June revela com exclusividade os detalhes do álbum “Crying for Attention”

 June revela com exclusividade os detalhes do álbum “Crying for Attention”

June lança o álbum “Crying For Attention” via PWR Records. – Foto Por: Fábio Melgarejo

“Crying for Attention” é o segundo álbum de estúdio de June 

Com apenas 23 anos a cantora e compositora, Julia Sicone, que assina seus trabalhos JUNE tem vários feitos em sua carreira, tendo sido a vencedora dos concursos “International Songwriting Competition“, disputa que já revelou grandes nomes da música como Andrew Bird e Kimbra, além de “Melhor Artista Soo de Santa Catarina” (2017). O álbum de estreia da artista natural de Florianópolis, Diz, inclusive, foi lançado pela Sony Music mas sua carreira começou muito antes disso.

Ela começou a compor aos 13 e aos 14 já tinha lançado de maneira independente suas primeiras músicas, o que rendeu um EP, alguns singles e duas premiações. Com isso ela pegou fôlego para apostar na carreira na música e embarcou para Nashville (EUA) para gravar o EP One not One, no estúdio Dark Horse Institute, local que já recebeu nomes como Taylor Swift, Alice In Chains, Jeff Beck, Mastodon, Evanescence, Neil Diamond, Dolly Parton, Brand New e até mesmo o Asking Alexandria. O material foi lançado durante a pandemia.

Recentemente JUNE lançou do seu segundo disco de estúdio, Crying for Attention, desta vez via PWR Records. O material tem produção assinada por Lucs Romero, Jvck (Pedro Soares) e Janluska (Gianlucca Pernechele).

“Foi um processo emocionante o ver tomando forma porque gravei ele no primeiro ano da pandemia, onde não tinha nada pra fazer além de sentar, escrever e produzir. Eu, assim como os produtores, tive atenção a cada detalhe, dando um papel fundamental a cada música na composição do disco”, revela a artista sobre o longo processo do disco


June - Foto Por Fábio Melgarejo
June lança o álbum “Crying For Attention” via PWR Records. – Foto Por: Fábio Melgarejo

Faixa a Faixa: June Crying for Attention

Com exclusividade para o Hits Perdidos, June contou em faixa a faixa exclusivo mais detalhes dos bastidores do álbum Crying For Attention.

SWIMMING BACK

O álbum foi concebido quando eu morava em Curitiba junto com meu amigo e produtor Lucs Romero que também assinou a direção músical do mesmo. A gente sabia que queria fazer uma música juntos pra colocar no álbum, fizemos algumas músicas mas parecia não termos chegado ainda no resultado que queríamos (mesmo não sabendo exatamente o que estávamos procurando).
Frustrados, sentamos na sala pra assistir o documentário do Travis Scott. Assim que terminou, os dois inspirados, sentamos em frente ao computador e logo tínhamos uma base pra trabalhar, ligamos o mic e comecei a gravar varias linhas de voz com autotune ligado. Me isolei no meu quarto por alguns minutos e escrevi a letra em cima das melodias escolhidas, sentamos juntos e finalizamos a música juntos. E assim a música ficou pronta.

RIVERS

“Rivers” é quase um hino após o termino, aquele momento que a gente decide colocar uma pedra em cima do acontecimento. Essa música eu comecei sozinha no piano, entreguei a guia para o Lucs e ele começou a prod. Até então não tinha a parte C da música escrita.
Ele fez ela ficar dançante, quase irônica e dai veio a ideia do 3º verso que explica um pouco mais a história. Eu lembro de na época que escrevi “Rivers” eu estava na casa da minha mãe porque recém tinha começado a pandemia e eu ia pro parque de bicicleta ouvir as produções que o Lucs tinha mandado e finalizava as letras no caderno deitada na grama.

UNDER THE OCEAN

“Under The Ocean” foi uma música que eu escrevi bem no início da pandemia, comecei produzindo ela sozinha e dai tive a ideia da letra. Ela fala basicamente sobre se permitir entrar no outro e enxergar além da superfície. Tenho um carinho gigantesco por essa música por me identificar muito com a letra ainda hoje.
Como as outras, enviei a pré prod para o Lucs, ele fez a mágica dele em cima da prod e entregou um drop lindo pra finalizar. Assim que ele me enviou escrevi o resto da letra e ela estava pronta. Muitas das músicas do álbum começaram como uma ideia e foram escritas ao longo da criação da obra como um todo, tudo pensado com muito carinho.

FRONT DOOR

“Front Door” fala sobre um relacionamento velado junto com o início de uma paixão. Fala também sobre ciúme. Essa música eu escrevi e fiz uma pré produção sozinha e mandei para o Lucs finalizar. Queria que tivesse essa vibe meio anos 80. Uma grande ref para essa música foi Guilty Conscience da 070 Shake, artista que amo acompanhar.

PART TIME LOVE

“Part Time Love” começou com uma prod do Janluska que ele fez baseado na nossa playlist de refs. Uma das principais refs para essa música foi A Pale da Rosalia, queríamos que ela fosse bem introspectiva mas intensa ao mesmo tempo. Ele começou a prod e colocou a melodia que usei em “I see you fly”, compus o resto da música e fui pro estúdio com ele. Gravamos as vozes principais e depois começamos a testar varias ideias de sobreposição de vozes que na minha opinião é o maior charme da música. O Gianlucca é um ótimo produtor, admiro muito o trabalho dele e foi uma grande honra te-lo participando nesse álbum.

ELECTRICITY

“Electricity” é a música que eterniza a paixão no seu ponto mais alto. Escrevi ela quando estava completamente apaixonada e pra ser bem sincera, foi uma música que escrevi de presente de aniversário.

Como eu precisava produzir ela rápido para presentear, fui na casa do meu melhor amigo Felipe Pessoa que também é produtor musical e meu guitarrista há anos. Sentamos no computador e ali ficamos 7 horas seguidas produzindo juntos. Quando terminamos a música estava pronta, acho que foi a música mais rápida que ja produzimos. Nunca conseguimos mudar nada porque era aquilo mesmo que queríamos.

BURN

Eu geralmente escrevo sobre coisas que eu já vivi, com bastante clareza sobre os fatos. Em Burn foi diferente, quis criar uma outra história. Burn é uma música conturbada, nada clara. Passa a sensação de um relacionamento conturbado, brigas mas finaliza dizendo que não é o fim.

STRESSED OUT

“Stressed Out” é uma música que eu escrevi há um bom tempo, ela estava engavetada. Eu tinha uma gravação dela no celular voz e piano. Eu tinha muito carinho pela música mas não sabia exatamente o que fazer com ela porque até então não tinha refrão, não era comercial era só um grande desabafo. Quando decidi lançar o álbum, inserir stressed out faria muito sentido, porque apesar de ter escrito a música há um tempo ela ainda fazia muito sentido com como eu ainda me sinto.
“Stressed Out” fala sobre a minha vida como artista, as dificuldades que se passa sendo uma artista pouco reconhecida. A busca pelo reconhecimento, se sentir perdida como se nada tivesse sentido, se sentir estressada estando no meio dessa loucura e querer achar uma saída. A vida do artista é muito romantizada mas ninguém vê o que se passa por trás, as cobranças, as decepções e o quanto a gente se cobra a procura apenas de viver uma vida digna advinda do nosso trabalho. Muitas vezes me sinto menosprezada, porque no final o importante não é o que importa.

I DOUBT

O Lucs chegou pra mim com uma prod nova, eu adorei e pensei que teria a letra perfeita para encaixar. Um poema que eu tinha escrito em 2019 e nunca tinha utilizado. Caiu como uma luva, o refrão estava pronto, escrevi o resto da música rapidamente.

Entrei em contato com a Sol Chyld, rapper que eu ja tinha vontade de trabalhar junto e ela enviou a parte dela. Me juntei com o Lucs pra ouvir assim que ela mandou e os dois ficaram chocados e ali sabíamos que a música estava pronta. “I Doubt” fala sobre duvidar de si mesmo em todos os aspectos que nos compõe até não sabermos mais quem somos.

HNVT FELT SO GOOD

“Haven’t Felt So Good” foi escrita sobre uma despedida. Escrevi ela no piano, tinha uma gravação e conversei com o Lucs sobre usar ela no álbum. A produção foi rápida porque ela estava praticamente pronta, o Lucs capturou muito bem a essência e foi simplesmente amor a primeira vista assim que estava produzida.

SO HIGH

So “High” foi uma música que eu fiz junto com o JVCK (Pedro Soares) meu querido amigo. Estávamos ouvindo muito Flume na época e decidimos usar ele de ref para escrever algo nosso. A música foi escrita em sessões quando eu ia para o estúdio dele, a gente produzia gravava e tinha ideias. Foi um processo muito gostoso. Assim que as vozes estavam todas prontas JVCK finalizou a prod. A música fala sobre a tentativa de deixar alguém ir e sobre estar muito preso em uma relação. E assim finalizamos o álbum Crying for Attention.

June Crying for Attention (2022)


Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Related post

error: O conteúdo está protegido!!