Com áurea libertadora Lara Aufranc abre passagem em seu segundo álbum

Arriscar, ousar, errar, transformar e aprender. São etapas que todo artista sofre no processo de criação. Talvez se existisse “fórmula mágica” perderíamos como ouvintes essas pequenas experiências que são imortalizadas naqueles minutos que nos dedicamos ouvindo um disco com atenção. Sair dessa zona de conforto também é algo que deveríamos valorizar mais. É muito interessante […]

Read more "Com áurea libertadora Lara Aufranc abre passagem em seu segundo álbum"

The Bombers sai da zona de conforto e abraça sua essência em “Embracing The Sun”

Quando começamos a gostar de música, gostamos simplesmente de música. Com nossos 7,8, 9 anos de idade não sabemos o que é punk rock, new metal, ska, rock alternativo, axé, forró, baião…não sabemos rotular e não queremos rotular. Apenas sentimos. Na medida que o tempo vai passando que começamos a ficar mais “chatos” e desenvolvemos […]

Read more "The Bombers sai da zona de conforto e abraça sua essência em “Embracing The Sun”"

Com raízes piauienses Eletrique Zamba dialoga de maneira universal em seu álbum de estreia

Nada como novos ares para descobrir sua essência. As vezes passamos uma vida toda procurando nos conhecer. Alguns dizem que somos a soma entre o consciente e o subconsciente, este último que nos permite sonhar e viajar por universos paralelos onde não há fronteiras, não há limites, não existe gravidade e nossos medos e sonhos […]

Read more "Com raízes piauienses Eletrique Zamba dialoga de maneira universal em seu álbum de estreia"

[Premiere] Them Old Crap mescla folk, poesia gótica, música cigana e post-punk em “Galeria Fantasma”

Na era da informação somos bombardeados de notícias, propagandas e informações a todo momento. As vezes fica até difícil conseguir captar tudo que paira no ar na websfera, porém alguns sabem usar esta ferramenta com maestria. Caso saiba dominar a ferramenta, é possível em questão de dias se tornar expert em um assunto que talvez […]

Read more "[Premiere] Them Old Crap mescla folk, poesia gótica, música cigana e post-punk em “Galeria Fantasma”"