O power tio de hardcore/metal Black Pantera, de Uberaba (MG), é um dos grandes bandas do país e sempre que pode levanta as bandeiras do movimento negro. Na ativa desde 2014 eles chegaram em 2017 a tocar no importantíssimo Download Festival e do icônico Afropunk, ambos na capital francesa.

Em 2018 veio o álbum de estreia, Agressão, e no momento estão preparando seu sucessor. Mas antes disso neste dia 20/11, em comemoração ao Dia da Consciência Negra, eles apresentam o EP Capítulo Negro.

O registro reúne três faixas com a temática do empoderamento, são versões de grandes artistas, entre compositores e intérpretes; Identidade” (Jorge Aragão), “Todo Camburão Tem Um Pouco de Navio Negreiro” (Alexandre Meneses/ Marcelo Lobato/ Marcelo Yuka/ Nelson Meirelles), d’O Rappa e “A Carne” (Marcelo Yuka/ Seu Jorge/ Ulisses Cappelletti), famosa na voz de Elza Soares.

“Identidade”

“Comecei aos 14 anos tocando percussão e Jorge Aragão na época era uma grande referência. Quando surgiu a oportunidade de fazer esse trabalho, fiz questão de incluir essa canção”, conta Rodrigo Pancho

“Todo Camburão Tem Um Pouco de Navio Negreiro”

“Apesar de ser uma música de 1994 ela é atemporal e remete à atualidade, se tornando ainda mais urgente com o aumento da violência racial por parte da polícia, do estado e da sociedade como um todo. É um marco na nossa carreira fazer uma releitura de uma canção como essa”, diz Chaene

“A Carne”

“Alguns anos atrás fomos convidados para tocar num festival no Dia da Consciência Negra e pediram que a gente escolhesse uma música que representasse a data. Escolhemos essa, muito emblemática, adaptamos ao nosso estilo e acabamos incluindo nos shows”, finaliza Charles Gama.


Black Pantera - Capítulo Negro Dia da Consciência Negra

Black PanteraFoto: Divulgação


Black Pantera Capítulo Negro

Todas estão ligadas pelo tema, o racismo e a luta contra o preconceito. Para o lançamento ficar ainda mais impactante eles produziram um curta-metragem de 12 minutos, com direção de Leonardo Ramalho (Pajé Filmes), lançado como um protesto pelo assassinato de George Floyd – ocorrido em junho nos Estados Unidos que motivou o movimento ativista internacional Black Lives Matter.

O diretor anteriormente já trabalhou ao lado do Black Pantera nos vídeos para “Punk Rock Nigga Roll” e “I Can’t Breathe”. Para o filme, o ator Edson Militão participa do 3 atos, cada um tendo como trilha as faixas do EP que está sendo lançado nesta sexta-feira através da Deck.

Intenso, o material mostra como ativismo e hardcore sempre andaram de mão dadas e neste momento não seria diferente. Se as letras já deixam a mensagem clara, os vídeos materializam isso em imagens dos próprios integrantes atuando.

As faixas também já estão disponíveis nas principais plataformas digitais, ouça agora mesmo.