas opções de pratos, petiscos e entradinhas especiais para atender o público faminto durante a maratona de shows.

Ca-Já, Pizzalize, My Burguer, Haus Bar, Hasta La Pizza, American Hot Dog, Pastel Nobre e Girassol Cozinha são alguns dos nomes do Food Park Digital, que além de pratos exclusivos para o evento, também oferece descontos, sorteios e diversas surpresas para o público.

Os Palcos

Ao todo serão quatro palcos com atrações diversas em salas diferentes e simultâneas, possibilitando que as pessoas possam sair de um show e entrar em outro, como na versão mais tradicional do evento.

Palco Itaipava

Apresentado pela jornalista Willana Almeida, o Palco Itaipava abre a sequência de shows às 17h, com artistas que vão do pop-brega ao indie e o hip hop. Estão nesta sala os artistas Léo da Bodega (PE), Gab Ferreira (SC), Boogarins (GO), Luna Vitrolira (PE), Giovani Cidreira (BA), Tássia Reis (SP), Romero Ferro (PE) e MC Tha (SP).

Palco TNT

A partir das 19h, com apresentação da atriz e MC Negrtita, entram em ação os artistas do Palco TNT: Tsar B (Bélgica), Kai (PE), Rayssa Dias (PE), Déborah dos Falsetes cantando Mariah Carey (SP), DJ Ananindeusa (PA), DJ Cleiton Rasta (AL), Iury Andrew (PE) e Badsista (SP).

Palco ¼

Em parceria com o ¼ Fest, a programação do Palco ¼, começa a  partir das 22h, com apresentação do artista híbrido e designer Cássio Bonfim. No palco, atrações convidadas como Anna Prior (Metronomy) (UK), Bicudo (Portugal) (¼), Mientras Dura (MG), Noporn (SP), Posada (RS), Valentina Luz (SP) (Coletividade Namíbia), DJ Preta (Vapø_r) (DF) e Ultra (PE), entre outras surpresas.

Festa do Senta

Agrega-se a programação, o Lounge e Festa do Senta, uma festa adulta que conta com apresentações de Linda Green (SP), Pleasure (MG), DJ Bae (SP), performances com Ediyporn (SP) e vídeo-instalação com assinatura do diretor maranhense Lucas Sá.

Performances inéditas de Alma Negrot (SP), Kitty Kawakubo (SP), Rezm Orah (MG/Portugal), Aun Helden (SP) e Lázara dos Anjos X Victor Piroli (MG), também ganham espaço na programação do festival. As apresentações ocorrem durante os intervalos dos shows.

Coquetel Molotov.EXE

Ao todo a edição do Coquetel Molotov.EXE, que ao longo de 11 dias, contou com uma programação diversa de workshops, masterclasses, conversações, cápsulas de bem-estar e performances. Mostrando que há espaço para inovação mesmo mediante o panorama atual.

Mecânica do Coquetel Molotov.EXE

O Coquetel Molotov.EXE, acontece no Zoom através da plataforma Sympla Streaming com ingressos em um valor simbólico de R$ 5,00. Este ingresso garante ao público o acesso às apresentações que ocorrem em salas simultâneas ao longo da maratona de mais de 12h de música.

O valor arrecadado com os ingressos irão para a Ecovida Cooperativa Palha de Arroz localizada no Arruda e que é formada apenas por mulheres catadoras de materiais recicláveis. A cooperativa já recebeu projetos como o Pimp Nossa Cooperativa, além de oficinas técnicas aliadas a formações sociopolíticas em gênero e empoderamento feminino.

Como funciona:

Para ter um experiência completa, o festival recomenda o acesso via desktop. O primeiro passo é adquirir o ingresso usando o mesmo e-mail do seu login da Sympla, acessar a sua Sympla e depois a aba MEUS INGRESSOS.

Na sequência, é só clicar em acessar transmissão. Como o festival terá 4 palcos diferentes, é muito importante deixar a página dos seus ingressos Sympla sempre aberta para garantir o acesso a todos os palcos. Lembrando que a festa Noite Senta conta com um ingresso à parte adquirido separadamente.


Anna Prior (Metronomy) Coquetel Molotov 2020

Anna Prior (Metronomy) – Foto: Divulgação


Entrevista: Ana Garcia (Coquetel Molotov)

Conversamos com a Ana Garcia da Coda Produções para saber mais detalhes sobre as mudanças no mercado dos eventos e grandes festivais do Brasil.

Com todo este momento de incerteza sobre quando será viável, e seguro, realizar um festival, ou evento, presencial diversos produtores e organizadores vem propondo soluções diferentes em relação ao formato ou até mesmo a datas.

Já soube de festival que anunciou duas edições em 2021, outros que farão online, outros que se arriscam a manter o evento presencial ainda em 2020. Como você tem observado as discussões em relação ao tema e como foi tomar essa decisão?

Ana Garcia: “Quando começou o isolamento social, ficamos muito de olho com como os festivais europeus estavam reagindo com as suas edições que acontecem no verão, entre os meses de junho e julho, e lembro que o Primavera tinha mudado a data para Agosto e achei aquilo uma decisão bem positiva. Como ainda não estava compreendendo tudo que estava acontecendo aqui e no mundo e dimensão da pandemia, acreditei até em torno de maio que iríamos conseguir realizar o festival no final de outubro, como estava previsto.

Quando chegamos no fim de maio, comecei a conversar bastante com a minha equipe sobre o tempo, captação e situação toda. Não estava com a captação toda fechada e muito menos com a programação fechada. Acho que perdeu todo sentido fechar uma programação para um festival físico no meio desse caos todo. Mas já estávamos bolando um festival online com a TNT e Itaipava e achamos que faria sentido anunciar a mudança de data, podendo oferecer uma outra proposta e foi o que fizemos.

Os Grupos festivais

Faço parte de diversos grupos com festivais de todo Brasil, inclusive com o da volta da Abrafin, e todos acreditam que não teremos um festival físico este ano.

Sinceramente, mesmo se for liberado isso, o Coquetel Molotov prefere entender todos os protocolos para decidir realizar qualquer evento. Mas talvez seja possível fazer algo híbrido e menor e criar experiências para únicas, para pequenos grupos.

Era uma decisão que não dependia de mim, foi tomada, e decidi focalizar a energia no novo projeto e acabei ficando super animada com as novas possibilidades e novas plataforma. Mas chorei no dia que anunciamos.”

Quais festivais, lives e eventos online acabaram inspirando? E como vê que a tecnologia neste ponto vem evoluindo a cada dia e possibilitando ainda mais interação com o público final.

Ana Garcia: “Quando começou essa surra de lives até fiquei super envolvida com o festival #FicoEmCasaBR, foram três semanas bem intensas, e depois fiquei quieta analisando o que estava rolando de legal no Brasil e fora.

Eu já tinha entendido no começo disso tudo que o queríamos fazer não seria uma live no YouTube ou Twitch… eu comecei a pesquisar algo que pudesse envolver o público e ter um clima mais intimista e interativo. Foi quando vi a galera do ¼ Club criando um festival com diversos palcos e fiquei chocada e fui atrás deles. Entrei em contato com eles, são brasileiros que moram em Portugal, e acabamos fechando uma parceria e consegui entender como funcionou o esquema e adorei.

O festival também foi todo no Zoom e acho que é a plataforma, no momento, que permite enxergar o outro, interagir e sentir que o artista está próximo. Mas agora tem outras plataformas em desenvolvimento.

Fizemos uma festa numa plataforma nova chamada Spatial que permite que as pessoas liguem sua câmera e consigam conversar, mas para isso você precisa estar aglomerado É muito maravilhoso. Se você quiser escutar o som, você precisa chegar perto de onde está sendo transmitido o som e ainda dá pra personalizar a página. A plataforma ainda está em teste, mas é genial. Certamente a segunda edição do festival será em uma outra plataforma que já estamos bem animadas.”

Aliás outro dia vi uma live da Katia Abreu com o Bruno Montalvão justamente comentando como o Coquetel Molotov nesta edição seria interessante observar as novidades e soluções. Conte mais sobre como foi o processo de remodelar e como vai funcionar a dinâmica do festival? Aliás como funcionará o foodpark digital?

Ana Garcia: “Estou adorando que a galera está enxergando isso. Foi muito sem querer. Sou uma curiosa e comecei a participar de muitos eventos online e sempre procurando plataformas novas. Então, foi natural trazer isso para o Coquetel Molotov.

O festival sempre priorizou a experiência do público e novidade e é isso que vamos trazer. Então, esta edição do festival foi praticamente toda realizada via Zoom.

Tivemos masterclasses fantásticas com artistas como Letrux e Linn da Quebrada. Foram momentos únicos que talvez nunca iríamos conseguir se tivéssemos em uma sala fria de algum auditório. Com certeza não teríamos o público de todo o Brasil como tivemos.

Oficinas Coquetel Molotov

Também rolaram diversas oficinas incríveis, com Benke Ferraz do Boogarins, Ali Prando com Politizando Beyoncé e de dança com Afrofunk Rio. E o grande dia culmina neste sábado, 11.

Serão 4 palcos, 3 bem focado em shows e djs e 1 é uma parceria com a Senta (@sentomesmo) que irá realizar uma festa adulta. A festa rola na página da Sympla, depois de adquirir os seus ingressos, você precisa fazer o login e entrar na Aba Meus Ingressos e deixar essa página aberta o tempo inteiro, porque é ali que você vai ficar escolhendo o palco que quer assistir.

Toda vez que você escolher um palco, vai abrir no Zoom. Infelizmente você não consegue ver os dois palcos ao mesmo tempo, que nem no físico. O foodparkdigital na verdade é uma parceria com diversos restaurantes daqui e as pessoas podem ligar diferente para o restaurante falando que é pelo Coquetel Molotov.EXE para ganhar uma promoção!

O festival ainda terá várias salas pop-ups com surpresinhas, bem parecido com o Eschaton, evento de teatro imersivo feito por uma galera do teatro e música de Nova Iorque.”

Em relação ao formato, um festival a distância também tem o ponto de não ter todo o deslocamento e isso abre a possibilidade de mais artistas de diferentes lugares poderem participar. Como foi a formulação do line up? Quais shows está mais curiosa para assistir?

Ana Garcia: “O festival tem uma peculiaridade que é todos estão em casa fazendo a sua transmissão e isso significa que toda parte técnica está sendo feita online também.

Claro que isso exige que o artista tenha alguns equipamentos mínimos para fazer a transmissão e isso pode ser limitador também. Estamos todo entendo as nossas limitações tecnológicas agora e é real – ter internet boa e celular ou computador bom é um privilégio. Mas isso não influenciou a nossa programação, mas é bom demonstrar que encontramos agora novos obstáculos que precisamos nos atentar.

Tentamos convidar artistas que não tinham feito lives ainda, convidar nomes frescos e shows, apresentações, performers que sabemos que irão entregar algo inesquecível. Como fizemos a parceria com a ¼ e a Senta, eles montaram o palco deles e vieram com nomes incríveis.”

Como está sendo ver o renascimento da Abrafin e qual a importância dela no momento? 

Ana Garcia: “A criação da Lei Aldir Blanc foi o fio condutor que levou diversos festivais a se reunir e voltar a discutir a possibilidade de criação de uma associação e voltar com a Abrafin pareceu ser a coisa mais sensata.

O nome é muito perfeito, né? E é engraçado porque o Coquetel Molotov não fez parte da Abrafin e vai se filiar agora na Assembléia que acontece dia 13 de julho.

Primeiro que está sendo uma experiência única ter reuniões semanais com tanta gente incrível por trás de grandes festivais e fazer parte dessa construção. É muito importante para discutir em conjunto soluções, enfrentar as próximas agendas e estar com uma associação para discutir com o poder público e privado.”


Coquetel Molotov 2020

Festival acontece neste sábado. –  Foto: Divulgação


Serviço: Coquetel Molotov.EXE

Quando: 11/07 (sábado)
Onde: Festival [Sympla Streaming via ZOOM]

Palco Itaipava (17h – 23h)

17h10 – Léo da Bodega (PE)
17h40 – Gab Ferreira (SC)
18h15 – Boogarins (GO)
19h00 – Luna Vitrolira (PE)
19h45 – Giovani Cidreira (BA)
20h35 – Tássia Reis (SP)
21h20 – Romero Ferro (PE)
22h10 – MC Tha (SP) 

Palco TNT (19h – 03h)

19h10 – Tsar B (Bélgica)
Rezm Orah (performance: Habibi acid Arad) (MG/Portugal)
19h35 – Kai (PE)
20h30 – Rayssa Dias (PE)
Kitty Kawakubo (performance: AllCool) (SP)
21h15 – Déborah dos Falsetes (SP) cantando Mariah Carey
Rezm Orah (performance: Void Gira) (MG/Portugal)
21h55 – DJ Ananindeusa (PA)
Aun Helden (Ato I) (SP)
23h00 – DJ Cleiton Rasta (AL)
Aun Helden (Ato II) (SP)
00h10 – Iury Andrew (PE)
Kitty Kawakubo (performance: Carentena) (SP)
01h15 – Badsista (SP)

Palco ¼ (21h – 05h)

21h10 – Anna Prior (UK)
22h00 – Bicudo (Portugal)
Alma Negrot (SP)
23h00 – Valentina Luz (SP)
Lázara dos Anjos x Victor Piroli (MG)
23h55 – Noporn (SP)
Lázara dos Anjos x Victor Piroli (MG)
00h40 – Mientras Dura + Hadrah Flow Arts (MG)
Lázara dos Anjos x Victor Piroli (MG)
01h35 – Posada (RS)
02h30 – Ultra (PE)
03h20 – DJ Preta (DF)
Lounge Senta (20h – 00h)
Instalação SENTA com Vídeo-arte por Lucas Sá (MA) e set da DJ Pleasure (MG)

SENTA – Festa (00h – 04h)

Linda Green (SP)
Pleasure (MG)
DJ Bae (SP)
+Performances com EDIYPORN (SP)
Mais informações e ingressos: https://linktr.ee/noarcm