Com rock dançante Two Wolves retorna ao Prata da Casa nesta quinta (16.02)

No ano passado a banda goiana, Two Wolves, além de divulgar seu novo single “Bright Star” teve a oportunidade de se apresentar no projeto Prata da Casa, do Sesc Pompeia.
O single lançado pelo selo Monstro Discos se destaca pelo sua atmosfera feita para as pistas de dança. Agrada facilmente fãs de bandas como White Lies, Capital Cities, Kasabian, The National e Placebo.



Em 2015 eles lançaram seu primeiro álbum Just Listen To com 10 faixas e este fez com que eles fossem cada vez mais ganhando espaço. Principalmente por suas apresentações ao vivo.
Algo que fez com que o curador do Prata da Casa, o jornalista Ricardo Alexandre, os convidasse para retornar aos palcos do Sesc Pompeia. Dessa vez eles dividirão a noite ao lado da cultuada banda paulista E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante.
A 18ª edição traz um “best of” da programação de 2016. O grupo que surgiu como duo é liderado por Lineker Lancellotte (vocal) e Yohann Rodrigues (baixo) e agora promete colocar o palco abaixo com um set que contemplará os lançamento dos últimos 2 anos.

Two Wolves se apresenta nesta quinta-feira (16) no Sesc Pompeia.


Formada na cidade de Senador Canedo (GO) a banda em novembro de 2015 lançou seu primeiro álbum. Este que traz a leveza do rock alternativo em seus tons mais acinzentados. “Zombie Life” por exemplo me lembrou a energia dançante de grupos como os mineiros do Young Lights. O single “Sold Soul” que até ganhou clipe tem levada mais intimista. Aliás o vídeo conta com imagens registradas durante as turnês.


“Avenge Sound” já traz a tona outra faceta dos goianos, uma levada mais rock’n’roll que mesclam o espírito grunge ao espírito desordeiro dos pernambucanos do Inner Kings. O peso é contrabalanceado com a intimista e ideal para acender um esqueiro no escuro na pista que é a faixa “Ancient Astronaut”. Esta com uma atmosfera que os aproxima do post rock, fãs de Radiohead com certeza deveriam prestar atenção na canção.
“Ex Wife” chama a atenção pelo trabalho da percussão e pelo tom confessional. Suas camadas ao vivo tem tudo para crescer com o ganho do peso que toda apresentação ao vivo pode proporcionar. A levada mais folk aparece na sétima canção, “Someone Who Never Came”, com devaneios que conseguem agradar até fãs de Faith No More e Stone Temple Pilots.
“Will You Be There Too” é a faixa ideal para pegar a estrada pela sua energia cativante e introspectiva. As guitarras são o destaque pelo trabalho de equilibrar a leveza com o peso que as distintas partes da música exigem em seus altos e baixos.
“Into The Church” nasceu para ser um hit indie das pistas de dança. Com um groovie propício para a agitação ela consegue manter a tensão no ar. O álbum fecha com “That’s My Girl” canção com pegada – que talvez seja o Hit Perdido de Just Listen To – e consegue te deixar com gostinho de quero mais.



Após esta resenha acredito que estejam mais do que convencidos a comparecerem na quinta-feira (16) no Prata da Casa (Sesc Pompeia). Segue o serviço:
Mostra Prata da Casa 18° edição – O Melhor de 2016
Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93, Pompeia, São Paulo
de 14 a 18 de fevereiro (Terça a Sábado) – Às 21h
De R$ 6,00 (comerciários) a R$ 20,00  inteira)
Vendas online: goo.gl/HMuN4j

Rafael Chioccarello

Editor do Hits Perdidos, organizador dos Tributos aos Titãs, Pato Fu e Autoramas. Parceiro da Mutante Radio, Spotify e Curador do UDIGRUDI, programa de videoclipes da Play TV. Nas horas vagas pesquisa sobre música e tenta assistir a maior quantidade possível de shows. Siga o Hits no Instagram: @hitsperdidos

Recent Posts

No clima das Olimpíadas 2021: Conheça artistas do cenário musical de Tóquio

Com a chegada das Olimpíadas 2021 o mundo volta os olhos para Tóquio onde durante…

26 de julho de 2021

Músico faz medley bem humorado para clássicos do emo dos anos 2000

O músico e Youtuber fez uma paródia para clássicos do emo dos anos 2000 Acidentalmente cai…

23 de julho de 2021

Audições da Lôca #7 tem Mayí, Malcolm VL, Billy Brandão, WRY, Sidarta Riani, EDFO, Camila Menezes e Chico Algo

Audições da Lôca #7: Mayí, Malcolm VL, Billy Brandão, WRY, Sidarta Riani, EDFO, Camila Menezes…

23 de julho de 2021

Clássicos Perdidos: “Fluent In Stroll”, o álbum que reinventou o som do Big D & the Kids Table

Parece que foi ontem mas lá se vão 12 anos desde que o Big D…

22 de julho de 2021

Jornalismo Cultural, algoritmo, TikTok e o Pós-Pandemia

O Futuro do Jornalismo Cultural no Pós-Pandemia Há tempos existe uma discussão (silenciosa) pairando no…

21 de julho de 2021

Audições da Lôca #6 com ZANZAR, Carbônica, C.E.L.T. e Nico Antônio e os Filhos do Mar

Audições da Lôca #6: ZANZAR, Carbônica, C.E.L.T. e Nico Antônio e os Filhos do Mar…

21 de julho de 2021

Este site utiliza cookies para melhor personalização para você.