Lúdico e misterioso, seria uma ótima forma de definir o roteiro e os plots twists do novo clipe da banda Cyanish. O duo de Londrina (PR) inclusive levou praticamente um ano para colocar o vídeo para “Act of Love” na rua.

Felipe De Mari Scalone (vocal e guitarra) e Bruno Rosa (baixo) lançaram recentemente seu primeiro EP, Lighthouse, e entre suas influências citam grupos como The Stone Roses, My Bloody Valentine, Nirvana e Manic Street Preachers.

Sendo assim a sonoridade passeia por gêneros como grunge, shoegaze e rock psicodélico, uma mistura que ficou consagrada dentro de alguns revivals nos anos 00. Pulsante o som agradará de fãs de duos e a quem curtir uma atmosfera soturna dentro do rock alternativo.


Cyanish

CyanishFoto Por: Jessuca Koyama


Originalmente eles eram um power trio, tanto é que o material foi gravado quando Paulo Doi (bateria) ainda fazia parte do conjunto. Felipe e Paulo inclusive são parceiros de longa data e tocavam juntos no Dead Men Club. Já Rosa antes de integrar a Cyanish integrava a banda New Ones.

Atualmente, Doi saiu da banda para focar em projeto solo e Cyanish foca no lançamento de uma Live Session, clipes e gravação do segundo EP.

Premiere: Cyanish “Act of Love”

“Act of Love” que hoje tem Premiere de seu videoclipe no Hits Perdidos foi o primeiro single do registro a ser lançado do registro e teve direção e edição do vídeo realizados por Paulo Doi.

“Em suma, o clipe reflete a ideia de inadequação transmitida pela letra, de forma que cada cena apresenta um personagem que se encontra em situação de desconforto ou algo similar, seja em uma briga, em uma festa ou em um trabalho entediante.

Ao final do vídeo, as cenas aparecem em sentido contrário e contam o desfecho de cada história, algumas mais óbvias, outras com margem maior para uma interpretação subjetiva”, explica Scalone.

O escuro e o slowmotion acabam entrando como elementos de cena fazem com que as relevações, desfechos e plot twists acabam transparecendo na tela. Feito o rebobinar de uma cena de crime de CSI.



Ouça no Spotify