Após lançar “Resound” (2017) e “Sangue Vermelho” (2017), Nina Girassóis apresenta hoje em Premiere no Hits Perdidos sua nova faixa, “Heavyweight Sound”, com direito a produção do renomado DJ e produtor Paulera.

Em seu som a artista incorpora elementos e a essência do reggae/dub jamaicano, trazendo consigo o espírito contagiante do estilo ao mesmo tempo que em sua letra a denúncia social, e a tensão dos nossos tempos, se faz também presente.

“A letra dessa música foi escrita há quase uma década e continua mais atual do que nunca, não só em relação ao clima econômico e social no Brasil, mas em todo o mundo”, explica Paulera, que compôs e produziu a música em 2012

Fronteiras estas que são atravessadas pela mensagem potente do som e que reverberaram na Europa. O compacto com o single, inclusive, sairá pelo selo francês Dubquake, braço do O.B.F. Sound System com mais de duas décadas de serviços prestados a reggae music. Gravado no Hard Drop Studios, o material teve a mixagem realizada por Rico O.B.F. no Dubquake Studio (Rhône-Alpes, França) ainda em 2020. Já a arte da capa do single é assinada por Biga Ranx.

“Me sinto orgulhoso em trabalhar com esses dois talentosos artistas, Nina e Paulera, que representam tão bem o efervescente cenário da música dub brasileira”, pontua Rico O.B.F., produtor musical e criador do O.B.F Sound System e Dubquake. 

O vinil compacto da música, com a versão dub no lado B, teve pré-venda especial realizada no dia 5 via Bandcamp. A notícia boa é que as cópias disponíveis esgotaram em apenas duas horas. Mas fique tranquilo! mais cópias estarão disponíveis a partir dessa sexta.

Vale lembrar que o Bandcamp continua em 2021 com o Bandcamp Friday, onde em algumas as sextas-feiras abre mão da taxa de serviço para ajudar os artistas neste momento tão difícil.


A artista de reggae e dub Nina Girassóis - Foto Por Don Salvatore

Nina GirassóisFoto Por: Don Salvatore


Nina Girassóis “Heavyweight Sound”

Com batida e linha de baixo marcante, a canção relata o cotidiano das grandes metrópoles, onde os problemas sociais se refletem em nosso dia-a-dia – e a tensão vive em meio ao caos urbano.

Criticando o abandono da classe política e vociferando como a energia pesada acaba se transformando em força para enfrentar e protestar contra a dura realidade, seja através de um beat como na atitude na linha de frente.

Já o videoclipe foi dirigido por Daniel Lupo, com cinematografia Lupo e Miguel Salvatore, Noel Filho (Assistente de Câmera); edição e finalização de Caio Saad que assina efeitos visuais ao lado de Daniel Branco. As imagens de protesto são de Felipe Larozza e João André fez a figuração.

O vídeo traz consigo o poder das frequências do dia-a-dia pesado de uma grande cidade como São Paulo, tendo como locação as ruas do centro da cidade, entre animações, imagens de protesto e a performance de Nina Girassóis.