Fernando TRZ (Caramelows) lança clipe-arte para “Solstício”

Toda música e obra deve ser celebrada. Tanto as músicas reconhecidas por suas representatividades históricas quanto as novas ideias expressas em letras, melodias e arranjos e até mesmo em imagens. A música é viva e quando encontra ouvidos para apreciá-la ela passa a fazer sentido e trazer sentidos para quem por ela é tocada.

A música instrumental mundial tem ganhado novos espaços na atualidade como instrumento de experiência artística, de comunicação universal e para tocar o público, provocar novos movimentos, seja em trilhas sonoras de vídeos publicitários, trilhas de novas séries e filmes ou em playlists de criadores em lo-fis de beats, instrumentais que fazem fundo para o trabalho de escritório home-office onde nem sempre música com letra é possível.

Foi nessa perspectiva de música instrumental imagética que Fernando TRZ, atual tecladista da banda Caramelows e produtor musical inquieto de longa trajetória no estado de SP e no BR, editou de forma pessoal um video clipe artístico com imagens de suas viagens em turnê, imagens de alguns amigos e fragmentos poéticos criadas inspiradas para e pela sua música “Solstício”, faixa que intitula seu ultimo disco que completa um ano de seu lançamento em dezembro de 2020.

Fernando TRZ, como muitos artistas brasileiros, imaginava trabalhar em 2020 circulando com seu show do disco recém lançado e teve seus projetos interrompidos pela pandemia, onde a grande maioria dos trabalhadores da música viram suas atividades paralisadas para evitar qualquer aglomeração e contaminação.


Fernando TRZ

Fernando TRZFoto: Paulo Arruda (Luz Vermelha)


Resiliência durante a #quarentena 

Chegado 2020 e com ele a Pandemia do Covid-19, Fernando TRZ aproveitou o momento de isolamento e se propôs a rever os lugares por onde passou em um exercício de decifrar as imagens filmadas e fotografadas durante as viagens, estudando esse banco de imagens e experimentando possibilidades em seu processo de edição, descobrindo possíveis roteiros e cenas que imergissem da música em um processo criativo simbiótico entre imagem e sons, onde todos esse lugares do mundo pudessem ser re-significados no processo de edição do filme.

Durante a edição do filme Fernando TRZ convidou seu antigo amigo de Universidade, o jornalista e fotógrafo Rafael Lefcadito, para ilustrar algumas cenas do filme com poemas inspirados na música, que depois foram traduzidos em outras línguas, e por fim foram animados ganhando mais vida dentro das cenas.

Poema de Rafael Lefcadito:

Solstício

Tem por base o equador
Gira junho, gira janeiro
Aquele vento de sempre…

Vôos em latitude
Inclinação solar e amiga
Vibrando entre hemisférios…

No piano faz um verso triste
E fotografa tudo
A mudança da estação…

Porque solstício é liberdade
É o ar mais puro das terras altas
E o suor, o reencontro latino…

Pura rotação nas marés
Você e minha história nos trópicos
Ondas que te reverberam…

Gira janeiro, gira junho
Nesse hemisfério sem equador
Fração desequilibra e aproxima o sol

Fernando TRZ “Solstício”

Agora o álbum Solstício ganha esse novo clipe e aponta mais desdobramentos possíveis desse conceito de espaço-tempo e memória, e sobretudo, também nos faz celebrar a música e a amizade que tanto nos uniram nesse difícil ano de 2020, e traz, mesmo que de forma remota, a possibilidade de sonharmos novamente com essa liberdade de peregrinação entre culturas, com transeuntes de espaços diversos, nomadismo entre cidades, países continentes, hemisférios, enfim nossa liberdade de ir e vir e experimentar as diversidades e buscar a poesia de cada lugar.

Sobre Fernando TRZ

Fernando “TRZ” Falcoski ou TRZ para os amigos e produtores da cena independente, é músico/tecladista, produtor musical, DJ e sound designer. Começou a atuar na música no final da década de noventa no interior de São Paulo, integrando a banda Mercado de Peixe, e também como produtor musical do selo/coletivo Samacô, quando fez sua graduação na UNESP de Bauru.

Em 2005 mudou-se para São Paulo, onde viveu por dez anos, período musicalmente intenso onde adquiriu grande experiência, integrando diversas bandas e acompanhando artistas da cena independente de São Paulo como a banda Cérebro Eletrônico, Pipo Pegoraro, Maria Alcina, Kika Carvalho, Aláfia, Lucas Santtana, além de sua banda autoral Lavoura, com a qual produziu quatro álbuns.

Durante esse tempo TRZ também continuou sua pesquisa e prática em criação na música instrumental contemporânea.

Em 2015 voltou a morar em São Carlos, interior de São Paulo, e passou a integrar a banda Liniker e os Caramelows, com a qual acompanhou a 4 turnês internacionais e pode mostrar sua performance e groove notadamente de tecladista e arranjador em diversos festivais do mundo como o Primavera Pro (Barcelona), Fusion (Alemanha), Womad (UK), Down the Rabbit Hole (Holanda), SummerFest (NY), entre outros. Também lançou um EP com o grupo TRZ Trio, ao lado do baterista Paulo Almeida e do baixista Fabiano Nunes, produzido em seu próprio estúdio na época.

Fernando TRZ também têm um vasto trabalho com produção musical voltada a música eletrônica e remixes, com muitas tracks lançadas nos CCMixter (Creative Commons) e Soundcloud. Já assinou remixes de artistas internacionais Marc de Clive Lowe, Erik Truffaz, Arrested Development, Daft Punk, e também dos brasileiros DJ Dolores, Chico Correa, Lucas Santtana, Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz, e lançou uma série de singles e remixes produzidos em parceria com o DJ Tahira.

Fernando TRZ “Solstício”



Sobre o poeta Rafael Lefcadito

Jornalista e Mestre em Comunicação Social pela Unesp de Bauru. Trabalhou como produtor e repórter cinematográfico na TV TEM, afiliada da Rede Globo, em Bauru.

Atuante no audiovisual em Ourinho (SP) como documentarista e fotógrafo. Apaixonado por música instrumental contemporânea e astrofotografia, é colaborador de projetos independentes nas áreas da música e artes visuais.