Os Melhores Clipes Independentes | Abril (2021)

Confira os melhores clipes independentes lançados em Abril | 2021 em seleção especial feita pelo Hits Perdidos!

Melhores Clipes Independentes 2021

As listas de melhores clipes independentes 2020 estão a todo vapor no Hits Perdidos. Você já conhece e acompanha por aqui elas todo mês e damos o pontapé inicial pelo quinto ano consecutivo.

Para quem é novo por aqui seja bem-vindo e acompanhe o Hits pelas redes sociais (temos InstagramFacebookSpotify…).

2017 foi marcado pelo grande sucesso dos listões de melhores clipes independentes que até deram origem a um estudo super detalhado sobre a produção audiovisual do independente brasileiro.

Em 2018 veio a parceria com o UDIGRUDI da PlayTV onde escolhemos os mais legais para passar na programação aos domingos. O programa encerrou em Agosto de 2020 suas atividades (saiba mais como ajudar para que ele volte clicando aqui).

Listas de Melhores Clipes (2021)

* Janeiro
* Fevereiro
* Março

Seu Clipe na TV

Fizemos um guia completo de “Como fazer para seu clipe aparecer na TV?“.

Os Melhores Clipes Independentes | Abril (2021)

Neste mês de Maio trarei os melhores que saíram no último mês e que merecem destaque. Claro que o listãocontinua democrático e no fim você encontrará uma playlist no youtube –  e Spotify – com os 105 coletados ao longo do mês.

A produção independente cresce a cada dia que passa e o investimento na divulgação também. Em uma geração em que poucos escutam um disco do começo ao fim, o artifício dos web clipes tem sido uma boa maneira de expor seus trabalhos.

E estes são feitos de todas formas, com alto ou baixo custo de produção. Com ideias mais certinhas a criativas. No fim das contas o que interessa é eternizar aquele momento e expor seu trabalho com a estética que mais convém atrelar a imagem da banda.

Os “Scouts” dos clipes independentes lançados em Abril

Em Abril inúmeras bandas começaram a divulgar seus curtas promovendo singles antigos ou que estarão presentes em seus futuros álbuns ou EP’s.

Reunimos 105 clipes lançados neste mês que mostram alguns dos novos talentos da música independente brasileira.

O que impressiona é termos uma média de 3,5 clipes sendo lançados no independente por dia. Na lista temos 104 artistas de 16 estados.

OS SELECIONADOS TAMBÉM FAZEM PARTE DA PLAYLIST CRIADA ESPECIALMENTE PELO HITS PERDIDOS PARA ETERNIZAR OS VÍDEOS LANÇADOS NESTE MÊS DE ABRIL. ALIÁS NÃO DEIXE DE SEGUIR O PERFIL DO HITS NO SPOTIFY!

1) Alles Club “Gnossienne No. 1” (Erik Satie cover)



A banda mineira Alles Club disponibilizou em Abril o videoclipe para uma versão repaginada para “Gnossienne No. 1”, de Erik Satie. O belíssimo vídeo teve roteiro de Bruna Shelb, direção de Francisco Franco, da produtora Inhamis, e Mia Mozart como assistente de direção.

Entre as referências para a produção audiovisual estão filmes clássicos, B-siders e underground; e até mesmo clipes de música pop.

“Também fui afetado com o intensivão da Madonna que minha garota me apresentou. A Madonna já fez tudo em videoclipe, fiquei bolado. Depois veio a máscara, que é igual do Trash Humpers (2009) [dirigido pelo cineasta underground Harmony Korine].”, conta o diretor

O Roteiro: “Personagens que cavam por motivos diferentes terminam por se encontrar no fundo do buraco, fazendo surgir a pergunta: por que estavam cavando? A resposta vai sempre variar e isso é o que há de mais legal nas narrativas – elas pertencem a cada um que as assistem (muito mais do que ao seu autor).”

2) Sandyalê “Bruta”



A sergipana Sandyalê está a todo vapor e preparou uma trilogia de videoclipes que passeiam por universos distintos. Depois do lançamento de “Sua”, a musicista apresentou em Premiere no Hits Perdidos o segundo videoclipe da apelidada “Trilogia do Desapego”, “Bruta”.

O desprendimento toma conta do clima leve e alto-astral, isso também é transmitido através de sua paleta de cores, coreografia e os excelentes takes de cenários exuberantes. Ela ainda comenta que a escolha pelos tons rosa, bege e azul além de estabelecerem no nosso imaginário a ideia de leveza também trazem consigo a magia e os encantos do nordeste brasileiro.

Em seu roteiro ela renasce como uma mariposa, dentro de uma casa de taipa e transita por diversos cenários nesta produção, gravada na paradisíaca Ponta dos Mangues, entre o mar e a caatinga, em Pacatuba (SE).

A força da Mariposa

A simbologia da mariposa, inclusive, se relaciona com a reconquista pela confiança e o anseio de desbravar o mundo outra vez. A auto-estima se dá após superar o engodo das garras de um amor abusivo. A poesia (torta) da vida dando lugar para as metáforas e narrativas da sétima arte.

No roteiro um enigmático pássaro (interpretado por Hélio Toste) contracena com a cantora. A ave representando o predador, simbológicamente retrata os empecilhos enfrentados pelas mulheres nos mais diversos âmbitos.

“‘Bruta’ é uma música que fala sobre o feminino e a gente tentou trazer isso pro clipe de forma simbólica, com um pássaro que representa não só o predador natural da mariposa, mas também as dificuldades enfrentadas pelas mulheres.

O machismo, a repressão, a falta de equidade, abusos de todos os tipos…é um clipe que de forma irônica vem pra comunicar com as mulheres que passam por essas situações ainda nos dias de hoje.

A narrativa é uma história de perseguição, onde o pássaro quer levar a mariposa para uma emboscada, mas a mariposa, plena de si, estraga os planos do pássaro. É a segunda parte da trilogia, que traz um sentimento de resiliência depois do amor possessivo de Sua. É um momento de sublimação, de virada de jogo, da personagem que começa a encontrar em si a plenitude, que tem seu clímax no último capítulo da trilogia, “Pensando em Mim”, conta Sandyalê

A direção é assinada por Raymundo Calumby, que também assina os outros dois vídeos da trilogia do desapego ao lado de Vitor Lotfu. Quem quiser saber como se encerra a trilogia de vídeos vai ter que esperar até o final de maio quando o clipe para “Pensando em Mim” será revelado. Como será que termina essa história?

3) Gilsons e Jovem Dionísio “Algum Ritmo”



Uma canção narrando a rotina, a ansiedade e os dilemas da pandemia, ganhou uma ótima produção audiovisual para acompanhar com direito a takes que traduzem a sensação de agonia que pauta o momento. A parceria entre as bandas Jovem Dionísio e Gilsons para “Algum Ritmo” deu liga.

O papo entre Francisco Gil e Ber Pasquali sobre algoritmos sendo o start para tudo:

“Falávamos como as plataformas digitais sempre associavam nossos grupos, mesmo não havendo uma real conexão estética no nosso som”, lembra Ber.

“Depois desse encontro a gente acabou achando muitas coisas em comum. Inclusive, quando lançamos ‘Devagarinho’, surgiram vários comentários pedindo este feat”, acrescenta Francisco.

“Acho que o que tem de mais especial nela é exatamente este ritmo em comum que encontramos na composição e principalmente na produção musical”, destaca o músico dos Gilsons.

“Algum Ritmo” é um encontro bem sucedido, guiado pelo futuro e fincado na boa música. Afinal, após a primeira audição, é fato que seguiremos repetindo como mantra o trecho do single: “Então vai ter show, quando tudo passar, quando tudo passar…”.

4) Paolo Ravley “É Só Me Chamar”



O músico maranhense Paolo Ravley foi buscar inspiração nos filmes de terror em mega produção para a romântica “É Só Me Chamar”. A produção é assinada pela equipe da Jirau Filnes e as imagens foram gravadas no edifício histórico da Escola de Música Lilah Lisboa, no centro de São Luís (MA), em um ar de curta-metragem que conta a história assustadora de uma seita que tenta convencer o artista a fazer parte dela por meio de de rituais bizarros, sexuais e canibalísticos. A atriz Áura Maranhão, de Cidade Invisível, participa da trama.

O roteiro e a direção é assinado por Lucas Sá que já dirigiu “Sinal Fechado” (Getúlio Abelha) e “Colarzinho de Miçanga” (Aretuza Lovi).

“Essa é uma canção cheia de mistério, com muitos detalhes a serem lidos nas entrelinhas. Acho que conseguimos trazer algo muito inesperado para o registro e que, ainda assim, encontra sentido na música.

Foi um dos meus trabalhos mais desafiadores e estou mais que orgulhoso de todes que trabalharam com a gente”, ressalta o cantor e compositor. 

5) Lia Paris “Inocente Violência”



O novo clipe da cantora e artista multimídia Lia Paris “Inocente Violência” foi lançado no fim do mês dentro da edição do *m-v-f- reloaded*, uma versão online do MVF, festival sobre videoclipes.

A produção audiovisual foi dirigido por Lucca Salvatore e tem fotografia do diretor Pedro De La Fuente, foi gravado às margens da represa de Guarapiranga, em São Paulo, e apresenta a narrativa imagética da música produzida pelos produtores, L_Cio e Dudu Marote, parceiros da artista em seu último álbum, o MultiVerso.

A letra da música é uma versão em português para “A Violence of Innocence”, da banda dinamarquesa ticktock. Para a produção Luccas Salvatore optou por construir nas imagens do vídeo: releituras de artistas como Caravaggio, Sandro Botticelli, Matisse entre outros. Os corpos, em uma das releituras, por exemplo, são orquestrados pela influência da Deusa Afrodite.

A nudez também acaba entrando como elemento na trama. Segundo os realizadores, os corpos nus e livres têm o papel de mostrar a beleza natural, múltipla e camaleônica. Isso é representado para mostrar a vulnereabilidade humana e tem como contraponto o universo dos semideuses. Desta forma discorre sobre milagres, desejos, acolhimento, amor, liberdade e expansão.

6) YOÙN “Follow Me”



Como forma de protestar contra a realidade social e o preconceito, o duo YOÙN apresentou em Premiere no Hits Perdidos o clipe para “Follow Me”. A intenção era a de colocar o ouvinte dentro do cotidiano vivido pelos músicos.

Nele eles trazem pessoas pretas para um campo de golf, local onde na maioria das vezes é ocupado majoritariamente pela elite branca. Um bom cartão de visitas para entrar no flow do disco que traz narrativas de um Brasil real.

Na produção eles mostram a parte recompensadora do sucesso de seu trabalho, jogando para o público uma imagem de confiança e poder. Em tempos de pandemia a música tem tido exatamente esse papel: o de trazer alegria e alimento para a alma em tempos difíceis.

O vídeo foi dirigido por Gabriel Pinheiro e conta com produção executiva e direção de produção de Luísa Noel. O argumento foi elaborado or Alisson Jazz que assina o roteiro ao lado de Pinheiro.

7) Alice Marcone feat. Gabeu “Pistoleira”



Alice Marcone também dentro da programação do m-v-f lançou o vídeo para “Pistoleira” em parceria com Gabeu. O clipe foi dirigido e produzido por Dante Vescio e exibe a artista dando vida a uma pistoleira do velho oeste que em certos momento traz os encantos da sereia. Na trama, Alice contracena com o ator Rafael Losso conhecido por seus trabalhos nas novelas Império e O Outro Lado do Paraíso.

A fotografia, produção e tensão da trama são os grandes destaques do vídeo.

8) Victor Cali feat. Gabriel Peri “Cada Qual”



Em parceria Victor Cali e Gabriel Peri apresentaram uma animação para a faixa “Cada Qual” no qual critica a banalização da morte com direitos a críticas ao governo Bolsonaro durante a gestão da pandemia. A animação foi coproduzida pelos desenhistas e animadores Stefany Hibrain e Ali Bark, com storytelling realizado pela artista visual Saritha Saths.

As cores e a velocidade da trama dão para o espectador a sensação de angústia e traz consigo críticas a temas como o abandono do governo, a violência policial, o lobby da indústria da bala e a política genocista ao lidar com a crise sanitária.

“A música foi composta nas eleições de 2018, onde os ideais fascistas foram escancarados. Contudo, a resgatamos agora porque se encaixa totalmente no atual cenário de descaso dos governantes com a pandemia. Na letra refletimos sobre quanto vale uma vida”, conta Cali.

9) Buzzard “Mantis”



De Brusque (SC), um videoclipe que surpreendeu pela ótima trama com baixo orçamento foi o de “Mantis” do duo catarinense Buzzard. O vídeo foi produzido pela PULSO.

“Na faixa “Mantis” procuramos abordar a temática “mágoa”. O próprio nome faz alusão ao inseto louva-a-deus (praying mantis), que faz sentido quando relacionado à entidade que retratamos no clipe. Buscamos retratar a relação humana com esse sentimento de forma lúdica, dramática.

Acrescentando objetos que fazem referência à letra e as próprias entidades, como se esses objetos trouxessem lembranças e consequentemente mágoas. Os objetos o rodeiam na banheira, quando ele consegue sair de lá, após o toque/batismo da entidade branca, ele corre daquilo que o cercava e se vê em desespero. A entidade branca guardava a porta frontal, o protegendo da matérias escuras que aparece em forma de entidade escura quando a porta se abre.

No desenrolar do clipe as mãos se sujam cada vez mais, a entidade antes branca agora aparece manchada, de forma progressiva. A casa é a representação de uma prisão, e de como a mágoa nos prende de fato. Já a banheira é uma passagem, é o tempo, é o momento de digerir as coisas.

As mãos que o incomodam, e que o fazem sair da banheira, são a realidade apertando-o e incomodando-o. Então ele levanta da banheira, corre pelo corredor e a saída está trancada.

A saída é voltar e lidar com o que há dentro de si, a mágoa fica pra trás. A entidade branca absorve toda a mágoa/matéria escura, o livra disso, e retoma sua forma limpa e imaculada. No fim elas se voltam à você, como se dissessem ‘Você é o próximo`”

OUTROS CLIPES INDEPENDENTES

Além dos 9 eleitos como melhores do mês de Abril | 2021 nas playlists do Youtube e Spotify vocês poderão encontrar os clipes dos artistas e bandas:

Rafa Martins “Barco No Seu Mar” (Fortaleza / CE), KASSEL “Headache” (Rio de Janeiro / RJ), Elizia “Não Abaixar a Cabeça” (Belo Horizonte / MG), Lamparina “Ela Joga” (Belo Horizonte / MG), Pedro Mann “Faz Um Bem” (Rio de Janeiro / RJ), Two Wolves “Sun Of Justice” (Goiânia / GO), Kunumi MC “Jaguatá Tenondé” (SP).

Melhores Clipes Independentes | Abril (2021) | Parte 2

Arhtur Nogueira feat. Hiran “Salvador” (Salvador / BA), Rincon Sapiência “Cotidiano” (São Paulo / SP), Zeferina e Tássia Reis “São Jorge Guerreiro (Remix)”, Carolina Sá “O Fogo Queimou” (Rio de Janeiro / RJ).

Julico “Surfista de Trem” e “Caípe Velho” (SE), Almir Chiaratti “Juízo” (Rio de Janeiro / RJ), Braza “Lá Adiante” (Rio de Janeiro / RJ), Wallacy Willians “Explode” (CE), Kiko Dinucci “Febre do Rato” (São Paulo / SP), Oblomov “Lanterna do Saber” (GO). 

Melhores Clipes Independentes | Abril (2021)| Parte 3

Bianca Obino “10.000 vezes” (Porto Alegre / RS), Luma Schiavon “Janeiro (Headband)” (Rodeiro / MG), Afrocidade feat. Mahal Pita “Baby Te Liguei” (Salvador / BA), Brinsan N’Tchalá “Respeito” (Curitiba / PR), Little B. and the Mojo Brothers “No Land for Young Folks” (Maringá / PR).

Ambivalente “VERDE!” (Rio de Janeiro / RJ), Lagum “Eu e Minhas Paranóias” (MG), Akeem Music “Eu Já Amei Uma Ginasta” (Porto Alegre / RS), Porcas Borboletas “Derrota Transcendental” (Uberlândia / MG). 

Ator Morto “Bicho Morto” (SP), Martins “Me Dê” (PE), Floresthá “O Que Não Cabe” (Ribeirão Preto / SP), Carbônica “A Cidade Parou (Junto Com Meu Coração)” (Guarulhos / SP), Carvel “Primeiro Lugar” (São Paulo / SP), Meu Funeral “Coisa de Satanás” (Rio de Janeiro / RJ), Submerso, Esteban Tavares “Coração Barulhento”. 

Melhores Clipes Independentes | Abril (2021) | Parte 4

Bixarte “Oxum (a nova era, parte i) (João Pessoa / PB), Tyaro feat. Agytoê, Hiran, T.A.Z. “Louca Pra Beijar” (Rio de Janeiro / RJ), Lubeka “Chances”, Kallee “Bicha”, Persie “Carroço Coração” (Campo Formoso / BA), Zerzil “Ressaca” (Montes Claros / MG), Mussa “Mussoumano Style” (Florianópolis / SC), Renegado “Nosso Carnaval” (RJ), Jeff Moraes “Coisa de Pele” (Belém / PA), Allen Alencar feat. Sandyalê “Liberdade” (SE), Isa Scheufler “Nova Iorque”.

Billy “Gliter” (Rio de Janeiro / RJ), Davi Cartaxo, Gabriel Aragão “Faz de Conta” (CE), Zeeba feat. Carol Biazin “Cansei” (São Paulo / SP), CLARA “Mesmo” (RN), Nano Vianna e Túlio Lima (feat Federico Puppi) “Cada Tanto” (Belo Horizonte / MG), Vittu “Alô Alô São Paulo” (São Paulo / SP).

Katze “Trono de Lótus” (Curitiba / PR), Isabella Bretz “Faísca de Pó”, Brina Costa “Vida de Concreto” (São Paulo / SP), HENRI “Tudo Aqui, AGORA!” (SP), Mani Carneiro “Qualantena” (PE), Guevara Songs “Gatilhos” (RJ).

Melhores Clipes Independentes | Abril (2021)| Parte 5

Allen Key “Granted” (São Paulo / SP), Stella Folks “Fundo do Poço” (Florianópolis / SC), Hibizco “Vale a Pena Ir” (Porto Alegre / RS), Thay Lana “Marca de Mim” (Barreiras / BA), Marvyn “Alma Bonita” (Rio de Janeiro / RJ), Nathalia Bellar “Entranhada” (PB), Tuini “Janela” (Niterói / RJ), Hierofante Púrpura “Tbm Sou Hipster” (Mogi das Cruzes / SP).

Eminence “Wake up the Blind” (Belo Horizonte / MG), FireWing “Time Machine”, Ego Kill Talent “Deliverance” (São Paulo / SP), Carmem Red Light “Faith No More” (PR), Rica Silveira, Cortecertu “FYA” (Santos / SP), Fino Trapo “Sanguessugas” (Barretos / SP), Vertigem Tropical “O Prisioneiro das Palavras” (São Paulo / SP), Daniel Santiago “Song For Tomorrow” (São Paulo / SP), Uana “Mapa Astral” (PE), Vinícius Preto “Mundo Sombrio” (SP), Mayí “Sedenta” (MG). 

Melhores Clipes Independentes | Abril (2021)| Parte 6

Fleezus, CESRV “Eles Querem” (SP), Orochi “Lobo” (São Gonçalo / RJ), Julio Secchin e Maria Luiza Jobim “Meu Amor” (Rio de Janeiro / RJ), Hotelo “Eu Não Preciso de Ninguém” (São Paulo / SP), Cynthia Luz & Mariah “Me Leva” (São Paulo / SP).

Bel_Medula “Dona Quixota” (RS), Paula Azzam “Fluxo de Cores” (São Paulo / SP), Nanda Loren & Milla “Mais Feliz Agora” (Santos / SP), Sellva “Quem Vê de Longe Não Vê” (Brasília / DF), Roberta Campos “Me Leve Pra Voar” (Caetanópolis / MG), Nêssa e Cronista do Morro “Na Maldade” (BA), Nêssa e Cronista do Morro “No Repeat” (BA), Pablo Vermell, YMA “Turquesa” (Santos / SP), 

RoB “Nada Lá Fora” (PE), André Paz “Açúcar” (Dom Pedrito / RS), UmQuarto “Acordar” (Florianópolis / SC), Nego Joe “Nada Pode Ser Melhor” (Bombinhas / SC), Ayá “Única” (SP), Carmo “Meu Amor” (Sorocaba / SP), Terivo “Selene” (MG), Shitsunami “Rats”.


PLAYLIST NO YOUTUBE (Abril | 2021)

Preparamos também uma playlist no Youtube com os 105 videoclipes coletados durante o mês de Abril | 2021. Assim quem quiser ver tudo de uma vez basta apertar o play.



PLAYLIST NO SPOTIFY (Abril | 2021)

Desta forma chegamos a playlist com os melhores clipes independentes lançados no mês de Abril (2021). Dos 105 vídeos do post, e 106 canções pois um clipe é duplo, apenas uma não está no Spotify.

Muito disso por conta que algumas faixas serão disponibilizadas quando o EP ou álbum forem lançados na plataforma. Já outros singles por conta do artista (ou banda) não ter material por lá.

-> Siga o Perfil do Hits Perdidos no Spotify <-



Qual dos melhores clipes independentes você mais gostou?

Conta para gente nos comentários deste post qual dos Melhores Clipes Independentes | Abril (2021) você mais gostou!

Rafael Chioccarello

Editor do Hits Perdidos, organizador dos Tributos aos Titãs, Pato Fu e Autoramas. Parceiro da Mutante Radio, Spotify e Curador do UDIGRUDI, programa de videoclipes da Play TV. Nas horas vagas pesquisa sobre música e tenta assistir a maior quantidade possível de shows. Siga o Hits no Instagram: @hitsperdidos

Recent Posts

Lançamentos Punk Rock Nacional: Não Há Mais Volta, O Preço, Zander, The Bombers, Burning Rage, Superbrava, F.Snipes, End Of Pipe

Pandemia à parte, maio e junho tem sido meses com muitos lançamentos do punk rock…

14 de junho de 2021

Marcelo Perdido celebra a magia do amor em animação para “Que Bom”

O músico e videomaker, Marcelo Perdido, e o cineasta, Graziano, no filme Brasa analisaram a criação musical…

11 de junho de 2021

O Campo critica o negacionismo e apresenta sua nova fase em clipe para “Parece Pouco”

O negacionismo, a necropolítica e a perdição pela fé reverberam em tom crítico no novo…

10 de junho de 2021

Lançamentos Internacionais: Billie Eilish, Garbage, Chet Faker, CHVRCHES, The Bronx, Red Fang, The Wombats, Georgia

É hora de conhecer uma seleção de lançamentos internacionais que preparamos especialmente para quem acompanha…

9 de junho de 2021

Audições da Lôca #4 com Kaboom23, Larissa Lisboa, Afrocidade, Botika, Tuini, Brunê, Natalia Mess e Suraras do Tapajós

Quando se trata de criação musical e diversidade de olhares o Brasil continua sendo generoso,…

8 de junho de 2021

Pianista Camila Lordy estreia carreira solo com álbum-livro “Som Protagonista” apresentando narrativas tradicionais da Índia, Grécia, Turquia, Gana e Brasil

Pianista e historiadora, Camila Lordy pesquisou narrativas tradicionais do Índia, Grécia, Turquia, Gana e Brasil…

7 de junho de 2021

Este site utiliza cookies para melhor personalização para você.