Games

Cult of the Lamb encabeça enxurrada de jogos indies de agosto; veja 10 destaques do mês

Entre os jogos indies de agosto deste ano, Cult of the Lamb, roguelite de ação com elementos de gerenciamento da Massive Monster, talvez seja o principal destaque. Distribuído pela Devolver Digital, publisher especializada em games independentes, o jogo foi lançado hoje (11) para PC, Switch, PlayStation 4/5 e Xbox One e Series X/S.

Nele, o jogador controla um cordeiro possuído que foi salvo por “Aquele Que Espera”, precisando disseminar a palavra do mesmo a outros bichinhos até formar o único culto numa terra de falsos profetas para quitar sua dívida. Cult of the Lamb traz cinco regiões para explorar, com fases geradas aleatoriamente que desafiam o jogador com hordas de inimigos e chefes de cultos rivais.



Ao longo do jogo, é necessário construir estruturas para a base da sua aldeia, realizar rituais sombrios e punir infiéis para reforçar a fé do rebanho. Conforme o jogador doutrina seus seguidores, ele pode recrutá-los para batalhas e atribuí-los a tarefas como minerar recursos para fortalecer a aldeia ou adorar “Aquele Que Espera”, o que permite evoluir as habilidades do jogador. O gerenciamento também envolve fornecer comida, abrigo e manter as instalações limpas para que os fiéis não adoeçam.

Outros jogos indies de agosto já disponíveis

Aos fãs de Overcooked, PlateUp!, outro roguelite com elementos de gerenciamento, pode ser um “prato cheio” por focar na culinária e prometer o caos. O título, desenvolvido pela It’s happening, foi lançado para PC pela Yogscast Games em 4 de agosto. Nele, além de cozinhar e servir pratos, o jogador precisa projetar e decorar os restaurantes. O jogo tem conteúdo desbloqueável, permite evolução de habilidades e apresenta locações geradas proceduralmente.



Hard West 2, jogo de estratégia baseado em turnos da Good Shepherd Entertainment, dá sequência ao título desenvolvido pela CreativeForge Games, desta vez feito pela Ice Code Games, disponível para PC desde o dia 4. O jogador controla Gin Carter e seu grupo de bandidos sobrenaturais que estão em busca do Trem Fantasma. Cada personagem tem características diferentes para lidar com a inesperada mistura entre tiroteios e contos do Velho Oeste.

Desenvolvido e lançado em 9 de agosto para PC pela Crate Entertainment, responsável por Grim Dawn, Farthest Frontier é um jogo de estratégia no qual é necessário construir e gerenciar uma cidade medieval, no meio do nada. Com atividades clássicas como coleta de recursos, produção de itens, evolução de árvores tecnológicas e mais, o título promete simulações de gerenciamento avançadas e eventos inesperados determinantes para a sobrevivência do jogador.



Arcade Paradise traz uma vibe retrô de fliperama dos anos 90, feito pela Nosebleed Interactive e lançado pela Wired Productions para Switch, PlayStation 4/5, PC e Xbox One e Series X/S hoje (11). Nele, você controla Ashley e deve transformar a lavanderia da sua família em um espaço de fliperamas, podendo escolher entre mais de 35 jogos para disponibilizar. Além de gerenciar o local, as máquinas arcades possuem sistemas de recorde para você competir com seu pai e outros usuários do espaço.

Jogos indies de agosto que chegam em breve

Rollerdrome é um jogo da Private Division, publisher subsidiária da gigante Take-Two Interactive, mas focada em distribuição de jogos indies feitos por estúdios pequenos. Com data de lançamento marcada para dia 16 no PC e PlayStation 4/5, Rollerdrome está em desenvolvimento pela Roll7, que integra a Private Division desde novembro de 2021. Trata-se de um game que mistura patinação e tiro em terceira pessoa, cuja experiência mescla combate visceral e movimentação fluida com mecânicas de manobras. O título possui visual cel shading e trilha sonora adequada à adrenalina frenética.



Thymesia, RPG de ação estilo soulslike, está em desenvolvimento pela OverBorder Studio e será lançado pela Team17 no dia 18 para PlayStation 4/5, Xbox Series X/S e PC. Nele, o personagem “Corvus” é a última esperança do reino de Hermes, terra afetada por uma grande calamidade alquímica, repleta de criaturas monstruosas e ruas ensanguentadas. O jogador precisa desbravar este lugar hostil, vencendo combates frenéticos por meio de um sistema com armas pestilentas, para reunir fragmentos de memória e salvar este mundo.

Já o curioso Cursed to Golf é mais do que um jogo sobre este esporte que retrata, pois mistura aventura side-scrolling com elementos de roguelite. Cada tacada importa para o jogador conseguir escapar do purgatório com vida e se livrar de maldições, além de contar com um sistema de cartas que conferem melhorias únicas ao player. Com visual e trilha sonora que remetem a clássicos do anos 90, Cursed to Golf está em desenvolvimento pela Chuhai Labs e chega no dia 18 para PC, Switch, PlayStation 4/5, Xbox One e Series X/S, pela Thunderful Publishing.



Em desenvolvimento por uma só pessoa, o polonês Jacob Dzwinel, Midnight Fight Express será lançado no dia 23 para PC pela Humble Games. Trata-se de um jogo de tiro com câmera isométrica que propõe uma experiência bastante violenta, similar a títulos como Hotline Miami, por exemplo. O jogador controla um ex-membro do submundo que foi “conjurado de volta à vida” por um drone misterioso para impedir a tomada da cidade pelo crime. Ele tem até o nascer do sol para isso.

Por fim, no dia 30 de agosto, fãs de tower defense talvez se interessem por ORX, game de fantasia sombria inspirado em jogos de mesa. O título traz mecanismos de construção de baralhos para entregar uma experiência diferente neste gênero de estratégia. Nele, o jogador precisa aumentar seu castelo, expandir e defender seu território, e enfrentar enxames intermináveis de inimigos. Em desenvolvimento pela johnbell, ORX será distribuído pela CRITICAL REFLEX para PC e smartphones Android e iOS.

Confira também outros posts do universo dos Games em nossa coluna

This post was published on 11 de agosto de 2022 12:36 pm

Gabriel Bonafé

Ainda ouve a trilha do SOTN, aprendeu que cerveja e videogame combinam desde quando jogava KOF nos fliperamas e defende que games indies são mais autênticos. Não zerou todos Final Fantasy, mas tem certeza de que o Barret é muito melhor do que o Cloud.

Posts Recentes

Festival Rock na Praça celebra seus 20 anos neste domingo (04/12)

O indivíduo não é nada sem sua cultura, sem o entretenimento. Cultura é patrimônio e…

1 de dezembro de 2022

Referências a músicas brasileiras em Cyberpunk 2077 abrangem mais de 50 faixas

Quando lançou Cyberpunk 2077 dois anos atrás, a CD Projekt RED recebeu inúmeras críticas por…

1 de dezembro de 2022

Balaclava Fest revela o line up completo da edição de 10 anos; Pluma, Bruno Berle e Jennifer Souza são confirmados

O selo musical, produtora cultural, editora fonográfica e revista, Balaclava, apresenta hoje, o line up…

30 de novembro de 2022

Rita Zart eleva a potência feminina em videoclipe para “O Que Range”

A gaúcha Rita Zart, fundadora e que integra até hoje o Coletivo Gogó, é cantora,…

29 de novembro de 2022

“Sêr Estrela”, Jennifer Souza homenageia Vander Lee em canção interestelar

Assim de mansinho em plena segunda-feira de Copa do Mundo Jennifer Souza, conhecida por seu…

28 de novembro de 2022

FERALKAT olha para o abismo em “Existo”, single ganha clipe produzido inteiramente por mulheres

A vocalista, guitarrista e tecladista da banda curitibana The Shorts, Natasha Durski, apresenta mais um…

25 de novembro de 2022

This website uses cookies.