Walfredo em Busca da Simbiose é levado pelas ondas psicodélicas em “Netuno”

 Walfredo em Busca da Simbiose é levado pelas ondas psicodélicas em “Netuno”

Walfredo Busca da Simbiose – Foto: Autorretrato por Lou Alves

Walfredo em Busca da Simbiose, projeto liderado Lou Alves, está na reta final de divulgação do sucessor do bem acolhido Maiúsculas Cósmicas (Balaclava Records, 2019). Nesta terça-feira (15/03) o projeto indie pop psicodélico apresenta o quarto e último single antes do lançamento do segundo disco; “Netuno”.

Anteriormente já haviam sido disponibilizados os singles: “Convenções Humanas” feat. com a Pluma, “Manhã”, que ganhou um clipe performático que até apareceu na nossa lista de Melhores Clipes de Janeiro (2022); e “Traumas de Estimação”. Agora é a vez de ser disponibilizado um single em parceria com Fernando Rischbieter (Matraca Records, YMA).

A Produção do Novo Disco

Entre as referências dos singles revelados até o momento estão Pink Floyd, David Bowie, Novos Baianos, Mutantes, Gal Costa, Raul Seixas, Gil e outros artistas da mpb e rock do brasileiro.

“Gravamos o Cultura Livre no Breve, gostamos do som e decidimos captar as baterias do segundo álbum lá, mesmo. Tentamos trazer um ar realmente familiar, sincero e independente”, diz Lou sobre o lado orgânico do disco. 

As finalizações, mix e master ficaram por conta de Lou Alves, na kitnet onde mora. O álbum foi gravado no Búfalo Estúdio, completam a banda Eric Woelpl (Sintetizadores), Anami Fernandes (Bateria) e Uiu Lopes (Baixo).


Walfredo em Busca da Simbiose_lança_"Netuno"_crédito Lou Alves
Walfredo em Busca da SimbioseFoto: Autorretrato por Lou Alves

Walfredo em Busca da Simbiose “Netuno”

“Essa música é um presente a um grande amigo, Fernando Rischbieter, que após um desabafo, inspirou-me a compor essa canção. Inclusive o convidei para participar da gravação.”, conta Alves

“Brincamos dizendo que essa track deveria se chamar ‘The Dark Side of The Netuno’, analogia à Dark Side do Pink Floyd, que é uma grande referência pra gente.”, completa o músico

Entre a escuridão e o mistério no campo da estética, a faixa procura envolver o ouvinte com seus acordes lentos cheios de distorção. Os vocais, inclusive, servem como parte da instrumentação e ajudam a criar uma atmosfera espacial feito “Space Oddity”, de David Bowie. O clima nos leva para os filmes de sci-fi, principalmente quando surgem questionamentos sobre o lado humano dentro de um roteiro distópico – que muitas vezes é dominado por máquinas, ou seres de outras dimensões, em sua narrativa.

Netuno

Decapitei as más ideias
Quando acordei ouvi você chorando alto
Cê sabe bem, nem tudo é, como a gente quer
Agora as formas se deformam
Eu vou te visitar
Visitar, segure a minha mão

Um mar so pra ti, deitar, e observar o céu
Cê me chama, tua cama e Netuno
Hoje eu vou descansar em seus braços

A esperança hoje me acalma, ah
Pois prenhe de futuro eu sei que estou
Por mais que inseguro eu esteja
Ao meu lado eu sei que está
Agora nas formas não tem formas
Eu vou te visitar, visitar
Segure a minha mão

Um mar so pra ti, deitar, e observar o céu
Cê me chama, tua cama e Netuno
Hoje eu vou descansar em seus braços

Vem dormir no mar


Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Related post

error: O conteúdo está protegido!!