Muff Burn Grace e sua lisergia sonora que passeia pelo som dos anos 70 e 90

Garimpar novas bandas é sempre um passatempo que todo apaixonado por música tem por natureza. Para estes prestar atenção no cenário local deveria ser algo intrínseco destes seres. Deveria, mas nem sempre é.

Sempre inventamos desculpas para não ouví-las. Ou por esperar que as ondas de rádio nos levem até a ‘novidade do momento’ e falhando miseravelmente, ou por cairmos na cilada do ‘O rock morreu’ e todos esses mimimi’s  – que dá até preguiça de pensar em todas sua variáveis.

Por mais que tenhamos por aí uma porção de Webrádios com conteúdo super interessante, sabemos que ainda é um nicho muito específico e para poucos. Logo, é sempre bom acompanhar blogs, podcasts e até tentar acatar indicações de amigos para chegar a mina de ouro.

Uma interessante que nunca falei por aqui, por mais que conheça o trabalho a um tempinho é a Muff Burn Grace.

A banda formada em 2011 conta com André Guimarães, na Guitarra e vocais, Ricardo Gobar no baixo, e Juninho Bacon na bateria e nos backin vocals.

O som é bem lisérgico e passeia pela história do rock. Se nota uma levada que caminha pelos rock’n’roll setentista do Led Zepellin, misturado com o peso do Stoner do Black Sabbath aliado ao rock de garagem, ou seja crú e sujo. Em alguns sons é possível até sentir aquele ar grunge de Seattle, característico do Mudhoney, o que deixa o som ainda mais interessante.

Garageiro por sua essência, não é difícil observar bandas contemporâneas que bombaram nos últimos anos como por exemplo Red Fang e os brasileiros do Black Drawing Chalks. Aliás, uma banda que quem curtir o som dos caras pode vir a gostar são os também ‘brazucas’ do Grindhouse Hotel (Logo abaixo)

Apesar de ter apenas quatro anos, o grupo já lançou uma Demo (2011), um ao vivo (Invasão Rocker Live Sessions (2014), e dois EP’s (Space Kong Death Match (2014) e Don’t Let Beer Get Warm (2015), estes últimos gravados no Estúdio Costella.

Confira o mais recente EP, lançado em janeiro deste ano, Don’t Let Beer Get Warm (PS: Nome genial) direto do Bandcamp oficial

[bandcamp width=350 height=522 album=1591920887 size=large bgcol=ffffff linkcol=0687f5]

Aliás a faixa ”Shake It All” (2013), ganhou um divertido clipe, confira abaixo:

Muff Burn Grace:
Facebook
Contato
Bandcamp

This post was published on 21 de julho de 2015 8:28 pm

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Posts Recentes

Virada Cultural 2022 apresenta programação descentralizada nos dias 28 e 29/05; confira a programação completa

A abertura da Virada Cultural 2022 acontece às 17h do sábado (28), com apresentação do…

20 de maio de 2022

Jair Naves apresenta lado mais experimental em “Ofuscante a beleza que eu vejo”

O quarto disco da carreira solo do músico, cantor e compositor Jair Naves, Ofuscante a…

20 de maio de 2022

brvnks revela o lado doce e o amargo do amadurecer em “meet the terrible”

Após lançar Morri de Raiva (2019) pela Sony Music, a goiana brvnks após divulgar no…

20 de maio de 2022

Lançamentos Nacionais: Maglore, Glue Trip, Luna França, OZU, Julia Baumfeld, Giovanna Moraes e Bola

Aqui no Hits Perdidos voltamos com a coluna de lançamentos nacionais, afinal de contas, maio…

20 de maio de 2022

Lista das Listas 2021: conheça quais são os 45 discos mais citados pela crítica brasileira no último ano

Lista das Listas 2021, revela quais são os 45 discos mais citados pela crítica musical…

19 de maio de 2022

Tom Misch em Porto Alegre; show acontece na sexta-feira (20/05) no MITA Day

Tom Misch em Porto Alegre, inglês se apresenta no dia 20/07; garanta o seu ingresso…

19 de maio de 2022

This website uses cookies.