Projeto Trator divulga primeira faixa de “Humanofobia” e participa de coletânea argentina

No mês de junho comentamos a discografia do Projeto Trator, entrevistamos Dom Orione (Videocassetes) e divulgamos algumas datas da turnê pré-lançamento do próximo disco dos caras – que até então não tinha seu nome revelado.

Screen Shot 2016-08-09 at 3.41.50 PM
Projeto Trator em ação.

Pois bem, chegou o dia de divulgar o nome do disco a ser lançado: Humanofobia (2016).

Comemorando 10 anos de punk/sludge/stoner, o Projeto Trator, formado por Paulo Ueno (guitarra/vocais) e Thiago Padilha (bateria), já rodou o nordeste, centro-oeste e recentemente fez mais uma passagem pelo sul do Brasil.

O duo também já desbravou países vizinhos da América do Sul, com duas extensas turnês pela Argentina, chegando a tocar em grandes festivais na Patagônia, além de ter rodado o Uruguai e o Chile. Dessas andanças e em parceria com o selo Fauna Records (ARG), saiu a participação da banda na coletânea Lucifer Discos.

A Trator está no registro como bônus ao lado de bandas com as quais já dividiu o palco, como as argentinas Katon e Letícia Soma e as chilenas Chinaski e Demonauta. A escolhida da dupla para a compilação é a faixa “Tambores de Sangue”, que surge neste disco como a penúltima faixa, antes de Los Viejos, outro destaque do CD.

Lucifer Discos soma ao todo 15 faixas de diferentes bandas e teve toda a arte assinada Meli Ortiz e impressão digital por Leonardo R. Lopez.

“Tambores de Sangue” é primeira música a ser conhecida do novo trabalho dos caras, Humanofobia, o oitavo da carreira e que foi produzido através do projeto Converse Rubber Tracks.

O disco traz oito músicas da carreira do grupo com uma nova roupagem, além de mais duas novas faixas (vinhetas que exploram novas ambiências). Humanofobia foi gravado em oito horas no Family Mob Estúdios, em São Paulo, com produção de David Menezes e pelo ex-Sepultura Jean Dolabela.

O material está sendo finalizado por Dan Randall, no estúdio Mammoth Sound Mastering,(Califórnia/Estados Unidos) e responsável pela masterização de bandas como Poison Idea eSodom. A versão de “Tambores de Sangue” que está na coletânea, no entanto, foi masterizada por Paulo Ueno.

Turnê “Fora Temer”

Em julho, o duo fez uma série de shows por São Paulo e cidades do interior paulista, além de estados do sul do Brasil. A turnê “Fora Temer” foi acompanhada das bandas Mondo Bizarro (Recife/PE) e Cocaine Cobras (Fortaleza/CE).

Sobre o posicionamento político a banda deixa claro:

“Não é um apoio à Dilma, particularmente não gostamos dela, mas derrubá-la para colocar alguém claramente corrupto, levando uma galera ainda pior para cargos importantes. É necessário se posicionar de alguma maneira. Pela nossa influência como artista, nós não podemos fechar os olhos para o que está acontecendo”, explica o baterista

Facebook
Site
Bandcamp
Resenha Hits Perdidos

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s