Confira os melhores clipes independentes lançados em Outubro | 2020 em seleção especial feita pelo Hits Perdidos!

Melhores Clipes Independentes 2020

As listas de melhores clipes independentes 2020 estão a todo vapor no Hits Perdidos. Você já conhece e acompanha por aqui elas todo mês e damos o pontapé inicial pelo quarto ano consecutivo.

Para quem é novo por aqui seja bem-vindo e acompanhe o Hits pelas redes sociais (temos InstagramFacebookSpotify…).

2017 foi marcado pelo grande sucesso dos listões de melhores clipes independentes que até deram origem a um estudo super detalhado sobre a produção audiovisual do independente brasileiro.

Em 2018 veio a parceria com o UDIGRUDI da Play TV onde escolhemos os mais legais para passar na programação aos domingos. O programa encerrou em Agosto de 2020 suas atividades (saiba mais como ajudar para que ele volte clicando aqui)

Listas de Melhores Clipes Independentes

⦿ Janeiro
⦿ Fevereiro
⦿ Março
⦿ Abril
⦿ Maio
⦿ Junho
⦿ Julho
⦿ Agosto
⦿ Setembro

Seu Clipe na TV

Fizemos um guia completo de “Como fazer para seu clipe aparecer na TV?“.

Inscreva seu clipe no m-v-f- awards 2020

O Music Video Festival (m-v-f-) anunciou nos últimos dias abertura das inscrições do m-v-f- awards 2020, segmento competitivo do festival dedicado a profissionais e artistas interessados em promover e desenvolver a arte do videoclipe e outros formatos unindo vídeo e música no Brasil e no mundo, e reconhecendo anualmente a melhor produção no segmento. Este ano o m-v-f- awards conta com a parceria da marca de calçados Converse, famosa por seu icônico modelo All Star.

O festival que é uma das principais vitrines da produção audiovisual nacional acontece desde 2013 e conta com um jurí composto por especialistas do Brasil e do mundo. Entre eles músicos, diretores, produtores e uma série de profissionais envolvidos com o videoclipe e novas linguagens advindas da era digital.

No total, são 22 categorias, sendo 18 exclusivas de videoclipe e 4 de conteúdos visuais envolvendo música; 15 prêmios para trabalhos nacionais e 7 prêmios para trabalhos estrangeiros; 17 escolhas do júri e 5 do público.

O Hits Perdidos é parceiro e nos últimos meses contribuiu durante a reformulação do festival para este ano tão atípico de 2020. Quem acompanha o Hits Perdidos ficou sabendo no dia e alguns sortudos conseguiram aproveitar do nosso código de desconto exclusivo. As inscrições vão até o dia 28/11.

Saiba mais informações e Inscreva seu clipe agora mesmo clicando aqui!

Os Melhores Clipes Independentes lançados em Outubro | 2020

Neste mês de Novembro trarei os melhores que saíram no último mês e que merecem destaque. Claro que o listão continua democrático e no fim você encontrará uma playlist no youtube –  e Spotify – com os 123 coletados ao longo do mês.

A produção independente cresce a cada dia que passa e o investimento na divulgação também. Em uma geração em que poucos escutam um disco do começo ao fim, o artifício dos web clipes tem sido uma boa maneira de expor seus trabalhos.

E estes são feitos de todas formas, com alto ou baixo custo de produção. Com ideias mais certinhas a criativas. No fim das contas o que interessa é eternizar aquele momento e expor seu trabalho com a estética que mais convém atrelar a imagem da banda.

Os “Scouts” dos clipes independentes lançados em Outubro

Em Outubro inúmeras bandas começaram a divulgar seus curtas promovendo singles antigos ou que estarão presentes em seus futuros álbuns ou EP’s.

Reunimos 123 clipes lançados neste mês que mostram alguns dos novos talentos da música independente brasileira.

O que impressiona é termos uma média de 3,96 clipes sendo lançados no independente por dia. Na lista temos 123 artistas de 17 estados.

OS SELECIONADOS TAMBÉM FAZEM PARTE DA PLAYLIST CRIADA ESPECIALMENTE PELO HITS PERDIDOS PARA ETERNIZAR OS VÍDEOS LANÇADOS NESTE MÊS DE OUTUBRO. ALIÁS NÃO DEIXE DE SEGUIR O PERFIL DO HITS NO SPOTIFY!

1) RROCHA “RUA (Capítulo 3)”



RROCHA é o novo projeto do gaúcho Rafael Rocha que também é integrante da banda Wannabe Jalva. Com um conceito que engloba música, fotografia e audiovisual o lançamento do álbum/livro/filme, Conterrâneos Estrangeiros, está dividido em capítulos.

O vídeo que encabeça a nossa lista de melhores clipes independentes de Outubro trata de um mergulho em um período de três anos da sua própria vida, um projeto autobiográfico que canta sobre o peso de não caber em si, que o liberta e o leva de volta para a rua.

A produção audiovisual, que mistura em sua narrativa fotografia, filme e poesia, dividida em atos, foi filmada em Pelotas (RS) e dirigida pelo próprio artista em parceria com Antônio Torriani. É impressionante como os signos, elementos e performance dialogam com os distintos universos que compõe a história. A direção de arte, o roteiro e as locações são os principais destaques.

2) Bia Ferreira “Bota Fé”



A mineira Bia Ferreira lançou o clipe de “Boto Fé” em comemoração ao aniversário de 1 ano do lançamento de seu álbum Igreja Lesbiteriana, Um Chamado. O vídeo foi dirigido por Naná Prudencio Zalika e Hanna Batista, com direção de fotografia de Fydell Botti, direção de arte de Luiz Becherini, direção de produção de Carol Moreno e edição de GIGS.

Em seu roteiro o filme “se passa em um mundo pós apocalíptico no qual Bia Ferreira é uma neurohacker afro-futurista com a missão de reconstruir a sociedade das ruínas do fim do mundo. Ela habita um trem com recursos para invocar quem ela precisa para ajudar na reconstrução Acompanhada por Doralyce, Bia faz estudos e recria os elementos naturais que a humanidade destruiu em uma estufa.

Os frutos do trabalho de Bia e dessas “entidades” (interpretadas por David César, Ermi Panzo, Indy Naíse, Malu Avelar e Terená Kanouté) que aparecem junto à ela na cena do show, são os responsáveis por reconstruir o mundo e moldar uma sociedade melhor.”

 

3) Cayena “Medo”



A Cayena, de Belo Horizonte (MG), em seu som mistura ritmos como pagodão baiano, rock psicodélico e brasilidades, e assim como a Ana Frango Elétrico rejeita o rótulo de “Nova MPB”.

Inclusive o nove single o grupo mineiro rotula de uma forma bastante divertida: “Um pagodão baiano, com um quê de Sidney Magal, fantasiado de novela mexicana”. Por mais estranho que pareça assistindo ao clipe, dirigido por por Raquel Ladeira e Joshua Wolf, até que parece fazer mais sentido.

Diferentemente dos lançamentos anteriores a produção do single foi inteiramente feita a distância entretanto isso possibilitou com que a banda arriscasse uma fase de transição sonora e experimentasse ainda mais.

Já na produção audiovisual propuseram criar um “submundo com quê de novela mexicana e uma pitada de Twin Peaks”. Segundo eles o objetivo era de “evidenciar texturas visuais, projeções e ilusões de ótica, o clipe, filmado em dois dias corridos, foi inteiramente gravado em VHS e toda a estética gira em torno da convivência do humano real e do medo exposto” e dialogando com a canção.

4) Atalhos “A Tentação do Fracasso”



A Atalhos, de Birigui (SP), continua a prepara terreno para a chegada do seu novo álbum que será lançado em 2021 via Scatter Records. Dessa vez eles aparecem com o clipe para “A Tentação do Fracasso”.

“A composição conta sobre um caso que eu presenciei há uns anos, o suicídio de um homem que pulou do prédio ao lado do meu edifício e acabou caindo bem na entrada do meu prédio. Na letra – e no roteiro do clipe também – falamos sobre essa queda de uma pessoa que se jogou, mas que durante o momento em que está caindo acabou ganhando asas e saiu voando. A partir daí acontece toda uma viagem onírica e um mundo novo se abre”, conta Gabriel.

“Mesmo com o existencialismo existente na canção, a faixa é uma resposta afirmativa da vida, ela tem um “mood” mais pra cima, que gera uma sensação de entusiasmo, superação e, principalmente, de energia”, completa o vocalista. 

Gabriel Soares, assina a direção, em meio a ilustrações assinadas por Marina Quintanilha – animadora, diretora de arte, ilustradora e cineasta conhecida por produzir clipes de Tiê, Dudu Tsuda, entre outros, além de colaborar no filme “Elena”, de Petra Costa.

É justamente o trabalho de narrativa, coloração, colagens e leveza que se destacam na produção audiovisual que entretem o espectador do começo ao fim, o que contrapõe o peso da letra em uma perfeita ironia.

5) Tuyo e Luccas Carlos “Sonho da Lay



A Tuyo, de Curitiba (PR), lançou “Sonho da Lay”, segundo single do seu próximo álbum que sairá via Natura Musical em uma data ainda não revelada. A faixa conta com a participação do rapper Luccas Carlos.

“A sensação foi de desfrutar de uma brisa tendo consciência de que eu estava sonhando”, recorda-se Lay sobre a composição que também dialoga com o momento vivido pelo trio de gestação de um novo disco

“Um presente do meu subconsciente envolvendo escuridão, luz, água e segurança”, completa. Sobre a parceria: “Faz tempo que a gente fala sobre democratizar temas densos sem que eles percam a profundidade, as suas dimensões originais. O Luccas é mestre nisso e a gente também tem vontade de dominar essa arte”, afirma Lio.

“Ele faz com que a simplicidade e o requinte caminhem de mãos dadas. A maciez e a habilidade do que ele pode fazer com a voz, aliada ao jeito acessível de escrever sobre amor,  é o componente que a gente estava caçando para compor esse universo novo”, completa Lio

O segundo single do novo disco

A faixa emerge na escuridão para representar esse momento de buscas internas e de explorar novas habilidades ainda não apresentadas tanto no primeiro EP como no álbum de estreia, Pra Curar (2018).

Os beats ganham peso, os vocais exploram novas melodias, já o feat foi algo natural já que ao longo do último ano o trio colaborou com diversos artistas de diferentes estilos. O piano entra como surpresa e deixa a canção ainda mais densa. Já o videoclipe, que flutua pelo plano dos sonhos, foi dirigido por Xan (em colaboração com Sabrina Duarte).

6) Silva “Passou Passou



Um roteiro simples e agridoce aliado a uma ótima ideia, e execução, fazem parte do universo do videoclipe do capixava Silva para “Passou Passou”. Um fim de relacionamento ganha toda a teatralidade através da narrativa de uma casa em movimento e diversas metáforas sobre superação e “bagagens” emocionais.

O vídeo é uma produção Triatoma e conta com a direção e roteiro assinados por Rafael Câmara.

7) Marcelo Perdido “Minutos Livres



O músico e filmaker Marcelo Perdido segue revelando vídeos para cada uma das músicas do seu recém-lançado disco, Não tô aqui pra te influenciar. A distância acabou inspirando a animação para “Minutos Livres”.

“Essa é uma canção sobre autocuidado e faz muito sentido nesse momento novo, na avalanche de informação, se manter de pé e bem. De se manter são no meio da maior loucura. No meu aniversário, eu quis oferecer esse vídeo de presente para meus amigos e amigas e comecei a ilustrar as sensações de estar distante deles”, revela Perdido.

Com narrativa delicada, e até mesmo relaxante, o vídeo acaba servindo como uma espécie de abraço virtual em tempos onde nossa cabeça dificilmente consegue desacelerar.

 

8) Drik Barbosa “Infalível



O jogo de celular Mayara & Annabelle: Idle Battles que conta com a presença da rapper Drik Barbosa veio acompanhado da musica “Infalível” que é tema do jogo e a faixa chegou com clipe baseado no jogo. Dirigido por Gabriel Ferraria e Gabriela Thobias, o clipe animado dialoga com a letra que fala sobre superar demônios.

9) Zé Manoel “Adupé Obaluaê



O pianista, compositor e cantor pernambucano Manoel lançou nesta semana “Adupé Obaluaê”, primeiro single do álbum Do Meu Coração Nu (Joia Moderna) lançado no dia 26/10.

A faixa acompanha um videoclipe dirigido por Gil Alves e Wendel Assis. Uma homenagem ao pai Obaluaê, filho de Nanã e Oxalá, tendo nascido cheio de feridas e de marcas pelo corpo como sinal do erro cometido por ambos, já que Nanã seduzira Oxalá, mesmo sabendo que ele era interditado por ser o marido de Iemanjá. A dança, a locação, a filmagem e a edição são os grandes destaques da produção audiovisual.

“Eu sonhei com essa música cantada por um coro, desses característicos de terreiros de candomblé, acompanhado por tambores vibrantes, uma coisa linda.

Acordei com a música reverberando…  Adupé meu pai Obaluaê…  Na mesma hora peguei o celular e gravei a música, já acompanhando com o piano da forma que toquei na gravação do disco. Luisão Pereira produziu e gravou o baixo, Letieres Leite escreveu o arranjo de sopros. Tedy Santana, de Salvador, tocou a bateria, Alexandre Rodrigues, de Pernambuco, gravou os instrumentos de sopro, um por um. É a faixa mais importante do disco. Por isso resolvemos abrir os trabalhos com ela”, conta Manoel.

 

10) Rhaissa Bittar e Estesia “Toda vez que eu dou um passo…



Rhaissa Bittar e a banda pernambucana Estesia gravaram uma versão para a canção do Siba, “Toda vez que eu dou um passo…”. Depois de uma apresentação em conjunto na qual tocaram a canção eles optaram por gravar.

“Ao vivo, a bruxaria foi tão intensa que, logo que o isolamento começou, Rhaissa convidou a banda para eternizar aquela versão, cada um da sua casa”, conta Estesia

A direção do clipe foi feita pela própria Rhaissa Bittar e ainda conta com diversos vídeos gravados durante o período da quarentena, como por exemplo, as de enchente no Recife, captadas pelo motoboy e youtuber Jeff Fernandes. A criatividade e a edição são os grandes destaques da narrativa que sai da caixinha para criar algo único e que sintetiza o espírito faça você mesmo, algo inerente ao momento.

11) Romero Ferro “FAKE



Irreverência também é o que não falta no videoclipe de “FAKE” do pernambucano Romero Ferro. As fake news, as redes sociais e o excesso de informação acabaram servindo de munição para a narrativa do clipe que abusa da criatividade e do bom humor.

A direção é de Thiago França (o mesmo que assinou o clipe de “Love Por Você”), a partir de um roteiro elaborado em parceria com o cantor, o vídeo foi gravado durante o isolamento, por uma equipe reduzida. Carol Silveira fez figurino e direção de arte, essa última com Luiza Nunes. O diretor de fotografia das cenas filmadas é Nido e o montador, Rodrigo Guilherme, que tratou de criar toda a narrativa.

“Política, relações humanas, poder, status, cenas digitais, tudo está em FAKE! No fim das contas, é sobre as nossas narrativas, as nossas verdades, a nossa estrutura, e como tudo isso é construído”, conta Romero Ferro que também assina a direção criativa

 

12) Letrux “Abalos Sísmicos



A carioca Letrux lançou no dia 31/10 seu primeiro clipe em animação com ilustrações de 11 artistas visuais, a faixa integra Aos Prantos lançado em Março (leia resenha). A produção, que teve roteiro escrito e dirigido por Gabriela Gaia Meirelles, Maria Flexa, Pedro Magalhães e Victor Jobim, foi realizada de forma remota a partir de vídeos que Letrux e os integrantes da banda fizeram deles próprios, sozinhos, em isolamento, no mês de maio. A técnica usada foi a rotoscopia que você já pode ver aqui em um clipe do Ga Setubal.

“Sempre quis ter um videoclipe de animação. Era um sonho antigo. Sou fã desse estilo, amo desenho, ilustração, pintura. E foi através da Maria Flexa, que pintou o quadro que está na capa do Aos Prantos, que essa turma maravilhosa chegou a mim. A Gaia juntou artistas super talentosos, cada um com seu estilo e de diferentes áreas artísticas, portanto tem gente que tatua, tem gente mais da pintura, e por aí vai”, comemora a artista

A Complexidade da Produção

Com 12 frames por segundo cada ilustrador fez aproximadamente 200 desenhos que podem ser vistos ao longo do vídeo. “O elo entre as imagens é a subjetividade de cada um dos auto-retratados, bem como a dos artistas convidados para a louca missão de animar essa excursão extra-terrestre mediada por wi-fis, aparatos wireless, videochamadas rasantes e nuvens etéreas”, explica Gaia Meirelles.

“Deu uma trabalheira danada! Maravilhoso ver o resultado desse baita esforço de todos. Há, inclusive, animações de uma artista adolescente, a Cecília, irmã do Victor Jobim, de apenas 12 anos”, celebra Letrux

“Estou muito contente, é um clipe onírico, minutos de magia e sonhos para os tempos que correm”, finaliza a carioca

 

13) Laura Wrona “Se Acaso a Casa



Após 4 anos do álbum Cosmocolmeia, Laura Wrona retorna com o single + clipe para “Se Acaso a Casa” com a produção do Pipo Pegoraro.

“Voltar a produzir música – e ainda por cima na parceria com o Pipo, que sempre admirei muito como músico e pessoa – me permitiu reconciliar com o fazer artístico que havia deixado de lado para estudar Medicina Chinesa, num período de muita desesperança com o cenário político coletivo.”, conta Laura

“Fala sobre a necessidade de buscar um eixo interno quando ao redor tudo parece ruir – é uma mensagem de força e foco na continuidade, a partir do questionamento que a letra propõe.”, diz Wrona sobre a temática da canção

O clipe que conta com a montagem do videomaker e músico Marcelo Perdido conta com as participações de Andreza Aguida (modelo e ativista do albinismo), Marcelo Palmares (ator e diretor teatral do grupo Pombas Urbanas), Daniel Fagus Kairoz (coreógrafo e pesquisador da dança); Carolina Arandia (artista do movimento, de origem argentina atualmente residindo em Praga), Pedro Friedman (praticante da dança contemporânea e designer de objetos), Natália Barros (escritora, atriz e paisagista), Melissa Yamamoto (terapeuta energética e cabelereira radical) e Luís Nenung, conhecido pelos projetos musicais Os The Darma Lóvers e Nenung e Projeto Dragão.

 

14) Cordillera “Pleasure



A Cordillera de Campinas (SP) lançou no dia 20/10 o videoclipe para “Pleasure” que estará no álbum do grupo programado para 2021. A produção irá agradar a quem for fã de séries como Dexter. O vídeo foi tem roteiro, produção e edição assinados por Rafael Gimenes.

15) Malu Maria “Salão da Ilusão



Malu Maria lançou o videoclipe para “Salão da Ilusão”, faixa que compõe o álbum Ella Terra. A canção sauda o espírito livre teve clipe filmado por Beto Assem e participação de Arthur Contardi, Gabriel Hammer, Raissa Matos e Malu Maria nas atuações e danças. A própria Malu assina a direção, montagem e edição, já a coloração e legenda foi feita por Luiz Romero.

OUTROS MELHORES CLIPES INDEPENDENTES

Além dos 15 eleitos como melhores do mês de Outubro | 2020 nas playlists do Youtube e Spotify vocês poderão encontrar os clipes dos artistas e bandas:

André PrandoGatinho na Internet” (Vitória / ES), Duda Beat “Pro Mundo Ouvir” (Recife / PE), Viratempo “LA FLACA” (São Paulo / SP), Giovanna Moraes “Futuros do Passado” (São Paulo / SP), Linn da Quebrada VS. Jup do Bairro “Bixa Preta Parte2” (São Paulo / SP), Marrakesh “Trippin'” (Curitiba / PR), Artur Nabeth “Mitos”, WRY “Tumulto, Barulho e Confusão” (Sorocaba / SP), Lagum “Ninguém Me Ensinou” (Belo Horizonte / MG), Bule “Boto o Olho” (Recife / PE), Chapéu de Palha “Querida” (Manaus / AM), Liniker “Psiu” (Araraquara / SP).

Melhores Clipes Independentes Outubro | 2020 | Parte 2

Bruno Del Rey “Lamento Sergipano” (Aracaju / SE), Brisa FlowJogadora Rara” (Belo Horizonte / MG), Jovem Dionísio, Clara Valverde “Amor de Cão” (Curitiba / PR), Black Days “Sangue e Alma” (São Paulo / SP), Shower Curtain “Should I Call You” (PR), Elizia “O Coração Parece Não Bater” (Belo Horizonte / MG), Rita Zart “Apatia” (RS), Young LightsYour Gun” (Belo Horizonte / MG), Churrus “Yesterday’s Park” (São João Del Rey / MG).

Parte 3: Melhores Clipes Independentes Outubro | 2020

Heavy Baile & Valesca Popozuda “Me Come e Some” (Rio de Janeiro / RJ), Juba “Coco das Flores”, Vidalles “Loco é Poco” feat. Daniel Peixoto (São Paulo / SP), Vanessa Krongold “À queima-roupa” (São Paulo / SP), Lara Aufranc “Pra Um Coração Acordar” (São Paulo / SP), Naipe In “Não Mexe com a Witch” (Salvador / BA), O Cerne “Proposta Adversa” (Belo Horizonte / MG), Rashid “Blindado” (São Paulo / SP).

Jessica Cohen “Fire” (Sorocaba / SP), The BombersArdendo em Chamas” (Santos / SP), Teach Me Tiger “Wasted” (Belo Horizonte / MG), Rapha Moraes “Vento” (PR), Dunas Part. Resp “Volta” (PR).

Os Melhores Clipes Independentes Outubro | 2020 | Parte 4

Msário “Acredito no Amor” (São Paulo / SP), Góbi “Deixa Queimar” (SP), hoovaranas “Contratempos” (PR), Bullet Bane “Contra Maré” (São Paulo / SP), Institution “Frêmito” (São Paulo / SP).

Tiregrito “Voltar a Ser” (Francisco Beltrão / PR), Terno ReiEstava Ali” (São Paulo / SP), Lazarus “Nautilus”, Alpargatos “Pombais” (Porto Alegre / RS), Leela “Devolva-me” (RJ), Vinco “Diferente” (Campinas / SP), Cardamomo “Retrodose” (Porto Alegre / RS).

Melhores Clipes Independentes Outubro | 2020 | Parte 5

Pat Winter “Heart of Gold” (São Paulo / SP), Theuzitz “Dormir Machuca” (SP), DuSouto “Piscininha” (Natal / RN), Érico “Adeus” (Curitiba / PR), Bruna Liz, Siamese “Trama”, A MAIA “Se Assuma” (Juiz de Fora / MG), Yo Soy Toño “Coração” (RJ), Lekinnn “Calmaria” (Volta Redonda / RJ), Marcelo Callado “Tudo é Natureza” (Rio de Janeiro / RJ), Wagner Almeida “Piloto Automático” (Belo Horizonte / MG), Rebel Machine  “Dancing Alone” (Porto Alegre / RS), Maria e o Vento “Caralí-Caralá”.

Gambitos “Cada Dia Mar Grosso” (Florianópolis / SC), Verossímio “O Molotov” (RJ), O Limce “Um Novo Tempo” (RJ), Índigo “Penso em Você” (Curitiba / PR), Ingrime “Íngreme” (Marília / SP), Laika “Pálido Ponto Azul”, Capitão Morgan “Vícios” (Santa Teresa / ES).

Melhores Clipes Independentes Outubro | 2020 | Parte 6

La Burca “Desaforo” (Bauru / SP), RAW “You Could Be Here” (Juiz de Fora / MG), Rodrigo Martins Deo “Podia Ser” (SP), Live Motel “Febre de Amor” (Rio de Janeiro / RJ), Bhezão “Eu Preciso Falar Menos” (Santos / SP), Incêndio “Novas Sensações” (Indaiatuba / SP), Dan Santos “Safira” (SP), Djalma Não Entende de Política “Falo” feat. Denis Leroy e Sávio Leite “Falo” (MG), Allen Alencar “Amiga asa” (Feat. Anaïs Sylla), Dimitre “Mais Cor” (São Paulo / SP).

Quarto “Nosso Quintal” (Belo Horizonte / MG), Das Neves “Casa” (Santos / SP), Ablusadas “Batom Vermelho” (Belo Horizonte / MG), Chá da Tarde “Novos Tempos” (São Paulo / SP), Wicca Surf “Mística” (Maceió / AL), Laso “nemsemprevaiserassim” ft. Fábio de Carvalho (MG).

Melhores Clipes Independentes Outubro | 2020 | Parte 7

Spin Órbita part. Xis e Carbono “Não Muda o Bairro” (RJ), Tony Brandão “Acorde” (Curitiba / PR), Evangel “My Life, My Own” (Porto Alegre / RS), Black Circle “Low White Ceiling” (Rio de Janeiro / RJ), Férias no Paraíso “Maravilha” (Caxias do Sul / RS), Seu Juvenal “Montanhas” (Uberaba / MG), Graveto “Processo Seletivo” (São Paulo / SP).

Maurício Tagliari e Laya “Pele Olho Coração” (São Paulo / SP), Corte Aberto “Teia” (São Paulo / SP), Jonas Bustince “O Truque de Não Ter Opção” (Caxias do Sul / RS), Lucas Hanke “Eu Me Sinto Leve” (RS), Bruna Croce “Marco Distante”, Marcelo Falcão e Cynthia Luz “Sexta-feira” (RJ), Marco Butcher “Soup can boogie slam” (SP), Godofredo “O Mar” (MG).


Os Melhores Clipes Independentes Outubro | 2020 | Parte 8

Vivar
“Any Way” (Florianópolis / SC), Junin “Tá Tudo Bem” (Brasília / DF), Guta Souza “Não Sei” (São Paulo  / SP), Diego Lucena “Vertigo” (CE)Malize “Anatomia” (Rio de Janeiro / RJ), Afra “Pra Gente Se Entender” (RJ), akhi huna “summertime sobrado” (Brasília / DF).

MINTTT “Desert” (Rio de Janeiro / RJ), Carne Doce “Hater” (Goiânia / GO), Jag “Não Olha pro Lado” ft. Jay-C & Marck (Prod. JB & Marck), O Retrô Ativo “Coach Neofascista” (Ouro Preto do Oeste /RO) e Envelope Nuclear “Feliz Aniversário Pra Mim” (SC).

Melhores Clipes Independentes | Outubro | 2020


PLAYLIST NO YOUTUBE (Outubro | 2020)

Preparamos também uma playlist no Youtube com os 122 videoclipes coletados durante o mês de Outubro | 2020. Assim quem quiser ver tudo de uma vez basta apertar o play. São 123 no total mas o do Churrus não pode ser adicionado por questão de restrições do canal onde subiram.



PLAYLIST NO SPOTIFY

Desta forma chegamos a playlist com os melhores clipes independentes lançados no mês de Outubro (2020). Dos 123 vídeos do post, 117 possuem as faixas no Spotify.

Muito disso por conta que algumas faixas serão disponibilizadas quando o EP ou álbum forem lançados na plataforma. Já outros singles por conta do artista (ou banda) não ter material por lá.

-> Siga o Perfil do Hits Perdidos no Spotify<-



Qual dos melhores clipes independentes você mais gostou?

Conta para gente nos comentários deste post qual dos Melhores Clipes Independentes em Outubro | 2020 você mais gostou!