Documentários musicais são como caixinhas de chocolate: você nunca sabe o que esperar. Assistir a um documentário é um exercício de aprendizado. Nele encontramos todo trabalho de pesquisa ”mastigado” e resumido para as telonas. Muitos deles demoram anos e exigem uma árdua pesquisa de campo por parte dos documentaristas, seja realizando entrevistas, buscando dados em biografias e averiguando veracidades e contradições. Hoje separamos 15 documentários que vão do punk ao K-Pop passando por diversos estilos e histórias.

Em 2014 fizemos um post com 30 documentários musicais e a poucos dias atualizamos os links. Mas isso já faz muito tempo, chegou a hora de trazer mais alguns para vocês!

Por aqui também fizemos duas listas de documentários que ajudam a contar a história da música brasileira. Confira a Parte 1 (Saiba Mais) e a Parte 2 (Saiba Mais). Em maio trouxemos 40 documentários em uma lista que conta com nomes como Beastie Boys.

Do Punk ao K-Pop: 15 documentários musicais para assistir online


Gimme Danger Documentários Musicais Assistir Online


1) Slowdive – Souvlaki – Pitchfork Classic

Documentário dirigido por Michael Garber sobre o álbum clássico Souvlaki do Slowdive lançado em 1993, uma das mais importantes bandas de shoegaze. O material reúne entrevistas com os integrantes dissecando os bastidores da produção. Abrimos nossa lista de documentários musicais com um clássico.



2) Pulp: A Film About Life, Death and Supermarkets (Prime Video)

Sinopse: “Depois de 25 anos percorrendo os palcos do mundo, e tendo vendido 10 milhões de discos, Pulp volta à sua cidade natal em dezembro de 2012 para fazer o último show. Jarvis Cocker tem a barba grisalha, mas mantém a elegância, o carisma e a lucidez. Filho pródigo, ele aproveita a volta para fazer uma revisão da carreira do grupo e expor suas ideias sobre a arte e a morte, a fama e o tempo, o sexo e o amor.”

O documentário lançado em 2014 dirigido por Florian Habicht e está disponível no Prime Video também pode ser visto no Youtube (vai saber até quando, clique aqui e assista)

3) Arnaldo, Sessenta (Globoplay)

O caçula da nossa lista, o documentário sobre Arnaldo Antunes está disponível no Globoplay. A sinopse define como: uma obra que passeia pela música, poesia e artes visuais, múltiplos talentos de Arnaldo Antunes. Tendo como fio condutor uma longa entrevista do cantor ao jornalista Pedro Bial, o documentário conta com 11 apresentações musicais, dois novos poemas, “Saga” e “Um Deus”, e imagens de arquivo, muitas delas inéditas.

“Inspirado no universo do Arnaldo, eu diria que o documentário é uma deliciosa prosa cubista. Com uma despretensiosa conversa com o artista e seus pensamentos angulosos, que levam a gente a mergulhar na memória dele. Sem a “prisão” e a obrigação de ser uma biografia definitiva – até porque Arnaldo ainda tem muito a escrever na sua história – Arnaldo, Sessenta é um passeio por momentos marcantes da memória do artista.

Recheado de um rico material de arquivo e músicas de todas as fases do músico, o documentário mostra a riqueza e diversidade da obra de Arnaldo. Do rock instigante de “Comida” à delicada “Contato Imediato”, vemos um músico plural e vital. Entro no projeto fã do artista, saio muito fã da pessoa Arnaldo Antunes”, define o diretor Gian Belloti.

4) Shut Up an Play the Hits (Prime Video)

Sinopse: “No dia 2 de abril de 2011 o LCD Soundsystem fez seu show final no Madison Square Garden. O frontman do LCD Soundsystem, James Murphy, tomou a decisão consciente de separar uma das bandas mais famosas e influentes de sua geração no auge de sua popularidade, garantindo que a banda sairia por cima com o maior e mais ambicioso show de sua carreira.

A extravagância de quase quatro horas, esgotada instantaneamente, fez exatamente isso, levando os milhares de presentes às lágrimas de alegria e tristeza, com a revista NEW YORK chamando o evento de “uma maravilha do puro artesanato” e a revista TIME lamentando “podemos nunca dançar novamente.”

SHUT UP AND PLAY THE HITS é tanto um filme narrativo que documenta esta performance única na vida quanto um retrato íntimo de James Murphy enquanto ele navega para o show, no dia seguinte, e as ramificações pessoais e profissionais de sua decisão.”

O documentário foi dirigido por Dylan Southern e Will Lovelace. Sabemos que a banda acabou voltando e até mesmo tocando no Lollapalooza Brasil mas é um documentário e um show e tanto para assistir.

5) Stop Making Sense (Prime Video)

Corria o ano de 1984 e o diretor Jonathan Demme juntou-se à banda Talking Heads para um projeto até então inédito: fazer um show-filme, no qual as músicas da banda ganhavam um significado a mais durante a apresentação.

O vocalista David Byrne concebeu todo o espetáculo nos mínimos detalhes, criando uma narrativa cênica vigorosa, estudada até hoje em escolas de cinema. No Brasil o documentário passou na mostra In-Edit.

6) Supersonic: Oasis (Netflix)

Através de uma vasta pesquisa de imagens de arquivos, esta é uma análise aprofundada sobre a trajetória, a obra, a história e o impacto exercido pela banda inglesa de Manchester, Oasis, liderados pelos irmãos Noel e Liam Gallagher, banda que foi uma das maiores influentes do britpop. São duas horas de documentário e está disponível na Netflix.

7) The Damned – Don’t You Wish That We Were Dead (Amazon Prime)

Filme sobre o grupo de rock britânico The Damned, mistura imagens de arquivos, entrevistas e imagens contemporâneas do grupo, de outros músicos e fãs. O filme discute a rivalidade entre os membros Captain Sensible e Rat Scabies com suas divergências sobre royalties não pagos.

É interessante ver sobre a perspectiva de que é um documentário de 2015 e em 2020 a banda anunciou retorno com a formação original.



8) Don’t Break Down: A Film About Jawbreaker (Amazon Prime)

Sinopse: “Em 2007, 11 anos depois de uma das bandas punk americanas mais influentes, Jawbreaker, encerrar as atividades, os três membros, Blake Schwarzenbach, Chris Bauermeister e Adam Pfahler se reconectaram em um estúdio de gravação de São Francisco para ouvir seus álbuns, relembrar e até atuar juntos.”

O documentário é dirigido por Tim Irwin e Keith Schieron e tem 77 minutos de duração. Atualmente está no catálogo da Amazon Prime mas já esteve no Mubi.



9) Gimme Danger! (Amazon Prime)

Documentário dirigido por ninguém mais ninguém menos que Jim Jarmush lançado em 2016. Conheça a história da banda Stooges, liderada pelo ícone Iggy Pop. Com entrevistas e imagens de arquivos, o documentário apresenta um olhar detalhado sobre a trajetória e o impacto cultural da banda precursora do punk rock.



10) Salad Days (Amazon Prime)

Sinopse: “O documentário retrata o crescimento e os aspectos sociais, culturais e políticos que influenciaram a cena hardcore punk em Washington, D.C. O filme exibe inúmeras gravações de vídeo e fotos do movimento hardcore, além de entrevistas com músicos das bandas pioneiras do hardcore punk.”



11) Other Music (Amazon Prime)

Sinopse: “Other Music foi uma loja de discos influente e intransigente da cidade de Nova York, vital para a cena musical indie da cidade no início dos anos 2000. Mas quando a loja é forçada a fechar as portas devido aos aumentos de aluguel, à homogeneização da cultura urbana e à mudança dos CDs para músicas para download e streaming, um marco cultural se perde.

Por meio de uma narrativa vibrante, o documentário captura o papel vital da loja de discos na vida musical e cultural da cidade e destaca os artistas cujas carreiras ajudou a lançar, incluindo Vampire Weekend, Animal Collective, Interpol, Yeah Yeah Yeahs, William Basinski, Neutral Milk Hotel , Sharon Van Etten, Yo La Tengo e TV On The Radio.”

Produzido e dirigido por Puloma Basu e Rob Hatch-Miller com participações de nomes como:

Tunde Adebimpe (TV On the Radio), Panda Bear, Avey Tare & Geologist (Animal Collective), Matt Berninger (The National), Stuart Braithwaite (Mogwai), Martin Gore (Depeche Mode), Daniel Kessler (Interpol), Ezra Koenig (Vampire Weekend), Mac McCaughan (Superchunk), Stephin Merritt (Magnetic Fields), Brian Chase (Yeah Yeah Yeahs), Regina Spektor, Dean Wareham (Galaxie 500/Luna) entre outros. Um dos documentários musicais mais diferentes da nossa lista.



12) Blackpink: Light Up The Sky (Netflix)

Sinopse: Blackpink: Light Up the Sky é um documentário de 2020 sobre os quatro anos da estreia do Blackpink. Com direito a vídeos dos dias de treinamento, onde podemos ver as casas, o cotidiano e as histórias dos bastidores através de entrevistas.

13) Miss Americana (Netflix)

Sinopse: “O filme cobre uma série de eventos na vida e na carreira de Taylor Swift, incluindo a criação de seu sétimo álbum de estúdio, Lover (2019), sua anterior batalha com um distúrbio alimentar, seu julgamento por agressão sexual, o diagnóstico de câncer de sua mãe, e a decisão de Swift de tornar público sua visão política.” Lançado no fim de janeiro, o documentário dirigido por Lana Wilson está disponível na Netflix.



14) Homecoming (Netflix)

Sinopse: “Documentário sobre a aclamada apresentação de Beyoncé no Festival Coachella 2018, mostrando como foi tal processo criativo, revelando imagens de arquivo pessoal, e focando no desejo da artista em celebrar a cultura negra.”



15) AmarElo é tudo para ontem (Netflix)

Com estreia planejada para o dia 08/12 o documentário é uma realização da Laboratório Fantasma, produtora de Emicida com o irmão Evandro Fióti. O longa usa imagens do show do rapper no Theatro Municipal em 2019 como espinha dorsal, e ainda explora a produção do projeto de estúdio AmarElo, ao mesmo tempo, que conta a história da cultura negra brasileira nos últimos 100 anos. Estamos ansiosos para assistir por aqui.

Gostou da nossa lista de documentários musicais para assistir online?