Categories: ListaVideoclipes

Os Melhores Clipes Independentes | Maio (2021)

Confira os melhores clipes independentes lançados em Maio | 2021 em seleção especial feita pelo Hits Perdidos!

Melhores Clipes Independentes 2021

As listas de melhores clipes independentes 2020 estão a todo vapor no Hits Perdidos. Você já conhece e acompanha por aqui elas todo mês e damos o pontapé inicial pelo quinto ano consecutivo.

Para quem é novo por aqui seja bem-vindo e acompanhe o Hits pelas redes sociais (temos InstagramFacebookSpotify…).

2017 foi marcado pelo grande sucesso dos listões de melhores clipes independentes que até deram origem a um estudo super detalhado sobre a produção audiovisual do independente brasileiro.

Em 2018 veio a parceria com o UDIGRUDI da PlayTV onde escolhemos os mais legais para passar na programação aos domingos. O programa encerrou em Agosto de 2020 suas atividades (saiba mais como ajudar para que ele volte clicando aqui).

Listas de Melhores Clipes (2021)

* Janeiro
* Fevereiro
* Março
* Abril

Seu Clipe na TV

Fizemos um guia completo de “Como fazer para seu clipe aparecer na TV?“.

Os Melhores Clipes Independentes | Maio (2021)

Neste mês de Junho trarei os melhores que saíram no último mês e que merecem destaque. Claro que o listão continua democrático e no fim você encontrará uma playlist no youtube – e Spotify – com os 113 coletados ao longo do mês.

A produção independente cresce a cada dia que passa e o investimento na divulgação também. Em uma geração em que poucos escutam um disco do começo ao fim, o artifício dos web clipes tem sido uma boa maneira de expor seus trabalhos.

E estes são feitos de todas formas, com alto ou baixo custo de produção. Com ideias mais certinhas a criativas. No fim das contas o que interessa é eternizar aquele momento e expor seu trabalho com a estética que mais convém atrelar a imagem da banda.

Os “Scouts” dos clipes independentes lançados em Maio

Em Maio inúmeras bandas começaram a divulgar seus curtas promovendo singles antigos ou que estarão presentes em seus futuros álbuns ou EP’s.

Reunimos 113 clipes lançados neste mês que mostram alguns dos novos talentos da música independente brasileira.

O que impressiona é termos uma média de 3,64 clipes sendo lançados no independente por dia. Na lista temos 110 artistas de 17 estados.

OS SELECIONADOS TAMBÉM FAZEM PARTE DA PLAYLIST CRIADA ESPECIALMENTE PELO HITS PERDIDOS PARA ETERNIZAR OS VÍDEOS LANÇADOS NESTE MÊS DE MAIO. ALIÁS NÃO DEIXE DE SEGUIR O PERFIL DO HITS NO SPOTIFY!

1) Larissa Lisboa feat. Amaro Freitas “eu choro, não nego”



Relatando os processos de autoconhecimento após o término, a pernambucana Larissa Lisboa apresentou um excelente videoclipe para “Eu choro, não nego”, faixa em parceria com Amaro Freitas. O vídeo conta com a direção de Luara Olívia, a maquiagem é assinada por Zé Lucas e o figurino idealizado pela própria Larissa, junto com Catarina Calábria.

“Quando eu fiz a música, eu já sabia que queria a sensibilidade de Amaro para me complementar. Fiz o convite e ele topou e, para mim, foi uma felicidade imensa poder dividir a faixa com um artista tão completo como ele e a quem eu tanto admiro”, revela Larissa.

A tensão, ganhou uma trama que preza pela riqueza de detalhes em sua produção. Fotografia e a beleza da paisagem natural ganham contornos poéticos, com direito a dança e um storytelling que vai ganhando aos poucos elementos para complementar a imersão. O roteiro consegue traduzir a intensidade de sentimentos da música.

“Esse clipe é a materialização do meu processo de libertação. É importante  perceber o lugar que não nos cabe mais, sentir a dor e buscar evoluir”, contou a pernambucana.  

2) Rodrigo Amarante “Maré”



Rodrigo Amarante, do Los Hermanos, já tem há um bom tempo uma sólida carreira solo e está prestes a acrescentar mais um capítulo em sua jornada. No dia 16/07 ele lançará seu novo disco Drama e em maio apresentou primeiro single e clipe para “Maré”.

“Maré é baseada no provérbio espanhol: a maré leva o que a vazante traz. Na música isso vira uma reflexão sobre como o desejo, nossos sonhos e pesadelos, moldam nosso destino, a graça e o terror disso. Assim ela é uma espécie de reza utópica do não querer, ao mesmo tempo uma admissão da inevitabilidade do eterno sonhar.”, conta Rodrigo Amarante

“O vídeo não fala disso, pelo menos não diretamente. O vídeo é sobre ritual e intenção, o exercício de entrar em contato com esses sonhos e desejos através da brincadeira, do teatro, infantil nesse caso, o meu.

Assim, dados os meus sonhos e pesadelos, o vídeo é sobre o trabalho de escrever, intenção e ritual, razão e intuição, magia. Digo magia porque há sempre algo de imprevisível na escrita, uma porta pra essas histórias que carrego, o meu drama.”, revela o músico que assina o roteiro, produção e direção

A fotografia é assinada por Jackie Bao, Matt Marder e Matt Keppler, a montagem e edição por Marcela Amarante e é uma realização EUEMINHAIRMÃ.

O clipe é uma aula de entretenimento à parte. Com direito a diversas brincadeiras que o levariam tranquilamente ao top 10 da MTV da Abril. O contraste entre o branco do cenário e o figurino colorido, se soma ao lado pueril da sua narrativa que explora as frequências, a dança, os jogos e o humor na medida certa. Prendendo assim, a atenção do espectador com doses de leveza, estas tão necessárias em nossos tempos.

3) BaianaSystem “A Vida é curta para viver depois” feat. Carolaine



Que o BaianaSystem é uma força da natureza você já sabe, a cada novo álbum trazendo novos conceitos, misturas e ressignificando a arte de fazer música. Isso também se estende para a sua narrativa em videoclipes e mais uma vez eles aparecem em destaque em nosso listão.

Desta vez com o vídeo para “A Vida é Curta Pra Viver Depois”, canção que tem a participação de Carolaine. A banda em conjunto com a atriz, diretora e roteirista Alice Carvalho lançou o projeto audiovisual com o Caboré Audiovisual e a diretora Larinha Dantas.

Na trama existem referências do cinema nordestino e das estéticas do cyberphunk e do afrofuturismo. A força da resistência e das trincheiras é expressa através da sua narrativa potente que mostra espaços que devem ser ocupados – materializado na obra como a entrega do afeto entre duas mulheres negras: a própria Alice e Mainá Santana.

“Rapidamente somei forças com antigos parceiros de sucesso do audiovisual potiguar para construir uma história que falasse sobre alivio, amor e urgência de viver a vida com muita verdade nesses tempos tão difíceis de cólera”, comenta Alice Carvalho que recebeu a faixa pouco antes da estreia do ATO 3 do novo disco dos soterapolitanos

4) Fran, Carlos do Complexo e Bibi Caetano “Visceral”



Fran, também conhecido como Francisco Gil, lançou a música “Visceral” em parceria com Carlos do Complexo e Bibi Caetano. Nas cenas, rodadas em Caraíva (BA), ficção científica e cenários paradisíacos se misturam a personagens da vida real.

Na trama visceral dirigida por Pedro Alvarenga Roteiro, com roteiro de Alvarenga e Daniel Manzali, diferentes linguagens cinematográficas são utilizadas trazendo complexidade e ainda mais sentimentos para o clipe.

“O momento de maior introspecção que já vivi, com o comprometimento enorme de alcançar uma consciência e uma responsabilidade emocional ainda maior comigo mesmo e com tudo e todos que estavam à minha volta”, lembra Fran sobre a composição

“Na produção, na história da letra, ou como isso é passado no filme, vejo que tudo se encontra, e de uma forma linda e forte, mesmo no desencontro. Sempre dando curso vivo a algo do passado que se reflete no futuro”, opina Bibi

5) Monza “Zero”



No dia 22/05, o Monza lança o clipe para “Zero”. Uma canção que discorre sobre manter a individualidade (nos mais diversos contextos). Segundo os integrantes, muita coisa mudou desde então mas a faixa continua sendo uma das músicas favoritas deles dentro do disco.

Com o cenário de indefinição de quando o mundo voltaria a ser mundo, eles optaram há cerca de duas semanas, após reverem como o material envelheceu, que não fazia mais sentido esperar mais.

“A ideia do vídeo no mercado já existia há um tempo, mas a produção virou uma novela. Queríamos gravar mesmo, correr atrás de tudo, naipe cinema. E apesar da ajuda de um monte de gente legal, era demais e a ideia foi pra gaveta. Até chegar na onda da animação.

A gente pira em animação e já gostava muito do trabalho da Pizzar, mas parecia algo muito difícil e distante até conversar com o Gabriel Rouvier. O cara sacou de primeira o que a gente queria, chegou com várias ideias boas e fez a parada. O processo todo foi muito legal. O clipe de “Zero” se passa em um mercadinho, onde o Monza perde seu valor nas prateleiras e luta pra conseguir escapar daquele lugar o quanto antes.”, conta o Monza

A animação cria uma atmosfera em seus enquadramentos onde apresenta seus elementos aos poucos para que a trama se desenrole junto do espectador. Criando em si o aspecto de tensão para o que está por vir.

A prateleira do supermercado com a banda se desvalorizando deixa claro como muitas vezes nos auto-sabotamos, ou abaixamos a cabeça, nos mais diversos projetos ou relacionamentos que construímos ao longo da vida. Fazendo com que reflitamos sobre nosso papel nesta encarnação, nossa identidade, individualidade e como deveríamos valorizar mais nossos esforços e batalhas pessoais.

Porque optaram por fazer o clipe em animação?

Monza: “A ideia veio como um plano B que na verdade não poderia ter dado mais certo. Estávamos naquele limbo entre conseguir equipes, locações e tudo que envolve captação em vídeo e em dado ponto a gente achou que uma animação poderia dar mais conta de suprir com a fantasia que a gente tinha imaginado para esse clipe. Conhecemos o trabalho do Gabriel e da Pizzar depois de ver o excelente trabalho que ele tinha feito com o clipe do Bruno Bruni.A gente ficou um tempão com a ideia de um clipe no supermercado, mas tudo bem fantasioso e acabava virando mega produção. Foi bastante tempo batendo cabeça e a animação veio nessas, de conseguir tirar as ideias do papel. Fora gostar bastante de animação, do trabalho do Gabriel e da Pizzar, e de ele ter topado com entusiasmo entrar no projeto e ajudar a gente.”

Como foi o processo de criação do videoclipe, o que gostariam que ele transmitisse e como foi ver o resultado depois de pronto?

Monza: “Encontramos o Gabriel poucas vezes, contamos as ideias que tínhamos, ele sacou muito rápido e começou. O processo todo a partir daí foi bem tranquilo, a gente só recebia as prévias e ficava sempre de cara com o trampo dele. Ver os personagens pela primeira vez foi massa, ver tudo pronto foi surreal.”Gabriel Rouvier: “Eu tinha uma ideia gigantesca na minha cabeça, e fazer animação demanda muito tempo, principalmente para alguém como eu que estou começando agora. Quando fui convidado, na nossa primeira reunião os meninos do Monza me contaram que gostariam de ter filmado esse clipe dentro de um mercado à noite, aquela sensação esquisita de liberdade, com os produtos…Mas não foi possível fisicamente. Mas na animação não existe essa barreira, tudo é possível.

A partir dessa raiz da liberdade, o desafio supremo foi saber que a música tem um sentido pessoal pra banda, e como eu não era integrante deveria criar a partir do que eu sabia sobre eles, minhas impressões e também transmitir um pouco do que eu estava vivendo na minha própria vida, já que era uma união de ideias.

A música estava ali, já existia, mas precisava ser relançada, e a partir disso fui tendo a ideia de unir a sensação de liberdade com o relançamento da música “Zero”… mas o que esse “Zero” representava?  Às vezes o mercado coincidentemente é injusto, não valoriza o artista, o incentivo é cada vez menor, uma música incrível como essa estava no fundo da estante do mercado, e eu queria trazer ela pra frente, queria transmitir a ideia do valor próprio, de seguir os nossos próprios ideais, sem que ninguém diga o quanto você vale, o quanto vale sua música, arte…

Não só depois de pronta, toda vez que assisto eu me orgulho, vejo o quanto foi difícil fazer, e o quanto ficou linda, e fico mostrando pra minha família pra curtir a música comigo, realmente agora a música tem um significado especial que marca um grande momento da minha vida que não retornará jamais.”

6) A Balsa feat Antonia Morais “Rota de Fuga”



Com imagens captadas em Londres (UK), e direção de Fabrício Rodrigues, o vídeo d’A Balsa feat. Antonia Morais para “Rota de Fuga” conta com uma narrativa onde a protagonista passa por diversos conflitos; ilustrando bem o caso do estar e não estar refletido na letra. A coloração e as sensações dos silêncios aprofundam ainda mais a narrativa.

7) Laura Petit “Durex”



A brasiliense Laura Petit em Maio lançou o clipe para “Durex”, onde o desejo e o olhar feminino surgem como temas centrais. O vídeo foi dirigido por Leticiah F., teve produção de Livia Andersen e Leani Ferrari na fotografia.

“Sinto que nessa faixa a gente se entregou pra estética pop, que está presente na música e no clipe. Isso sem perder as referências de brasilidade, que é denominador comum em todos os meus trabalhos. Muito disso tem a ver com a produção luxuosa do Janluska.

Depois de tantas faixas trabalhando em dupla com meu parceiro Du Rozeira, o Janluska chegou nessa música pra refrescar nossas ideias e referências. Além disso, no clipe de “Durex” eu tive a chance de encontrar e me aprofundar nessa persona-diva-pop-superproduzida que até então não havia sido explorada. Acho que apesar de tantas músicas intensas, eu sempre me colocava como menina-sapeca-pipoca, sabe?”, se diverte Laura Petit.

8) Supervão feat. Olho Mecânico “Amiga Online”



Para mostrar a realidade das raves onlines durante este momento, a Supervão se juntou ao DJ e produtor, Olho Mecânico, para a faixa “Amiga Online” – primeiro feat da história dos gaúchos.

O vídeo foi filmado e produzido pelo próprio Olho Mecânico (Vinicius Piagettie) conta com a performance de Ma Knunst. As performances artísticas, tão importantes dentro da cultura offline das raves, ganham novos contornos em tempos de festas pelo zoom.

9) Gustavo Bertoni, Giovanna Moraes “Como Queria Te Deixar Entrar”



Produzido dentro da realidade da “quarentena” o videoclipe para “Como Queria Te Deixar Entrar”, música de Gustavo Bertoni e Giovanna Moraes, foi filmado na casa de Giovanna e conta com direção da artista, Breno Galtier – que também assina a fotografia – e Bertoni.

“Foi um trabalho de equipe: eu trouxe algumas ideias visuais, mas ele foi desenvolvido a seis mãos. Todo mundo veio com uma contribuição. Alguns dias antes da gravação tive um sonho que acabou inspirando a criação”, pontua Giovanna sobre o processo criativo do vídeo.

“Ficou espontâneo, a direção da Gio foi bem natural e conseguimos fazer tudo de modo simples. O Breno entrou para dar aquela pincelada final, afinando tudo dentro de um padrão estético que a gente já vem trabalhando há algum tempo.

Eu gosto quando essas parcerias artísticas olham com atenção para os dois lados da coisa: tanto a criatividade para inventar outros olhares, quanto o pragmatismo em compreender essas novas criações também dentro um padrão específico. Com a Gio e o Breno isso foi fácil de fazer”, completa Gustavo.

10) Atalhos ft. Delfina Campos “Te Encontrei em SP”



Prestes a apresentar seu novo disco, a Atalhos, apresentou já no fim do mês o videoclipe para “Te Encontrei em SP”. A faixa do duo de Birigui (SP) que conta com a participação da argentina Delfina Campos tem como inspiração “Dos en la Ciudad” de Fito Páez. A direção é de Marcelo Guido que teve como assistente Augusto Flecha, já a edição é de Gabriel Soares.

11) Ousel “Whispers”



Ousel disponibilizou no fim do mês o videoclipe para seu novo single de trabalho “Whispers”. A produção audiovisual foi gravado entre Goiânia e Corumbá de Goiás, no Salto Corumbá.

“Explorando o poder que as imagens tem, em “Whispers” reside todos os sentimentos de insegurança e medo que nos acompanham constantemente. Embora muitas vezes os tratamos como sensibilidades parasitas, indesejadas, tentando reafirmar o oposto como sinônimo de força e determinação, são, muitas vezes, elementos de nossas personalidades e são também capazes de nós transportar para outros lugares, nos conectar com outras afetividades.”, lembra a banda sobre a canção

“Pensando nisso, no clipe existe um presença indefinida, que se manifesta pelas sombras, reflexos e sopros que, por vezes, assombram e incomodam. Ao mesmo tempo são capazes de nos fazer perceber outras coisas. Nos “transportam” para outras espacialidades. Nesse aspecto, instrumental, letra e imagens se conectam.Contudo, as diferentes percepções e significados que as imagens com a música produzirá nas pessoas, além de inevitável, é o que há de mais sublime em todo esse processo. O importante é que elas consigam dizer algo para as pessoas. “, conta Túlio Queiroz, que além de assinar a direção é baixista da Ousel.

12) Camila Lordy “AMOA HI”



O clipe em animação, da composição homônima da multinstrumentista e historiadora Camila Lordy é uma homenagem à cultura Yanomami e foi feita a partir de sua versão para a história autobiográfica de Davi Kopenawa Yanomami – escritor, xamã e líder político Yanomami.

A animação e direção foi realizada por Márcio H Mota, artista que vem colaborando com compositores do país em clipes de animação e investigações visuais.

O projeto é a estreia da carreira solo de Camila, que há mais de 25 anos excursiona o Brasil e outros países, como instrumentista de artistas e grupos como Fernanda Takai (carreira solo e no Música de Brinquedo), Thiago PethitBanda Glória, Junio Barreto, Teatro da Vertigem, entre outros. Camila é também orientadora pedagógica e professora na Escola do Auditório Ibirapuera.

OUTROS CLIPES INDEPENDENTES

Além dos 12 eleitos como melhores do mês de Maio | 2021 nas playlists do Youtube e Spotify vocês poderão encontrar os clipes dos artistas e bandas:

Jup do Bairro “Sinfonia do Corpo” (São Paulo / SP), Carmem Red Light “Ela é Mulambo”, Pedro Mann feat. Caio Prado “Tudo Que A Gente Pode Ser” (RJ), Os Amantes “Linda” (PA), Sound Bullet “Phoenix” (RJ), Marcelo Jeneci part. Muse Maya “Vem Vem” (São Paulo / SP), Liège “Deixa Ir” (PA), Vito Velasso “Mil Vidas”, Luísa e os Alquimistas feat. Keila “BREGA NIGHT DANCE CLUBE” (Natal / RN), Jadsa “Mergulho” (Salvador / BA).

Melhores Clipes Independentes | Maio (2021) | Parte 2

Marina Gold “Bisnaguinha”, THAIIS “Rede Elétrica” (Recife / PE), Urias“Peligrosa”, Edgar feat. Elisapie “A Procissão dos Clones” (Guarulhos / SP), Ana Cañas “Coração Selvagem” (São Paulo / SP), Ana Gabriela “Acho que te Amo” (São José dos Campos / SP), O Lulo “Quem?”, Zander “Em Carne Viva” (Rio de Janeiro / RJ), Não Há Mais Volta “Não Há Mágoas” (São Paulo / SP), Burning Rage “O Jogo Começou” (Goiânia / GO).

Melhores Clipes Independentes | Maio (2021)| Parte 3

Mato Seco “Carta da Humanidade” (SP), Bonifrate “Rei Lagarto” (Rio de Janeiro / RJ), saudade “Segue o Vento”, Abacaxepa “Pimenta” (SP), Aiace feat. Cata Raybaud “Pra Curar” (BA), Botika “Homem de Negócios” (RJ), Meu Funeral “94” (RJ).

Karol Conká “Dilúvio” (Curitiba / PR), Uelo “Saudade” (Santos / SP), Taboo “Casa” (MG), Lia Kapp “Pasiphae (Verdict)” (Curitiba / PR), Impavid Colossus “Hope” (SP), WRY “Man in the Mirror” (Sorocaba / SP), Supla “Granada” (São Paulo / SP), Elaã “HH” (Fortaleza / CE), Elisa Gudin “Saudade do Mar” (São Paulo / SP), MV Bill, ADL “Nóiz Mermo” (Rio de Janeiro / RJ), Bia e Os Becks “Panela de Pressão” (Teresina / PI), Festina Lente “Antes do Amanhecer” (ES).

Melhores Clipes Independentes | Maio (2021) | Parte 4

Sunset Front “Ghost Town” (São Paulo / SP), Tamashiran “Mundo” (SP), Guantas “Memória de Elefante” (São Paulo / SP), Kant ft. Mc Guimê “Dança” (SP), Murilo Silvestrim “Silenciar” (Maringá / PR), Edgar “Mentes Mirabolantes” (Guarulhos / SP), Matuê feat. Alok “Eu Volto” (Fortaleza / CE), Pabllo Vittar “Ama Sofre Chora” (MA).

Bruxa Cósmica “BOICOTE” feat. Luky RohWRY “Weapon in my Hand (GeztaltRemix)” (Sorocaba / SP), Giovanna Moraes “Baile de Máscaras” (SP), Leo Fressato “Lanterna de Fogo II” (Brasília / DF), Ana Clara e Meio Amargo “Golpe de Sorte” (Belém / PA), Raul Misturada “Frágil Beleza” (SC), Furio “Foge-me ao Controle” (São Paulo / SP), Bluebagbang “New Stars” (São Paulo / SP).

Haynna e Os Verdes “Love Song” (Brasília / DF), Resp “Pare de Falar” (Curitiba / PR), Ianaê Régia “Edredom”, Baby “Beijo de MD” (SP), Sonora Fantasma “Vento do Leste”, Leo Jaime “Só” (Goiânia / GO).

Melhores Clipes Independentes | Abril (2021)| Parte 5

Buried Crown “Faceless Fear” (São Paulo / SP), Dom Capaz “Quente” (Uberlândia / MG), Blanco Alib “Fantasias” (Rio de Janeiro / RJ), Berg Menezes “A Cura” (Fortaleza / CE), Bongrado “Perito em Migué” (Rio de Janeiro / RJ), Dr. Sin“Never Go Down”, Mc Sid “Brasil de Quem? 5” (Brasília / DF), Filipe Ret | Caio Luccas | PJ HOUDINI | Anezzi | Reid | AREN | Dallass “Prosperidade” (RJ).

Dan & The Gummy Hunters “Empty Hands” (Recife / PE), André Paz “Abençoado Café”, Ymbu “Molô de Salvador” (São José dos Campos / SP), Fuze e Scarlatelli “Seja Leve” (BA), Bel_Medula “Coração de Papel” (RS), Guma “Jugular” (PE), Tripa Seca “Que Dia” (Rio de Janeiro / RJ).

Vitor Kley “Anjo ou Mulher” (Porto Alegre / RS), Felipe Neiva “Amor-Vício” (Niterói / RJ), Fabiana Santiago “Eu Sou o Sertão” (Petrolina / PE), Guil Feat. Sabrina Oliveira “Dimensão” (Brasília / DF).

Melhores Clipes Independentes | Maio (2021)| Parte 6

O Guta “Bea”, André DeMarco “Me Encontrei”, Lyra Blues “Casulo” (SP), Asfixia Social “Censura Não, Fuzzuês “Voodoo Trabalhando” (São Paulo / SP), Leo Fressato “Duas Páginas Em Branco” (Brasília / DF), Tøsca “Na Cidade Inteira” (SP).

Atitude 67 “Foi Demais” (Campo Grande / MS), Cardamomo “Posada” (Porto Alegre / RS), coersch “passional”, João Pedro & Abelardo “Vem me curar” (Porto Alegre / RS), Tollrest “Aos Vivos” (Duque de Caxias / RJ), Sain, DJ Erick Skratch “Iori Incorporado” (RJ), Torvit ft. Murilo Macedo “Joias” (São Paulo / SP), Kaike “Vem” (MG).

Mc Marks, Pk & Delacruz “Estrela do Céu” (SP), Playmoboys & Oh! I Kill “Nada Se Repete”, Lorenzo “Dois Corações” (MG), Jotapê “Minha Vida”, Tangolo Mangos “mofi zip zop radio – batidas pra viaja/chaparzao 1000grau” (Salvador / BA), Jotapê “Soldado Sírio”. 



PLAYLIST NO YOUTUBE (Maio | 2021)

Preparamos também uma playlist no Youtube com os 113 videoclipes coletados durante o mês de Maio | 2021. Assim quem quiser ver tudo de uma vez basta apertar o play.



PLAYLIST NO SPOTIFY (Maio | 2021)

Desta forma chegamos a playlist com os melhores clipes independentes lançados no mês de Maio (2021). Dos 113 vídeos do post, 5 não têm as faixas disponíveis no Spotify, 108 estão em nossa lista!

Muito disso por conta que algumas faixas serão disponibilizadas quando o EP ou álbum forem lançados na plataforma. Já outros singles por conta do artista (ou banda) não ter material por lá.

-> Siga o Perfil do Hits Perdidos no Spotify <-



Qual dos melhores clipes independentes você mais gostou?

Conta para gente nos comentários deste post qual dos Melhores Clipes Independentes | Maio (2021) você mais gostou!

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Recent Posts

As Melhores Live Sessions | Setembro (2021)

As Melhores Live Sessions | Setembro (2021) O Que São Live Sessions? Live Sessions tem…

5 dias ago

Supergrupo Vacilant lança novo álbum em tempos bravos

O supergrupo cearense chamado Vacilant, formado por Yuri Costa, músico e produtor da banda maquinas,…

2 semanas ago

Como fazer sua música bombar no TikTok?

No dia 27/09 o TikTok, plataforma de vídeos curtos na vertical, alcançou a marca de…

2 semanas ago

Bemti busca por refúgios, afetos e possíveis recomeços em “Logo Ali”

Quando um mineiro vira para você e diz que algo é logo ali, desconfie, muitas…

3 semanas ago

As aventuras de Djane Fonda, o projeto eletrônico de Bárbara Eugênia

Feito um projeto que veio de uma brincadeira com amigos, Djane Fonda surge em meio…

3 semanas ago

O Melhor da Semana: Brvnks, Autoramas, Las Ligas Menores, Francisco, el Hombre, Papisa, Jennifer Souza e Persie

Sexta-feira é aquele dia onde temos diversos lançamentos e muitas vezes muita coisa boa acaba…

3 semanas ago

This website uses cookies.