Categories: InternacionalPremiere

Achados e Perdidos #1: black midi, Death From Above 1979, WRY, Sophia Chablau, girl in red, Tagore, Graveola, Mannequin Pussy e mais!

Já tem um tempo que estava pensando como retomar o Release Radar sem perder a profundidade do DNA do Hits Perdidos e o Achados e Perdidos vem de encontro a um desejo de trazer um pouco mais do gosto pessoal deste editor para uma coluna dentro do site.

Aqui estarão destaques da semana, do mais quente e a dicas do que você deveria estar ouvindo. Uma coluna tão pessoal que os artistas e as bandas só descobrirão no dia que fazem parte da seleção especial. Já adianto que a coluna não vai ter dia para sair e sem a insanidade de trazer todos os lançamentos do Radar.

Um espaço onde o fresco, o novo, o achado, o perdido e o gosto pessoal vão de encontro. Um Radar de Destaques. Do nacional ao internacional a ideia é ser um resumo das dicas para vocês explorarem. E claro, vai ter playlist rotativa e oficial do Hits Perdidos para deixar a brincadeira ainda mais legal.

Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo “Delícia/Luxúria”



O primeiro single do disco da Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo traz consigo ótimas frequências e o clima dançante das festas (que saudade, né?), a faixa ainda ganhou um videoclipe gravado no melhor clima pós-festa. O espírito jovem, e a magia das luzes da noite, reverbera na tensa linha de baixo, na guitarra cheia de mistério e na letra de quem tá aberto para jogo.

A banda que conta em sua formação com Sophia Chablau (voz/guitarra), Téo Serson (baixo), Theo Ceccato (bateria) e Vicente Tassara (guitarra/teclados) terá seu álbum lançado pelo selo RISCO.

Graveola “Nosso Estranho Amor”

Após 5 anos o Graveola repagina o seu som e apresenta, de surpresa, seu novo single “Nosso Estranho Amor”. Boas melodias e harmonias somadas a um instrumental desconcertante mostram o que o grupo sabe fazer melhor: ser versátil e produzir boa música.

“Inicialmente, essa canção era uma balada romântica. Quando entrou pro disco, o Graveola deu de presente pra ela um arranjo mais rock`n`roll, que trouxe um drama especial e bonito pra música”, conta a autora da canção Luiza Brina ao lado de Luiz Gabriel Lopes.

“Quisemos comunicar com sentimentos profundos, criar uma imagem que fizesse refletir sobre nosso universo interno. Somos múltiplos: esperançosos, densos, sentimos saudade, temos nossas dores de cotovelo. Esse disco será sobre como soa nosso silêncio interno”, comenta Zelu Braga sobre o disco que virá via DeckDisc



Tagore “Olho Dela”

O pernambucano Tagore continua a apresentar novos singles do seu novo disco. Desta vez com direito a guitarras de Arthur Soares (The Raulis) e Benke Ferraz (Boogarins), e baixo do Superego. A produção ficou com o renomado pupilo.

A faixa flutua por ondas lisérgicas com direito a teclas e um refrão que vai ficar grudado na sua cabeça: “e agora é pra valer”. A riqueza dos arranjos vai te fazer querer ouvir mais de uma vez.



Death From Above 1979 Is 4 Lovers

Os canadenses do Death From Above 1979 já estavam devendo um material novo a tempos, tanto que não podemos ficar bravos com quem já não colocava muita fé nos dance-punkers. Aí que eles aparecem com Is 4 Lovers, o melhor disco deles desde a estreia.

Versátil e repaginado mas sem perder o peso e a veia dançante eles mostram como é possível se reinventar depois de tanto tempo e discos, digamos assim, meia-boca. Podemos dizer que ele é um bom fan service para fãs de Strokes a LCD Soundsystem. Um bom disco para ouvir durante uma sessão de corrida para aliar o stress do isolamento.



WRY “Man in the Mirror (Electropaulo RMX)”

Depois de ter lançado seu aclamado novo álbum, Noites Infinitas (OAR), os sorocabanos do WRY começam a divulgar uma série de remixes de faixas presentes no trabalho.

Para quem conhece um pouco da história do grupo sabe que eles moraram por um tempo na capital inglesa e por lá escreveram capítulos importantíssimos da sua história. Agora de certa forma eles foram homenageados pelo DJ Electropaulo que topou remixar a faixa com referências de Acid House, New Rave e a atmosfera pulsante e eternamente jovem da Factory da incrível madchester.

O resultado é bastante dançante e explora ainda mais as camadas e dualidade do seu refrão ganhando novas amplitudes e órbitas. Agora é aguardar os próximos. Sobre a faixa o inglês aponta: “Eu diria que soa como New Order & Human League indo de encontro ao DIPLO.”



Josyara “Má-Lida” (Di Melo)

Em breve será lançado um EP chamado Podível e Impodível em homenagem ao ícone Di Melo. E quem aparece em destaque é a baiana Josyara com uma ótima versão para “Má-Lida”, cheia de arranjos minuciosos, com direito a sopros, percussão elaborada e muito swing.



black midi “John L”

A sensação do rock experimental e quebradiço, black midi, viria para o Brasil um pouco antes da pandemia, ainda em março do ano passado (lembra?), quando de repente o mundo se fechou. Agora eles começam a divulgar seu próximo álbum, Cavalcade (Rough Records) e apresentaram o single, “John L”. A primeira canção a ser revelada carrega referências diretas do lendário King Crimson com direito até mesmo a violino. Novo disco? 28/05!



Iceage “Shelter Song”

Os post-punkers (podemos chamar eles ainda assim?) do Iceage evoluíram bastante durante sua jornada musical misturando referências distintas e se mostrando uma banda versátil de rock.

Uma boa prova disso é o novo single com uma aura brit pop de grupos como Oasis e Blur – e com direito até a participação especial do coletivo gospel de Lisboa. O quinto álbum do grupo será lançado no dia 07/05 via Mexican Summer.



girl in red “Save Your Tears” (The Weeknd)

E se “Save Your Tears” do The Weeknd fosse uma canção punk? A norueguesa girl in red fez uma incrível – e reverberante – versão para “Save Your Tears”, com direito a bateria, guitarra e vocais sussurrados. Para ouvir no repeat!



Mannequin Pussy “Control”

No dia 21/05 o Mannequin Pussy vai lançar um EP com 5 faixas, Perfect via Epitaph. Para aquecer veio o potente single “Control – acompanhado de um videoclipe que mostra a energia do trio. Segundo os integrantes eles ficaram a pandemia toda tentando produzir um disco e o resultado se dá no EP.



Lil Nas X “Montero (Call Me By Your Name)”

Depois de ficar marcado pela história impressionante do mega hit “Old Town Road”, Lil Nas X apresenta outra mega produção: “Montero (Call Me By Your Name)”. Após se assumir gay em 2019, ele revelou uma carta falando sobre a importância da liberdade de expressar sua sexualidade. O clipe que conta com referências bíblicas e mitológicas complementa muito bem tudo que ele queria dizer.



Serpentwithfeet Deacon

O novo álbum do Serpentwithfeet é bem diferente do anterior e talvez por isso ele soe tão ou mais interessante, o músico deixa um pouco o lado experimental e abraça de vez o R&B e o gospel.

Foi beber de Janet Jackson dos anos 90 e 00 e trazer para seu som uma atmosfera mais leve. Mesmo mudando tanto o estilo ele consegue provar sua capacidade de recomeçar do zero, acredito que abrirá ainda mais portas para o músico, talvez até mais comercial.



Gostaram da Achados e Perdidos? Em breve voltaremos com mais uma edição!

Achados e Perdidos: A Playlist

Como comentado teremos uma playlist fixa mas rotativa ao mesmo tempo com as novidades que vamos apontando por aqui, chegando a 50, começaremos a substituir faixas, então fique ligado para ouvir ela em sua rotina.

Para outras playlists exclusivas siga o Hits Perdidos no Spotify!

This post was published on 29 de março de 2021 2:26 am

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Posts Recentes

Hamilton de Holanda estreita laços com a música latina em “Tembla” e “COLLAB”, parcerias com C4 Trío e Gonzalo Rubalcaba

Nos anos 1990, Hamilton de Holanda fez seus primeiros shows internacionais, na Venezuela, e lá…

18 de junho de 2024

City and Colour emociona os fãs com hits em show de 2 horas em São Paulo

O City and Colour talvez seja um dos projetos solo de um artista que ultrapassou…

17 de junho de 2024

Adorável Clichê entra na mente dos serial killers em “aonde mais”

 i"aonde mais" é o segundo single a ser revelado do segundo disco da Adorável Clichê…

11 de junho de 2024

Interpol revisita seus clássicos em show austero e à moda inglesa

Série de apresentações do Interpol em São Paulo trouxe repertório dos seus primeiros discos A…

8 de junho de 2024

Bike Records ajuda bandas independentes a lançar seu 1º vinil, conheça a iniciativa

Bike Records, iniciativa dos paulistas, contribui para a monetização dos artistas independentes Com até o…

6 de junho de 2024

Paira rompe frequências entre o onírico e o concreto no “EP01”

EP01 marca a estreia do duo mineiro Paira O duo Paira, de Minas Gerais, resolveu…

6 de junho de 2024

This website uses cookies.