Listas podem ser vistas de diversas formas e por aqui elas vem como dicas para recapitular o que tem vibrado forte nas caixinhas durante este período todo particular de Quarentena. É notória a diminuição do número de lançamentos na primeira metade de 2020, então por aqui fez mais sentido elencar os 25 Melhores Singles do primeiro semestre de 2020 segundo o Hits Perdidos.

Por aqui vamos contar um pouco sobre nossas impressões de cada um dos singles que nos agradou. Lembrando que não é uma competição e sim “pitacos” de materiais que recebemos por aqui todos os dias. Vamos lá!
Os 25 Melhores Singles do Primeiro Semestre de 2020 - Hits Perdidos


25 Djonga “Procuro Alguém”



Djonga manteve a sua tradição de lançar discos na mesma data e Histórias da Minha Área teve um cuidado todo especial. Uma das faixas que mostra seu lado romântico ao mesmo tempo que faz autocríticas necessárias é “Procuro Alguém”.

24 Sellva “Nascer de Novo”



O EP da Sellva, projeto da artista brasiliense Mariana Guel, Atmosfera, chamou a atenção por aqui. A faixa “Nascer de Novo” sugere um novo olhar sobre a vida nos mais diversos aspectos e durante o período de isolamento ganhou ainda mais significados.

23 Tatá Aeroplano “Alucinações”



Tatá Aeroplano chega com muitos méritos na nossa lista de Melhores Singles com “Alucinações”, uma faixa sobre encontros e conflitos. A canção, com backing vocals de Bárbara Eugênia e Malu Maia, que integra o décimo quarto disco da sua carreira como músico, Delírios Líricos, traz consigo uma crítica muito pertinente em relação ao momento de turbulência política e social em que estamos vivendo. Tocando em temas como a religião, o poder, as lutas e o sangue escorrido.

22 Jair Naves “Irrompe”



Jair Naves após lançar Rente (2019) apresentou “Irrompe (é quase um milagre que você exista)”, uma canção que já mostra um momento após o período das eleições. Com suas reflexões a respeito de um momento diferente – e igualmente complicado – mas ainda procurando motivos para se manter de pé. Mais 2020 impossível.

21 Yamasasi “Miles Away



Estamos no ano do relançamento do Tony Hawk Pro Skater e nada mais 2020 do que comemorar isso. A Yamasasi bem que merecia ter ao menos um som dentro da trilha do videogame e porque não “Miles Away” (homônima da música do Goldfinger, de “Superman”, presente no primeiro jogo da franquia). Fato é que o disco retoma um espírito garageiro, punk e emo que já fazia falta por aqui.

20 Obinrin Trio “Feito Fumaça”



O disco Origem da Obinrin Trio nos reserva ótimos momentos e um deles é “Feito Fumaça” que conta com a participação da Juliana Strassacapa. Neste momento de tantas saudades, ela fica ainda mais intensa em nosso cotidiano, não é mesmo?

19 Kiko Dinucci “Veneno”



O álbum Rastilho do Kiko Dinucci é definitivamente um dos grandes lançamentos e com um violão em mãos ele deixa as guitarras de lado para nos encantar novamente após um ótimo disco. “Veneno” acaba chamando a atenção tanto pela habilidade com o instrumento de madeira, como por sua instigante narrativa.

18 Meu Nome Não É Portugas e Apeles “Eterno Azul”



Daqueles feats que a gente comemora por terem acontecido. Meu Nome Não É Portugas, projeto de Rubens Adati, se encontra com Apeles em “Eterno Azul”. A combinação deu ginga e ajudou a mostrar novas possibilidades para ambos os projetos. A imensidão, os mistérios e os temores acabam eternizados no azulão da faixa. Destaque fica para o trabalho dos vocais.

17 Elga Flanger “W.T.K.U.B.L.”



Elga Bottini, assume o nome artístico de Elga Flanger, e chega com tudo em nossa lista de Melhores Singles do Semestre. A produtora catarinense funde de um jeito todo seu referências de jazz-funk, hip-hop dos anos 90, trap e new age no divertido e dançante “W.T.K.U.B.L.”. Faixa que integra o EP Akashics que será lançado no segundo semestre.

16 Ava Rocha Y Los Toscos “Lloraré, Llorarás”



Ava Rocha se juntou aos colombianos do Los Toscos e lançou um EP curto com dois sons mas foi o suficiente para nos impressionar. “Lloraré Llorarás” talvez seja a faixa mais experimental, e sem freios, da nossa lista de melhores singles.

15 Wado & Lucas Santtana “Nina”



O disco do Wado, A Beleza Que Deriva do Mundo, Mas a Ele Escapa, ainda não saiu mas a cada single divulgado já dá um certo calor no coração.

“Nina” é uma delas e conta com a parceria com o músico Lucas Santtana em um feat para lá de especial de uma canção composta por Wado e Thiago Silva sobre amizade e conexão mútua.

Eles trazem consigo o ponto de vista do homem que observa as conquistas femininas ao longo dos últimos tempos sob a perspectiva de quem se entende como parte do machismo estrutural da sociedade, reconhecendo assim suas próprias limitações e se mostrando dispostos a aprender.

14 Thiago Nassif “Plástico”



Na primeira sexta-feira de Julho sairá o novo disco do Thiago Nassif mas ele foi lançando ao longo do primeiro semestre alguns singles bastante interessantes, como por exemplo, o inusitado e pulsante “Plástico”.

O que podemos esperar? Colagens entre um jazz, diversas participações especiais pontuais e muito groove. Bastante moderna e versátil, a produção é assinada pelo grande Arto Lindsay.

13 Pedro Pastoriz “Fricção”



O cantor gaúcho Pedro Pastoriz apresentou o single “Fricção” que faz parte do álbum Pingue-Pong com o Abismo (RISCO, 2020). Uma faixa que ajuda a aliviar um pouco a tensão dos nossos dias. Necessário, não é mesmo?

12 Supercolisor “Incêndios”



Forte candidato a um dos grandes discos do ano, os amazonenses da Supercolisor surpreendem a cada novo single que é revelado. São canções que você se apaixona ao longo de cada audição. “Incêndios” é uma parceria com Victor Meira, da Bratislava, e fogo e incêndios tem tudo a ver com o mais recente lançamento dos paulistas.

11 Papisa “Homem Mulher”



Já era uma canção que vinha sido tocada a tempos dentro do repertório da Papisa e finalmente foi lançada a versão em estúdio. A canção é um recado direto a Kevin Parker (Tame Impala) e contrapõe uma faixa sexista do músico australiano.

10 Letrux “Vai Brotar”



Letrux lançou seu novo disco, Aos Prantos, no primeiro semestre e “Vai Brotar” chamou bastante a atenção a ponto de entrar na nossa lista de Melhores Singles do Semestre. Canção que alia a tensão, a dança, 0 mistério e belos arranjos.

9 Duda Brack ft. Lúcio Maia “Contragolpe”



A intensidade e a voz das ruas ecoam em “Contragolpe”, faixa em parceria entre Duda Brack e Lúcio Maia. A tensão política, o assassinato de Marielle, o medo, a nebulosidade e a série de desastres acabam ecoando ao longo da potente faixa. Um single manifesto repleto de amor e lágrimas.

8 ÀIYÉ “Isadora”



Um EP que vai dar o que falar nas listas de Melhores do Ano é Gratitrevas da ÀIYÉ. E é com um samba cheio de colagens que Larissa Conforto aparece por aqui com “Isadora” que traz os batuques para o centro da roda através de uma composição bastante imersiva. No quadro “A Real da Letra” do Cavalo Estúdio ela contou mais sobre a história por trás da letra, confira aqui.

7 Mahmundi “Nova TV”



O ano está longe de acabar mas já podemos cravar que Mundo Novo, da Mahmundi, é um dos grandes registros do ano. Sua poesia se revela poderosa nas nuances do disco e “Nova TV”, por sua vez, consegue fazer sua crítica ao mesmo tempo que está pronta para tocar na rádio.

6 Vovô Bebe e Ana Frango Elétrico “Êxodo”



Daquelas que a gente não para de cantarolar pela casa durante o isolamento, “Êxodo” é uma faixa do Vovô Bebê em parceria com Ana Frango Elétrico, presente em Briga de Família – um dos grandes discos de 2020 até o presente momento. O single é pulsante e tem toda ginga carioca.

5 Tagua Tagua “4 AM”



A leveza, o piano elétrico e os beats eletrônicos de “4 AM” da Tagua Tagua te levam para adentrar ao mundo imaginário dos sonhos. Sonhar por dias melhores é o que mais temos feito em 2020, não é mesmo?

4 Sara Não Tem Nome “Agora”



Sara Não Tem Nome chegou com sua poesia contestadora em “Agora”, uma faixa que infelizmente não vai envelhecer tão cedo. Cheia de referências, ela com astúcia narra 2020 sob uma perspectiva bastante intensa. Um dos melhores singles do primeiro semestre, é pedido de socorro para um Brasil em rota de colisão.

3 Bruno Schiavo “Amores Incríveis”



Uma das mais gratas surpresas de 2020 é o disco do Bruno Schiavo, A Vida Só Começou. Daqueles álbuns que não é difícil se empolgar ao longo das faixas. “Amores Incríveis” tem todo aquele clima de sessão da tarde e é diversão na certa.

2 Tagore feat. Boogarins “Drama”



Feats que depois de prontos a gente pensa: como isso não aconteceu antes? Foi exatamente esta sensação que deu ao ouvir “Drama”, faixa do Tagore em parceria com o Boogarins. Ironicamente o trecho “tô começando a enlouquecer” tem tudo a ver com a Quarentena. Psicodelia para ouvir no loop e por isso está no pódio dos Melhores Singles do Primeiro Semestre de 2020.

1 Jup do Bairro, Rico Dalasam & Linn da Quebrada “All You Need Is Love”



Um feat daqueles no topo da nossa lista de Melhores Single do Primeiro Semestre de 2020. E logo com Jup do Bairro, Rico Dalasam e Linn da Quebrada. Uma love song papo reto para um ano que está precisando urgentemente de mais amor.

Playlist no Spotify:
Os Melhores Singles do Primeiro Semestre de 2020

É claro que uma lista desse peso ia também contar com uma playlist no Spotify do Hits Perdidos. Chega junto e aperta o play!

Siga as Playlists Exclusivas do
Hits Perdidos no Spotify