brvnks busca um novo norte em “sei lá” feat. com raça

 brvnks busca um novo norte em “sei lá” feat. com raça

Depois de uma série de mudanças e muitas transformações dentro do projeto, brvnks começou nesta reta final de 2021 a apresentar as canções que irão integrar o sucessor de Morri de Raiva (2019) via Sony Music. Nesta nova fase a artista goiana também assume o português e disponibiliza sua segunda canção em seu idioma natal hoje. Recentemente ela apresentou “as coisas mudam” já trazendo o tom de desabafo que deve contemplar o novo disco. Agora é a vez de “sei lá” ganhar a luz do dia em um feat. bastante simbólico ao lado dos amigos da raça.


brvnks_ft_raça-sei lá
Bruna Guimarães (brvnks) e Popoto (raça) – Foto: Mayã Guimarães

brvnks “sei lá” (feat. raça)

Anteriormente, inclusive, ela havia participado de uma participação com eles em “Bandidos & Divas“, faixa presente no disco Saúde dos paulistas que saiu pelo selo Balaclava Records. No campo da temática, brvnks discorre sobre trabalho, música, e entendimento do que fazer pra chegar aonde é preciso no meio aonde se encontra. Já nas referências, a artista aponta como influências diretas grupos como Beulah, Department of Eagles e Broken Social Scene. Popoto entra ao longo da canção para dar peso aos versos de encorajamento para seguir sua caminhada sob novos ares e perspectivas.

Uma das grandes surpresas da canção fica justamente pelo elemento do sopro como adendo em uma faixa cadenciada que traz para o primeiro plano a reflexão sobre o despertar em momentos onde as coisas não estão muito bem. Entre as dúvidas, receios, medos, incertezas e imprevisibilidade de cenários que acabam, por sua vez, tirando muitas noites de sono. A vida se confundindo com a arte e mostrando como fragilidade das relações acaba sendo um ponto chave no momento de se libertar.
“Acho que esse single começa um pouco na minha amizade com o Popoto, que por conta de “bandidos & divas” muuuita gente pediu preu (sic) cantar em português e isso ficou na cabeça, porque foi a primeira coisa que semi lancei em ptbr. O feat com o raça na verdade era pra ser em “as coisas mudam”, mas na pandemia e na loucura que tava todo mundo a gente não conseguiu fechar quase nada do combinado nesse feats.

Mas achei que “sei lá” coube muito bem. foi legal porque o Popoto colou comigo no estúdio, conversamos sobre, escrevemos juntos, e eu sempre curti muito a forma como ele compõe (ainda mais por ainda estar achando meu lugar aí nesse tipo de composição que é bem mais na cara).”, conta brvnks sobre a parceria



O Novo disco da brvnks

“O single e na verdade o disco todo é um caminho por onde eu to percorrendo pra me entender, a “happy together” ainda to no choque final – aonde ainda to cometendo os mesmos erros – e as coisas mudam já é o começo do acordar aí. “sei lá” vem com um pouco mais de entendimento sobre fazer o que eu preciso fazer, sobre a banda, nossas dúvidas de todo mundo que tá nesse corre, entender que talvez também seu lugar não seja ali, se resolver, e fazer o que for preciso pra seguir em frente.”, conta a artista

brvnks apresenta uma faixa delicada, minimalista e olhando para si, com uma energia que certamente faz lembrarmos de discos de contemporâneas como Snail Mail e Soccer Mom, mas com uma luz própria e buscando dialogar com sentimentos profundos.

Com violão, leveza mas sem perder o ar indie-pop despojado, ela chama o ouvinte no pé do ouvindo para cantar junto a balada açucarada. Como inspiração a faixa teve o filme homônimo de Wong Kar Wai, de 1997.”, definimos no lançamento do single anterior

Já o vídeo colorido e cheio de ilustrações para “happy together” contou com a direção de Gabriel Rolim.



O Desabafo sobre o futuro

Recentemente a brvnks publicou em sua conta pessoal no twitter um desabafo sobre o mercado da música como um todo em uma thread (confira a baixo) e pedimos para ela comentar a respeito.

“A história vai continuar nos próximos singles até o lançamento do disco, e é um desabafo meu bem sincero sobre o que eu vivi nesses últimos anos. acho que é isso!”

Antes de um novo disco, planejado para o ano que vem, virão alguns singles, então fiquem ligados. Na produção do novo material estarão Gabriel Mielnik e Gaspar Pini, já nas as participações especiais do álbum prometem bastante, além de “sei lá” ao lado do raçaLucas Silveira (Fresno) participará de uma das faixas.


Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Related post

error: O conteúdo está protegido!!