It’s a Match! Tudo pode começar por um aplicativo, por uma conversa boba em um bar, por uma festa de amigos, uma ida a um clube – ou até mesmo surgir de uma amizade do passado. Não existem regras…..mas as vezes um “pequeno romance” pode acontecer.

Nem sempre como o esperado. As vezes da o famoso “ruim” e um lado sente coisas e o outro está “bem tranquilo” em não levar aquela história para frente. Apenas mais uma história de verão (outono/primavera ou inverno).

Mas isso é algo humano, circunstancial, do momento e temos que respeitar o espaço – e a vontade – alheio para não se tornar abusivo. A arte de deixar passar aquela “onda” nem sempre é fácil e as vezes vira até música.

É o caso de “Once Again” da banda cearense Indigo Mood que hoje lança este delicioso hit (indie) de verão em PREMIERE no Hits Perdidos. Ah! o verão! Queria eu estar na Praia do Futuro com bons drinks curtindo a brisa do mar….

FOTO 1

Indigo Mood lança em pleno solstício de verão seu novo single. – Foto: Divulgação


O quarteto formado em 2017, em Fortaleza (CE), conta em sua formação com Leonardo Mendes, João Victor Fidanza, Levy Jacob e João Victor Lima. Entre suas influências eles citam bandas como Mac Demarco, Connan Mockasin, Tame Impala, The Neighborhood e Homeshake.

Em maio, o grupo lançou o primeiro EP, Good Friend, Bad Lover, produzido em conjunto com Matheus Brasil (produtor musical no Salaquar Estúdio e baterista do Projeto Rivera), que também assinou a mixagem e masterização.

Neste ano eles entraram para o casting do selo Fiasco Records, que também conta com a Emerald Hill que acabou de entrar na lista de 50 Melhores Álbuns Nacionais do Ano, e tem planejado para 2019 o lançamento de seu segundo EP. Tendo já lançado a balada “I Couldn’t Help Giving a Try“, como primeiro single de trabalho no dia 30/11.

Este que está sendo produzido por Guilherme Mendonça e Felipe Couto (Astronauta Marinho). Mas eles não pretendem parar por aí e ainda planejam uma sonhada turnê pelo nordeste no primeiro semestre de 2019.

“Once Again”, composta por Leonardo Mendes, é delicada e te puxa para dançar. Ao mesmo tempo que é derretida e flerta com a psicodelia. Eles ainda contam que a música ainda faz uma singela homenagem “I’m Not In Love“, do 10cc. Um clássico das FMs!



A faixa navega pelo universo da introspecção, reflete sobre os relacionamentos de curta duração – cada vez mais comuns em nossos dias atuais –  e seus perigos. Pois alguns podem se tornar ligeiramente abusivos quando um lado se apega mais que o outro e não aceita a liberdade alheia.

Onde as intenções afetuosas divergem mas um lado não consegue literalmente “fazer a fila andar”. Este é o caso do perturbado eu-lírico da canção que hipnotizado por sua/seu musa (o) disserta sobre seu “encanto”. Feito um ciclo, isso se repete.

“A reincidência dessa questão, como que acontecesse em ciclos, é percebida, por exemplo, no primeiro verso e no próprio nome da faixa”, explica Leonardo Mendes


CAPA


A capa do single foi feita pelo designer e grafiteiro Zé Victor Férrer com edições de Leonardo Mendes.