Lista

As Melhores Live Sessions | Maio (2022)

As Melhores Live Sessions | Maio (2022)

O Que São Live Sessions?

Live Sessions tem sido um recurso bastante utilizado pelas bandas e em Abril não foi diferente. Muito por conta da necessidade de mostrar seu trabalho ao vivo para contratantes. Mas também é uma oportunidade de engajar seu público a comparecer em eventos futuros. Por isso desde 2018 reunimos as mais legais que tem surgido no país.

Confira a lista com as Melhores lançadas em Maio (2022); e não esqueça de enviar sua live session lançada nos próximos meses, vai que ela aparece também por aqui!

Melhores Live Sessions | Maio 2022

Confira também a lista de Fevereiro
Confira também a lista de Março
Veja também a lista de Abril


Liniker gravou session para o projeto #YouTubeBlack Voices. – Foto Por: Thiago Santos (@thi.santoss)

1) Liniker “Baby 95” | #YouTubeBlack Voice



Como parte do programa YouTube Black Voices, Liniker apresenta uma nova versão exclusiva de “Baby 95”, single do seu mais recente disco, Indigo Borboleta Anil. O registro conta com a presença da Orquestra Sinfônica de Heliópolis e arranjos de Ruriá Duprat. Ao todo a artista gravou 6 versões no palco do Teatro Sérgio Cardoso; sendo as outras “Clau”, “Lili”, “Intimidade”, “Lalange” e “Vitoriosa”.

“A atmosfera de Indigo Borboleta Anil passeiam por um lugar bastante onírico e, dentro dessa perspectiva, a orquestra presente em cada arranjo foi responsável por trazer essa ambiência”, comenta Liniker.

“Quando o YouTube sinalizou que eu era uma das artistas contempladas com o Black Voices, a nossa ideia partiu de juntarmos dois universos, o do soul com a música erudita, fazendo com que esse encontro resultasse algo único”, complementa

“A estética foi pensada para criar esse universo particular, imerso em águas de cura e com muito azul presente”, finaliza Liniker. 

2) Zeeba “O Quanto Eu Gosto de Você” feat Clarissa + “O Bem Que Cê Me Faz”



Zeeba disponibilizou em maio vídeo ao vivo do show de estreia do álbum “Tudo Ao Contrário”. Gravada em São Paulo, a série de clipes será disponibilizada semanalmente no canal do cantor no YouTube às quartas-feiras. Entre os convidados que aparecem estão Clarissa, Mariana Nolasco, Nanno, Pedro Calais, Gee Rocha (NxZero) e OUTROEU.

A apresentação inclui duas músicas do álbum, “O Quanto Eu Gosto de Você (feat. Clarissa)” e “O Bem Que Cê Me Faz”.

“Eu fiquei muito feliz de ter registrado esse momento tão especial que foi o primeiro show da tour nova. Foi lindo, as participações especiais do álbum estavam presentes, então foi uma festona. É um show que estava sendo montado desde antes da pandemia com uma equipe animal e foi muito legal realiza-lo. Eu trouxe para o palco um pouco da casa dos meus avós, que é onde foram gravados os clipes e onde várias músicas surgiram. Trouxemos de lá móveis, o tapete, a poltrona. Deu trabalho, mas valeu muito a pena”, conta o músico

3) Marisa Monte “Feliz, Alegre e Forte”



Na noite de estreia do show no Rio de Janeiro, no dia 19/05, Marisa Monte lançou “Feliz, Alegre e Forte”, 18ª e última canção do álbum Portas. O registro virou um ganhou um clipe que mostra os bastidores das gravações misturadas com imagens externas.

“Quando saiu o álbum Portas, guardei essa música para lançar no palco, cantando ao vivo, na estreia da turnê, no Rio de Janeiro. A estreia no Rio foi adiada e a música ficou guardada. Finalmente cheguei feliz, alegre e forte na minha cidade para cantar a música pela primeira vez do jeito que imaginei”, diz Marisa.


4) Lumanzin “Quando Eu Nasci” @Estúdio Fiaca



A cantora e compositora Lumanzin aprocveitou para divulgar o álbum recém-lançado, mansinha, através uma série de vídeos ao vivo. A primeira faixa revelada foi “Quando Eu Nasci” na qual ela tem a companhia de Lucas Thunder (baixo), Danilo Moura (percussão) e Renato Putini (guitarra).

O material é o resultado das gravações realizadas no dia 6 de Março de 2022 no show de pré-lançamento do disco no Estúdio Fiaca.

5) Mariana Cavanellas @ Sonastério



A mineira Mariana Cavanellas aparece no episódio 9 do Sonastério. A artista que recentemente lançou sua nova mixtape Kintsugi via PWR Records apresenta seu som que mistura pop avant em uma imersão de elementos do pop indie, rap e trip hop. O vídeo tem direção geral por Emanuel Duarte e direção artística realizada coletivamente por Bruno Barros, Caroline Leroy, Emanuel Duarte e Michelle Muñoz.

6) Diego Tavares “3 Invernos” @ Estúdio Trampolim



O cantor e compositor carioca Diego Tavares disponibilizou uma versão ao vivo de “3 Invernos”, faixa-título do álbum de estreia do artista. O material foi gravado em vídeo no Estúdio Trampolim.

“‘3 Invernos’ foi a canção que deu título ao meu primeiro álbum, lançado em dezembro. O lançamento da live session marca um ano do início das gravações do disco. Assim como todo o álbum, a live foi gravada no Estúdio Trampolim com o produtor Fabio Barros. A música traz diversas reflexões sobre o efeito do peso da passagem do tempo, sobre escolhas, e as consequências de tudo isso no emaranhado da vida”, reflete Diego.

7) Marcelo Perdido @ Budokan Sessions



O músico Marcelo Perdido, xará do site, também participou de uma live session no Estúdio Trampolim. Por lá ele apresentou as canções “Santa Clara de Tróia”, “Mais”, “Merda”, “Que Bom” e “Aurora”. O material foi gravado por Fabio Barros e Gabriel Nascimbeni e o vídeo é assinado por Habacuque Lima e Perdido.

8) The Shorts @ Rock in Cine



Formado por Andreza Michel (baixo), Natasha Durski (letra, voz, sintetizadores) que também tem o projeto FERALKAT, Babi Age (bateria) e Daniel Kaplan (guitarra), o The Shorts, de Curitiba (PR), apresentou seu primeiro single em 6 anos.

“Bare Nights // Atlanta” foi gravada foi ao vivo durante session para o projeto Rock in Cine (com apoio da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba), e o primeiro single inédito a ser lançado decorrente deste projeto, que além de canções de outros álbuns da banda, também conta com uma versão de “All Tomorrows Parties”, da banda Velvet Underground.

A produção audiovisual teve direção geral de Luciano Popadiuk, direção de fotografia por Diogo Schechtel, câmeras operadas por Eduardo Moura, Diogo Schechtel e Otto Vigantzky. E edição realizada por Popadiuk e Otto.

“A letra da música fala da depressão de maneira personificada, criando um personagem que representa o transtorno. Fala sobre como a depressão pode tirar o melhor de você, e te tornar vulnerável, te desnudando, como se fosse um relacionamento tóxico.

As diferentes fases da música exaltam a relação dúbia com o transtorno, que ao final trazem 2min de sintetizadores representando um desatar étereo das amarras da dor em meio ao caos e a busca da liberdade dessa conexão que te aprisiona. “, conta a banda 

A canção também está disponível nas principais plataformas de streaming (Ouça no Spotify).

9) Furta Flor



A Furta Flor, de Goiás, que em sua formação conta com ndré Montalvão (Contrabaixo), Armando Custodio (Voz, Guitarra, Tamborim), Breno Frezarin (Voz, Pife, Pandeiro, Atabaque), Lucas Barrocal (Voz, Bateria), Matheus Carneiro (Guitarra, Sintetizador) explora a psicodelia em uma live session com produção da Torra Filmes (PR) gravada em estúdio. O material conta com faixas já lançadas e outras até então inéditas.

10) Rakta & Deaf Kids @ SessãoCeci



As bandas Rakta & Deaf Kids gravou um set completo do show em conjunto na Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em novembro 2020 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

A casa atualmente está com uma campanha e você pode doar via pix, mais informações na descrição dos vídeos do canal de youtube.

11) Test @ SessãoCeci



Um dos duos mais explosivos do metal nacional, o Test também participou das gravações para as sessions da Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em junho 2021 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

12) Kiko Dinucci @ SessãoCeci



O músico e produtor musical Kiko Dinucci também participou das gravações para as sessions da Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em novembro de 2020 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

Live Sessions | Maio (2022)

13) Hurtmold @ SessãoCeci



O clássico do underground Hurtmold também participou das gravações para as sessions da Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em novembro de 2020 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

14) Thee Dirty Rats @ SessãoCeci



O duo de garage rock Thee Dirty Rats participou das gravações para as sessions da Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em novembro de 2020 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

15) Bioma @ SessãoCeci



A banda de punk rock/riot grrrl participou das gravações para as sessions da Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em novembro de 2020 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

16) Ema Stoned @ SessãoCeci



A Ema Stoned participou das gravações para as sessions da Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em novembro de 2020 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

17) Emicaeli @ SessãoCeci



O Emicaeli, claro que não ia deixar de participar das gravações das sessions da Associação Cultural Cecília. O material foi registrado em novembro de 2020 para a SessãoCeci, projeto que contém shows exclusivos de artistas que costumam tocar na casa da Santa Cecília, zona oeste de São Paulo.

Ao todo até o momento foram disponibilizadas 16 sessions da série e você pode acompanhar o andamento aqui.

18) Luisa Toller “E você, cadê?”



Luisa Toller – integrante dos grupos Bolerinho e Meia Dúzia de 3 ou 4 – apresenta o clipe de “E você, cadê?”, canção que integra o álbum de estreia Mulher Bomba. O material foi registrado por Ivan Gomes no Estúdio Lebuá e teve edição realizada por Ângelo Lorenzetti.

“Cantar essa letra foi bem emocionante, afinal é uma das que fiz para meu pai, na época em que ele estava bem doente”, reflete. Luisa Toller e Jonatan Brasileiro têm em comum a influência incontestável de Tom Jobim que acaba entrando na estética da faixa

Gostaram da lista com as Melhores Live Sessions | Maio (2022)?

Quer ver sua live session na lista do próximo mês?

Não deixe de enviar ao longo de Junho!

This post was published on 1 de junho de 2022 11:00 am

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Posts Recentes

Mukeka Di Rato quer a cabeça do homem de bem em “Boiada Suicida”

Após 8 anos de hiato, os capixabas do Mukeka di Rato estão lançando neste dia…

5 de agosto de 2022

Parceria entre Quiriku e Thales Castanheira, “Par de Meias”, vai do Homeshake ao neo-soul

Vizinhos de infância e amigos de longa data, Pedro Ferreira, que iniciou sua carreira artística…

5 de agosto de 2022

Noporn completa 20 anos e lança o single “Nome Sujo + Estranha e Louca”

Formado em 2002, na cidade de São Paulo, o Noporn denomina seu som como Spoken-word…

4 de agosto de 2022

As Melhores Live Sessions | Julho (2022)

As Melhores Live Sessions | Julho (2022) O Que São Live Sessions? Live Sessions tem sido um…

3 de agosto de 2022

Adorável Clichê explora a melancolia dos fins em “Alarmes e Relógios”

A dúvida entre ficar e não dar o melhor de si ou deixar aquela pessoa…

2 de agosto de 2022

5 jogos brasileiros de julho, mês que registrou marco histórico de estúdios nacionais

No começo deste mês, a primeira edição da Pesquisa Nacional da Indústria de Games revelou…

1 de agosto de 2022

This website uses cookies.