O projeto Arubu Avua nos mostra que é sim possível criar um álbum diferente todo dia

 O projeto Arubu Avua nos mostra que é sim possível criar um álbum diferente todo dia

Alguns artistas muitas vezes demoram 5 anos para lançar um álbum, mas você já imaginou um programa que cria um álbum diferente todo dia? Algo que para mim parecia uma ideia vinda de um filme de ficção científica na verdade já existe. O projeto Arubu Avua, do brasileiro Victor Negri, que atualmente mora na Europa, gera todo dia um álbum novo.

Ele se baseou no conceito de composição generativa, que tem esse nome porque, supostamente, gera a si mesma. A parte humana dessa equação é decidir quais momentos vão ter tal som ou tal nota, dar as opções para que o computador decida qual nota poderá tocar. São possibilidades e o resultado final ninguém sabe, nem o Victor. É uma surpresa para todos. A primeira pessoa que falou sobre e popularizou a composição generativa foi o músico e compositor Brian Eno, em 1995, deixando muita curiosidade para as próximas gerações. 

Sendo a obra do compositor britânico umas de suas grandes inspirações para criar o Memorabilia, nome dado para esse álbum que se regenera todo dia, Victor juntou isso com a vontade de criar músicas cantadas em composição generativa, algo que não é comum. A ideia surgiu durante sua pós na UdK, em Berlim, onde ele entrou em contato com a linguagem de programação SuperCollider, que é voltada principalmente para o som.

Arubu Avua

Memorabilia está disponível para ser ouvido aqui: https://s4ntp.org/memorabilia/

“E esse mundo da música generativa não costuma ter canções, geralmente é uma coisa mais eletrônica. Uma maneira que eu pensei de fazer as canções funcionarem ali, é como se fossem listas de recordações.

Porque, como são listas, eu posso trocá-las de ordem, então as letras vão ser sempre diferentes e dentro de um contexto de memória ou de falta de memória, de perda de memória”, conta Negri.

Além dos instrumentos presentes, a voz que ouvimos durante as músicas também é do músico. E se você assim como eu se perguntou se os nomes das músicas também são gerados automaticamente, a resposta é sim. Dentro do programa existe uma lista com possibilidades e todo dia à meia noite, assim como as músicas, novos títulos são gerados.

Para a felicidade de alguns e a tristeza de outros, os computadores vão tomando cada vez papéis mais importantes na música, partindo dos programas de edição, criação de instrumentos, até os vocaloids, e agora na composição de álbuns. Fica a questão de até onde mais eles podem chegar.

Agora é aguardar os próximos passos de Arubu Avua e ver até onde Victor pode chegar.

 

Mariana Marvao

Related post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *