O rapper indígena guarani, Kunumi MC (leia entrevista), um dos grandes nomes do RAP Nativo, lança um novo single nessa sexta-feira (04/12) em todas as plataformas digitais com direito a clipe promovendo a nova música. Dessa vez, a parceria é com o artista colombiano Lozk, que assina a produção da faixa, cujo título é “Força de Tupã“.

Com sonoridade construída de uma colcha de retalhos sonoros entre elementos percussivos e timbres eletrônicos pesados muito usados no rap e trap da atualidade, a voz orgânica com filtros de Kunumi MC costura as palavras de seus versos numa faixa que permeia entre o protesto/ denúncia indígena e um tempero pop digno das playlists de trap contemporâneas.

A canção evoca a ancestralidade de Kunumi MC, que canta em sua língua nativa, alinhada à música de Lozk, que resgata sons tradicionais de instrumentos folclóricos sul-americanos em meio a beats eletrônicos e manifestações sagradas da natureza, como a chuva e o trovão.

A conexão foi possível através da Latinese, iniciativa que conecta artistas dos países da América Latina e propõe produções audiovisuais em diferentes idiomas e contextos.

O processo de gravação da música e do clipe durou quatro meses e, claro, foi feito à distância: Kunumi direto da Aldeia Krukutu, que fica no extremo sul da cidade de São Paulo e Lozk direto de Bogotá, Colômbia. A equipe Latinese foi responsável por toda conexão e diálogo entre os artistas.


Kunumi MC Lozk

Kunumi MC (Foto Por: Kamilla Pará Rete) e Lozk (Foto Por: Daniel Mora)


Kunumi MC dividiu um relato pra HITS sobre a faixa e esse encontro, leia abaixo:

LATINESE e as conexões

“Quem fez esse encontro foi o Vinicius, do Latinese. Ele me convidou para participar da faixa junto com Lozk, que é um produtor Colombiano, e eu não o conhecia.

Ele entrou em contato comigo, pois sabia do meu trabalho, e que eu falava sobre os povos indígenas. Por isso, se interessou muito em produzir um som junto comigo em parceria do Lozk, que também faz música com melodias e sons da floresta, além de usar instrumentos indígenas.

Eu aceitei o convite. Mas antes disso, pesquisei sobre ele, e vi que seu trabalho é sensacional, e gostei muito da música que ele produz.”, relembra Kunumi MC

Como foram os processos de criação?

“Eu compus a letra, a melodia e os cânticos. Na verdade, a composição foi toda minha. Ele cuidou mais da parte da produção, do instrumental e do beat.

Então fizemos essa parceria, e penso que esse trabalho valeu muito a pena e que é uma união. Também sei que ele não é indígena, mas sei que é importante o apoio de todo mundo, ainda mais uma pessoa que se interessa pela nossa causa e a nossa arte.”, conta o MC

LOZK e expectativa sobre o lançamento:

“Vejo isso na música dele, que ele quer levar a música ancestral para todo mundo, então fizemos um ótimo trabalho.

Eu falo na música sobre o nosso Nhanderu, que é um ser divino que a gente acredita muito, e também falo sobre a força da floresta. Acho que essa música vai ser tocada muito aqui e na Colômbia e que muita gente vai gostar”

Kunumi MC & Lozk “Força de Tupã”



Sobre Kunumi MC

Conhecido mundialmente por ter levantado a faixa “DEMARCAÇÃO JÁ” na abertura da Copa do Mundo no Brasil, Kunumi MC tem 19 anos e dois discos já lançados: o EP de estreia, My Blood is Red (2017) e o álbum Todo Dia É Dia de Índio (2018).

Além de rapper, ele também é escritor e tem dois livros publicados – um com o irmão, Tupã Mirin, chamado Contos dos Curumins Guaranis e outro que ele escreveu sozinho, Kunumi Guarani. Tupã, inclusive, acompanha Kunumi nos palcos como DJ Tupan e, juntos, levam a força do RAP Nativo, novo segmento do Hip Hop, que nada mais é que a criação musical a partir da visão de um indígena nativo sobre a sua própria cultura. No seu caso, a etnia Mbyá-Guarani.

Quanto às suas influências musicais, Kunumi MC aponta outros artistas indígenas nativos guaranis, como os grupos Brô MC’s e Oz Guarani, além de nomes clássicos do RAP, como Racionais MC’s e Criolo, com quem, inclusive, gravou a música “Demarcação Já – Terra Ar Mar“. Até o momento, Kunumi também já lançou outros dois singles: “Xondaro Ka´aguy Reguá” e “Moradia de Deus“.

Sobre Lozk

Lozk é um artista de vanguarda que faz uma releitura da música tradicional colombiana, desde os costumes ancestrais aos contemporâneos, a fim de resgatar a estética artística das culturas autóctones do seu país. Com sons intensos, ritmos enérgicos e o fluxo da música colombiana, Lozk leva o público a uma experiência sensorial e emocional.

Sobre o Latinese

O Latinese é uma iniciativa que busca integrar artistas do eixo hispano e luso falante, é dizer, conectar o Brasil aos países vizinhos através de produções musicais. O projeto encontra artistas que sejam engajados com alguma questão social e os aproxima, oferecendo assistência com traduções, interpretações e logística, até que o material seja lançado nos países respectivamente participantes.