O Indie Rock na virada dos anos 2000 invadiu as festas de rock de lugares como a Rua Augusta em São Paulo, tendo marcado a história de casas como a Funhouse, Studio SP e o Beco 203, entre tantas outras que se foram ainda mais cedo. Festivais como Tim Festival, Claro Q É Rock, Planeta Terra, Maquinaria Festival e até mesmo o Lollapallooza abraçaram a geração de bandas que se consolidou no mainstream ao longo do tempo. Mas por onde andam as bandas indies dos anos 2000?

Tame Impala, Arctic MonkeysThe Strokes, e até mesmo o The Killers, continuam a representar a geração com ótimos discos sendo lançados até hoje mas muitos outros perderam a visibilidade ao longo dos anos por parte da mídia, alguns encerraram suas atividades e outros não engrenaram. Confira nossa lista!

No final ainda tem uma playlist exclusiva
no Spotify do Hits Perdidos, siga!


Bandas Indies Anos 2000 - The Strokes

The StrokesFoto: Divulgação


Por onde andam as bandas indies dos anos 2000?

Hot Hot Heat

Formado em 1999, em Vancouver (Canadá), o Hot Hot Heat encerrou as atividades em 2016. A banda chegou a ter sua carreira impulsionada por lançamentos em selos como a Sub Pop e a gigante Sire Records. Entre seus hits eles tiveram singles como “Goodnight Goodnight”, “Middle Of Nowhere” e “Bandages”.



The Libertines

A primeira fase do Libertines durou de 1997 a 2004, e depois de uma rápida reunião em 2010, os “Libs” se reuniram em 2014 definitivamente tendo lançado o álbum Anthems for Doomed Youth em 2015.



Franz Ferdinand

O quinteto de Glasgow marcada por ter vindo inúmeras vezes para o Brasil ainda era presença cativa na MTV Brasil e toca até hoje nas rádios FMs do país. A banda continua firme e forte desde 2002. O disco mais recente, Always Ascending, foi lançado em 2018.



The Subways

Formado em 2000 o The Subways lançou seu álbum “clássico”, Young For Eternity, em 2005, chegando após isso a assinar com a gigante Warner Bros. O álbum mais recente do trio que marcou época com o super hit “Rock’n’Roll Queen” e o single “Oh Yeah”, foi lançado em 2015. Eles ainda estão em atividade.



Arcade Fire

De Montreal, no Canadá, o Arcade Fire é uma das bandas que mais se destacou na época e em 2010 Win Butler chegou a falar que não via a banda durar mais 10 anos mas não foi muito isso que aconteceu. Seu clássico, Funeral, completou 15 anos no ano passado. A discografia da banda, inclusive tem pérolas como The Suburbs (2010) e Reflektor (2013). O disco mais recente Everything Now foi lançado em 2017.



The Rapture

O The Rapture surgiu em Nova Iorque em 1998 misturando rock e música eletrônica. O trio chegou a encerrar as suas atividades em 2013 sem anunciar isso de forma oficial mas acabou voltando a atividade em 2019 sem o baixista e vocalista Mattie Saffer. O último disco, In the Grace of Your Love, completará 10 anos em 2021.



Interpol

Em atividade desde 1997 o Interpol continua em atividade e lançando álbuns. O mais recente, Marauder, foi lançado em 2018. O vocalista Paul Banks também conta com outros projetos como o supergroup Muzz.



Bloc Party

A banda inglesa formada em 1999 continua em atividade, marcada pelo playback no VMB da MTV Brasil, o grupo era presença garantida na programação da TV. O álbum mais recente do quarteto, Hymns, foi lançado em 2016.



The Drums

De Nova Iorque o The Drums foi formado já no fim da década em 2008,  tendo lançado seus discos mais relevantes em 2010 e em 2011. Embora com menos força que no começo da década passada, o grupo nunca parou tendo lançado seu álbum mais recente, Brutalism, em 2019, via ANTI.



The Kooks

Formado em 2004 o The Kooks está em atividade. Com uma série de hits como “Naive”, os ingleses contam com 5 álbuns de estúdio e milhares de fãs no Brasil. O disco de estúdio mais recente, Let’s Go Sunshine, foi lançado em 2018.



Phoenix

De Versailles, na França, o Phoenix foi formado em 1997 e 23 anos depois continua em atividade. Com bons discos o sucesso veio com o disco Wolfgang Amadeus Phoenix (2009) com hits como “Liztomania” um dos hinos de festas na Funhouse. O álbum mais recente Ti Amo foi lançado em 2017 e eles tem planos de lançar um novo disco em breve.



The Postal Service

O The Postal Service é um dos projetos paralelos de Ben Gibbard, que também conta com carreira solo, do Death Cab For Cutie. Além dele o trio conta com o produtor Jimmy Tamborello e Jenny Lewis nos backin vocals.

Com apenas um álbum de estúdio, o cultuado Give Up (Sub Pop, 2003), eles enceraram as atividades em 2005 e em 2013 eles se reuniram para fazer uma turnê comemorativa de dez anos do disco (tendo anunciado posteriormente que eles encerrariam atividade de forma definitiva após as datas).

Em Outubro eles fizeram um alarde nas redes sociais causando uma reação do que poderiam ser novas músicas do trio mas no fim era apenas uma campanha para as pessoas votarem nas eleições. A esperança para que isso signifique a volta deles a ativa e com novas canções ainda existe no coração de cada fã.



MGMT

Em atividade desde 2002 o MGMT surpreendeu o mundo com seu debut, Oracular Spectacular, que foi trilha sonora de comerciais de TV as baladas indies. Fato que a banda cresceu muito mas nunca com o mesmo impacto. O último álbum Little Dark Age foi lançado em 2018.



The White Strips

“Seven Nation Army” virou um hino do rock e o duo formado por Jack White e Meg White fez história. Surgida em 1997, a banda lançou 6 álbuns de estúdio, sendo o último, Icky Thump, lançado em 2007. O The White Stripes encerrou suas atividades em 2011.



The Kills

Em atividade desde 2001 o álbum mais recente do The Kills foi lançado em 2016.

Hard-Fi

Formada em 2003 a banda inglesa está em “hiato” desde 2013.

Kaiser Chiefs

Em atividade desde 2000, o Kaiser Chiefs nunca parou e já conta com 7 álbuns de estúdio sendo o mais recente, Duck, lançado no ano passado. A banda é marcada por sua performance ao vivo e costuma escalar as estruturas dos palcos.

Band Of Horses

Em atividade desde 2004 a banda nunca parou de fato. Embora seu último disco, Why Are You Ok, tenha sido lançado em 2016.

Grizzly Bear

Em atividade desde 2002 o quarteto de NY teve seu álbum mais recente, Painted Ruins, lançado em 2017.

The National

Liderado por Matt Berninger, o The National, de Ohio mas estabelecido em NY, está em atividade desde 1999. Seu oitavo álbum I Am Easy to Find foi lançado em 2019 e nos últimos dias o vocalista lançou um álbum solo.

We Are Scientists

O We Are Scientists foi formado em 2000 na Califórnia mas assim como o The National é uma banda estabelecida em NY. Com seis álbuns de estúdio, Megaplex (2018) é o mais recente.

Portugal. The Man

Formado em 2004 no Alaska, a banda atualmente reside em Portland, tendo lançado oito discos sendo o mais recente Woodstock (2017). Eles já vieram para o Lollapalooza Brasil.

The xx

A banda de indie pop de Londres foi formada em 2005 e continua em atividade. Jamie xx inclusive conta com uma carreira solo além de trabalhar como produtor. Com 3 discos de estúdio lançados, o mais recente é I See You (2017).

The Temper Trap

Os australianos do The Temper Trap, de Mellbourne mas que vivem em Londres, apareceram para o mundo com o hit “Sweet Disposition” e estão em atividade desde 2005. O disco mais recente, Thick as Thieves, foi lançado em 2016.

Cold War Kids

De Long Beach, os californianos estão em atividade desde 2004. O sétimo álbum de estúdio, New Age Norms 1, foi lançado em Novembro de 2019.

Blood Red Shoes

O duo de rock de Brighton, na Inglaterra, está em atividade desde 2004 tendo lançado seu quinto disco, Get Tragic, em 2019. Desde 2014 eles tem um selo próprio chamado Jazz Life.

Ok Go

De Chicago mas residindo em Los Angeles, o Ok Go ficou mais conhecido pelos seus videoclipes inovadores do que por sua música propriamente dito. Com 4 discos lançados o mais recente é Hungry Ghosts (2014).

The Futureheads

De Sunderland, na Inglaterra, o grupo está em atividade desde 2000, tendo pausado em 2013, e retornado em 2019.

Mystery Jets

De Londres, o quarteto está em atividade desde 2003. Seu sétimo disco, A Billion Heartbeats, foi lançado em Abril de 2020.

The Decemberists

De Portland o The Decemberists está em atividade desde 2000, o quinteto já lançou nove álbuns de estúdio sendo o último I’ll Be Your Girl (2018).

She Wants Revenge

Da Califórnia a banda formada em 2004 teve idas e vindas. Encerrando pela primeira vez suas atividades em 2012. Retornando em 2015 e parando novamente em 2020. Embora com a volta o último álbum de estúdio Valleyheart foi lançado em 2011.

Noah and The Whale

O Noah and the Whale encerrou suas atividades em 2015. Surgida no subúrbio de Londres em 2006 o grupo tinha como um dos seus membros fundadores a talentosa Laura Marling, que saiu do grupo em 2008 e continua impressionando a cada novo lançamento.

Jet

Os australianos do Jet, formado em 2001, encerrou sua atividades bem abaixo do que se esperava deles em 2012 mas voltou em 2016. O último álbum de estúdio é o Shaka Rock (2009).

Beirut

Tendo cancelado mais de um show no Brasil o Beirut está em atividade desde 2006. Seu quinto e mais recente álbum, Gallipoli, foi lançado em 2019 pelo selo 4AD.

Yeah Yeah Yeahs

Adorada por cada 9 a 10 indies nos anos 00 a banda está em atividade desde 2000. Os nova iorquinos lançaram seu último álbum Mosquito em 2013. A vocalista Karen O já lançou ótimos álbuns solo desde então. Três dos seus 4 álbuns chegaram a ser indicados ao Grammy mas nenhum deles levou o prêmio.

Local Natives

De Los Angeles o quinteto está em atividade desde 2005. Seu quarto álbum de estúdio, Violet Street, foi lançado em abril de 2019.

The Thermals

De Portland o ótimo The Thermals formado em 2002 encerrou suas atividades em 2018. O sétimo álbum e último álbum, We Disappear, foi lançado em 2016.

The Dodos

O duo de São Francisco formado por Meric Long e Logan Kroeber está em atividade desde 2005 e seu sétimo, e mais recente álbum, Certainty Waves, foi lançado em 2018.

Ted Leo and the Pharmacists

A banda formada em Washington, no ano de 1999, continua em atividade embora seu último álbum de estúdio como banda, The Brutalist Bricks, tenha sido lançado em 2010. Em 2017 Ted Leo lançou o álbum solo The Hanged Man.

Mando Diao

Muito se falava dos suecos do Mando Diao que surgiu em 1999, mas acabou perdendo os holofotes da mídia com o passar do tempo. De qualquer forma a banda se manteve na ativa tendo em 2020 lançado seu décimo álbum de estúdio I Solnedgången.

Clap Your Hands Say Yeah

Fundada 2004 a banda entrou em hiato em 2009 mas logo retornou em 2011. Neste mês eles lançaram dois singles e preparam para lançar seu novo álbum de estúdio, New Fragility, em 2021.

Broken Social Scene

Formada em 1999 a banda canadense é um coletivo de 19 músicos de Toronto, no Canadá. O quinto álbum do mega grupo, Hug of Thunder, foi lançado em 2017.

Deerhunter

O quarteto Deerhunter, de Atlanta, foi formado e está em atividade desde 2001, lançou seu oitavo álbum Why Hasn’t Everything Already Disappeared? em 2019.

Silversun Pickups

Formada em 2000 em Los Angeles, na Califórnia, por Brian Aubert, Nikki Monninger, Christopher Guanlao e Joe Lester, o Silversun Pickups lançou em 2019 seu quinto álbum de estúdio Widow’s Weeds.

The War On Drugs

O sexteto da Philadelphia está na ativa desde 2005. O grupo foi formado por Adam Granduciel e Kurt Vile, este que tem lançado diversos álbuns solos em paralelo também. O quarto álbum de estúdio, A Deeper Understanding, foi lançado em 2017.

Black Rebel Motorcycle Club

O trio de San Francisco iniciou suas atividades em 1998. Seu oitavo álbum de estúdio, Wrong Creatures, foi lançado em 2018, embora eles contem com uma série de EPs e álbuns ao vivo.

The Walkmen

Com membros divididos entre a Philadelphia e NY o grupo está em hiato desde 2014. Sendo que seu sétimo, e mais recente álbum de estúdio, Heaven, foi lançado em 2012.

The Cribs

Os britânicos do The Cribs estão em atividade desde 2001. Johnny Marr, do The Smiths, inclusive fez parte da formação da banda entre 2008 e 2011. O oitavo álbum da banda, Night Network, vai ser lançado no dia 13/11.

Outras Bandas Indies dos anos 2000:

The Courteeners (Desde 2006 em atividade)

Bombay Bicycle Club (2005-2016, voltou a ativa em 2019)

Crystal Castles (Em atividade desde 2006 mas sem Alice Glass desde 2014)

The Wombats (Desde 2003 em atividade)

The Joy Formidable (Desde 2007 em atividade)

Maximo Park (Desde 2001 em atividade)

Death From Above 1979 (2001-2006, voltou em 2011 e segue em atividade)

Babyshambles (Desde 2003)

The Pigeon Detectives (Desde 2004)

TV On The Radio (Desde 2001) 

The Horrors (Desde 2005)

Editors (Desde 2002)

Death Cab For Cutie (Desde 1997)

Metric (Desde 1998)

Dirty Pretty Things (2005-2008)

The Bravery (Existiu entre 2003 e 2012 quando entrou em hiato)

The Rakes (Existiu entre 2003 a 2009)

Foals (Desde 2005) 

Brand New (Existiu entre 2000 e 2018)

Gossip (1999-2016 e voltou em 2019)

Tokyo Police Club (Desde 2005)

Kakkmaddafakka (Desde 2004) 

Ra Ra Riot (Desde 2006) 

Japandroids (Desde 2006)

The Klaxons (Existiu entre 2005 e 2015)

Two Door Cinema Club (Desde 2007) 

Kasabian (Desde 1997)

Justice (Desde 2003) 

Peter Bjorn & John (Desde 1999) 

Of Montreal (Desde 1996)

The Fratellis (2005-2009 e voltou em 2012 e desde então está em atividade)

The Black Keys (Desde 2001)

Milburn (2001-2018, voltaram em 2016 e continuam em atividade)

Does It Offend You, Yeah? (2006-2012, voltou em 2015 e encerrou as atividades)

Black Kids (Desde 2006)

The (International) Noise Conspiracy (1998-2009)

Be Your Own Pet (2004-2008)

Fleet Foxes (2006-2013, voltou em 2016 e segue em atividade tendo lançado álbum em 2020)

Razorlight (2002-2014, votou em 2017 e continua em atividade)

The Paddingtons (2002-2012)

The Maccabees (2004-2017)

Good Shoes (2004-2010)

Vampire Weekend (Desde 2006 em atividade)

Architecture in Helsinki (Desde 2000)

Titus Andronicus (Desde 2005)

The Holloways (2004-2011 e 2017-2020)

The Pipettes (2003-2011)

She & Him (Desde 2006)

The Rascals (2007-2009)

Los Campesinos (Desde 2006)

Playlist Bandas Indies Anos 2000

É claro que não íamos deixar vocês sem uma playlist especial com bandas indies dos anos 2000. Com direito a aquelas que você cansou de cantar e dançar nas baladas e outras que pôde assistir ao vivo nos principais festivais.

Siga o Hits Perdidos no Spotify