Eden

A perversidade da Selva de Pedra rouba a cena em feat. de Gabo+Zeiveen

São Paulo é um pouco de seus encontros e desencontros. Está em seu DNA. Como toda cidade cosmopolita permite encontros, grandes sonhos, frustrações e amizades. É como se sempre estivéssemos correndo atrás de algo, mesmo que, não saibamos direito o quê. Fato é que a amizade muitas vezes é capaz de diluir e diminuir a insalubridade da selva de pedra. Gabo+Zeiveen se conheceram desta forma, entre copos vazios e conversas jogados ao vento.

A colaboração de Gabriel, o Gabo, e Sávio (Zeiveen) de Aracaju (SE), nasceu à distância após uma tentativa frustrada. O processo levou cerca de um ano e meio.

“Num bar qualquer do antigo Largo da Batata, sugeri “quero que você escreva uma letra pra esta música aqui”.

A música em questão não saiu mas gerou um incômodo, a necessidade de que finalmente realizássemos um projeto juntos.”, relembra Gabo


Gabo+ZeiveenFoto Por: Rafaela Romano

São Paulo

O espaço físico do “Lugar”, e suas inúmeras narrativas construídas a cada uma de suas travessas, servem de mote para a faixa. Lembrando até um pouco a temática que permeia “Não Existe Amor em SP” do Criolo.

Fato que o hip hop acaba entrando no caldeirão efervescente de suas curvas que bebem também da MPB e da “fritação” de seus sintetizadores.

As pequenas confidências do dia-a-dia, os conflitos, as divergências, as desigualdades e falta de ar puro, acabam por si só equalizando em seus versos que mesclam a insanidade da correria de uma cidade que insiste em não dormir com o medo de quem vive tem de não acordar.

Entre uma roda de samba, uma lanchonete 24 horas e a discrepância de oportunidades. É do choque de “realidades”, e dicotomias, que a cidade se destrói e se reconstrói a cada dia que passa. Choque esse que seus versos com astúcia deixam claras em suas estrofes que constroem imagens de um cotidiano viciado. Trazendo para seu “samba-enredo” ironias, metáforas e a vontade de emancipar-se da realidade.

“O single “Lugar” é o esforço de muitos na busca de retratar o panorama de uma sociedade em que cada vez mais se espera padronização dos indivíduos.”, finaliza Gabo

A faixa foi mixada e masterizada por Luiz Café. Já a ilustração do single é assinada por Fellipe da Silva.

Ouça “Lugar”


This post was published on 24 de outubro de 2019 7:21 pm

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Posts Recentes

Siso revisita o indie brasileiro de 2000 a 2010 em “Vestígios”

O cantor, compositor e produtor mineiro, Siso, está radicado em São Paulo já há algum…

18 de agosto de 2022

Ombu reflete sobre o amadurecer em “Certas Idades”

O Ombu é uma das bandas tão queridas pelo cenário independente paulistano, o grupo que…

18 de agosto de 2022

Gui Fleming homenageia Luhli em “Hoje Eu Corri Feito Um Rio”

O músico, cantor e compositor carioca, Gui Fleming, se prepara para lançar seu novo disco…

18 de agosto de 2022

Edital Natura Musical 2022 abre as inscrições; faça a sua agora!

Com série de novidades o Edital Natura Musical 2022 abre as inscrições A Natura Musical,…

17 de agosto de 2022

Entre canções de sebos, antiquários e inspirado pelo Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa, Leo Marques apresenta ‘’Flea Market Music’’.

Leonardo Marques lança seu novo álbum Flea Market Music Leonardo Marques e sua Ilha do…

17 de agosto de 2022

A Lenda do Herói 2 tem participação do Lucas ‘Inutilismo’, integrantes do Angra, Fresno e mais artistas

A Lenda do Herói 2: A Marcha de Malaquias dá continuidade ao jogo brasileiro dos…

15 de agosto de 2022

This website uses cookies.