[Premiere] Blocked Bones disponibiliza Live Session intensa gravada no Estúdio Aurora

Já tem algum tempo que o Raul da Dum Brothers veio me falar para ouvir “uns caras muito doidos do Pará”. Nunca marcava o nome ou lembrava para dar o play mas ele sempre frisava que eram bons e que o show era intenso.

Depois de alguns meses me vi no Estúdio Aurora para assistir a uma apresentação, acho que era da Sammliz. Entre os lapsos daquela noite, lembro que conheci os caras da Blocked Bones, e sai de lá com um adesivo. Só sei que naquele dia eu sai com um monte de nome de banda na cabeça e lembro que achei genial o som da banda Strobo.

Com o passar do tempo e estando mais familiarizado com as bandas do Pará, preparei um Especial Belém para o programa Dezgovernadoz. O resultado você pode conferir e ouvir logo abaixo.


BELÉM



Desde então ficou cada vez mais comum poder acompanhar o trabalho do Molho Negro por aqui (São Paulo) e pude finalmente assistir após diversas tentativas no RockAlt Fest. Um show intenso, com volume no talo, riffs garageiros e interação o tempo inteiro com o público. O famoso “sangue no olho”.

Blocked Bones Live Session @Estúdio Aurora

O duo Blocked Bones é formado por Fil Alencar (guitarra) e João Lemos (bateria), ele que assume também o vocal e a guitarra do Molho Negro. Uma curiosidade é que eu ainda não tive a oportunidade de assistir a um show da Blocked porém já pude ver o João tocando na Brvnks.

No meio do ano passado eles vieram para São Paulo para promover seu álbum, Animals. Desde então tem feito shows mesclando em seu repertório canções do disco e do EP, Death Mails in Black Letters (2013). Este que contempla os 5 anos de existência do projeto.


blocked_bones-5
Blocked Bones.

No dia 06/04 a banda pôde se apresentar no palco do Estúdio Aurora em uma noite que também reuniu o duo Mescalines. O estúdio paulistano que tem captado o som direto da mesa e filmado as apresentações com certa frequência inclusive lançou em março uma live session do Molho Negro.

A apresentação da Blocked Bones durou cerca de 35 minutos e passeia por algumas faixas do EP, como “A Way To Cut My Knees” e “Hounds”, e músicas que formam o Animals, disco produzido pelo gaúcho Iuri Freiberger e lançado em 2016.

Do registro,  “Hey You”, “Silent Mind”, “Black Boots”, “Room 04” e “The Trees” entraram no visceral set. Agora você pode conferir o vídeo completo no canal de Youtube do selo Urtiga, este em que o duo faz parte do casting.



A ideia da vinda para São Paulo é consolidar ainda mais a imagem do duo na região sudeste já que em Belém eles já foram responsáveis por abrir uma das noites do cultuado Festival Se Rasgum em 2016, mesmo ano em que se apresentaram no renomado festival indie, Canadian Music Week.

Sobre a importância do duo em sua vida Fil declara:

“Acho que se não fosse a banda, provavelmente eu não sei o que eu faria como músico. Ela me faz investir tempo, ter cuidado com o equipamento, me preocupar com um show, pode parecer meio clichê, mas parece um filho.

Eu inventei ela e agora vou ter que levar pra frente. No fundo, eu amo subir no palco e cantar bem alto pra galera ouvir. Talvez eu só precise de gente com quem eu posso compartilhar minhas angústias sem ter que explicar nada”, desabafa o músico.

Questionado sobre o que lembra do show no Aurora ele responde de bate pronto não lembrar de muita coisa e se justifica: “Uma rotina de show onde eu apago. Minha mente entra num blackout e eu só lembro de trechos do show, cantando de frente pro João, indo lá pro meio da galera e vendo como as pessoas se afastam [quando eu chego perto] (risos).

Só tenho flashes desse show. Lembro de ir encostar a guitarra no amplificador no final e de conversar com as pessoas antes de “Silent Mind”. Uma coisa que eu sempre noto e talvez me traga pra lucidez é a forma como eu piso nos pedais, se tá tudo certo. Talvez seja isso, enquanto tudo está perfeito eu to em outro mundo, quando pequenas coisas dão errado elas vão me puxando de volta pro palco”, reflete Fil

Os Próximos Passos

No momento eles estão se preparando para gravar novas canções. Eles dizem estar caminhando para uma fase mais experimental, com novos arranjos e composições pré montadas. Ligados no 220v eles afirmam estar com muitas ideias vindo à cabeça. Uma coisa é fato: uma rotina insana de shows e novo material está a caminho.

Show

Neste sábado (26/05) a banda se apresentará no Ziggy Hostel Club em Belém durante a festa de lançamento do selo Urtiga. A festa que terá início a partir das 20 horas também contará com apresentações de KikitoRubens Guilhon, além de DJ Sets de PratagyGus Aguiar (Urtiga).


Toca


Serviço:
BLOCKED BONES NO LANÇAMENTO DO SELO URTIGA
Data: 26 de maio, a partir de 20h
Local: Ziggy Hostel Club
Endereço: Trav. Benjamin Constant, 1329, entre Av. Nazaré e Av. Braz de Aguiar
Ingressos Antecipados
Entrada: R$15 até 23h (com nome na lista amiga), R$20 após às 23h 
ShowsBlocked BonesKikitoRubens Guilhon (guitar live set no Café)
DJsPratagyGus Aguiar (Urtiga)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s