Faremos uma série de posts com singles, EPs e discos quentes que estão na praça. Dicas musicais no melhor estilo: você deveria dar uma chance. São as pérolas da casa devidamente comentadas, ou melhor dizendo, caixinhas de chocolate para você provar e se apaixonar também. Na foto destaque do post você encontra um dos grandes destaques da atualidade, a cantora Rina Sawayama.

Confira o Post 1 da Série | Confira o Post 2 da Série


rina sawayana_2020

Rina SawayamaFoto: Divulgação


1) Rina Sawayama



Rina Sawayama faz um pop bem longe do convencional e até brinca com os clichês do gênero. Quando você menos espera vem um metal mas também tem espaço para baladas, músicas para a rádio e para a pista de dança. O que faz do álbum de 13 músicas bastante versátil.

O videoclipe para “STFU!”, inclusive, é sensacional em sua crítica. O disco faz uma viagem nos anos 90, do pop mais comercial possível, passando pelo grunge ao new metal, e só ouvindo para entender tudo isso mesmo. Se tivesse sido lançado em 2003 seria completamente compreensível, em 2020, então, foge do óbvio. As letras e a crítica social, todavia, são alinhadas com o nosso tempo.

2) TOPS



Gosta de Fleetwood Mac? Gosta de um pop de fácil assimilação como o ABBA e clichês dos anos 80? Então talvez o quarteto de Montreal TOPS vai encaixar como uma luva na sua playlist.

O quarteto faz um som muito bem calculado, se preocupando com as camadas e pelo primor de um revival de outrora. Bons vocais e melodias são marcas de I Feel Alive (2020). Aquele álbum perfeito para daqui a alguns anos ouvirmos tocando nas ondas de FMs como a Antena 1.

3) TORRES



O quarto álbum da TORRES também vem como grande aposta da Merge Records após o último dela não ter tido o impacto comercial esperado na cultuada 4AD. Fato é que Mackenzie se sente bem mais a vontade para experimentar e fazer um álbum que explora um pop que até lembra em algumas faixas: uma Enya repaginada para 2020.

É em muitas horas caótico, experimental, e em outras, carrega belas melodias e paisagens. Ela flerta com o rock alternativo, o experimental e o alternativo, podendo agradar a fãs de Fiona Apple.

4) Hinds



É interessante observar a evolução das espanholas do Hinds neste novo álbum. O som ainda é acessível, pop e radiofônico, mas elas foram adicionados novos elementos de gêneros como powerpop e o dream pop.

O que mostra novas possibilidades dentro da sonoridade do grupo. Deixando o lo-fi para trás e entrando de corpo e alma no pop sem medo de ser feliz. O incremento dos sintetizadores é a grande novidade do álbum que tem espaço também para mais canções em espanhol.

Tudo isso sem perder o senso de humor e a provocação das letras da banda. As músicas são leves e até mesmo os clipes foram pensados com uma cronologia interessante, vale a pena assistir.

5) Moaning



O novo álbum do Moaning tem um potencial de agradar com facilidade fãs de bandas como A Place To Bury Strangers, Ceremony, Bambara, Slowdive e até mesmo New Order.

É um álbum gelado mas que abraça a fãs de The Cure e Interpol justamente por esta atmosfera, seu andamento é bastante linear mas nem por isso deixa de contar uma história. O segundo disco da banda lançado via Sub Pop parece que foi pensado para ouvir nos dias mais frios do inverno.

Gostou das Dicas?

Se gostou das dicas aproveite para navegar na nossa fantástica Playlist com os principais lançamentos internacionais de 2020. Tem sons para todos os gostos e o melhor com uma sequência que acompanha o flow do artista anterior, ou, subverte e leva para outro universo. Boa escuta!

Confira o artigo completo com os Melhores lançamentos internacionais de 2020 (Aqui).

Siga o Hits Perdidos no Spotify