Os Melhores Clipes Independentes | Novembro | 2020

 Os Melhores Clipes Independentes | Novembro | 2020

Confira os melhores clipes independentes lançados em Novembro | 2020 em seleção especial feita pelo Hits Perdidos!

Melhores Clipes Independentes 2020

As listas de melhores clipes independentes 2020 estão a todo vapor no Hits Perdidos. Você já conhece e acompanha por aqui elas todo mês e damos o pontapé inicial pelo quarto ano consecutivo.

Para quem é novo por aqui seja bem-vindo e acompanhe o Hits pelas redes sociais (temos InstagramFacebookSpotify…).

2017 foi marcado pelo grande sucesso dos listões de melhores clipes independentes que até deram origem a um estudo super detalhado sobre a produção audiovisual do independente brasileiro.

Em 2018 veio a parceria com o UDIGRUDI da Play TV onde escolhemos os mais legais para passar na programação aos domingos. O programa encerrou em Agosto de 2020 suas atividades (saiba mais como ajudar para que ele volte clicando aqui)

Listas de Melhores Clipes Independentes

⦿ Janeiro
⦿ Fevereiro
⦿ Março
⦿ Abril
⦿ Maio
⦿ Junho
⦿ Julho
⦿ Agosto
⦿ Setembro
⦿ Outubro

Seu Clipe na TV

Fizemos um guia completo de “Como fazer para seu clipe aparecer na TV?“.

Os Melhores Clipes Independentes lançados em Novembro | 2020

Neste mês de Dezembro trarei os melhores que saíram no último mês e que merecem destaque. Claro que o listão continua democrático e no fim você encontrará uma playlist no youtube –  e Spotify – com os 140 coletados ao longo do mês.

A produção independente cresce a cada dia que passa e o investimento na divulgação também. Em uma geração em que poucos escutam um disco do começo ao fim, o artifício dos web clipes tem sido uma boa maneira de expor seus trabalhos.

E estes são feitos de todas formas, com alto ou baixo custo de produção. Com ideias mais certinhas a criativas. No fim das contas o que interessa é eternizar aquele momento e expor seu trabalho com a estética que mais convém atrelar a imagem da banda.

Os “Scouts” dos clipes independentes lançados em Novembro

Em Novembro inúmeras bandas começaram a divulgar seus curtas promovendo singles antigos ou que estarão presentes em seus futuros álbuns ou EP’s.

Reunimos 140 clipes lançados neste mês que mostram alguns dos novos talentos da música independente brasileira.

O que impressiona é termos uma média de 4,66 clipes sendo lançados no independente por dia. Na lista temos 138 artistas de 17 estados.

OS SELECIONADOS TAMBÉM FAZEM PARTE DA PLAYLIST CRIADA ESPECIALMENTE PELO HITS PERDIDOS PARA ETERNIZAR OS VÍDEOS LANÇADOS NESTE MÊS DE NOVEMBRO. ALIÁS NÃO DEIXE DE SEGUIR O PERFIL DO HITS NO SPOTIFY!

1) Tássia Reis “Inspira, Try”

Próspera, terceiro álbum da Tássia Reis, já havia ganhado produções audiovisuais para as faixas “Ansiejazz”, ”Pode Me Perdoar”, “Dollar Euro” e “Me Diga”, agora é a vez de “Inspira” e “Try” se somarem aos clipes da artista de Jacareí (SP).

Com direito a cores e desenhos animados o vídeo foi concebido e dirigido pelo gaúcho Pedro Borges de apenas 22 anos, também conhecido como Calundu. Ele conta que trouxe conceitos diferentes para videoclipe duplo, em “Inspira” diz que trouxe a tranquilidade e melancolia com um toque de surrealismo a tona. Já em “Try” o artista comenta:

“Para “Try” pensamos em um tom mais debochado e ao mesmo tempo extremamente real. Traz um pouco do que estamos vivendo atualmente e como a bebida, às vezes, se torna um escape. Para chegar nesse formato, analisamos referências visuais de art déco e art nouveau. Essas experimentações, buscas e testes são importantíssimas. Quando partimos para a animação, usamos várias cenas, lipsyncs e personagens”, explica o artista visual.

“Encontrei o Pedro no Instagram, quando ele postou uma animação e colocou uma das faixas do disco como trilha. Na hora eu pirei e pensei que tínhamos que trabalhar juntos. Foram alguns meses de dedicação e eu estou muito apaixonada pelo resultado”, conta Tássia Reis sobre o primeiro contato e produção

Calundu e Tássia dividem a ficha técnica em Roteiro e Direção Criativa, enquanto a Ilustração, Animação e Motion Design é assinada pelo Pedro. Os clipes anteriores da paulista apareceram em nossas listas de melhores clipes mensais, já o álbum Próspera entrou na nossa lista de Melhores Álbuns Nacionais de 2019.



2) Sandyalê “Tateia”

A sergipana Sandyalê lança hoje o primeiro single para o projeto Aceleração Musical Labsonica. “Tateia” single que apresenta uma estética futuristica, e já bem distinta do seu álbum Árvore Estranha, é fruto da parceria com a banda Bule (PE), Lauckson (Lau e Eu) e Dudu Prudente, vem acompanhado de um clipe dirigido por dirigido por Raymundo Calumby e Victor Lotfi.

“A canção fala sobre o contato com o próprio corpo, com a matéria. Fala sobre reconhecer que todas as coisas têm seu lado bom e seu lado ruim, que tudo na vida tem um começo e tem um fim, que todo mundo tem um lado que é luz e outro que é sombra… e que tudo passa.

Foi feita numa fase da minha vida onde eu estava me reconectando comigo mesma. No fim, ela fala sobre o físico, sobre o mundano, sobre a finitude das coisas, sensações e experiências que a gente tem durante toda a nossa vida”, explica Sandyalê.

Já o vídeo une o conceito da música ao mito grego das parcas. São três deusas que conduzem os fios da vida: uma responsável pelo nascimento; outra pela extensão da vida, pelo que acontece no seu decorrer; outra responsável pelo seu fim, pelo corte do fio.

Segundo os diretores: “Toda a narrativa do clipe se baseia nesses conceitos e coloca a personagem interpretada por Sandyalê à mercê das parcas, sempre fugindo e tentando escapar do único destino que é comum a todos: a morte.”



3) Duda Brack “Toma Essa” 

Duda Brack irá lançar seu novo álbum no ano que vem com produção assinada por Ney Matogrosso. Depois do videoclipe para “Pedalada” ela continua a saga com o segundo episódio da série audiovisual, a faixa e o clipe para “Toma Essa” que conta com a participação de Ney.

A saga foi idealizada, escrita e dirigida por Duda, em parceria com o coletivo de criação ‘Pink e o Cérebro’, conta a história de uma mulher que se liberta de um relação abusiva através da retomada de sua força e poder femininos.

Segundo Duda “o filme traz como mensagem a reivindicação do poder pessoal, de não se submeter ao que os outros esperam que você seja. É um grito de liberdade”.

“Toma Essa” foi composta por Bruna Caram com participação do grupo percussivo “Os Capoeira” e conta com uma mistura de ritmos. “Essa é mesmo a faixa mais pop que já gravei. Quis trazer esse diálogo mais amplo e flertar om signos que estão em voga, mas sem cair num lugar de modismo”, conta Duda Brack.



4) Black Alien “Carta Pra Amy” 

Há pouco mais de um ano e meio Black Alien lançava o elogiadíssimo Abaixo de Zero: Hello Hell (leia mais) que ficou em primeiro lugar na nossa lista de Melhores Álbuns Nacionais de 2019. Inclusive “Carta Pra Amy” é uma das faixas mais intensas e reveladoras do disco; e no dia 11/11 ganhou um videoclipe dirigido por Gabi Jacob com produção da Dois Mais Filmes.

O ator André Ramiro é o grande protagonista da trama e consegue traduzir, durante sua atuação, as nuances dos conflitos representados ao longo da letra.

Há pouco mais de um ano e meio Black Alien lançava o elogiadíssimo Abaixo de Zero: Hello Hell (leia mais) que ficou em primeiro lugar na nossa lista de Melhores Álbuns Nacionais de 2019. Inclusive “Carta Pra Amy” é uma das faixas mais intensas e reveladoras do disco; e neste (11.11) ganha um videoclipe dirigido por Gabi Jacob com produção da Dois Mais Filmes.

O ator André Ramiro é o grande protagonista da trama e consegue traduzir, durante sua atuação, as nuances dos conflitos representados ao longo da letra.

“É uma música complexa, cheia de verdades e que ao que me parece, tocou bastante no coração das pessoas”, conta o rapper que comenta que os fãs pediam muito pela produção audiovisual.“Minha ideia foi usar o mar como metáfora para essas diferentes fases da vida. A dificuldade em nadar, o quase afogamento, a volta à superfície e no fim, já mais consciente, o modo como você lida com essas ondas que nunca vão parar de vir, mas que você já consegue enfrentar de uma outra forma”, explica a diretora.“O clipe (de Carta Pra Amy) traz metáforas profundas, imagens bonitas e  consegue trazer a carga dramática que esta canção tem”, opina Black Alien



5) Sebastianismos + Jaloo “CALMA” 

Sebastianismos (francisco, el hombre) lançou o videoclipe para “Calma” inspirado no “Entrevista com Vampiro” da escritora norte americana Anna Rice.

A faixa que conta com a parceria do Jaloo foi gravado em um casarão na cidade de São Paulo, conta com a direção de Gabriela Mo e a produção de Gabriela Mangieri. O figurino é assinado por Bru Fernandes com a produção de Claudia Bezerra e maquiagem de Alma Negrot que também é responsável pela Direção de Arte.

Entidades, mistério e o jogo da sedução envolvem a trama que conta com um ótimo trabalho de edição, figurino, maquiagem e fotografia.



6) Djonga “Procuro Alguém”

“Procuro Alguém” é uma homenagem a sua filha, a faixa está presente em seu disco Histórias da Minha Área lançado em março. No refrão da música Djonga repete “Iôiô”e o choro de um bebê aparece no final da música.

A filha do rapper nasceu prematura, e apesar disso, é uma criança saudável. Na época ele disse: “As crianças dão mais melodia para a vida da gente”. Hoje Iolanda tem um ano de idade.

O roteiro e a direção de cena são assinado por Djonga e Túlio Cipo, o último também assina a direção de fotografia. A produção é assinada por Babilonya Film Music.



7) Janu “Povo Brasileiro” 

“Povo Brasileiro” do alagoano Janu tem a participação de Paulo Franco, da banda Gato Negro. A faixa faz um paralelo com a obra homônima do sociólogo Darcy Ribeiro.

Já o clipe conta com imagens do curta metragem “Ícaro, Não Vai Ter Copa!”, cortesia de Siloé Oliveira, que mostra as muralhas da desigualdade social ao mesmo tempo que dialoga sobre a politização de um símbolo que anteriormente significava unidade nacional.

“Eu, modestamente, tento em uma música condensar 5 anos (2013 a 2018) que contribuíram para resultar no que estamos hoje. Uma panorama redondinho que fala das manifestações de 2013, a humilhação brasileira do 7×1 que influenciou nas péssimas escolhas de 2018, além de, é claro, o tal cão no cio que é o pensamento fascista, hoje, sentindo-se mais livre. A música surgiu com a necessidade de comunicar: fazer uma letra direta e sem rodeios para tentar chegar no Brasil todo”, reflete Janu



8) Bemti e Jaloo “Catastrópicos”

Enfim novo disco a caminho! Após Era Dois (leia mais), e da conquista do Edital Natura Musical, o músico mineiroBemti apresenta o primeiro single da sua nova jornada após um ano difícil nos mais diversos fatores. A produção do álbum fica por conta de Luís Calil (Cambriana) – que também produziu o aclamado era dois – e de Pedro Altério (5 a Seco)

“Catrastrópicos”, presente em LOGO ALI (2021), discorre sobre paixão e companheirismo a dois em meio a tormentas e os acasos da vida, entre partidas e chegadas. Entre refúgios, conforto, conflitos, destemperos e a cumplicidade.

O convite a dança da vida, e de percorrer o caminho lado a lado, eleva o espírito e guinada da parceria com Jaloo. A faixa ainda conta com o arranjo de cordas da violista Kinda Assis (Teko Porã) e o AutoHarp executado por Leonardo Marques (Transmissor, Ilha do Corvo).

Bemti sobre a faixa e as referências

“Eu espero que as pessoas se surpreendam! Foi um processo bem intenso me perguntar o que eu queria como primeiro single num momento tão adverso pelo qual ninguém está passando ileso: eu queria uma música que refletisse o que a gente viveu esse ano, mas que não ficasse restrita a ele.

Uma música que tivesse um caráter otimista sem ser cínica e que mostrasse uma evolução sonora que realmente constrói a partir da fundação do primeiro disco. Me inspirei muito em segundos discos que eu amo, como “Bon Iver, Bon Iver”, “grae” do Moses Sumney; “Atlas”, da Baleia, “Under the Iron Sea” do Keane e “Chris”, de Christine and the Queens, sempre pensando em como dosar bem a balança entre todas essas coisas  sem deixar de lado o mais importante: que as pessoas queiram escutar no repeat, dançar e se conectar com essa e outras músicas no fim das contas”, completa Bemti 

Já o vídeo contou com a direção do duo Doma02, dos diretores mineiros Fábio Lamounier e Rodrigo Ladeira, ambos que levantam as bandeiras da visibilidade LGBTQIA+ e com diversos prêmios no currículo.



9) As Baías e Linn da Quebrada “Onça / Docilmente Selvagem”

O trio As Baías, formado por Assucena Assucena, Raquel Virgínia e Rafael Acerbi, lançou o clipe para “Onça / Docilmente Selvagem” em parceria com a Linn da Quebrada.

A estética de gala, retratada em filmes de época e personagens icônicos do cinema, transparece durante a narrativa com destaque para a montagem e figurino. A direção é assinada por Gringo Cardia e Jackson Tinoco.



10) Siso “Pop Antigo”  

O mineiro Siso (leia mais) disponibilizou o videoclipe para “Pop Antigo”, principal single do seu novo disco que já está disponível nas principais plataformas de streaming.

A produção conta com a coreografia de Isa Zendron, da Boate Class. Já a direção é assinada por Fábio Lamounier (autor do clipe de “Pedrinho”, da Tulipa Ruiz). Se manter a saúde mental em dia foi um dos grandes temas de 2020, o vídeo uma espécie de exorcismo dos sentimentos ruins através da dança.

Aliás a quarentena, e estar cada um na sua casa, acaba se evidenciando no vídeo que combina perfomance, luzes e a colaboração entre Isa Zendron, Sergio Klisman e Siso.



11) BAKA, Julio Secchin & Marina Sena “Tela 2.0”

Conectando Rio de Janeiro e Belo Horizonte, BAKA, Marina Sena e Júlio Secchin se reúnem na faixa + clipe para “Tela 2.0”. Amor, relacionamentos, saudade e nostalgia acabam reverberando na composição porém não menos sobre esperança e o futuro.

“Baka e Marina Sena trouxeram um som que só BH sabe fazer. Uma energia vital muito envolvente e que me ajudou muito durante a quarentena. As três vozes combinaram perfeitamente como pão de queijo, cachaça mineira e biscoito globo.”, revela Secchin

“A música não veio por acaso. Contextualizada em uma quarentena carente, emoções de um pisciano em seu mundo da lua. É sobre a Web que aproxima, mas que afasta ao mesmo tempo.”, conta BAKA sobre a versão

O clipe dirigido por Ícaro Bravo e Fefê Villaça, gravado parcialmente em Belo Horizonte e parcialmente no Rio de Janeiro, mostra como mesmo a distância boas ideias podem ganhar a luz do dia e trazer leveza para tempos como os nossos.



12) Xamã Feat. Agnes Nunes “Escorpião (Prod. NeoBeats)”

O rapper Xamã, de Manaus (AM), lançou na quinta-feira (12/11) o single “Escorpião” em parceria com Agnes Nunes, a faixa integrará o álbum Zodíaco que sairá em 2021.

A canção, assim como o clipe, traz consigo as características do signo: o mistério e o lado quente do jogo da sedução. A produção conta com a direção geral de Dauto Galli e a direção de fotografia assinada por Guilherme Tostes.



13) JP “Eu quero perder você”

O mineiro JP lançou o vídeo para “Quero Perder Você”, a faixa faz uma série de trocadilhos sobre estar apaixonado, ele revela que a composição imortalizou uma foi uma paixão implacável….mas que acabou perdendo ?

A faixa ganhou um clipe é (parcialmente) inspirado pelo poema “A Dream Within a Dream”, de Edgar Allan Poe, mas que também dialoga com o filme Inception. A trama mostra JP correndo atrás da amada (interpretada por Rebeca Dantas) através de cenários surreais, ficando difícil diferenciar o que é um sonho e o que é real.

“Quando eu vi ‘Inception‘ pela primeira vez, fiquei fascinado com essas ideias de um sonho dentro de outro, de ter uma narrativa indefinida, que depende da percepção de quem assiste e como isso conversa com a sensação que a gente tem no começo de um crush que dá certo, sabe? ‘Me belisca que parece que eu tô sonhando’.

A gente compara o amor dando certo com a representação mais palpável de uma realidade desviada pro lado que a gente quer, como se existisse algo ‘bom demais pra ser verdade’. Só que, muitas vezes, a realidade que a gente consegue enxergar na nossa frente é só uma parte da história.

E ‘eu quero perder você’ é sobre isso: sobre a visão emocionada do começo de uma história de amor. A gente quis passar isso no clipe, construindo uma narrativa que depende do ponto de vista, da percepção e, principalmente, do otimismo de quem assiste. É tudo um sonho ou são memórias de algo que aconteceu de verdade? Você que me diz”, explica JP.

A direção é de Lorena Cardoso, com fotografia de Pedro Furtado.



14) Agnes Mariá feat Pretana “Pai Nosso”

Agnes Mariá, de Porto Alegre (RS), lançou o videoclipe para “Pai Nosso” que retrata a história e cultura negra e a reconstrução de identidade suprimida pelo racismo. Com direção de Agnes Mariá e produção de Kevin Brezolin, o vídeo foi inspirado no primeiro livro de Frantz Fanon ‘Pele Negra, Máscaras Brancas’ (1952).

A captação e direção de fotografia ficam por conta de Ana Vieira e Elizabeth Thiel, edição de Lucas Rewel e produção executiva de Mauryani Oliveira. Seu lançamento aconteceu durante a semana do Dia da Consciência Negra. A faixa relembra nomes como João Pedro, Ágatha Félix, Demétrio Santos e Marielle Franco.



15) Mc Tha, Jaloo, Felipe Cordeiro “Onda”

No dia 24/11 foi ao ar o videoclipe para “Onda” da Mc Tha (leia entrevista) com participações de Jaloo e Felipe Cordeiro. Com referências a religiões de matrizes africanas e elementos da natureza, a dança e a interação com os parceiros de feat. ilustram o ótimo videoclipe conceitual.

O vídeo foi dirigido por Rodrigo de Carvalho, conta com a direção de fotografia de Martina Quezado e roteiro assinado por Mc Tha, Rodrigo de Carvalho, Vitor Nunes.

““Onda” é o começo. É sobre esse encantamento que talvez ainda não seja amor e nem gostar. É o melhor da distração dos encontros. É inocente! Para o clipe trouxemos a referência do verde e amarelo, cores presentes no clipe de “Céu Azul” (faixa composta por MC Tha e regravada por Jaloo e MC Tha).

Enquanto Tha e Jaloo encarnam a inocência, Felipe Cordeiro é um Ser que tece a trama dos encontros e desencontros. Das quedas de cachoeiras ao mar, numa perspectiva de deslocamento de tempo e espaço.”, conta a descrição do vídeo no Youtube



16) In Venus “Ansiedade”

Que saudade do In Venus! O último álbum Ruína completou esse ano 3 anos de seu lançamento e agora a banda de post-punk paulistana abre terreno para Sintoma. “Ansiedade” em sua introdução já deixa logo o recado: “Felicidade instantânea trazida por abismos absolutos, uma ideia de falso controle e uma gigante vontade de mostrar ao mundo o que não se é”.

O mundo moderno e o modus operandi da sociedade desenfreado, e muitas vezes entorpecido, sendo criticados no melhor estilo Gang Of Four que também transparece em sua linha de baixo pulsante. Os conflitos, confusão, opressão e o amolar das facas também aparecem ao longo da produção audiovisual que acompanha o single.



OUTROS MELHORES CLIPES INDEPENDENTES

Além dos 16 eleitos como melhores do mês de Novembro | 2020 nas playlists do Youtube e Spotify vocês poderão encontrar os clipes dos artistas e bandas:

Elza Soares “Vaso Quebrado” (Rio de Janeiro / RJ), Urias “Racha”, Ravih “Lanterna”, Chameleo + Pabllo Vittar “Frequente(mente)”, Frank Jorge & Kassin “O Que Vou Postar Aqui” (RS/RJ), YOÙN e Gilsons “Besteira” (RJ), Gaby Amarantos “Vênus em Escorpião” ft. Ney Matogrosso e Urias (PA), Marcelo Tofani “Balada dos 9 Raios (Capítulo 1)” (MG).

Luvie “Por Um Segundo”, Mulamba “Lama” (Curitiba / PR), LOVNIS “Filme de Terror”, WEKS e Day “Absurdo” (SP), AntiprismaCanção da Árvore” (São Paulo / SP), WRYI Feel Invisible” (Sorocaba / SP), PittyNa Tela” (Salvador / BA).

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 2

Carabobina “Deixa de Rodear” (GO/SP/VEN), Luna França “Minha Cabeça” (SP), Bule “Baby” (PE), Stall The Örange “Don Drp” (SC), Dan Murata “Preto é o Poder” (Londrina / PR), Drik Barbosa e Rashid “Sobre Nós” (São Paulo / SP), Luciane Dom “Si Bu Kre” (Rio de Janeiro / RJ).

Luísa e os Alquimistas e Potyguara BardoCardernin (Piseiro)” (Natal / RN), Mandu & lekinnn “Corpo Quente” (Volta Redonda / RJ), Silva “Sorriso de Agogô” (ES), ApelesPele” (São Paulo / SP), Héloa “Maré Mansa 2.0. (Feat DJ Dolores e Yuri Queiroga)” (SE).

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 3

Maíra Baldaia ft. Laura Sette “Negra Rima Remix-se” (Belo Horizonte / MG), Fernanda Vital “Pra Quem Tá Quente” (MG), Bemti “A Gente Combina” (MG), Bamba EFX “Bennu” (Limeira / SP), WARLLOCK, Rohmanelli e Zara Dobura “Papo Reto” (SC).

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 4

JUMA “Agente Plural” (PE), Marcelo D2 “Pelo Que Eu Acredito” ft. Sain e Djonga (Rio de Janeiro / RJ), Anavitória, Duda Beat “Não Passa Vontade” (Araguaína / TO, Recife / PE), Ninguém “Os homens dos nomes das coisas” (Rio de Janeiro / RJ), Ludmilla “Rainha da Favela”, Supercolisor “Torto” (Manaus / AM).

O Nó “Vultos do Mar” (São Paulo / SP), Tasha e Tracie “Agouro”, Rodrigo Zin feat. Cidrais “Feitos de Água” (Curitiba / PR), WC no Beat “B.O. Temporário” feat. Dilsinho, Felp 22 & ReikGloria Groove “Vício” (SP).

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 5

Theo Charbel “House Number 1”, Junoplast Cave “In My Head” (PA), Crise “Tempos Impossíveis” (Sorocaba / SP), Thalles “Where Am I Going Now?” (Porto Alegre / RS), João Gordo & Asteroides TrioCrucificados Pelo Sistema” (Guarulhos / SP), China “Entre Coronéis” (Olinda / PE). 

saudade “amor manso”, Sérgio Britto “Epifania” (São Paulo / SP), Ponto de Equilíbrio “Novo Governo” (Rio de Janeiro / RJ), Isabella Bretz “O Rio e o Medo” (Belo Horizonte / MG), Agnes “Hiroshima”, Maíra Baldaia “Tempoiô” (Belo Horizonte / MG), AYOM “Me Deixe Ser”, Banda da Hora “E Se” (Rio de Janeiro / RJ).

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 6

Matheus Who “Festa” (Rio de Janeiro / RJ), Vuase e Tamy Tectoniza “Quare”, Illusion Cat “Marianne” (Rio de Janeiro / RJ), NoPorn “Circuit Break”, Cardamomo “À Deriva” (Porto Alegre / RS), O Campo “Compasso” (Part. Luiz Otavio de Santi) (Taubaté / SP), Cannon Of Hate “Democracia de Plástico” (Cubatão / SP), Raphael Pippa “Parapeito” (Rio De Janeiro / RJ).

Danilo Gusmão “Bandeira” (RJ), Deep Leaks + Logun “Escorpiana” (Mogi Das Cruzes / SP), Pirikito “It’s Been a While” (Vitória / ES), coersch “back to your city” (Rio Pardo / RS), Monkey Jhayam feat Afrocidade “2020 Volts” (Prod. DJ B8) (São Paulo / SP), Tuca Oliveira “Com Você” (RJ), Conrad G. Fleck “Quando” (Porto Alegre / RS), Lucas Felix “Recomeço” (Niterói / RJ), Theuzitz “Chao Chao” (Jandira / SP), PTK “Melhor Momento”, Chuck Hipolitho “Desincaine” (SP).

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 7

Natália Masih “Sagitariana” (Jundiaí / SP), Reiner “Flor” (Belém / PA), Mudd Rodriguez “Piloto”, Noite Cinza “Solstício” (Santos / SP), Kynnie “Linda, Chique, Sexy & Braba” (RJ), Rap Plus Size “Se o Grave Bate”, Varandão “Amada” (RJ), Pedro Victor “Pele” (ES), Léo Chermont “O Rio”, Melvin e Os Inoxidáveis “Remédios Falsos” (Rio de Janeiro / RJ).

Cyro Sampaio “Acidente” (Rio de Janeiro / RJ), 
Urbanites “Keep Me Moving” (Curitiba / PR), Apráticos “Feliz é a Estrada” (Brasília / DF), Varal Estrela “Um Trem Pra Capital” (Sorocaba / SP), Leandro Vilela “Na estrada” (RJ), Jequitibás “Deserto”, Analice “Desatando Nós” (São Paulo / SP), Rottweiler “Minha Reza” (feat. Maria Angélica) (Rio de Janeiro / RJ), Junin “guarda pra mim”

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 8

Gasp “Your Time is Over” (Goiânia / GO), Cris Corrêa “Dialética” (Porto Alegre / RS), Mc Caverinha e Djonga “Nosso Corre” (Mogi das Cruzes / SP), Felipe Flip “Do Nada”, Baboon Ha “Vaccine” (Rio de Janeiro / RJ), Rafael Gonzá “Injuriado” (São José dos Campos / SP)Abronca “Pelos Meus Ancestrais” (Rio de Janeiro / RJ).

Vírus “Mercado Modelo” (BA), Dactes “Não Abrir Mão De Nada”, Baco Exu do Blues “Tommie Smith” (BA), Young Piva “Deus Em Pele de Farsa”, Muse Maya “Sauce”, Gabriel Buarque feat. Josbi “De Primeira” (RJ), P.A & P.H “Levante os Punhos” (Curitiba / PR), Celo Dut “Ilhada”, Fiusa “Deixa Queimar” (Itaquaquecetuba / SP), Raissa Fayet, Ju Strassacapa e Maria Gadú “Derrubar o Sistema” (Curitiba / PR).

Melhores Clipes Independentes Novembro | 2020 | Parte 9

Discordex “Bravo” (Itupeva / SP), Haynna e Os Verdes “No Canto” (Parnaíba / PI), Jova “Eu Vou” (Belford Roxo / RJ), Nanasai “Cansei de Menina Indie” (RJ), Wescritor “Exemplo”, André Ribeiro, Saudade “LISO” (São Paulo / SP), Yan Higa “Test Subject” (São Paulo / SP), Batata Boy “Love Message” (AL).

Chelo Lion “Mr. Kristian” (Uberlândia / MG), Yá Rosa “Varal” (Sorocaba / SP), Homem Café “Conversa” (RS), Paulim Sartori “Um Rio” (Belo Horizonte / MG), Ancestral Diva “Dançando no Inferno” (Belo Horizonte / MG).


Melhores Clipes Independentes Novembro 2020


PLAYLIST NO YOUTUBE (Novembro | 2020)

Preparamos também uma playlist no Youtube com os 140 videoclipes coletados durante o mês de Novembro | 2020. Assim quem quiser ver tudo de uma vez basta apertar o play.



PLAYLIST NO SPOTIFY

Desta forma chegamos a playlist com os melhores clipes independentes lançados no mês de Novembro (2020). Dos 140 vídeos do post, 133 possuem as faixas no Spotify. A Playlist conta com 134 pois um videoclipe conta com duas faixas.

Muito disso por conta que algumas faixas serão disponibilizadas quando o EP ou álbum forem lançados na plataforma. Já outros singles por conta do artista (ou banda) não ter material por lá.

-> Siga o Perfil do Hits Perdidos no Spotify<-



Qual dos melhores clipes independentes você mais gostou?

Conta para gente nos comentários deste post qual dos Melhores Clipes Independentes em Novembro | 2020 você mais gostou!

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Related post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *