Roterdan lança uma prévia do EP acústico “GRIS” com a inédita “Estatística”

 Roterdan lança uma prévia do EP acústico “GRIS” com a inédita “Estatística”

Banda Roterdan – Foto Por: Cassiano Geraldo

Roterdan lança uma prévia do EP acústico “GRIS” com a inédita “Estatística”

Chega início de ano e os lançamentos começam mais uma vez. Em meio a tempos de pandemia (ainda) artistas tem que se reinventar lançando novas estratégias, conteúdos e se aproximando mais dos fãs, da arte, já que os shows, infelizmente, são poucos no momento. 

Muitas vezes nos apegamos a uma forma de música, mas garanto que você, caro leitor, também tem curiosidade de ouvir algumas canções numa perspectiva diferente, com uma nova roupagem. 

Assim a banda Roterdan traz uma nova visão de suas músicas, em forma acústica. “Estatística”, música inédita da banda que fará parte do EP GRIS, está sendo lançada hoje aqui no Hits Perdidos. O EP vai ser uma espécie de “ponte” entre seus trabalhos já lançados, porém agora em versões acústicas, e o próximo disco de inéditas. Conversamos com o guitarrista Matt Nunes sobre o material, como foram as escolhas das músicas e o que vem pela frente. 

Roterdan 

A Roterdan é uma banda do Rio de Janeiro (RJ), de rock alternativo. A atual formação conta com Rafael Espíndola no Vocal, Matt Nunes na guitarra e backing, Magno Barbosa no baixo e backing, e Charles Barreto na guitarra.  

Formada em 2017, a banda tem no repertório o disco “acaso e o destino” (2017), uma versão alternativa para a música “Navegantes” (2018), e os singles “Abstrata”, “Rainha” e “Emily” (2021). 

As Versões acústicas  

De acordo com o guitarrista Matt, a ideia das versões acústicas surgiu de um convite da banda Cefa, de Curitiba (PR), para fazer um show.  

“Pela data nosso então baterista Bruno Marques não poderia comparecer, mas mesmo assim a gente decidiu manter o show sem batera, daí veio a ideia de fazer a versão acústica das músicas. Desde aquele show várias pessoas comentaram com a gente que seria legal se a gente gravasse essas versões acústicas.” 

A escolha das músicas não foi nada fácil. Como transformar uma versão rock, cheia de energia, em uma versão mais calma com violão e voz?  Matt conta que a banda foi experimentando e escolhendo as músicas que ficavam mais agradáveis na versão acústica, mas que também priorizaram as músicas mais novas. São duas canções do primeiro álbum, os 3 singles lançados em 2021 e a inédita “Estatística” .



Mudança na formação 

Antes quinteto, agora a Roterdan é um quarteto. A banda pretende incluir um novo integrante, porém ainda estão conversando sobre. O motivo da saída do baterista Bruno é que atualmente ele está morando em um lugar bem distante do restante da banda. 

Apesar de cada integrante da banda morar muito distante um do outro, a vida acabou levando o Brunão pra um lugar ainda mais longe, ele percebeu que seria inviável continuar com a gente e decidiu que não daria pra ele nos acompanhar mais (infelizmente), conta Matt. 


 

Banda carioca Roterdan lança o EP Gris
A banda carioca Roterdan lança em breve o EP GRISFoto Por: Cassiano Geraldo

Sobre futuros shows, a banda pretende fazer tanto o acústico quantos os plugados. “Mas acho que na volta a gente tá muito mais pilhado de fazer shows plugados” conta o guitarrista. 

Inspirações e o futuro da Roterdan 

“Se pegar a playlist no celular de cada um vai ser a maior doideira, muita coisa diferente que fica até difícil de explicar (risos)”  

Além de toda influência musical nas composições, a banda leva muito em conta o que cada um vive, vê, sofre, e tudo isso serve de inspiração para o próximo disco. Inclusive, uma banda que os integrantes tem ouvido muito em comum é Movements, da Califórnia (EUA).

Tentamos arrancar alguns spoilers sobre o próximo disco de inéditas da banda (risos) e conseguimos algumas coisas. Entre elas, Matt nos contou que boa parte do que já existe do álbum mostra a mudança sonora da banda em vários aspectos, e por vários motivos.  

“Hoje em dia a gente escuta muito mais sons diferentes não só dentro, mas como fora do rock, e também porque da formação do primeiro álbum só restaram 3 pessoas, e isso equivale a 60% dos integrantes” 

O álbum, ainda sem nome e data de lançamento, vai ser mais íntimo e pessoal comparado ao primeiro. A Roterdan vai expor algumas histórias reais que, talvez, não quisessem expor no primeiro disco.

Mila Borges

Colaboradora no Hits Perdidos, nas horas vagas descobrindo o que há de bom na música Brasil a fora. Fora isso adoro futebol, churrasco. Não gosto de preconceito no geral (música então nem se fala).

Related post

error: O conteúdo está protegido!!