Eden

Irac ZS estreia single sobre resistência da juventude negra

Nascido e criado no litoral de Pernambuco Irac ZS traz em tom autobiográfico a nova faixa Tá Mira versando sobre a realidade social , sobre o foco na sobrevivência que o brasileiro vive em eminencia com rap minimalista e direto.

Em suas letras traz reflexões e narrativas sobre a realidade que o rapper viveu e vive, que nasceu nas comunidades de Jaboatão dos Guararapes (PE) e através da música vem contrariando as estatísticas do país que mais mata pessoas pretas no mundo. (dados: Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades – CEERT)

Irac ZS sobrevive e resiste aos desafios da desigualdade social lidando com preconceitos constantes e busca um caminho honesto para prosperar e, foi através das batalhas de rap, que como artista encontrou o seu foco e caminho, construindo seu espaço de criação ocupando com sua voz tendo uma trajetória que já somam 10 anos.


Irac ZS  – Foto Por: Thiago Brandão

“Sente o foco. Tá na Mira. Sem Stop. Vai sangue ao chão.” 

São com esses versos que o rapper pernambucano, Irac ZS, provoca uma discussão sobre os desafios da sobrevivência da juventude negra, sendo mira da exclusão de direitos básicos e sendo mira da polícia que em sua maioria se apresenta racista, todo esse universo o autor mostra em sua poética.

A faixa, que vem acompanhada de um videoclipe, estreou em todas as plataformas de streaming, via selo Câmbio Sonoro Records.

“Tá na Mira apresenta um pouco da minha realidade e vivência junto a um beat pesado que mescla elementos do trap com boombap, que são elementos da cultura Hip Hop”, conceituou o rapper.

Com a produção musical assinada por BB Beatz e co-produção de Magno Brito e Thiago Brandão, o single que também vem acompanhado de um videoclipe, convida o ouvinte a refletir sobre uma das principais mazelas do país que é o racismo e a desigualdade social.

Com um tempero especial do rap moderno com elementos do trap, hip hop e o boombap, com a música eletrônica, “Tá na Mira”, apresenta uma estética estética tensa, profunda, reflexiva, densa com um refrão marcante digno de balançar o pescocinho logo na primeira audição.



Sobre Irac ZS

É rapper e poeta da realidade, nasceu e se criou em Candeias, zona sul da região metropolitana do Recife e é um dos fundadores e apoiadores das batalhas de rap que movimentam a cena local desde 2010.

Em 2014, Irac ZS grava sua primeira participação com o grupo Jamaicandeias  formado por artistas da cena local. No ano de 2015 lançou seu primeiro single solo “Isso é o mínimo” com produção de Primórdio beats. Em 2016, ao lado de Chicano, Dumangue e Igor Pectus, Irac dá início ao CZ-25, projeto que reuniu os rappers no lançamento de várias músicas do grupo como também com lançamentos de produções individuais.

Entre seus outros trabalhos, em 2017, Irac ZS inicia uma parceria com a banda Jazzall Creative Orchestra, onde gravou um EP além de uma série de projetos audiovisuais, que trazem influência de Trip Hop, Hip Hop e Jazz, imprimindo um trabalho inusitado e original, rendendo ao grupo apresentação em vários eventos da região e abrindo shows para bandas como Cidade Verde, Zeider (Planta e Raiz), Fauzi (Tribo de Jah).

Em 2018 lança junto com o grupo Planeta Mafia o clipe “Os Mangueboy é Loko” pela gravadora independente Beat Mafiusi. Desde 2019 Irac ZS está em parceria com a produtora Câmbio Sonoro Records, produzindo seus novos trabalhos.

Cris Rangel

Recent Posts

Os Melhores Clipes Independentes | Setembro (2021)

Confira os melhores clipes independentes lançados em Setembro | 2021 em seleção especial feita pelo…

21 horas ago

As Melhores Live Sessions | Setembro (2021)

As Melhores Live Sessions | Setembro (2021) O Que São Live Sessions? Live Sessions tem…

6 dias ago

Supergrupo Vacilant lança novo álbum em tempos bravos

O supergrupo cearense chamado Vacilant, formado por Yuri Costa, músico e produtor da banda maquinas,…

2 semanas ago

Como fazer sua música bombar no TikTok?

No dia 27/09 o TikTok, plataforma de vídeos curtos na vertical, alcançou a marca de…

2 semanas ago

Bemti busca por refúgios, afetos e possíveis recomeços em “Logo Ali”

Quando um mineiro vira para você e diz que algo é logo ali, desconfie, muitas…

3 semanas ago

As aventuras de Djane Fonda, o projeto eletrônico de Bárbara Eugênia

Feito um projeto que veio de uma brincadeira com amigos, Djane Fonda surge em meio…

3 semanas ago

This website uses cookies.