Foram 4 anos de espera mas finalmente o mundo irá conhecer as novas músicas dos Estranhos Românticos. A primeira vez que falamos dos cariocas por aqui foi em 2016 e desde lá muita coisa aconteceu. Inclusive, a pausa da banda durante as gravações do novo álbum. Mas antes disso eles participaram das coletâneas O Mundo Ainda Não Está Pronto, homenageando os 25 anos do Pato Fu, e A 300 KM Por Hora, homenageando os 20 anos dos Autoramas.

Com seu punk tropical agridoce os cariocas conseguem juntar a explosão do punk inglês, a tropicália, as ondas cintilantes da new wave e psicodelia. Depois do debut eles tem planejado para 2020, não apenas um mas dois discos, em apenas 6 meses. O primeiro já tem nome divulgado, , será oficialmente lançado em abril.

Para aquecer, nesta segunda-feira (23/03) fazemos a Premiere do lyric video para “Samsara”.


Estranhos Românticos Samsara


Estranhos Românticos “Samsara”

O lyric video é fruto da parceria entre os parceiros de banda, e videomakers, Luciano Cian e Pedro Serra. A partir de retratos pintados e fotografados de várias épocas e culturas diferentes, que integram o acervo do museu Metropolitan de NY, eles dão ênfase aos versos questionadores da composição.

Os versos tem uma levada tragicômica e uma veia um tanto quanto titânica. Por mais que os Estranhos Românticos confessem que essa passou longe de ser uma das inspirações. Já sua sonoridade faz aquele passeio entre o funk, com estética despojada do Minutemen, a new wave, dos Buzzcocks, e o punk tropical.

“Tudo passa, tudo volta, tudo brilha, tudo mofa, tudo é breve, tudo é leve, tudo é febre, tudo é lama. Tudo é fama, tudo é alma, tudo é corpo, tudo é droga, tudo agora, tudo começa, tudo acaba em mim. Samsara nunca chega ao fim.

Tudo é grana, tudo cansa, tudo é velho, tudo é novo, consumista, terrorista, egoísta, tudo é karma, tudo é vício, tudo é belo, tudo é lixo, tudo é moda, tudo é foda. Tudo começa, tudo acaba em mim. Samsara nunca chega ao fim.”