[Premiere] Mais Valia + Wolf Gadelha lançam clipe macabro gravado em fazenda

Viajar muitas vezes permite parcerias relevantes e muitas vezes inusitadas. A  Mais Valia de Jaú (SP) viajou para Chã Grande (PE) para produzir em uma fazenda uma faixa inédita.

Para quem ainda não conhece a banda, eles lançaram seu primeiro disco em 2015 através do selo paulistano Sinewave e em seu som misturam experimentalismo, post-rock, stoner e space rock.

A canção que foi gravada em novembro do ano passado conta com a participação do pernambucano Wolf Gadelha que foi o responsável pelas guitarras, sintetizadores, produção, mixagem e masterização de “MALARIA”.


Mais Valia
Mais Valia + Wolf Gadelha na fazenda localizada em Chã Grande (PE). – Foto: Acervo Pessoal

A parceria surgiu da amizade entre Thiago Gadelha e Ricardo Cezario (Guitarrista da Mais Valia):

“Eu e o Ricardo  já nos conhecíamos de fóruns guitarrísticos. Um acompanha o trampo do outro, lembro que ele me mandou um cd da Mais Valia quando tava terminando do disco da Casillero.”, conta Gadelha

Depois de muita conversa e para aproveitar a passagem dos paulistas pelo nordeste eles marcaram o encontro:

“Eles estavam em tour pelo NE, tinham tocado no Festival Dosol em Natal (RN), e tinham dois dias livres, dai eu disse para o Ricardo trazer a turma pra PE pra produzir alguma coisa, e basicamente foi isso. Levei para uma fazenda da família do Mario do Baixo (Baixista da Casillero), e produzimos tudo em um final de semana.

Compomos a música la, o Alexandre (baixista da Mais Valia) filmou e fez as imagens do clipe. Gravamos, ensaiamos e gravamos (risos). Tudo em 2 dias, isolados de tudo”, disserta o produtor

Premiere Mais Valia “MALARIA” (10/08/2018)

Tanto o clipe como a música foram produzido em 2 dias em uma fazenda do interior de Pernambuco e foi registrado pela Toca do Lobo Records. A intenção é simplesmente celebrar o encontro como comentam os músicos.

O vídeo conta com imagens um tanto quanto “macabras” registradas durante as gravações na fazenda. Segundo Thiago Gadelha “quem não estava gravando saiu a pé com a câmera registrando o que via”. Sendo assim Mario, Vitor, Ricardo e Alexandre acabaram sendo os responsáveis pela captação das imagens do registro.



O clipe tem como personagem um boneco já um tanto quanto deteriorado que acaba percorrendo a fazenda até ter um derradeiro fim. Intenso, o videoclipe de “MALÁRIA” foi sendo moldado coletivamente.

A canção acaba também meio por acidente sendo o primeiro registro oficial de Thiago Gadelha sob a alcunha do projeto Wolf Gadelha.

Após o fim da Casillero Gadelha vem experimentando novas referências para o repertório de seu primeiro trabalho solo. Este que deve ganhar ser gravado nos próximos meses em seu estúdio.

“A música que estou produzindo no momento é influenciada por sci-fi, filosofia, retrofuturismo, cinema, fuzz, David Bowie, Prince… É mais uma etapa disso que eu defendo e formato, eu chamo de Dark Swing. Sintetizadores, groove, retrofuturismo e fuzz.”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s