Seletivas Se Rasgum 2021 apresenta novos artistas da música contemporânea amazônica

 Seletivas Se Rasgum 2021 apresenta novos artistas da música contemporânea amazônica

SOPRÜ é uma das bandas selecionadas nas Seletivas Se Rasgum 21 – Foto: Divulgação

Conheça as faixas produzidas especialmente para as Seletivas Se Rasgum 2021

Após a etapa onde mais de 250 inscritos dos nove estados da região amazônica (Pará, Amazonas, Roraima, Acre, Amapá, Rondônia, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso), o tradicional Festival Se Rasgum, do Pará, apresenta o resultado das Seletivas Se Rasgum através de uma playlist oficial nas plataformas digitais. Ao todo foram 10 artistas selecionados por um júri representativo de cada um dos estados, cada artista apresenta através da coletânea: um single inédito.

“Todos passaram por um processo de mentoria, com especialistas do mercado discutindo os principais passos para a construção de uma carreira longeva e com direito à criação de um single inédito que chega ao mundo em forma de playlist e que pode ser ouvida na Deezer, playlist oficial do Festival”, contam os organizadores

A mentoria foi realizada pelo produtor gaúcho Iuri Freiberger em conjunto com os produtores do festival. Assim como os line-ups do festival, a pluralidade de estilos e ritmos faz parte da curadoria que vai do trap, passando pelo regional, pop, eletrônico, psicodélico, R&B, rap, reggae e até mesmo de punk feito só por mulheres.


SOPRÜ é uma das bandas selecionadas nas Seletivas Se Rasgum 21 - Foto Divulgação
SOPRÜ é uma das bandas selecionadas nas Seletivas Se Rasgum 21Foto: Divulgação

Os Selecionados das Seletivas Se Rasgum 2021

Saiba mais sobre os selecionados das Seletivas Se Rasgum 2021

Com mais de 10 anos de estrada, o paraense Jeff Moraes vem construindo sua carreira mesclando elementos do pop com batuques e tambores amazônicos que resultam numa sonoridade única. Em “Gostoso Demais” ele mistura ritmos como tecnobrega, cumbia, reggae e funk junto a uma mensagem da importância e orgulho de ser resistência ao se permitir viver um amor entre pretes.

Klitores Kaos é uma banda de Belém punk feminina fundada em 2015 e que traz em sua bandeira o feminismo e a luta antifascista. Na faixa “Império da Dor” Nia Lima (guitarra e backing vocal), Line Menezes (baixo) e Lucelina Rodrigues (vocal) apresentam uma pegada crust e punk, com uma introdução que chega ao doom metal num som pesado e agressivo, acompanhado de letra sobre a resistência fascista da população negra.

Para gravar “Confissão”, Karen Francis convidou a rapper Anna Suav para um participação especial na faixa que explora a sonoridade R&B com um groove experiente guiado pela bateria e baixo gravados pelos produtores e músicos Iuri Freiberger e Kassin. Com uma voz potente, lírica sensível e musicalidade que bebe das raízes da música negra, a cantora compositora e instrumentista amazonense cruza em seu som influências que vão da black music, ao rap, gospel e afrobeat em discussões que envolvem dramas amorosos, desejos, ancestralidade e negritude.

Nascido e criado no bairro da Marambaia na periferia de Belém, Drin Esc passeia entre o rap, o trap, R&B e música alternativa em letras que contam de suas vivências e as pequenas vitórias dos artistas independentes do norte do país. Em “Enquanto as velas queimam”, ele nos leva para um universo dreamy numa canção que nos convida a fechar os olhos e aproveitar as sensações das batidas em um passeio por amores e memórias, numa faixa para aquecer os corações partidos.

Raidol nasceu imerso em arte em uma família de artistas. Sua carreira teve início em 2018 em Belém com apresentações lotadas no circuito independente da capital paraense. O single  “Pra Eu Não te Esquecer”, feito em parceria com Malu Guedelha, traz um retrato sobre a liberdade de amar e poder vivenciar esse amor. Com uma mistura de instrumentos percussivos orgânicos e beats eletrônicos, a faixa é a sonoridade mais pop do artista, com uma cumbia eletrônica envolvente e calorosa.

Do Maranhão, a capital nacional do reggae, vem a artista Núbia. Em letras de protesto, suas composições abordam a influência sociocultural do reggae jamaicano, ressignificando os ritmos urbanos com letras focadas na perspectiva de vida da mulher preta. “Pré Amar” é uma música afrodiaspórica que aborda o sentimento de reencontro entre histórias e memórias, refletindo sobre a história dos diversos povos de diferentes países do continente africano.

Artista trans não-binário da Amazônia, Iris da Selva carrega a sensibilidade e a força da encantaria das águas em sua poética musical. Natural de Belém, sua música traz influências da MPB com o carimbó. Com “Três Marias”, Iris traz na letra uma ode às mulheres ancestrais amazônidas em uma poesia guiada pelo banjo, o rufor dos tambores e das maracas.

A Soprü começou suas atividades como banda em 2019, em Tocantins, explorando o universo psicodélico, de brasilidades e funky, fazendo de cada apresentação uma experiência única, com um repertório pensado para cada palco. Na faixa “Sólissurto” a banda traz elementos psicodélicos num som intimista e animado que nos leva pro universo indie e contou com a colaboração do produtor Daniel Kowalski.

Destaque no fomento cultural do estado do Amapá, o rapper, produtor musical, audiovisual e gestor de cultura MC Super Shock valoriza em suas produções a ancestralidade africana e o afroafeto com letras de crítica social e protesto sobre a dignidade e qualidade de vida da juventude negra. Com “Autoafirmação” ele reafirma seus conceitos em uma música que intercala em duas sensações, a primeira composta por instrumentos orgânicos, evidenciando a percussão do marabaixo/áfrica, com melodia mais alegre e reforçando a beleza e resistência do povo preto. Já na segunda parte vem o choque da realidade com um ambiente de tensão e um beat que nos leva a uma pegada de rap underground.

De Belém vem a Móbile Lunar, que passa pela segunda vez pelo palco da Seletivas e que já se apresentou no Se Rasgum. De 2019 pra cá, eles amadureceram profissionalmente e lançaram seu primeiro longa-metragem, ficando entre 50 bandas para se apresentar no festival Lollapalooza. O single “Ao Teu Dispor” tem como ponto de partida a imagem de uma experiência sexual que se propõe a alcançar uma conexão transcendental e mística, numa sonoridade pop.

Playlist Seletivas Se Rasgum 2021 Amazônica

1 – Jeff Moraes (PA) – Gostoso Demais
2 – Klitores Kaos (PA) – Império da Dor
3 – Karen Francis (feat Anna Suav) (AM) – Confissão
4 – Drin Esc (PA) – Enquanto as Velas Queimam
5 – Raidol  (PA) – Pra Eu Não te Esquecer
6 – Núbia (MA) – Pré Amar
7 – Iris da Selva (PA) – Três Marias
8 – Soprü (TO) – Sólissurto
9 – MC Super Shock (AP) – AutoAfirmação
10 – Móbile Lunas (PA) – Ao Teu Dispor

Confira a Playlist Oficial na Deezer!

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Related post

error: O conteúdo está protegido!!