Os Melhores Videoclipes
Animados de 2018

Já tivemos por aqui recentemente a lista de Melhores Videoclipes da Audiência do Udigrudi na Play TV. Agora chegamos com a lista de melhores animações escolhidas pelo Hits Perdidos.

Os critérios a cada dia ficam mais apurados e você sabe como um videoclipe bem feito pode criar interesse por ouvir uma banda. Então a dica que fica é: Pense em um roteiro consistente, interativo, intrigante e saia do básico.

Tente pensar como telespectador ou como alguém que tirou 5 minutos do “trampo” para ver seu vídeo. Lembrando que nem sempre uma mega produção tem o melhor resultado, nunca se esqueça que tudo começa com uma ideia.

Lista: Videoclipes 2018

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro

Todas as listas acompanham playlists devidamente postadas no Spotify do Hits Perdidos. Mas ficou faltando a lista das listas. Os chamados melhores videoclipes lançados no ano passado, é começo de 2019 mas ainda estamos em tempo!

Critérios

Para isso decidimos usar alguns critérios para a seleção como: fotografia, adequação a estética, qualidade da produção audiovisual e entretenimento. Cada categoria com pesos diferentes.

AS MELHORES ANIMAÇÕES

Como dito antes seria injusto deixarmos as ótimas animações de fora de um post com os melhores clipes de 2018. Sendo assim listamos 7 que valem o play!

Holger “Trapaça”



Após 4 anos sem disco de inéditas, os paulistanos da Holger tem planejado um novo álbum para este ano. Enquanto isso não acontece, eles disponibilizaram o colorido – e bonito – videoclipe para “Trapaça”, faixa presente no álbum Holger (2014) que foi lançado através do selo Balaclava Records.

O clipe foi dirigido por Rafael Aflalo, foi produzido no estúdio de Pedro Bruno e montado por Marcelo Vogelaar. Os integrantes aparecem desenhados com tinta feito uma “aquarela”, os responsáveis pelos efeitos são o diretor e sua esposa Fernanda C. Branco Aflalo.

Abraskadabra “The Dream”



A experiente banda curitibana Abraskadabra no dia 23/01 divulgou seu novo single, “The Dream”, através de um clipe. O video dirigido por Guilherme Lepca conta com uma divertida animação feita por Axel Giller e Daniel Duda à partir das ilustrações do Angelo Utrabo e Guilherme Lepca. O single estará presente no álbum Welcome que foi lançado no dia 20/02. 

El Negro “Cinza”



El Negro de Porto Alegre (RS) lançou no dia 28/02 o sensacional videoclipe animado para “Cinza”. O vídeo que teve seu conceito elaborado por José Pedro Bortolini e Guilherme Petry e direção de Petry trás 24 fotos trabalhadas a mão por segundo.

O material levou dois anos para ficar pronto porque usou o efeito de rotoscopia, onde cada segundo do vídeo é produzido por 24 fotos trabalhadas à mão.

“Cada um dos mais mais de 2 mil quadros que fazem o filme foram desenhados e distorcidos individualmente no Adobe Photoshop, para dar essa efeito. Depois joguei alguns efeitos para reforçar mais a textura dos brushes e pinceladas, dando esse aspecto mais pesado e diferente”, conta Bortolini.

“A música fala sobre a dificuldade de enfrentar a vida, quando muitas vezes ela mesma pode jogar contra e como tudo parece ser mais fácil se temos alguém do nosso lado”, explica o vocalista e guitarrista Mumu.

“O clipe, que é todo cinza como o nome da música, foi desenvolvido em cima da passagem ‘a vida lambuza as pessoas’. Efeitos como pingos e gotas se misturando ilustram isso”, finaliza.

Tulipa Ruiz “TU”



A santista Tulipa Ruiz no dia 26/07 lançou o videoclipe para “TU”, faixa do álbum homônimo. O grande destaque fica pela criatividade e forma que foi executado o videoclipe.

A produção ficou por conta da Panama Filmes, já a animação foi realizada por Bruno Mazzili. No clipe a cantora é vista impressa em papel, interpretando a música em stop motion. A mágica vai acontecendo conforme a artista se movimenta.

EnFrente “João Coltrão”



EnFrente, de São Paulo, no dia 21/07 lançou o videoclipe animado par “João Coltrão”. O registro contou com direção e animação da dupla Enio Vital e Carolina Ruffeil e é o pontapé inicial do projeto que em breve entrará em campanha para a finalização do disco Venda Alma. O destaque fica para as colagens, ilusões de ótica, criatividade e coloração da animação  que acompanha o ritmo fluido do bailar da canção.

G T’AIME “Forest”



O duo paulistano G T’Aime, de eletro-indie folk lançou no dia 30/11 o vídeo para “Forest”, que tem a assinatura diretiva de Leandro Catapam, o LeSpace, artista e designer gráfico paranaense.

O vídeo da bela “Forest” é uma colagem de gravuras inspiradas em Gustave Doré (ilustrador francês do século XIX), mas dentro dos modernos conceitos de gifs.

A técnica usada pelo artista é stop motion collage, com repetição e mini narrativas dentro do conceito de gifs. O processo completo levou seis meses para ficar pronto.

“Já éramos fãs de seus quadros de colagem tridimensionais, que davam pista de um
universo particular, interessante e muito vasto. Quando ele começou a serie de gifs foi perfeito. Convidamos ele então para o desafio de fazer um “mega gif”. Ele desdobrou dentro da sua técnica a vida efêmera de um gif e conseguiu de forma surpreendente materialzar a narrativa cheia de dualidades e afirmativas”, complementa Geanine.

Glue Trip “Fancy”



Glue Trip de João Pessoa (PB) no dia 05/12 lançou o videoclipe para “Fancy”, faixa que integra o álbum Sea At Night – eleito por aqui como um dos 50 Melhores Álbuns Nacionais de 2018. A animação colorida, e psicodélica, é uma das que mais chamaram a atenção por aqui em Dezembro e por isso está no topo do nosso pódio.

O vídeo foi dirigido pelo paraibano Daniel Vincent que tem seu trabalho majoritariamente focado em ilustração e animação. Ele que também é o responsável pelo clipe de “Elbow Pain”.

A noite, a boemia e a azaração são o centro da produção audiovisual que com suas cores vivas, e doses de ação, nos passa exatamente a sensação de alma livre que a canção desperta.

“Enquanto produzia o disco, conversei com Daniel Vincent sobre um segundo vídeo para a Glue Trip. Ele chegou para mim com um roteiro que, além de complementar a ideia do disco, expandia todo o conceito que eu tinha do mar à noite. Todas as sensações que eu quis colocar no disco estão no videoclipe e vice-versa.

A música foi escolhida pelo próprio Daniel depois que enviei algumas faixas do novo disco, fomos trocando uma ideia e sempre que surgia algo novo, conversávamos. Em abril desse ano estive em São Paulo e gravei as imagens que Daniel trabalhou em cima.

Ele me transformou nesse personagem de animação e me levou para uma João Pessoa futurística. A faixa foi uma das primeiras que surgiu no disco, nascendo da ideia de criar um clima psicodélico e dançante para a festa na praia da banda”, complementa Lucas Moura, vocalista, guitarrista e fundador da banda.

“Agora, diferente da primeira vez, Lucas me chamou para criar uma animação para alguma música do novo disco da banda. Na época ele me mostrou cinco faixas e escolhi a faixa “Fancy” para trabalhar.

Ele ainda não tinha a letra, mas falou um pouco do conceito do disco e já tinha o nome do projeto, Sea At Night. A partir daí desenvolvi o roteiro e demos início ao trabalho, mais um vez usei a técnica de rotoscopia e o protagonista foi interpretado pelo próprio Lucas.

No meio do processo ele desenvolveu a letra e consegui utilizar algumas ideias ao longo da animação. A cidade representada é uma leitura retro-futurista da minha cidade natal Parahyba, seu antigo nome. Hoje, infelizmente ela é chamada de João Pessoa. O clipe narra uma noite de descoberta, amor e desilusão nesse futuro que flutua no tempo”, conta Daniel.

Faltou Algum?

Sentiu falta de alguma animação produzida em 2018 na lista? Comente aqui na caixa de comentários.