Medo, frio e cansaço, sentimentos tão humanos e ao mesmo tempo tão pavorosos. Chegam a dar muitas vezes uma sensação de desconforto, feito um frio na espinha. O conflito transparece em doses homeopáticas no novo EP da Terra Mãe, banda de Campinas, cidade do interior paulista.

O experimentalismo do projeto que tem como referências grupos como o Radiohead e a banda carioca Ventre é o resultado de um processo de maturação da sonoridade do quarteto formado por Gustavo Paschoalin (guitarra e voz), Igor Nogueira (guitarra), Pedro Fernandes (baixo) e Robson Rodrigues (bateria).

Terra Mãe “Medo, Frio, Cansaço”


EP Terra Mãe

Terra MãeFoto Por: Lucas Lima Argenton


“Acredito que essa é a chave da coisa, tentar sempre se reinventar. Estávamos passando por um momento complicado dentro da banda, individualmente, e estávamos todos passando por problemas pessoais que acabaram por refletir nesse EP. E isso acabou virando tema para esse trabalho.

Trabalhar nesse EP foi uma das melhores e maiores experiências que tivemos como banda até hoje. Aprendemos muito e queremos continuar nesse caminho.  É um passo que tomaremos para apresentar uma nova Terra Mãe, após muitas dificuldades, ainda continuamos aqui, firmes.”, relembra Gustavo



O registro é o sucessor do álbum de estreia, Resiliência, e conta com a participação da Larissa Conforto (ÁIYÉ e Ventre), em uma faixa em que a temática é a autoaceitação. E esse é o tom que permeia disquinho que conta com apenas 4 faixas; entre anseios, remorso, experiências ruins, turbulências, escapismo e liberdade.

“Por todas as vezes que eu já quis desistir”, é fruto da amizade entre Gustavo Paschoalin e Larissa Conforto.

“O contato com a Larissa ocorreu durante o início da sua turnê com o Vitor Brauer. Ela havia feito uma postagem sobre quais cidades o pessoal gostaria de vê-los. Eu, como fã, pedi para ela tocar em Campinas e por fim, fechamos um evento, onde a Terra Mãe tocaria junto. O show foi incrível e a partir daí ficamos amigos, o que facilitou o contato e a participação no EP.”, conta Gustavo.

O EP da Terra Mãe

“Pássaro” foi o primeiro aperitivo para o EP e até mesmo entrou na nossa lista de Melhores Live Sessions recentemente. Feito ondas magnéticas ela é quebradiça, e assimétrica, trazendo uma sensação de perder as estribeiras. O conflito é iminente e as dificuldades de encontrar um rumo, misturado com o amargor da frustração, deixam ela ao mesmo tempo flutuante e reverberante. Confusão que transforma.

“Gume” opta por uma atmosfera que vai atrás de referências do post-rock de grupos cultuados como Mogwai e Explosions In The Sky. O remorso, e as patadas que a vida dá, criam ao mesmo tempo de “cascas”, “barreiras invisíveis e deixam cicatrizes ao longo do caminho. A sensação é de que a música não termina e emenda na seguinte.

“Por todas as vezes que eu já quis desistir” tem 8 minutos de duração e traz consigo um poema e uma melodia sentimental que abraça o ouvinte com os dois braços. A transformação, as inseguranças, a efemeridade, o medo, as frustrações e o sentimento de se perder para se encontrar, são os pilares do poema repleto de abstrações ecoado pela voz de Larissa Conforto.

O novo EP da Terra Mãe termina com uma sensação de redenção. Afinal termina com “Vereda” uma ode a liberdade. A mais pesada do registro, traz distorções, gritos sufocados e altos e baixos.

Embora eles ainda estejam em busca da consolidação do seu espaço e sonoridade, a experimentação do EP serve como um norte. Um começo para uma banda ainda em transformação. Ficamos ansiosos para os próximos passos do quarteto de Campinas.

Ficha Técnica

A arte da capa é assinada por Vitória Nogueira. A produção da própria banda e Victor Miguel, que também cuidou da Engenharia de Som, Mixagem e Masterização.

Na música “Por todas as vezes que eu já quis desistir”, a Larissa Conforto na faixa “Pássaro”, participaram os músicos Raphael Calais (teclados), Gabriela Souza Moreira (trompete) e Diogo dos Santos (trombone). Na música “Gume”, Victor Miguel participou como backing vocal, enquanto Eduardo Duarte, foi backing vocal na faixa “Vereda”.


Novo EP da Terra Mãe

Capa Por: Vitória Nogueira


Ouça Terra Mãe no Spotify