Os Melhores Clipes Independentes lançados em Dezembro + Playlist no Spotify

Ano novo e tempo de mudanças no Hits Perdidos. 2017 foi marcado pelo grande sucesso dos listões de videoclipes que até deram origem a um estudo super detalhado sobre a produção audiovisual do independente brasileiro.

Desta vez resolvi fazer algumas alterações nos moldes. Temos mensalmente a lista de melhores clipes do mês, outra de lyric videos e uma terceira de sessions. A partir de Janeiro de 2019 a de lyrics será aposentada.

Listas 2018

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro

Em Dezembro continuamos a parceria com o programa Udigrudi da Play TV, onde o Hits Perdidos seleciona semanalmente alguns videoclipes para aparecer por lá. Inclusive fizemos um guia completo de “Como fazer para seu clipe aparecer na TV?“.

Vários clipes dos listões já tem aparecido na programação. Lembrando que o programa vai ao ar todos os domingos às 20:30h.

Neste mês de Janeiro trarei os melhores que saíram no último mês e que merecem destaque. Claro que o listão continua democrático e no fim você encontrará uma playlist no youtube –  e Spotify – com os 90 coletados ao longo do mês.

A produção independente cresce a cada dia que passa e o investimento na divulgação também. Em uma geração em que poucos escutam um disco do começo ao fim, o artifício dos web clipes tem sido uma boa maneira de expor seus trabalhos.

E estes são feitos de todas formas, com alto ou baixo custo de produção. Com ideias mais certinhas a criativas. No fim das contas o que interessa é eternizar aquele momento e expor seu trabalho com a estética que mais convém atrelar a imagem da banda.

Em Dezembro inúmeras bandas começaram a divulgar seus curtas promovendo singles antigos ou que estarão presentes em seus futuros álbuns ou EP’s. Reunimos 90 clipes lançados neste mês que mostram alguns dos novos talentos da música independente brasileira. O que impressiona é termos uma média de 2,90 clipes sendo lançados no independente por dia. Na lista temos 88 artistas de 15 estados.

OS SELECIONADOS TAMBÉM FAZEM PARTE DA PLAYLIST CRIADA ESPECIALMENTE PELO HITS PERDIDOS PARA ETERNIZAR OS VÍDEOS LANÇADOS NESTE MÊS DE DEZEMBRO. NOVO ANO PEDE NOVOS FORMATOS DE DIVULGAÇÃO. ALIÁS NÃO DEIXE DE SEGUIR O PERFIL DO HITS NO SPOTIFY!


1 Glue Trip “Fancy”



O Glue Trip de João Pessoa (PB) no dia 05/12 lançou o videoclipe para “Fancy”, faixa que integra o álbum Sea At Night – eleito por aqui como um dos 50 Melhores Álbuns Nacionais de 2018. A animação colorida, e psicodélica, é uma das que mais chamaram a atenção por aqui em Dezembro e por isso está no topo do nosso pódio.

O vídeo foi dirigido pelo paraibano Daniel Vincent que tem seu trabalho majoritariamente focado em ilustração e animação. Ele que também é o responsável pelo clipe de “Elbow Pain”.

A noite, a boemia e a azaração são o centro da produção audiovisual que com suas cores vivas, e doses de ação, nos passa exatamente a sensação de alma livre que a canção desperta.

“Enquanto produzia o disco, conversei com Daniel Vincent sobre um segundo vídeo para a Glue Trip. Ele chegou para mim com um roteiro que, além de complementar a ideia do disco, expandia todo o conceito que eu tinha do mar à noite. Todas as sensações que eu quis colocar no disco estão no videoclipe e vice-versa.

A música foi escolhida pelo próprio Daniel depois que enviei algumas faixas do novo disco, fomos trocando uma ideia e sempre que surgia algo novo, conversávamos. Em abril desse ano estive em São Paulo e gravei as imagens que Daniel trabalhou em cima.

Ele me transformou nesse personagem de animação e me levou para uma João Pessoa futurística. A faixa foi uma das primeiras que surgiu no disco, nascendo da ideia de criar um clima psicodélico e dançante para a festa na praia da banda”, complementa Lucas Moura, vocalista, guitarrista e fundador da banda.

“Agora, diferente da primeira vez, Lucas me chamou para criar uma animação para alguma música do novo disco da banda. Na época ele me mostrou cinco faixas e escolhi a faixa “Fancy” para trabalhar.

Ele ainda não tinha a letra, mas falou um pouco do conceito do disco e já tinha o nome do projeto, Sea At Night. A partir daí desenvolvi o roteiro e demos início ao trabalho, mais um vez usei a técnica de rotoscopia e o protagonista foi interpretado pelo próprio Lucas.

No meio do processo ele desenvolveu a letra e consegui utilizar algumas ideias ao longo da animação. A cidade representada é uma leitura retro-futurista da minha cidade natal Parahyba, seu antigo nome. Hoje, infelizmente ela é chamada de João Pessoa. O clipe narra uma noite de descoberta, amor e desilusão nesse futuro que flutua no tempo”, conta Daniel.

2 YMA “Par de Olhos”



No dia 07/12 foi a vez da YMA, projeto da Yasmin Mamedio, lançar o videoclipe para “Par de Olhos”. A artista inclusive na semana passada lançou seu debut, Par de Olhos, que certamente agradará a fãs de dreampop, psicodelia e synthpop. Com participação de Fernando Catatau (Cidadão Instigado) nas guitarras, o vídeo tem direção assinada por Gabriele Diola.

Excêntrico, delirante e cinematográfico, é esse o clima do videoclipe. A fotografia é inclusive imersiva, um tanto quanto macabra, e lembra um pouco a atmosfera imersiva dos filmes cult.

Também tem um pouco da aura mágica e misteriosa de Twin Peaks, traz o coelho de Donnie Darko para o primeiro plano e faz um revival anos 80 a lá Stranger Things. O curta ainda conta com a participação de Lau (Lau e Eu).

“A canção fala sobre estar em um impasse emocional e tentar resolver tudo isso voltando para dentro de si, usando as ferramentas dos sonhos e dos símbolos para tentar dar respostas a situações mundanas”, diz YMA.

O vídeo foi lançado em primeira mão na tela de cinema do MIS durante o Music Video Festival 2018, o clipe “Par de Olhos” é um m-v-f- commission, parte de uma série de clipes apoiados pelo festival, que também são exibidos nos cinemas Circuito Spcine (salas CCSP e Cine Olido). Dentro do universos das inspirações são citados os renomados diretores de cinema David Lynch e Ingmar Bergman.

“Eu e a YMA sempre que sentamos juntas temos ideias super malucas. Ela projeta sua criatividade e aprimoro executando. ‘Par de Olhos’ foi fruto de várias dessas conversas regadas a referências visuais e muita imaginação”, completa a diretora Gabriele Diola.

3 DEF “Alarmes de Incêndio”



No dia 03/12 foi a vez da DEF, do Rio de Janeiro (RJ), disponibilizar o videoclipe para “Alarmes de Incêndio”. Muitos pensam que um vídeo para agradar tem que ter uma mega produção ou diversos elementos mas uma grande verdade é que ele tem que casar com a proposta sonora da banda. E esse é o caso da DEF que em seu clipe trouxe um pouco de seus “rolês”. O registro tem edição e direção realizadas por Matheus Tiengo.

“Essa faixa representa o início de um novo ciclo. Estamos contando um pouco do nosso íntimo em nossos trabalhos, a Deborah traz parte da sua experiências nas letras, então essa faixa é mais um desses momentos inquietos que nos cerca. Essa inquietude já estava no nome do nosso EP”, conta o baterista Dennis.

Alarmes de Incêndio chegará em breve as principais plataformas de streaming via PWR Records.

4 Francisco, El Hombre e Braza “Batida do Amor”



No dia 04/12 foi a vez da Francisco, El Hombre juntar forças com os cariocas do BRAZA para lançar não só um clipe em parceria, como um EP. O cenário para celebrar a parceria entre as bandas e que ilustra o videoclipe para “Batida do Amor” é a Ilha do Cedro, em Paraty. Ali, foram recebidos pelo Bar do Nelson, que acolheu a festa e o registro audiovisual. O vídeo teve direção geral e de fotografia assinados por Riccardo Melchiades.

No clima do verão, a praia é o cenário perfeito para a canção que mistura espanhol, português e portunhol. Ritmo caliente! Algo perfeitamente captado pelas lentes das câmeras através das mais diversas coreografias e danças.

Já o EP é o resultado de um convite realizado pela produtora Zero Neutro onde desafiou as bandas a lançarem em parceria três canções em apenas três dias. As outras duas são versões de uma banda interpretando um hit da outra. O resultado é bem divertido e vale a pena ouvir.

5 Quarteta “Negroni”



Que a Quarteta é a banda que você precisa conhecer para ontem você já sabe. Inclusive por aqui fizemos o lançamento do single “Não é Não” com direito a entrevista com elas. O Punk Rock Feminista Festivo é marca registada do grupo, ou seja, além de temas sérios como o assédio, machismo e preconceito, elas também cantam sobre curtir a vida adoidado.

Nem que seja com umas doses a mais como é o caso do (já) hit “Negroni”. De bar em bar elas assumem o lugar dos bartenders e ensinam como fazer um dos drinks mais clássicos do cardápio. E claro que o bom humor, o deboche e a tiração de onda não iam parar por aí.

No dia 10/12 a Quarteta lançou em Premiere no Hits Perdidos o videoclipe e seu roteiro é no mínimo hilário. Com direito a brincadeira com esteriótipos de programas de culinária, de celebridades como Ana Maria Braga e Palmirinha, e atuações dignas de framboesa de ouro.

A produção audiovisual tem direção e roteiro assinados Kelly Cristina Spinelli, direção de fotografia feita por Randolfe Camarotto e edição realizada por Kelly e Randolfe.

6 Supervão “Reunião”



A Supervão, de São Leopoldo (RS), no dia 12/01 lançou o videoclipe para “Reunião”. A produção audiovisual foi dirigida e editada por Ana Paula da Cunha contou com um vasto time de dançarinos, tom magenta e muita criatividade. Definitivamente um vídeo para você viajar junto. No ano passado a banda foi uma das contempladas pela Natura Musical e lançará um álbum através do Edital.

7 Plutão Já Foi Planeta “Me Leve”



Já a Plutão Já Foi Planeta, de Natal (RN), que continua na fase de produção de seu novo disco no dia 06/12 disponibilizou o videoclipe para “Me Leve”, faixa que faz parte do álbum A Última Palavra Feche a Porta (2017).

Teatral o clipe mostra as variações do humor do palhaço quando está longe do picadeiro. Uma boa alusão e metáfora também para a vida de qualquer artista seja ele músico, poeta, ator ou afins.

O vídeo dirigido foi por Diego Marcelcom atuação de Nara Kelly e patrocínio de uma marca do ramo da saúde através da lei Djalma Maranhão.

“Fechamos o roteiro construindo cenas em que o palhaço está à procura de momentos de alegria”, conta a vocalista Natália Noronha. “Na resolução, ele só os encontra quando está de volta ao picadeiro”, resume o diretor. 

8 Liniker e os Caramelows “Calmô”



A banda Liniker e os Caramelows, de Araraquara (SP), disponibilizar o videoclipe para “Calmô”, canção que faz parte do próximo disco da banda, patrocinado por Natura Musical. O registro será lançado ainda no primeiro semestre.

A pré-produção de “Calmô”, por exemplo, foi feita em Portugal. “Em um momento de cansaço da turnê, surgiu uma proposta de groove manso que coube demais na ideia da música”, conta o baixista Rafael Barone, que também assina a produção musical.

Em seguida, rumo a Berlim, o grupo nascido em Araraquara conseguiu registrar a canção no estúdio Philophon.

“Ali, fizemos uma gravação com a base da banda tocando junta: bateria, percussão, baixo, guitarra e piano elétrico, todos com amplificadores ligados na mesma sala”, diz Barone.

“O vazamento dos instrumentos – com os microfones de 50 anos atrás – deu toda uma sonoridade que lembra a música dos anos 60, mas com uma roupagem contemporânea”, define.

Sobre a canção Liniker diz: “Nela, eu canto o amor de duas mulheres que viveram a delícia da entrega e caminharam juntas por muitos lugares. Eu fui cúmplice dessa história.

A questão é falar de amor, de mulheres que se fortalecem e se amam, se acolhem e se  plantam em grandes florestas para serem brisa juntas”, lembra a cantora e compositora.

Já o videoclipe que carrega belas imagens gravadas em rodovias, vilarejos, cavalos, arbustos e conta com uma bela fotografia. Desta forma conseguindo transmitir a calmaria e vitalidade da canção. O roteiro e direção são assinados por DIABA.

9 Tropkillaz, Rincon Sapiência, Clau “Dame Mais”



No dia 13/12 foi a vez da parceria entre Tropkillaz, Rincon Sapiência e Clau ganhar forma no videoclipe para “Dame Mais”. Este que foi dirigido por Naio Rezende e teve co-direção de Luanna Exner.

O destaque fica pela produção que mandou bem na ambientação do vídeo. Indo atrás de elementos que enriquecem o vídeo, como carros de “racha”, luzes piscantes, clima de noite, azaração e festa.

“A música surgiu bem rápido, coisa de 10 minutos. O Laudz começou o beat, eu gostei do que ouvi, aí mudamos umas notas ali. Na hora a gente pensou no Rincon. O Laudz gravou uma guia como se fosse a voz do Rincon. No mesmo dia a gente mandou pra ele, alguns dias depois ele já veio e gravou”, diz Zegon.

“Depois ficamos pensando num feat feminino e tal… numa coisa em espanhol, talvez. Mas como estamos produzindo a Clau, a gente testou um vocal dela e ficou muito bom. Ela faz uma coisa que foge do tradicional dela. Foi tudo muito rápido e natural.”

10 Barcamundi “Amor Concreto”



É no detalhe, roteiro e fotografia que se destaca o videoclipe para “Amor Concreto”da Barcamundi lançado no dia 10/12. O produção audiovisual é dirigida por Thiago Saramago põe em cena os atores Azul e Julia Oristanio.

Nossa noção de cotidiano é transformada na produção audiovisual que dentre outros recurso sabe usar bem de técnicas de stop motion, texturas e sobreposições. Atividades como tomar banho e café da manhã, ouvir música e assistir TV ganham novos olhares no clipe.

A faixa estará presente no segundo álbum da banda previsto para ser lançado ainda no primeiro semestre. Este que contará com produção em parceria da banda com Hugo Noguchi, instrumentista de grupos como Posada e o Clã, SLVDR e Ventre, e produtor dos bem álbuns de Luíza Boê e Contando Bicicletas.

“O conceito do clipe veio de uma busca por representar o contraste entre o ritmo urbano, o cotidiano, as estruturas que a gente cria e o ritmo mental, mais criativo e mais fluído.

Há também o diálogo com a música que tem uma melodia mais repetitiva, representando essas estruturas, enquanto a letra usa uns jogos de palavras retratando uma complexidade humana.

O arranjo mescla bem os ritmos urbanos com elementos mais orgânicos, alternando os momentos entre a fluidez das coisas humanas e a dureza das coisas que a gente constrói”, reflete a banda.

11 Jaloo ft. Lucas Santtana “Cira, Regina e Nana”



No dia 07/12 foi a vez do paraense Jaloo lançar o videoclipe para “Cira, Regina & Nana” mas alguns dias antes em parceria com o TIDAL e a MVF foi lançado em Premiere direto de uma sala de cinema em São Paulo (e você pôde acompanhar tudo nos stories do Hits Perdidos).

A plataforma lançou em primeira mão o clipe nas redes. A música foi inclusive composta por Lucas Santtana que participa do videoclipe. A relação de Jaloo com “Cira, Regina e Nana” começou em 2012, quando foi convidado para fazer um remix da música. No ano seguinte, a faixa passou a fazer parte do repertório das suas apresentações.

“Eu gosto muito de revisitar partes da minha história e essa música se encaixa bem no que estou trabalhando, nas colaborações”, conta o artista.

O clipe é resultado do prêmio m-v-f- future talents by spcine, realizado pelo Music Video Festival (m-v-f-), em parceria com a produtora Planalto, que consistiu em uma chamada aberta para escolher quatro novos talentos para assinarem, sob tutela de Rudá Cabral da Planalto e o próprio Jaloo, o desenvolvimento do projeto.

Guilherme Nabhan, Julia Takamori, Paula Rennó, Rafael Monteiro desempenharam, respectivamente, as frentes de direção de cena, direção de fotografia, direção de arte e figurino, em um processo coletivo de criação, que aconteceu durante 20 dias.

O roteiro, produção e fotografia se destacam cada um de uma maneira diferente. Bem humorado Jaloo se diverte com o desafio e entra de cabeça no personagem recheado de clichês e arquétipos que não estamos acostumados a ver nele.

“Da mesma forma que alguns artistas heterossexuais brincaram com a questão homossexual, eu me senti no direito de brincar com isso também, mas com o respeito acima de tudo”, explica o músico.

Não é a primeira vez que o músico paraense aparece em uma produção cinematográfica, vale lembrar que recentemente ele estrelou o filme Paraíso Perdido em que interpreta uma drag queen.

O registro conta com femme fatales múltiplas que suscitam gestos e olhares sexy dos protagonistas, em meio à jogatinas, grande casting, e um figurino highlow digno de revista de moda.

“Ele ressignifica clichês e arquétipos do gângster, da “mulher-troféu” e de alguns outros códigos arraigados na cultura popular brasileira usando uma narrativa que sustenta um empoderamento não binário.

As locações escolhidas e arte do clipe remetem à interculturalidade brasileira e traduzem nossa alma eclética, resultando em um panorama cômico de todos esses arquétipos e subvertendo os micro símbolos de poder da atual cultura popular”, completa Rudá, da Planalto.

12 Karol Conka “Vogue do Gueto”



2018 foi o ano da paranaense Karol Conka com seu novo álbum Ambulante estrelando nas principais listas de melhores álbuns do ano. E o nível de suas produções audiovisuais o acompanhou. “Vogue do Gueto” tá aí para não deixar mentir.

O videoclipe lançado no dia 19/12 tem direção assinada por We are Magnolias. Para protagonizar o clipe, Karol chamou os coletivos Batekoo, As Irenes, Estaremos Lá e Mooc, além de outros importantes representantes do ativismo negro no Brasil.

“Vogue do Gueto” conta também com a parceria da Nike. A parceria entre Karol Conka e Nike surgiu com objetivo de inspirar mulheres a derrubarem barreiras e serem agentes de mudança.

Ações como o show de lançamento de Ambulante no Nike Battle Force São Paulo e a colaboração neste videoclipe reforçam o comprometimento da marca e da artista em serem uma plataforma para amplificar essas vozes – seja no esporte, na música, moda, arte, ciência ou tecnologia.

13 Amanda Magalhães part. Rincon Sapiência “Fazer Valer”



Quem também aparece por aqui com um ótimo clipe é Amanda Magalhães. Ela que lançou no dia 14/12 o single em parceria com o selo Boia Fria Produções e distribuição da Warner Music Brasil.

A canção “Fazer Valer” conta com a participação do rapper – e produtor – Rincon Sapiência. Amanda, de 27 anos, além de cantora, compositora, produtora musical e atriz é filha do William Magalhães, líder da Banda Black Rio, e neta do Oberdan, fundador da banda. Ela também assina a produção e mixagem do som. Seu projeto traz elementos de trap, soul music e pop.

“Rolou o convite e ele aceitou, o que foi uma honra. Ele entrou com a caneta dele, eu entrei com a minha, e se fez ‘Fazer Valer’”, conta Amanda.

O videoclipe tem direção de Gabriel Duarte, produção da Ogiva Filmes e foi gravado em dois templos budistas em cidades próximas a São Paulo, acompanhando o tom de transparência, leveza e paz que a música propõe.

“A grandiosidade dos templos trouxe uma dimensão espiritual para o clipe, e isso acabou ficando em primeiro plano. Muito me identifico com a filosofia budista, apesar de não ter religião”, conta Amanda.

O improviso, paisagens dos templos, takes aéreos e bela fotografia compõe o cenário. Traduzindo tudo isso em paz e conforto.

“A improvisação do corpo serviu para costurar esse imaginário do espírito livre, que é dançante, fluido, é natural. E quando as coisas não ficam iguais, assim como água, o movimento corre”, reflete Amanda Magalhães.

14 Teach Me Tiger “My Eyes”



Já na virada do ano a Teach Me Tiger, de Belo Horizonte (MG), lançou o videoclipe para “My Eyes” no dia 31/12. A canção está presente no álbum Two Sides lançado em 2016 pelo duo. Já o vídeo teve direção, câmera, edição entre outras coisas realizadas por Yannick Falisse + Chris Martins. O registro foi gravado no centro da capital mineira e na 101Ø.

Nele os gatos se confundem com humanos e vão desbravar a noite e seus perigos. O resto é história. Destaque para o bom uso das luzes e imersão neste mundo imaginário – e felino.

Outros videoclipes

Além dos 14 eleitos como melhores do mês nas playlists do Youtube e Spotify vocês poderão encontrar os clipes dos artistas e bandas:

Silva “Brisa” (Vitória / ES), Rodrigo Ogi “Barra Pesada” (São Paulo / SP), Rincon Sapiência “Mete Dança (Verso Livre)” (São Paulo / SP), Diomedes Chinaski “24 horas de Liberdade” (Recife / PE), Djonga part. Zulu “Yeah” (Belo Horizonte / MG), Rashid “Interior ft. Rapadura” (São Paulo / SP), Marcelo Perdido “Tesoura Sem Ponta” (Rio de Janeiro / RJ), Tulipa Ruiz “Pedrinho” (Santos / SP), Ana Cañas “Eu Amo Você” (São Paulo / SP), Leela “Fanáticos Online” (Rio de Janeiro / RJ), Bullet Bane “Cura” (São Paulo / SP), Pense “Levanta e vai”  (Belo Horizonte / MG), Flanders 72 “Warpzone” (São Leopoldo / RS), Evil Matchers “Nasty, Easy & Sleazy”(Belo Horizonte / MG), LUVBITES “Lily & Luli” (Londrina / PR), El Toro Fuerte “Aquários | Hidra” (Belo Horizonte / MG), Mannequin Trees “Daydream” (Aracaju / Sergipe), Balba “One Man Army II” (Rio de Janeiro / RJ), Scalene “Zamboni” (Brasília / DF), Stereophant “Homem Morto” (Rio de Janeiro / RJ), Arnaldo Antunes, Rincon Sapiência, BiD, Fernando Nunes “Sina” (São Paulo / SP), Leo Fressato “Adeus” (Curitiba / PR), Fino e a Corja “Um Outro Sol” (São Paulo / SP), Dani Vellocet e Rogério Flausino “Lado Bom” (Santos / SP), Bazar Pamplona “Capítulo Primeiro” (São Paulo / SP).

Cabra Guaraná “Sarração” (Brasília / DF), The Spacetime Ripples “Legend of Creation” (Belo Horizonte / MG), Aknus “Lenda Morta” (Belo Horizonte / MG), Lyria  “Let Me Be Me” (Rio de Janeiro / RJ), Lacuna “Verdade Nua e Crua” (Guarulhos / SP), Montese “Trago” (Belo Horizonte / MG), Black Bell Tone “Será Que Restou Alguém?” (Porto Alegre / RS), Los Marias “Erros e Acertos” (Passo Fundo / RS), Rieg “Piggy Nights” (João Pessoa / PB), Filipe Ret “Gonê” (Rio de Janeiro / RJ), Jão “Me Beija com Raiva” (São Paulo / SP), Froid “Aff Mano Bom Dia” (Brasília / DF), Black e Djonga “Luto” (Belo Horizonte / MG), Supla “If you accept me” (São Paulo / SP), Capital Inicial “Universo Paralelo” (Brasília / DF), Monema “Olhando pra Lua” (Porto Alegre / RS), The Radio Droids “Space Cowboy” (São Paulo / SP), Alter Ego “Notas Sobre Ela” (Balneário de Camboriú / SC), Cout “Carpe Diem” (Belém / PA), Infuria “1988 (Por Onde Você Andou)” (Porto Alegre / RS), Entenda HC “Havia Tanta” (Canoas / RS), PELOS “Fausto de Gueto” (Belo Horizonte / MG), Aroma “Ricardo Franke” (Santa Maria / RS), Superbrava “Verdadeiro Eu” (São Vicente / SP), Cao Laru “Teu Dólar Não Vale Mais” (São Paulo / SP – e França), Gabriel O Pensador “Deixa Queimar” (Rio de Janeiro / RJ).

Branch of Yore “Mike” (Sorocaba / SP), Julgamento “Velho Amigo” (Belo Horizonte / MG), Compositor Fantasma “Serasa” (São Paulo / SP), Fernanda Lemos “Já Deu” (Rio de Janeiro / RJ), Lila “Magia” (Santana / AP), Gustavo Cunha “Tempo e Espaço” (Pelotas / RS), Flora “Ilustre Timidez” (Maceió / AL), Olívia de Amores “Segunda-feira” (Manaus / AM), Banda Gente “Meu Sonho” (Baixada Fluminense / RJ), Pedro Qualy & Cynthia Luz “Desmoronar” (São Paulo / SP), HOT “Lua em Escorpião” (Belo Horizonte / MG), The Gard “Plastic Man” (Campinas / SP), Bocarra “Caminhos Incertos” (São Paulo / SP), Gabriel Zerbinato “Long Drive Home” (São Paulo / SP), Ctrl+N “Armário” (São Paulo / SP), The F.Ray “Bugboo” (Capão de Canoa / RS), Naiá “Odara” (São Paulo / SP), Guerrilha dos Coelhos Mutantes “Às Flores do Cerrado” (Goiânia / GO), HOT “Elevei” part. Baco Exu do Blues (Belo Horizonte / MG), Paquetá “Na rua Liberdade vendi minha alma para o Diabo” (Canoas / RS), Six “O Jogo” (Canoas / RS), O Retrô Ativo “Valeu a Pena feat. Tom Rodrigues” (Ouro Preto D’Oeste / RO), Sant | Mazin | Black | Tiago Mac “Céu” Da Paz”, Daíra “Princesa do meu lugar (Belchior)” (Rio de Janeiro / RJ), Froid “Grana (A Teoria de Tudo)” (Brasília / DF).


PLAYLIST NO YOUTUBE

Preparamos também uma playlist no Youtube com os 90 videoclipes coletados durante o mês de Dezembro. Assim quem quiser ver tudo de uma vez basta apertar o play.



melhores clipes dez18


PLAYLIST NO SPOTIFY


Desta forma chegamos a playlist com os clipes independentes lançados no mês de Dezembro (2018). Dos 90 vídeos do post, 83 possuem as faixas no Spotify. Muito disso por conta que algumas faixas serão disponibilizadas quando o EP ou álbum forem lançados na plataforma e outros pelo artista/banda não ter material por lá.

-> Siga o Perfil do Hits Perdidos no Spotify <-



Para você, qual o melhor do mês?


3 thoughts on “Os Melhores Clipes Independentes lançados em Dezembro + Playlist no Spotify

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s