Prestes a se apresentar no palco do Estúdio Bixiga neste final de semana no Mini-Festival de Verão organizado pela parceria entre Minuto Indie e Hits Perdidos, o Pessoas Estranhas chega com algumas dicas!

Guilherme e Stephan prepararam uma lista que tem tudo a ver com o tema da série de shows. Sendo assim nesta terça-feira (04/02) eles nos trazem 5 discos que tem tudo a ver com o verão.

Entre eles grandes novos e velhos clássicos da música mundial. Uma lista interessante e que serve como aquecimento para o show deste sábado (08/02). Aliás, já garantiu seu ingresso antecipado? Corre que estamos no último lote!


Pessoas Estranhas Verão

Pessoas Estranhas na Red Bull Station. – Foto: Divulgação

Bob Marley & the Wailers: Exodus (1977)


Pessoas Estranhas

“Reggae combina demais com o verão, e esse álbum é meu favorito do Bob Marley. Poderia ficar ouvindo em loop eterno. Exodus foi gravado em 1977, logo depois do Bob Marley se mudar pra Londres.

Foi um período tenso pra ele, que tinha acabado de sofrer uma tentativa de assassinato na Jamaica por motivos políticos. É um álbum forte, cheio de musicão. “Exodus” tá entre minhas preferidas.”, relata Stephan

Gilberto Gil: Expresso 2222 (1972)


Pessoas Estranhas

“É o álbum que marca a volta do Gil do exílio de Londres, em 1972. Me lembra o verão pela saudade que o Gil mostra do calor do Brasil, em especial da Bahia, depois de ter sido exilado.

Pra mim é especial também porque foi um dos primeiros álbuns que me abriram a cabeça pra música brasileira. Eu tinha uns 16 anos, escutava só rock gringo praticamente. Dai quando escutei Back in Bahia apaixonei de cara. Rock brasileiro com um balanço maravilhoso.”, relembra Stephan

Prince: The Black Album (1994) 


Pessoas Estranhas Verão Prince

“Esse álbum é foda, tem mexido muito comigo. Nos anos 90 muitos críticos e fãs falaram que o Prince não sabia mais fazer música pra dançar devido aos seus últimos lançamentos. Querendo conquistar o seu público novamente, ele decidiu fazer o Black Album, que é considerado por muitos como a bíblia do funk.

Porém, dias após o lançamento, Prince decidiu retirar o álbum de circulação alegando que ele era amaldiçoado e que tinha sido feito pelo seu alter-ego, “Camille”. A bíblia do funk é simplesmente a maior criação do Prince pra mim.

Ouvir o álbum do começo ao fim é revigorante e é impossível não esboçar reações. A qualidade do seu “guitar-playing” e a habilidade em fazer o simples virar absurdo é uma qualidade para pouquíssimos.

Eric Clapton sobre Prince

Uma vez perguntaram para o Clapton como ele se sentia em ser o melhor guitarrista do mundo e ele disse, “Não sei, pergunte para o Prince”. Depois de ouvir esse álbum você vai entender o porque. Ouçam o Black Album, por favor! Infelizmente ele só está disponível no Youtube já que o próprio Prince tirou ele de circulação.

E porque isso tem a ver com verão? Simples. Funk foi feito para dançar no sol, com calor, suando, com outros corpos quentes se mexendo ao seu lado.”, conta Guilherme W.

J J Cale
Classic J J Cale: The Universal Masters Collection (1999)


Pessoas Estranhas

“Essa é fácil. J J Cale pra mim é o tipo de som que mais representa o verão. Dá pra se imaginar fácil fácil ouvindo esse álbum na estrada, fumando um e indo para a praia. Nascido em Oklahoma mas radicado em San Diego, é a mistura perfeita do rock texano com a brisa californiana.

Apesar de não ser tão conhecido no mundo pop, J J Cale influenciou artistas como Neil Young e Eric Clapton. Talvez você o conheça por ser o autor da música “Cocaine”. Enfim, é um som muito maneiro, leve e gostoso de ouvir. Vale muito o play.”, conta Guilherme W.

Curumin: Boca (2017)


Curumin Verão Boca


“Escolhemos juntos um álbum recente da música brasileira. Boca é de 2017 e tá cheio de som incrível. Combina com o verão, e tem um sabor especial pra gente porque além de ser um dos álbuns que mais ouvimos no último verão, vimos o show do Boca no Festival Febre 2018 em Sorocaba.

Rolou show do Pessoas Estranhas e mais tarde teve do Curumin e os Aipins, banda fodona. O álbum soa melhor ainda ao vivo, como deve ser!”, conta o duo Pessoas Estranhas

Pessoas Estranhas se apresenta neste sábado no Mini-Festival de Verão do Minuto Indie & Hits Perdidos. Já garantiu seu ingresso?

GARANTA SEU INGRESSO ANTECIPADO AGORA MESMO CLICANDO AQUI!


Hits Perdidos e Minuto Indie


Mini-Festival de Verão:
Hits Perdidos e Minuto Indie

Os Shows

Pessoas Estranhas é o novo projeto de dois membros da INKY. Guilherme Silva (Voz/Baixo) e Stephan Feitsma (Guitarra/Voz) cuidam das composições e tocam ao lado de Bruno Bruni (Teclas) e Nico Paoliello (Bateria). O som deles mescla batidas em tempos quebrados, momentos pop e riffs dançantes. A banda até o momento lançou oficialmente os singles “O Dez” (2018) que conta com clipe, “Sistema Brasileiro de Zuação” (2018) e o EPPresentinho (2019). No momento eles preparam seu aguardado álbum de estreia.

O projeto tem referência em artistas como Talking Heads, Can, Betty Davis, Funkadelic, Red Hot Chili Pepperse Vulfpeck. Antes de formar o Pessoas Estranhas, Guilherme e Stephan tocaram durante sete anos na INKY. Nesse tempo a banda gravou dois álbuns, fez shows nacionais e internacionais e teve uma parceria de quatro anos com a Red Bull. Marcou presença em festivais como Primavera Sound (ESP), Primavera Fauna (CHI), CMJ (NY),Festival Bananada (GO), Coquetel Molotov (PE), Do Sol (RN), Vento (SP), Picnik (DF), Path (SP), SIM (SP) entre outros ao redor do Brasil e do mundo.

Escute Pessoas Estranhas



Leto

Leto, é o alter ego da cantora, compositora e produtora paulistana Letícia Cury. Filha de músicos eruditos, ela compõe desde os dez anos de idade, chegando a investir na carreira de artes cênicas. Em 2017 retornou a música, e com apoio do selo Freak, começou a trabalhar seus primeiros singles e compartilhar no Soundcloud.

O resultado dos aprendizados e dos cursos de produção musical, que realizou ao longo dos anos, convergem no álbum de estreia da musicista, Sugar Mama lançado no final de 2019 – e tendo despontando em listas de Melhores do Ano.

Seu som é pop mas abrange diversos estilos podendo até ser chamado de “Avant Pop”, alguns expoentes do estilo são artistas como Kali Uchis, Sevdaliza e Nathy Peluso. Já no campo da inspirações a paulistana cita artistas como Kanye West e Tyler, The Creator, além de influências do R&B e do Jazz. Tendo se destacado em suas apresentações ao vivo, ela costuma se apresentar em um show dançante com direito a instrumentos de sopro.

Escute Leto – Sugar Mama



Playlist Oficial do Rolê!

Preparamos uma Playlist para conhecer as bandas que irão tocar neste sábado (08/02) no Estúdio Bixiga. Com lançamentos para aquecer para o rolê Hits Perdidos + Minuto Indie.



Serviço:
Minuto Indie e Hits Perdidos Apresentam mini-festival de Verão com Pessoas Estranhas e Leto
DJ Sets: Joyce Guillarducci (Cansei do Mainstream) e Cavaca Records
08 de Fevereiro – Sábado
Abertura da Casa: 19H

Entrada

Lote Promocional – R$ 10
R$ 20 – Lote 1
R$ 30 – Porta

.:: Ingressos antecipados: http://bit.ly/0602mihp — garanta sua entrada com prioridade até 21h!

.:: Compre seu ingresso pessoalmente sem taxas de conveniência: Lab Mundo Pensante (Rua Treze de Maio, 733 – Bela Vista – São Paulo – SP), das 14h às 22h

.:: Proibida a entrada de menores de 18 anos
.:: Aceitamos dinheiro e cartões de débito e crédito
*No dia do evento é necessário apresentar RG na porta.
**Casa sujeita a lotação.

Estúdio Bixiga
Rua Treze de Maio, 825 – Bela Vista – São Paulo – SP
Tel:. 50822657
www.mundopensante.com.br