A franquia de videogames Tony Hawk’s Pro Skater surgiu em 1999 e revolucionou a história das trilhas sonoras de videogame. Não apenas por homenagear uma lenda do esporte mas por personificar toda uma tribo urbana em uma trilha com tamanho cuidado e apreço por ouvir o que Tony Hawk e seus colegas ouviam tanto em seus treinos como no dia-a-dia.

A cultura do Skate vai muito além das quatro rodinhas, passando pelos ensinamentos, amizades, estilo de vida, conexão com o próximo e companheirismo. O que é traduzido ao longo do jogo através dos cenários, identidade dos personagens, arte, desafios e até mesmo na emblemática trilha sonora.

Fato é que a trilha de Tony Hawk’s Pro Skater sempre foi plural passando por gêneros como hip hop, funk rock, ska, punk rock, hardcore, metal, Stoner Rock, hard rock entre outros.

Em entrevista para a Vice em 2018 o skatista ranqueou de 1 a 13 as trilhas sonoras do Tony Hawk’s Pro Skater em que ele mais se sentiu contemplado e por aqui além de trazer os pitacos da lenda da skate: analisamos cada uma delas em busca de recomendações para vocês, confira!

Confira também:

Recentemente foi lançado um clipe para “Confisco” do Charlie Brown Jr. que entrou na trilha sonora do recém lançado Tony Hawk’s Pro Skater 1+2


Tony Hawk’s Pro Skater 2020

Tony Hawk no novo jogo Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 lançado na última semana. – Foto: Divulgação


13) Tony Hawk’s Pro Skater 5 (2015)

Segundo Tony Hawk o jogo passou por uma série de dificuldades ao longo do seu desenvolvimento principalmente pelo orçamento bastante reduzido o que fez com que a trilha sonora não tenha se desenvolvido da forma como gostaria…o jogo também não é muito lembrado pelos fãs.

“Pela falta de recursos que tínhamos para fazer. Na hora que o jogo acabou, eles já haviam esgotado totalmente o orçamento, na maior parte, para o desenvolvimento. Restava muito pouco para a trilha sonora. Tínhamos que escolher bandas que nos dessem músicas por um preço muito baixo.

Isso não significa que a qualidade era diferente, simplesmente não era uma trilha sonora tão grande. Acho que, ironicamente, muitas das músicas foram escolhidas por mim mesmo porque eram favoritas de amigos.”, reflete Tony Hawk

A trilha sonora contou com 32 artistas entre os destaques temos nomes como Royal Blood, Anti-Flag, Bully, Cloud Nothings, Death, Death From Above, Cold Cave, Temples, The Orwells e Ratatat. Muitas delas continuam lançando ótimos discos então foram boas apostas!



12) Tony Hawk: Shred (2010)

Tony Hawk relata que esta trilha sonora também passou pelo mesmo problema em relação ao orçamento para trazer artistas para a trilha sonora mas que mesmo assim tentou novamente fazer o seu melhor.

A trilha conta com 62 artistas entre eles lendas como At The Drive-In, Beach Boys, Iggy And The Stooges, Alice Cooper, Deftones, Braid, G.B.H., Bad Religion, DEVO, Social Distortion e Texas Is The Reason.

Além de trazer nomes como OK GO, Biffy Clyro, Rise Against, Sponge, Vampire Weekend, Yellowcard, Nena, Me First and the Gimmes, Circa Survive, Jimmy Eat World, A Day To Remember, Sleigh Bells, Obits entre outros. No geral, é uma boa trilha que contempla lendas e bandas que estavam ganhando relevância durante aquele ano.



11) Tony Hawk: RIDE (2009)

Tony Hawk conta que nesta trilha tem várias canções que ele considera muito boas de artistas como Beck, que brinca na entrevista ter idade para colocar em uma lista já, Yeah Yeah Yeahs, Green Day, Queens Of The Stone Age e Kenny Rogers que Tony ri demais da escolha e diz que a equipe da Neversoft gostava muito de country.

A trilha como costume traz bons nomes como Superchunk, TV On The RadioBand Of Skulls, The ReplacementsBeatsteaks, o lendário Bill Withers, The StoogesThe Bronx, The Black Keys, INXS, MGMT, KRS-On, Spinnerette, The Meters, Norma Jean, Wolfmother, NOFX, T.S.O.L., Modest Mouse, The Raconteurs, Russian Circles, Santigold, The Temper Trap, ao todo foram listadas 58 músicas. Dessa vez verba não foi o problema e vemos uma crescente de bandas alternativas em relação aos outros jogos.



10) Tony Hawk’s Dowhill Jam (2006)

A trilha desta jogo em si é mais enxuta e conta com 40 faixas mas nem por isso deixa de contar com nomes de peso. Aparecem por exemplo Ministry, Bad Brains, Descendents, Iron Maiden, Public Enemy, Lupe FiascoLagwagon, Sahara Hotnights, The Dirty Heads, Strike Anywhere, The Bouncing Souls, The Futureheads, The White Zombie e Thursday.

“Foi nosso primeiro jogo para Wii. Então, sabíamos que isso seria mais jovem. Então foi definitivamente intencional que houvesse bandas mais populares e menos experimentais. Ou, você sabe, menos punk, por assim dizer. Acho que estávamos apenas tentando nos inclinar mais nas coisas que estavam rolando no mainstream.”, conta Tony Hawk



9) Tony Hawk’s Project 8 (2006)

Embora a trilha do jogo tenha sido premiada e contemplado diferentes gêneros musicais Tony Hawk não tem muitas memórias em relação ao seu processo de concepção. São 56 faixas em uma trilha que passa por Punk, Hip Hop, Metal, Rock e muito mais.

“Não me lembro exatamente do Projeto 8. Acho que, naquele ponto, começou a ficar tão grande que comecei a perder o controle e talvez até mesmo o controle dele. Não tudo junto, mas era realmente difícil vê-lo como um trabalho coeso, por assim dizer. Acho que estava apenas começando a ficar tão grande que é difícil manter o foco nisso.”, lamenta Tony Hawk

A trilha conta com nomes como Bad Religion, Nine Inch Nails, DanzigSlayerToots And The MaytalsRamones, Joy Division, Kool & The Gang, The Dead Milkmen, Eagles Of Death Metal, ZEKE, Gnarls Barkley, The Walkmen, Mogwai, Kasabian, Primus, Sonic Youth, Gym Class Heroes, The Sword, The Cure, Supersuckers, +44Klaxons, Transplants, entre outros.



8) Tony Hawk’s Pro Skater 3 (2001)

A posição 8 para este jogo parece um pouco injusta, não é mesmo?

Mas na entrevista Tony Hawk justificou que bandas como AFI, cKy e até mesmo os Ramones nunca estiveram em suas playlists. Ele conta que sempre viu bandas como Circle Jerks e Dead Kennedys mais próximas para ele e para a história do skate.

A trilha de Tony Hawk’s Pro Skater 3 conta com 20 músicas. Além das já citadas dois dos maiores clássicos do jogo “Not The Same” do Bodyjar e “Amoeba” do Adolescents, se fazem presentes. O jogo ainda conta com nomes como Rollins Band, Red Hot Chile Peppers, Motorhead, Alien Ant Farm, Reverend Horton Heat, Zebrahead, Guttermouth e o rapper Xzibit.



7) Tony Hawk’s Proving Ground (2007)

Esse jogo marca a despedida da Neversoft da franquia, após este jogo eles acabaram decidindo apostar suas fichas em outro sucesso do mundo dos games, o jogo Call Of Duty. Tony acredita que a saída da empresa a queda das vendas e o espaço nas prateleiras.

Ele até conta que diversas bandas que acabaram entrando mesmo não sendo de punk rock tem em sua percepção alguma ligação com o gênero. A lista conta com 58 faixas dentre elas canções de grupos como Foo Fighters, Nirvana, Smashing Pumpkins, Beastie Boys, The Rolling Stones, Dag Nasty, Gorilla Biscuits, The Cramps, The Clash, Roots Manuva, The Sex Pistols, Bad Brains, Paint it Black, Airbourne, Angels & Airwaves, Fu Manchu, Bloc Party, Gallows, Silversun Pickups, e até mesmo The Kooks.



6) Tony Hawk’s Underground 2 (2004)

Uma das mais refinadas e ousadas trilhas sonoras da história do jogo está presente em Underground 2. Como sempre teve a ajuda de amigos e quando questionado sobre o Bam Margera ter participado ele logo conta. Ao todo estão presentes 53 sons.

“Com certeza, cKy está lá por causa do Bam. Isso com certeza aconteceu. Eu não lembro se HIM está presente ou não, mas se eles estavam, era por causa do Bam.”, conta Tony Hawk

Entre os clássicos estão Dead Boys, Fear, Iggy & The Stooges, Frank Sinatra, Joy Division, Melvins, The Germs, X, Ramones, Faith No More, Johnny Cash, Lamb Of God, Metallica, The Doors.

Também aparecem nomes como Red Hot Chili Peppers, Ministry, Rancid, The Suicidal Machines, The Casualties, Ween, Disturbed, The Distillers, The Living End, Less Than Jake, Jimmy Eat World.



5) Tony Hawk’s Pro Skater 2 (2000)

Uma das mais icônicas trilhas do Tony Hawk’s Pro Skater na memória dos fãs brasileiros não figura nem dentro do pódio. Mas Tony Hawk lembra dos critérios que escolheu para justificar suas escolhas.

“É só porque adoro essa trilha sonora, mas é a primeira que dá o tom, então eu tive que guardá-la para as posições mais importantes. Na segunda, existem algumas faixas que eu realmente amo, mas que eram bandas mais novas. É por isso que eu não coloquei no topo.”, reitera a lenda do Skate

A trilha é mais enxuta e conta com apenas 15 canções, claro que em consoles lançados após ela ganhou mais algumas faixas e como curiosidade em 1999 Tony Hawk em entrevista contou que “No Cigar” do Millencolin é uma das suas músicas favoritas na tilha de Tony Hawk’s Pro Skater 2.

Entre os outros destaques temos Anthrax & Public Enemy, Rage Against The Machine, Bad Religion, Lagwagon, Swingin’ Utters, Papa Roach e Fu Manchu.



4) Tony Hawk’s Underground (2003)

Quem beliscou o pódio mas acabou não entrando no TOP 3 foi o Underground, de 2003. É a maior trilha sonora da história do jogo e segundo Tony ela chegou a ser 3 ou 4 vezes maior antes do corte final.

É também nela que a franquia realmente virou a chavinha para ser um dos maiores sucessos, o modo história foi uma das grandes novidades. O jogo conta com uma fase inclusive inspirada em um show do Kiss.

Ao todo são 78, 77 no jogo e uma do vídeo promocional, com direito a cover do The Real McKenzies para “The Sailor” dos noruegueses do Turbonegro.

Entre os destaques estão: Refused, Nas, Mastodon, The Hellacopters, Queens Of The Stone Age, Dropkick Murphys, Stiff Little Fingers, The Adicts, Alkaline Trio, Sublime, Authority Zero, Hot Water Music, NOFX, The Clash, Jane’s Addiction, 3 sons do Kiss, In Flames, Entombed e Jurassic 5 que aparece em mais de um jogo da franquia.


3) Tony Hawk’s Pro Skater 4 (2002)

“Eu acho que o que aumentou (o posicionamento) para mim, em termos de lista, foram as inclusões de artistas como Toy Dolls, Sex Pistols, De La Soul e “TNT” [do AC/DC]. Foi isso. “TNT” para mim foi a faixa mais relevante deste jogo.”, frisa Tony Hawk

Sobre a montagem das trilhas, ele disse que confiou muito no time que estava junto no momento pois já sabiam a linguagem sonora que ele gostaria que tivesse no jogo.

“Na verdade, não parecia assustador, porque para mim era emocionante. Foi como se tivéssemos rédea solta para fazer algo assim, e nenhuma grande agência de marketing nos disse, como, “Não, esta é a nova banda quente” ou “Não, é isso que as crianças são ouvindo. ” Não, estamos representando o skate, então podemos pegar a cultura e a história do skate e incluí-la nisso.”, lembra Hawk

A Relação com a Neversoft

Sobre a confiança com a empresa na mesma entrevista para a Vice Tony contou sobre os bastidores.

“Acho que a beleza disso é que essas bandas estavam ansiosas para chamar a atenção, porque não estavam recebendo muita ação na época. E provavelmente era um pouco mais barato naquela época, mesmo com os rótulos. Todo o processo de aprendizagem para a Neversoft, e para mim, ensinando o skate e sua cultura, e trazendo toda essa equipe de skatistas, foi muito divertido. E para seu crédito, eles aceitaram.

Eles viveram isso. Eles literalmente teriam um dia na Neversoft no skatepark a cada duas semanas. Arrastariam todo mundo para o que era aquele parque, “Skate Street”? Um cara quebrou o tornozelo. Eles tiveram um desafio de kickflip em seu escritório. Eles estavam realmente vivendo isso.

Depois do terceiro jogo, eu nem precisei explicar a eles o que eram as manobras ou quem estava fazendo o quê, porque eles estavam consumindo todos os vídeos de skate e todas as revistas, e eles entendiam os nomes das manobras. Foi muito legal.”, relembra

Os Destaques da Trilha do Tony Hawk’s Pro Skater 4

No total a versão que foi para o Playstation 1 contou com 35 canções com direito a 3 canções do Muskabeatz, projeto do skatista Chad Muska. Além do AC/DCToy Dolls, e dos já citados por Tony a trilha do Tony Hawk’s Pro Skater 4 conta com nomes como:

Flogging Molly, Run DMCNWA, US Bombs, System Of A Down, The Offspring, Rocket From The Crypt, Sex Pistols, Public Enemy, Agent Orange, The Distillers, Avail, The Bouncing Souls, JFA, Goldfinger, Iron Maiden, Less Than Jake eHot Water Music.



2) Tony Hawk’s American Wasteland (2000)

A trilha do jogo marcou época justamente por trazer uma nova leva de bandas que cresceram ouvindo o punk e resgatando os clássicos em versões muitas vezes memoráveis.

“Foi o mais divertido para mim porque eu pude solicitar, não apenas músicas, mas bandas. Alkaline Trio fez “Wash Away.” A música original do T.S.O.L. é muito difícil de encontrar e, de qualquer forma, não é uma boa gravação.”, lembra Tony

Sobre como foram decididas as escolhas ele revela:

“Nós meio que lançamos uma oferta geral. Então, foi tipo, “Ei, adoraríamos que você fizesse um cover de antigas bandas punk, como esta, esta, esta.” E eles voltaram com suas escolhas.”, simples assim conta Tony

Tony contou um pouco mais dos bastidores

“Lembro-me de ver Ian MacKaye naquela época, e estávamos conversando sobre a trilha sonora. E ele disse: “Sim, acho que Thrice quer fazer “Seeing Red”. Você sabe, ele não é do tipo que faz qualquer coisa corporativa ou permite que alguém use sua música.

E ele disse: “Acho que vamos deixá-los fazer isso”. Isso foi muito legal. Essa foi uma das melhores validações que eu poderia ter obtido – Ian MacKaye aprovando alguém fazendo um cover de uma música para nossa trilha sonora.”, se emociona Hawk ao lembrar



1) Tony Hawk’s Pro Skater (1999)

O começo de uma era e a trilha definitivamente mais marcante onde todas as bandas são gratas até hoje, mudou a vida do Goldfinger como o próprio John Feldman já revelou por diversas vezes, entrou para a história como uma das melhores de todos os tempos.

Tony Hawk revelou um pouco sobre como foram as escolhas para o primeiro jogo da franquia.

“Independente da minha relação com o skate, e da minha história com o skate, foi minha primeira experiência. Tipo, Dead Kennedys e Primus, aqueles estavam no topo da lista. É engraçado, porque eu joguei Dead Kennedys pensando que nunca poderíamos usar uma música do Dead Kennedys por causa da letra. E quando eles voltaram e disseram: “Oh, sim, podemos usar‘ Police Truck ’.” Eu fiquei tipo, “Vocês ouviram‘ Police Truck ’? Vocês sabem sobre o que eles estão cantando?””, ri o skatista, a música acabou sofrendo censura para entrar no jogo, a censura eliminou termos como “shit” e “dick” da canção.

Quando questionado sobre alguma músico que gostaria que tivesse entrado em algum jogo da franquia Tony revela na entrevista realizada em 2018 que “Wild In The Streets”, do Circle Jerks, seria uma delas. Sobre algumas canções que gostaria não terem entrado nesse jogo ele conta que muitos skatistas e bandas ficaram meio receosas em relação ao jogo e não imaginavam o sucesso.

O Legado

“Tínhamos um orçamento finito e tínhamos que alocá-lo, e algumas faixas que simplesmente não conseguimos porque o dinheiro não estava lá. Aquilo foi frustrante na hora, e saber o quanto as pessoas esperam disso é algo que ainda prezo, sabe? Eu não descarto isso de forma alguma.”, conta ele sobre as escolhas e o orgulho em relação a elaboração das trilhas.

Sobre bandas que tentaram diretamente entrar no jogo, e ele teve que vetar por toda lógica das trilhas, ele lembrou do caso do approach da Fergie do Black Eyed Peas que mesmo ele querendo ser legal apenas não faria sentido encaixar. Situações assim aconteceram com artistas do mainstream e do pop.

A Trilha de Tony Hawk’s Pro Skater 1

Entre os destaques além do Goldfinger – e do Dead Kennedys – estão Primus, The Suicide Machines, The Vandals e Unsane. Ao todo são 11 faixas mas nem por isso menos emblemáticas. Foi a trilha sonora de muita gente por uns bons anos.



Confira Também:

Saiba tudo sobre a trilha sonora do Jogo Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 e ouça agora mesmo!