Documentários musicais são como caixinhas de chocolate: você nunca sabe o que esperar. Assistir a um documentário é um exercício de aprendizado. Nele encontramos todo trabalho de pesquisa ”mastigado” e resumido para as telonas. Muitos deles demoram anos e exigem uma árdua pesquisa de campo por parte dos documentaristas, seja realizando entrevistas, buscando dados em biografias e averiguando veracidades e contradições. Hoje separamos mais de 30 documentários que ajudam a contar a história da música brasileira.

Em 2014 fizemos um post com 30 documentários musicais e a poucos dias atualizamos os links. Em sua maioria eram documentários estrangeiros e foi sugerido uma lista nacional. Então vamos lá!

Confira uma lista documentários que nos ajudam a entendermos mais sobre a trajetória da música brasileira.


Documentários Música Brasileira

Miranda em trecho do documentário Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94Foto: Reprodução


1) O Barato de Iacanga



Uma fazenda familiar no interior de São Paulo foi palco do mais lendário festival ao ar livre da música brasileira: o Festival de Águas Claras. Suas quatro edições, entre as décadas de 70 e 80, reuniram milhares de hippies e confundiram a ditadura.

O evento contou com os mais importantes nomes da nossa música, como Gilberto Gil, Hermeto Pascoal, Luiz Gonzaga, Sandra de Sá, Raul Seixas, Alceu Valença e João Gilberto. Produtores e artistas, apoiados por raras imagens de arquivo, conduzem esse documentário musical que revela a verdadeira história de ativismo político e cultural por trás do festival.

Dirigido por Thiago Mattar, O Barato de Iacanga foi produzido da bigBonsai e está disponível na Netflix.

2) Loki: Arnaldo Baptista



Com direção de Paulo Henrique Fontenelle o documentário foi produzido, finalizado e distribuído pelo Canal Brasil. Lançado em 2009, ele é biográfico sobre a vida e a obra de Arnaldo Baptista, líder e fundador da banda Os Mutantes.

Retratando altos e baixos do grupo, a saída de Rita Lee, e também depoimentos de pessoas como Sean Lennon, Kurt Cobain e Devendra Banhart. Mais um dos ótimos documentários sobre música brasileira

3) Guitar Days



Caio Augusto Braga ao lado de Magoo Felix e Maurício Palhano embarcaram na aventura de viajar o Brasil para produzir o documentário: Guitar Days – An Unlikely Story Of Brazilian Music.

O documentário busca contar a história da cena de Indie Rock brasileira, dos anos 90 para cá. Uma geração que decidiu tocar rock barulhento com letras em inglês a margem da visibilidade do mainstream.

Estão presentes no documentário jornalistas e pessoas importantes do ecossistema da música:

Alex Antunes (Bizz/Caderno 2), Alexandre Matias (UOL/Trabalho Sujo), Fábio Massari (89FM/MTV), Fernando Naporano (Caderno 2/Correio Braziliense), Humberto Finatti (Istoé/Rolling Stone), Marcel Plasse4 (Bizz/Caderno 2), Renato Malizia (TBTCI), JR (92 Graus), Mancha Leonel (Casa do Mancha), Tony Rosenberg (Borracharia), Lê Almeida (Escritório – Transfusão Noise Records), Marco Badin (Hangar 110), Roberto Cotrim (Espaço Retrô), Claudão Pilha (A Obra).

Fernando Dotta e Rafael Farah (Balaclava Records), Carlos Miranda (Banguela Records/Trama Virtual), Alexandre Vianna (Cemporcento Skate), Fernando Sanches (Estúdio El Rocha), Fabrício Nobre (Festival Bananada), Sérgio Vanalli (Festival Juntatribo), Bruno Pinho (Howlin’Records), Rodrigo Lariú (Midsummer Madness), Marcelo Shida (Showlivre), Marcos Boffa, Jeff Santos e Fernanda Azevedo (Motor Music – BHRIF), RH Jackson (Estúdio SoftSync), Diogo Dias e Victor Toso (Rock Ex-Machina), Marcelo Viegas (Short Records), Elson Barbosa e Lucas Lippaus (Sinewave), Rafael Crespo (Spicy Records), Willie Linn, entre outros.

4) Botinada! A origem do punk no Brasil



O Punk Rock chegou com tudo no Brasil e teve como marco o festival o Começo para o Fim do Mundo que aconteceu no palco do Sesc Pompeia no fim de 1982 reunindo as bandas Dose Brutal, Psykóze, Ulster, Cólera, Neuróticos, M-19, Inocentes, Juízo Final, Fogo Cruzado, Desertores, Suburbanos, Passeatas, Decadência Social, Olho Seco, Extermínio, Ratos de Porão, Hino Mortal, Estado de Coma, Lixomania e Negligentes.

Registros como o SUB lançado em 1983 através do selo Estúdios Vermelhos, do Redson do Cólera, também foram importantes para a sua disseminação do estilo no país. Era para ser um álbum do Cólera inicialmente, porém Redson resolveu chamar mais três bandas: Ratos de Porão, Psykóze e Fogo Cruzado.

O primeiro registro mesmo foi o Grito Suburbano que foi lançado em 1982. Este que contou com Olho Seco, Inocentes Cólera, cada uma delas com quatro faixas.

Botinada dirigido por Gastão Moreira e lançado em 2006 é um dos mais importantes documentários do começo do punk no Brasil.

Confira também nossa Playlist de Punk Brasileiro

5) Do Underground ao Emo



Em 2013 Daniel Ferro lançou um documentário retratando o hardcore dos anos 90 até o emo. Outro registro importante para o cenário brasileiro.

“Documentário de 1h de duração, abordando as bandas independentes da cena de hardcore melódico brasileira, no período da segunda metade da década de 90 até os dias atuais, até a explosão e sucesso de algumas no mercado mainstream.

Com entrevistas exclusivas com artistas como Dead Fish, CPM22, Garage Fuzz, NxZero, Dance of Days, Gloria, Sugar Kane, Forfun, Fresno, Hateen, Cueio Limão, Street Bulldogs, Bullet Bane entre muitos outros envolvidos, o documentário revela imagens inéditas, coletadas de arquivos pessoais das bandas.

O programa aborda ainda questões como a confusão que foi o termo “Emocore” no país, a relevância da casa Hangar 110 para o fortalecimento da cena, além de mergulhar nos reflexos gerados a partir de uma cena autossuficiente que se transformou ao virar a sensação dos jovens na primeira metade da década de 2000, culminando numa crise atual do underground.” – conta a sinopse do documentário

6) Cartola – Música para os olhos



Esta é a história de Angenor de Oliveira, mais conhecido como Cartola. Um dos mais importantes compositores da música brasileira de todos os tempos, Cartola é o autor de obras-primas como “O Mundo é um Moinho”, “As Rosas Não Falam”, entre outras.

Os diretores Lírio Ferreira e Hilton Lacerda mostram a importância de Cartola para a música brasileira, traçando um emocionante painel do autêntico samba de origem e seus principais expoentes.

7) A batalha do passinho



Confira a Sinopse:

“O estilo de dança que cresceu nas favelas do Rio de Janeiro, o passinho tornou-se uma nova forma de dançar o funk carioca. Quando o vídeo de Beiçola e seus amigos, “Passinho Foda” atingiu o número de 4 milhões de acessos no Youtube, os passinhos de Beiçola começaram a serem reproduzidos nos bailes das comunidades. O documentário mostra a vida dos dançarinos e as proporções que o fenômeno atingiu, que se expande para além dos bailes, favelas e DJs.”

8) Daquele Instante em Diante – Itamar Assumpção



Sinopse do Documentário:

“Daquele Instante em Diante” documenta em profundidade a vida e a trajetória artística do músico e poeta Itamar Assumpção, morto em 2003 de câncer aos 53 anos. Ele foi um dos pilares de um momento da música popular brasileira que se convencionou chamar de “Vanguarda Paulista”.

Dono de uma personalidade vulcânica, Itamar construiu sua obra magistral de forma praticamente independente, à revelia da indústria cultural – e estabeleceu com ela, desde cedo, uma relação turbulenta.

Íntegro e muitas vezes bem intransigente, sua postura lhe custou o rótulo de “maldito” e acabou por colocá-lo à margem (muitas vezes de forma dolorosa) do que se entendia por “sucesso comercial” (sucesso Itamar fazia a seu modo, com shows lotados e longas temporadas em São Paulo, turnês pela Europa…).

Partindo de uma pesquisa extensa que resultou em mais de 250 horas de imagens (muitas antológicas e inéditas) e de um mergulho no universo pessoal deste incrível artista, o filme apresenta suas várias facetas: o compositor, poeta, arranjador, o performer apaixonado por orquídeas, o pai de família, o iconoclasta, refém de clichês como o “gênio incompreendido”. Itamar vem à tona através de uma trama poética, intuitiva, onde fatos e depoimentos falam mais alto que idéias preconcebidas.”

Direção de Rogério Velloso e realização Instituto Itaú Cultural e Movieart. São 110 minutos de duração e foi lançado em 2011.

9) Por Toda Minha Vida – Adoniran Barbosa



Programa resgata história de Adoniran Barbosa e foi transmitido na rede Globo. O especial conta com uma estrutura que compreende dramatização com imagens de arquivo do cantor e compositor, depoimentos de parentes, amigos, estudiosos e profissionais que fizeram parte de seu convívio, como os compositores Tom Zé e Eduardo Gudin, Sérgio Rosa, integrante do grupo Demônios da Garoa e o ator Rolando Boldrin, que afirma que o amigo “era o cronista paulista na música”.

Apresentado por Fernanda Lima, Por Toda a Minha Vida Adoniran Barbosa tem direção de núcleo de Ricardo Waddington e direção de Fabrício Mamberti. Escrito por Teresa Frota, apresenta reportagem de Fernanda Scalzo e redação final de George Moura.

10) BIZZ – Jornalismo, causos e Rock and Roll



Documentário que conta a trajetória da revista BIZZ, uma das mais importantes publicações sobre música brasileira de todos os tempos. A direção é Almir Santos e Marcelo S. Costa. Lançado em 2012.

Documentários sobre música brasileira

11) Ruído das Minas



Sinopse

“A Origem Do Heavy Metal em Belo Horizonte. Guitarras pesadas, cabelos compridos, cruzes e demônios. O Heavy Metal mineiro se tornou um dos mais representativos do Brasil.

Belo Horizonte deu origem a bandas como Overdose, Sarcófago e, uma das maiores do mundo, Sepultura. Ruído das Minas apresenta essa história contada por quem viveu intensamente os primórdios do Heavy Metal na capital mineira.”

Idealizado por Filipe Sartoreto, Gracielle Fonseca, Rafael Sette-Câmara e Leandro Lima.

12) Fabricando Tom Zé



Com 89 minutos e lançado em 2007, o registro conta com a direção de Décio Matos Jr. Além do Tom Zé e sua esposa aparecem ao longo do documentário Gilberto Gil e David Byrne. Foi gravado durante a turnê com Tom Zé pela Europa no ano anterior (2006), Fabricando fala sobre sua longa e frutífera trajetória, sua visão peculiar da música e seu relacionamento nada convencional com Neusa, sua esposa.

13) Dorival Caymmi – Um Homem de Afetos



Sinopse

“Uma das maiores figuras da música brasileira, Dorival Caymmi tem suas memórias e confidências relembradas através de uma inédita entrevista realizada em 1998. Combinando entrevistas com personalidades que o conheceram e este relato do próprio Caymmi, estabelece-se um panorama dos mais importantes momentos na história do cantor.”

14) Vou Rifar Meu Coração



Sinopse

“Uma viagem ao imaginário afetivo brasileiro a partir da obra dos principais nomes da música romântica, também conhecida como brega, cujas letras formam verdadeiras crônicas dos dramas e alegrias da vida a dois. No filme os temas destas músicas se relacionam com as histórias amorosas de pessoas comuns, que abrem suas casas e corações para contá-las, além de ouvir os principais artistas do gênero.”
Entrevistados: Agnaldo Timóteo, Amado Batista, Lindomar Castilho, Nelson Ned, Odair José, Rodrigo Mell, Walter de Afogados e Wando. Lançado em 2011 e dirigido por Ana Riepper.

15) Titãs: A Vida Até Parece Uma Festa



Sinopse

Titãs contam a sua História, utilizando linguagem não cronológica, musical e em ritmo de aventura. Quando lançaram o disco “Cabeça Dinossauro”, Branco Mello comprou sua primeira câmera (VHS) e saiu gravando tudo o que acontecia naquele momento de explosão musical que foram os anos 80.

Cenas inéditas de viagens, camarins, discussões, ensaios, shows, programas de tv, videoclipes, shows, reportagens de telejornais, gravações de álbuns e de grandes sucessos, e ainda participações de artistas e amigos desde os primórdios até hoje em dia.”

16) Jards Macalé Um Morcego na Porta Principal



Sinopse

“Uma luz sobre a trajetória nada linear de Jards Macalé, artista contestador e personagem controverso da cultura brasileira das últimas quatro décadas. Autor de “Vapor barato”, “Movimento dos barcos”, parceiro principal de Waly Salomão, violonista e arranjador de Gal Costa e Caetano Veloso, ator e autor de trilhas de Nelson Pereira dos Santos, amigo pessoal de Lygia Clark e Hélio Oiticica. Mas antes de tudo, o “maldito” que sonha em ver a palavra amor na bandeira do Brasil.”

Participam do documentário: Dorival Caymmi, Gilberto Gil, Jards Macalé, Luiz Melodia, Maria Bethânia e Nelson Motta. Direção de João Pimentel e Marco Abujamra.

17) Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94



Sinipse

“Nunca o rock foi tão brasileiro… e nunca o Brasil foi tão rock’n’roll quanto em meados dos anos 1990. Raimundos, Chico Science, Skank, Planet Hemp, Mundo Livre S/A e várias outras jovens bandas mudaram o jeito de fazer música elétrica no país, com muito mais originalidade e com qualidade internacional.

O quarto filme do jornalista Ricardo Alexandre conta toda essa história a partir de uma história menor: a do Banguela Records, o selo que os Titãs criaram ao lado do produtor Carlos Eduardo Miranda, lançando bandas como os Raimundos, Maskavo Roots, Graforreia Xilarmônica e outras.”

SEM DENTES: BANGUELA RECORDS E A TURMA DE 94. Documentário/musical. 121 minutos. Direção: Ricardo Alexandre. Roteiro: Ricardo Alexandre e Alexandre Petillo. Edição: André Pires, Fabio Tintim, Felipe Boy, Rafael Rezende. Produção executiva: Nadia Pontes, Erick Miranda, Alexandre Petillo. Direção de arte: Eduardo Oikawa e Erick Miranda. Fotografia: André Pires. Com: Carlos Eduardo Miranda, Charles Gavin, Dado Villa-lobos, André Forastieri, Fred 04, Gastão Moreira, Fernanda Takai, Nando Reis, Samuel Rosa, Pena Schmidt e outros.

18) Documentário: COGUMELO 35 ANOS



Cogumelo 35 anos conta a história do selo mineiro responsável por lançar as principais bandas do metal brasileiro e consolidar o gênero no país. A história do metal no Brasil se confunde com a história da CogumeloRecords, gravadora mineira fundada em Belo Horizonte nos anos 80.”

O documentário não é oficial mas é deverás interessante.

19) Chico Science, Um Caranguejo Elétrico



Um filme de 86 minutos exibido pela TV Globo Nordeste e GloboNews em 2016.

Sinopse

“O documentário acompanha a carreira do mentor do Manguebeat através de imagens de arquivo, gravações inéditas e depoimentos de nomes como Fred Zero Quatro (Mundo Livre S/A), Jorge Mautner, Carlos Eduardo Miranda, Arnaldo Antunes, Paralamas do Sucesso, Dengue, Lucio Maia, Jorge Du Peixe e Toca Ogan.

Com participação de: Dona Rita, Gorete, Eurico, Mestre Meia Noite, Dj Dolares, Fred Jordão, Fed Zero Quatro, Xico Sá, Gil Vicente, Renato L, Stella Campos, Cannibal, Otto, Hilton Lacerda, Miranda, Jorge Davidson, Cadão Volpato, Marcelo Rubens Paiva, Paulo André, Liminha, Marcelo Yuka, Lorena Calabria Arto Lindsay, Bill Braggin, Gilberto Gil, Bid, Jorge Mautner, Arnaldo Antunes, Herbet Viana, Lenine, João Barone, Bi Ribeiro, Andre Jung. Produção Geral: Ricardo Carvalho

20) Rock Brasil 70 – Viagem Progressiva



Sinopse

“Documentário realizado em 2013 com o objetivo de descrever, contextualizar e trazer para a atualidade a história do rock progressivo feito no Brasil, um movimento artístico/musical que, apesar de ter representado uma gigantesca importância histórica para a cronologia do rock e da música nacional, acabou não tendo tanto destaque em sua época, muito menos lembranças de grande reconhecimento no presente.

Com os nomes mais importantes da época, o projeto visa respeitar a história da música brasileira e responder que, apesar de permanecer no ‘underground’ da mídia até os dias atuais, o rock, independente de sua vertente, é resistente, viajante, atemporal e guerrilheiro.”

Documentários sobre música brasileira

21) Maestro do Canão



Sinopse

Sabotage abre sua mente neste documentário inédito, soltando o verbo espontâneo, sincero e profundo. Discute a infância, o ócio, a rua, a desigualdade, o descaso, a solidariedade, o passado e o futuro, como uma antena que capta e emite realidade em todas as direções. Imagens inéditas, depoimentos de diversos músicos e pessoas ligadas a ele demonstram a importância desse artista que misturou estilos e se tornou uma lenda após sua morte.”

Direção e Montagem: Ivan 13P. Produzido por Denis Feijão e Ivan 13P. Produção: 13 Produções e Elixir Entretenimento Patrocínio: Itaú e Sabesp.

22) 2017: O Ano que a Psicodelia Quebrou



Documentário sobre as bandas Boogarins e Hierofante Púrpura (todo captado em celular) registrando uma turnê pelos três estados do sul do Brasil, dentro de uma Kombi, entre novembro e dezembro de 2017. Gira de divulgação dos seus respectivos lançamentos: La Vem a Morte e Disco Demência.

Dirigido e editado por Danilo Sevali.

23) Rock In Rio 30 anos



Sinopse

“Nos anos 1980, os grandes shows não vinham para o Brasil”. A frase de Roberto Frejat ajuda a entender por que foi tão ousada e grandiosa a iniciativa de Roberto Medina de realizar no Rio de Janeiro um festival de música do porte do Rock In Rio.

Com direção de Daniel Ferro, o documentário “Rock In Rio 30 anos” resgata imagens históricas, trechos de shows, reportagens e entrevistas da época, além de  curiosidades e casos inéditos. Depoimentos como os de Roberto Medina, Frejat, Erasmo Carlos, Nelson Motta, Baby do Brasil, entre outros, ajudam a mostrar como, a partir de sua primeira edição, o festival se tornou um dos maiores do mundo.”

24) Guidable – A verdadeira História do Ratos de Porão



Sinopse

“O documentário GUIDABLE. A Verdadeira História do Ratos de Porão é o registro oficial e sem censura de quase três décadas de drogas, loucuras e muito barulho, documentadas em centenas de fotos e vídeos raros e inéditos, além de entrevistas exclusivas com integrantes, ex-integrantes e todas as pessoas que, de alguma forma, fizeram parte desta instituição do rock pesado.”

25) Mukeka Di Rato – Kanela Verde



O documentário retrata peripécias da banda de hardcore Mukeka Di Rato em tour no Japão com o grupo musical Vivisick em 2007.

26) Ariel – Sempre pelas ruas



Documentário sobre a trajetória do poeta, músico e pioneiro do punk nacional Ariel Ulliana, ex-Inocentes e vocalista das bandas Restos de Nada e Invasores de Cérebros. O registro é uma produção de Ailton Lucena e Marcelo Appezzato, com pesquisa, roteiro e direção de Marcelo Appezzato.

27) Tropicália



Sinopse

“Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. O documentário resgata uma fase na história do Brasil em que cena musical fervilhava e os festivais revelavam vários novos talentos. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.”

Documentários sobre música brasileira

28) História do Clube da Esquina – A MPB de Minas Gerais



Documentário “Sobre Amigos e Canções” que conta a história do movimento musical mineiro Clube da Esquina. Produzido como trabalho final do curso de Jornalismo da PUC-SP, o filme superou expectativas e foi exibido na TV Cultura e em diversos festivais e mostras.

As diretoras entrevistaram e acompanharam, durante todo um ano, músicos como Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Wagner Tiso, Toninho Horta e outros. Além das histórias contadas pelos protagonistas do movimento, o documentário é recheado com um material de pesquisa rico em imagens históricas.

Direção e Roteiro por Bel Mercês e Leticia Gimenez.

29) Bezerra da Silva: Onde a Coruja Dorme



Sinopse

“O documentário revela a relação do polêmico Bezerra da Silva com seus compositores, egressos dos morros cariocas e da Baixada Fluminense, e muitos deles, profissionais de segmentos populares do mercado de trabalho, como carteiros, trocadores de ônibus, pedreiros e biscateiros de um modo geral. Segundo o sambista conhecido por sua malandragem, essas pessoas eram sambistas genuínos.”

30) O Rap Pelo Rap



Sinopse

“Para fazer este documentário, que surgiu de um TCC, o diretor contou com 42 personagens – entre MCs, DJs e produtores – para traçar um panorama do gênero no país. Eles falam aqui abertamente sobre os 8 temas propostos pelo filme e procuram entender o Rap. Rap bom é rap antigo? Rap e mídia combinam? Qual o futuro do Rap nacional? Ninguém melhor para debater essas perguntas que o próprio Rap. Desde os primeiros a se arriscar no estilo, até os mais recentes astros do underground. Um filme para os aspirantes à MC/DJ/produtor, fãs do gênero e interessados na cultura.”

Aparecem no documentário: DJ KL Jay, Criolo, Karol Conká, Dexter, Sandrão RZO, Rael, GOG, Coruja BC1, Lívia Cruz, Sombra SNJ, Shaw, Kamau, M.sário, Dj Erick Jay, De Leve, Daniel Ganjaman, Spinardi, Qualy, Spvic, Dj Sleep, Rapadura, Síntese, Dj RM, Chino, Nissin, Bruno Silva, Forage, Geninho Beatbox, Dj Nyack, Marcello Gugu, Flow MC, Bitrinho, Nave, Amiri, Bino, Jamés Ventura, Luca, Red Niggaz, Garcez Dirty Lion, Helibrown, Jota Guetto, Vulgo Sau, Gabriel Flash.

Direção, roteiro, produção e edição: Pedro Fávero

31) DESAGRADÁVEL – Gangrena Gasosa



Sinopse

“Documentário sobre a Gangrena Gasosa, a primeira e única banda que mistura elementos do metal e da umbanda, e que marcou época no Rio de Janeiro dos anos 90. A história por trás do “saravá metal tem uma série de histórias divertidas, insanas e aterrorizantes, envolvendo desde histórias de atropelamentos, atentados, AIDS, conspirações da mídia, perseguições de nazistas, tentativa de espancamento e assassinatos. Mas será que todas esses relatos foram reais ou são lendas urbanas?”

32) Califórnia Brasileira HC PUNK EM SANTOS DE 1991 A 1999



California Brasileira retrata o cenário independente da época entre 1991 e 1999 em Santos (SP). Com muitos depoimentos o registro traz materiais como pôsteres, vídeos, áudios. A direção é de Wladimyr Cruz e Rodiney Assunção. Entre as bandas aparecem Garage Fuzz, White Frogs, Sociedade Armada, Safari Hamburguers, Psych Possessor e The Bombers, entre outros.

33) Napalm o Som da Cidade Industrial



Sinopse

“Napalm foi uma casa noturna paulistana de vida curta, mas intensa, símbolo do rock brasileiro dos anos 80. Por seu palco, bandas como Legião Urbana, Plebe Rude, Titãs, Ultraje, Voluntários da Pátria, Azul 29, Ira! e Mercenárias começaram a carreira. Produção canal BIS.”

34) Gru-Pdx: Quarto Negro em Turnê

O documentário dirigido por Daniel Barosa, lançado em 2016, revela o processo de gravação do segundo álbum do Quarto Negro, Amor Violento (2015), que aconteceu em Portland. Durante 6 meses na estrada eles descobrem uma incrível cena musical da cidade norte americana formada na última década.

O Documentário está disponível na Amazon Prime



Gostou da nossa seleção de documentários da música brasileira?