Nacional

projeto shaun faz viagem pelo oriente no clipe para “Lábios de Gudang”

Depois do fim da Bordines, João Carneiro, de Porto Alegre (RS), passou a se dedicar em sua nova empreitada; o projeto shaun. Agora o gaúcho abre os caminhos para divulgação do EP Atraso Marcado, com lançamento programado para 29 de abril. O aquecimento vem logo com direito a brasa e fumaça pro alto com o flamejante, e misterioso, “Lábios de Gudang” que vem acompanhado de um videoclipe.

Assim como na sua banda anterior, o músico frisa que os ares gélidos, e fabris, da “Madchester” ecoam no lançamento. Ele cita até mesmo os Happy Mondays e a frieza do nova iorquino Lou Reed como influências diretas no novo som.

“Tentei falar de amor de uma maneira não tão óbvia, como ele. É a história, meio que narrada – tentando colocar o ouvinte numa situação parecida – de duas pessoas que se amam, que se desejam – se olham e imaginam as cenas que podem viver juntes – e uma delas se sente ainda mais atraída pelo fato da outra ter esse sabor inusitado, originado do Gudang, conta Carneiro


projeto shaun lança o clipe para “Lábios de Gudang” – Foto Por: Bruno dos Anjos (OCorre Lab)

A faixa que ainda conta com a colaboração de João Augusto Lopes, mais conhecido como Jojô, integrante do Tagua Tagua, que produziu todas as faixas presentes no EP, além de gravar baixo, guitarra, bateria e percussão. A mixagem e masterização ficaram por conta de Guilherme Ceron (Graxaim), ganhador do Grammy Latino pela produção do álbum Derivacivilização do também gaúcho Ian Ramil.

”Essa música é uma mistura de Serge Gainsbourg com Beastie Boys. Ela consegue, ao mesmo tempo, ser super descompromissada e muito séria, porque fala de amor de uma maneira bem elegante e com uma certa malandragem, sendo sensível”, explica o produtor.

projeto shaun “Lábios de Gudang”

Assim como a canção “Gunga Din“, dos Libertines, a cultura do oriente, principalmente indonésia, reverbera tanto na locação como na coloração quente presente na produção audiovisual com referências do cinema oriental, além do universo nonsense de David Lynch e bebe em fontes da linguagem noir de Hitchcock

“Buscamos uma série de referências inicialmente contrastantes. Um bom exemplo disso é a atmosfera classuda, provocante e majoritariamente noturna dos filmes do cineasta chinês Wong Kar-Wai, que inspiraram bastante a fotografia e a relação dos personagens com a locação; ao mesmo tempo que pra algumas dinâmicas mais irônicas de cena usamos de referência trechos do filme Ratatouille, que traz o universo da cozinha/crítica gastronômica de uma forma mais lúdica e caricata”,relata o diretor Bruno dos Anjos, da produtora OCorre Lab.

A narrativa e o clima misterioso também dão contornos para o clipe que capta o espectador por sinais visuais que indicam nas expressões dos personagens: o medo, a tensão, a incredibilidade e o alívio.

“O clipe funciona muito a partir do mistério, da informação dada, mas não por completo. Contextualizamos o espectador, apresentando que é um restaurante, mas o mistério ainda está pairando no ar, há sempre um estranhamento, uma atmosfera meio Mulholland Drive (Lynch) mesmo”, revela o co-roteirista e assistente de direção, João Albandes.

“Levamos em consideração que o amor, em si, já é algo difícil de ser encontrado. Então, criamos essa analogia: uma pessoa vai a um determinado lugar, onde ela acredita que vá encontrar esse algo raro, que tem uma especificidade única”, explica João Carneiro, também co-roteirista do clipe.



A Capa

O designer Pepe Silva, que assina a capa do single “Lábios de Gudang”, se inspirou na identidade visual do cigarro indonésio que dá nome a canção.

“A ideia da capa é recriar o conhecido logo do Gudang Garam. Para dar uma hackeada no sistema, buscamos alguns elementos que remetem a cidade de Porto Alegre, como o cais do porto e o pôr do sol”, revela Pepe.



Show de Lançamento de 🚬 Lábios de Gudang

No dia 07/04 o projeto shaun que além de João conta na formação com Lucas Juswiak (baixo), Arthur da Costa (percussão/vozes), Samuel Kirst (teclas/vozes), Jonts Ferreira (bateria/vozes), Eduardo Comerlato (guitarra) e Leonardo Braga (guitarra), sobe no palco do Ocidente para apresentar as músicas do repertório do grupo e também faixas do novo EP Atraso Marcado. A noite é dividida ainda com os mineiros da Devise, sobre o fato João comenta.

“Meu contato com a Devise começou pelo Instagram, durante o auge da pandemia. Vimos que as duas bandas têm muito em comum, principalmente o fanatismo por Oasis.

Eles estão começando a botar esse disco na rua, vai ser muito massa ver uma banda de fora do RS lançando algo aqui. E isso tudo também é uma tentativa de mostrar que dá, sim, pra movimentar a música independente aqui no Brasil. Estamos batalhando e o que eu vejo muito em comum com a Devise é essa vontade de fazer acontecer, de dar a cara a tapa, de ir e ver qual vai ser”, finaliza João.

SERVIÇO

devise + projeto shaun – Porto Alegre @ Ocidente

Data: quinta-feira | 7 de abril
Abertura da casa: 19h
Shows: 21h
Ingresso: R$ 40
Link para compra do ingresso aqui

Ficha Técnica do Clipe

Direção/Fotografia/Montagem/Finalização: Bruno dos Anjos (OCorre Lab)
Assistência de Direção: João Albandes
Roteiro: João Albandes e João Carneiro
Direção de Arte: Elizabeth Tiehl
Produção: Bruno dos Anjos; Elizabeth Thiel; Giulia Calloni; João Albandes; João Carneiro; Mariana da Rosa
Figurino e Maquiagem: Mariana da Rosa
Elenco: Giovana de Figueiredo; Giulia Calloni; João Carneiro; Léo Maciel
Segurança: Alex Frazão (Tinga)
Desenho de Som: Leonardo Braga (OCorre Lab)
Iluminação: Estúdio Legato

Ficha Técnica da Música

Composição, voz e guitarras por João Carneiro
Produção e vibe musical, engenharia de som, guitarras, baixo, teclado, programação de percussão e bateria por Jojô
Jonts Ferreira – arranjo de vozes
Produzida por João Augusto Lopes (Jojô)
Gravada no estúdio Legato, no inverno de 2021
Vozes gravadas no estúdio Ocorre Lab, com Leonardo Braga
Vozes adicionais gravadas por Jonts Ferreira, na Onomato
Mixada e Masterizada por Guilherme Ceron (Graxaim)

This post was published on 24 de março de 2022 10:00 am

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Posts Recentes

As Melhores Live Sessions | Junho (2022)

As Melhores Live Sessions | Junho (2022) O Que São Live Sessions? Live Sessions tem sido…

4 de julho de 2022

Bratislava se entrega de corpo e alma em “Parte Do Que Vem”

O íntimo, o interno, o intenso e a natureza humana se afloraram em todos nós…

1 de julho de 2022

Joe Silhueta incorpora o espírito dos tempos em “Sobre saltos y outras quedas”

Quatro anos depois de Trilhas do Sol (2018) a banda candanga Joe Silhueta, encabeçada por…

30 de junho de 2022

saudade celebra o despertar em “bem vindo, amanhecer”

saudade lança bem vindo, amanhecer, segundo disco da carreira solo A pandemia foi um momento…

29 de junho de 2022

Sessa mantém a “Estrela Acesa” em seu segundo álbum

Sessa lança Estrela Acesa via Mexican Summer Fundador do grupo de psych-funk Garotas Suecas, Sergio…

28 de junho de 2022

Edital Aceleração Musical LabSonica 2.0 :: Toca do Bandido; saiba como se inscrever

Na quarta-feira (29/06) serão abertas as inscrições para o edital Aceleração Musical LabSonica 2.0 ::…

27 de junho de 2022

This website uses cookies.