FERALKAT olha para o abismo em “Existo”, single ganha clipe produzido inteiramente por mulheres

 FERALKAT olha para o abismo em “Existo”, single ganha clipe produzido inteiramente por mulheres

FERALKAT lança o single “Existo” – Foto Por: Maju Tohme

A vocalista, guitarrista e tecladista da banda curitibana The Shorts, Natasha Durski, apresenta mais um material sob o codinome de FERALKAT. Idealizado desde 2019, o projeto carrega referências e elementos de música eletrônica como synthpop, synthwave, EDM e uma gama de estilos que vai do darkwave ao rock alternativo, passando pelo dreampop, shoegaze e noisepop.

Como o próprio nome dos projeto nos diz, a busca pelos lados mais selvagens de ser estão no DNA da nova jornada. No ano passado foi lançado o single de estreia do projeto, “Tonight” (leia entrevista), hoje Durski apresenta em Premiere no Hits Perdidos o segundo single, “Existo”.

O material antecede o primeiro disco da FERALKAT, com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2023.


FERALKAT Existo - foto por Maju Tohme
FERALKAT lança o single “Existo” – Foto Por: Maju Tohme

FERALKAT “Existo”

Na parte técnica e na execução de “Existo”, a faixa com mixagem e masterização de Vivian Kuczynski e parceria com Matheus Reinert (Audac / Wi-fi Kills) na co-produção e co-composição, além de participação de Alyssa Aquino (Audac). A artista comenta que a jornada por este plano, entre os momentos de felicidade e os percalços mundanos acabam dando origem a canção que também coloca a música como missão de vida e fio condutor para a cura e salvação.

Entre as referências e curiosidades ela ressalta que “Eu canto esse canto que é pra não esquecer de mim” vira então homenagem à Clara Nunes em “Minha Missão” e conversa com “Força Estranha” de Gal Costa, célebre artista que perdemos a poucos dias. Ela ainda trás frequências eletrônicas e gélidas dos beats misturados aos sintetizadores para mostrar as dicotomias e tensões que a passagem trás consigo.

A letra da canção vai para lados mais soturnos, como a tensão da imprevisibilidade do futuro, os momentos de refletir para decidir os próximos passos, a vontade de se emancipar, o reconhecimento da identidade e a dor das mudanças.

O clima de tensão e transformação acaba ganhando novos contornos na produção audiovisual em que o fogo, o obscuro da alma e a natureza se misturam feito um mergulho na própria alma. O fogo aflora e nos lembra que estamos vivos e pulsando.

Nathasha assina a direção criativa, roteiro, co-direção de fotografia, atuação e montagem/finalização e fez questão de trabalhar com uma equipe técnica formada apenas por mulheres.



Ficha técnica (música):

Letra e Voz: Natasha Durski
Composição instrumental e Produção Musical: Natasha Durski e Matheus Reinert
Participação na Composição: Alyssa Aquino
Mixagem e Masterização: Vivian Kuczynski
Distribuição: Believe Music / Gian Uccello

Ficha técnica (clipe):

Co-direção, Roteiro, Co-produção, Co-direção de Fotografia, Montagem e Finalização de Cor: Natasha Durski
Co-direção, Co-produção e Produção na locação: Érica Ignácio
Co-direção de Fotografia, Operação de Câmera e Still: Maju Tohme
Direção de Arte, Pirotecnia e Figurino (acervo): Fabi Melatte
Assistente de Arte e Maquiagem: Giovanna Lombardi
Assistente geral: Luciana Tohme
Locação: Giovanna Durski
Figurino: Amanita Costura
Máscara: Ilma Cerâmicas
Catering: Matheus Reinert
Motoristas: Érico Costa, Fabi Melatte e Luciana Tohme

 

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Related post

error: O conteúdo está protegido!!