Na Trilha do KANGAROO – Conheça 3 bandas da Austrália

Hoje falarei um pouco de 3 bandas australianas, sim da terra do canguru, da gold coast, do AC/DC, do Hoodoo Gurus, do The SaintsNick Cave e do finado Radio Birdman.

Violent Soho (Mansfield, Brisbane, Austrália)

violent

A mais veterana das bandas, Violent Soho, foi formada em 2004. O primeiro EP deles foi lançado em 2006 (”Pigs and T.V”). O primeiro álbum só foi sair em 2008 (”We Don’t Belong Here”), depois disso a banda lançou os discos: Violent Soho (2010), Hungry Ghost (Setembro/2013).

Sendo que em 2009, os caras assinaram com o selo Ecstatic Peace! Records, este que é de propriedade de Thurston Moore, eterno vocalista do Sonic Youth.

O som da banda é um passeio pelo rock alternativo com influências de grunge e rock de garagem. Fácil de assimilar e com uma série de músicas tão catchy que ficam na sua cabeça.

 

 

 

Sticky Fingers (Sydney, Austrália)

sticky

Nada como um banda com uma boa resposta para a pergunta clichê: ”Como vocês se conheceram?”, não é mesmo?

Saca só a resposta deles para essa pergunta irritante.

Some bands meet from lame shit like gumtree advertisements, while others are formed with a touch of the divine. One Summers night some years ago, on a drunken street in Newtown. Dylan Frost was wrapping up a fruitless nights busking. Paddy walked past, when a by-standing bouncer commanded he, “give the bloke some coin, brew!?”

Instead, Paddy and Dyz struck up a chat. Bonding over mutual hobbies like music and weed (the basis of every substantial friendship). Soon, associate degenerates Hollywood, Crabz and Beaker banded together, and STIFI was erected.

O Sticky Fingers lançou seu primeiro disco em março/2013 ”Caress Your Soul” e rapidamente chegou no TOP 40 da Austrália, onde ficou por 3 semanas.

Conseguindo ainda encaixar 3 singles, sendo ”Caress Your Soul” chegou a alcançar o  #17 lugar das paradas nacionais.

Deixo para eles mesmos responderem o que eles curtem ouvir e como definem seu tipo de som:

STIFI is a melting pot of reggae, psych, pop and bourbon. Hypnotising you into a swaying trance, then punching you in the face for dancing like a hippy. Their borderline contradictory fusion of flavours speaks to every walk of life, and it’s this multiplicity which makes the world their oyster.

O segundo álbum, ”Land Of Pleasure”, saiu no último dia primeiro de Agosto. Reparem como o som dos caras muda completamente de som para som.

No primeiro vídeo é perceptível a influência de reggae, já no último a psicodelia é marcante e lembra um pouco o som da banda inglesa Kasabian.

The Smith Street Band (Melbourne, Victoria, Austrália)

smith

The Smith Street Band, foi formada em 2009 como Wil Wagner and the Smith Street Band, na cidade de Melbourne. O nome inicial era uma brincadeira/homenagem a ninguém mais, ninguém menos que Bruce Springsteen e sua E Street band.

Depois disso a banda preocupou-se em fazer muitas tours para divulgar seu trabalho. Ao longo do caminho ficaram amigos de bandas como Bomb The Music Industry!, Lagwagon, Frank Turner, The Menzingers, Joyce Manor, Cheap Girls  e uma porrada de gente.

Pegaram uma van e cruzaram os EUA e a Europa. O que gerou frutos e explica a rápida ascenção da banda.

O primeiro registro deles é o EP ”South Side Facing The Wall”, depois disso vieram dois álbuns de estúdio: No-One Gets Lost Anymore (2011)Sunshine & Technology (2012). No último ano eles lançaram o EP ”Don’t Fuck with Our Dreams”.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s