Nada como uma boa história por trás de uma música, não é mesmo? Durante uma temporada em Melbourne, na Austrália, o vocalista e compositor da Elm Tree Circle, Nic, pode explorar mais o cenário de punk rock local.

De lá sabemos que tem saído na última década grandes referências do estilo que tem brilhado até mesmo em festivais como o grandioso, e norte-americano, Riot Festival. Entre os destaques temos grupos como Violent Soho, Dune Rats, DZ Deathrays, The Charts, Hockey Dad, entre outras bandas. Por aqui até fizemos dois posts com bandas australianas (Parte 1 | Parte 2).

Mas voltando, o líder da Elm Tree Circle de Iserlohn, Märkischer Kreis, Alemanha ficou por lá por alguns meses como ele mesmo relata sobre a experiência. Por lá pode explorar a cena viva e ativa dos subúrbios locais.

“Eu tinha um projeto de duo grunge com meu amigo Grant, e ele me apresentou à cena local. Uma noite fomos a uma festa em Footscray, uma bela área suburbana onde muitas coisas aconteceram. Foi uma experiência bastante memorável. Você tinha que usar brilho no seu corpo para entrar, e havia grupos de pessoas doentes brincando na cozinha. O brilho ficou em mim por semanas.”, conta o músico


Elm Tree Circle

Elm Tree Circle – Foto: Divulgação


A Homenagem ao Violent Soho

“As lembranças daquela noite entraram nesta música que escrevemos juntos como um pequeno lembrete dos bons momentos que tivemos quando eu estava em Melbourne. Terminei minha estadia em turnê com Grant. Eu abri como Elm Tree Circle, e terminamos a noite com a banda grunge onde eu tocava bateria. Ah, e a música é intitulada logo na linha de abertura.”

Sobre o porque da homenagem ele conta mais sobre a paixão pelo som do Violent Soho.

“Nós ouvíamos Violent Soho antes de tocarmos ou irmos a festas. Uma banda que vale a pena conhecer se você nunca ouviu falar deles antes. O “Yay yay yay yay” no verso é uma homenagem à sua canção “Covered in Chrome”.”, finaliza



Elm Tree Circle “Violent Soho On The Mood”

O som de fato é bastante nostálgico e remete ao grunge acessível do Violent Soho, de Brisbane (Austrália). Principalmente na forma rítmica, melodias e guitarras que passeiam pelo rock alternativo dos anos 90 de grupos como Dinosaur Jr., Nirvana, The Vines entre outros.

Sua letra por si só traz flashbacks das noites e experiências do músico durante sua estadia em Melbourne. Até mesma a experiência da festa um tanto quanto marcante fica eternizada ao longo dos seus versos. O sentimento que fica é o de saudade por tudo que felizmente teve a oportunidade de ter vivido. Nostalgia pura!



A faixa estará presente no álbum NO FOMO (Krod Records) que estará disponível nas principais plataformas digitais no dia 11/05.

Sobre a Elm Tree Circle

De Iserlohn, na Alemanha, a banda tem como influências o emo e o pop-punk dos anos 2000. Inclusive eles já abriram shows para bandas icônicas do estilo como The Ataris, e de de fenômenos mais recentes como Pears e Such Gold. Além de terem excursionado pela Europa, Ásia e Austrália.

Em 2018 eles lançaram o debut, The Good Things (ouça) e desde então  lançaram 4 singles, incluindo o lançado hoje na Premiere Brasileira no Hits Perdidos. O novo álbum NO FOMO será lançado no dia 11 de Maio.

Ouça no Spotify