O desrespeito virou piada, que virou música, e consequentemente o primeiro videoclipe da Sapataria. Em atividade desde 2016, o grupo paulistano de hardcore vem realizando sua caminhada no independente brasileiro, tendo sido uma das bandas de abertura do show do grupo russo Pussy Riot no Brasil.

Neste domingo, 15 de setembro, a banda participará da 6a. edição do Oxigênio Fest, ao lado de nomes como CPM 22, Far From Alaska e francisco, el hombre.

Um episódio de homofobia vivido na pele pelas integrantes acabou virando estopim para uma das canções que integra seu primeiro EP. O registro que é rápido, ácido e intenso, tem um pouco mais de 9 minutos; e 6 canções de pouco mais de um minuto.


Sapataria

Sapataria. Foto Por: Marina Ciccone


O Videoclipe

A Sapataria retratou em uma das suas músicas, com sarcasmo e muito bom humor, um episódio que naturalmente gera revolta. A faixa inclusive foi a primeira composição feita pela guitarrista Marina Garcia.

M.S.B. foi a primeira música que eu escrevi na vida, o primeiro clipe que eu dirigi, além de ser o primeiro lançado pela Sapataria. Não tínhamos muitos recursos, só um sonho. E ele só saiu do papel graças às mulheres incríveis que acreditaram conosco e nos ajudaram a tornar esse desafio possível”, conta Marina

O vídeo inclusive foi realizado por uma equipe 100% feminina. A letra relata  a situação de quando as integrantes foram expulsas de um banheiro feminino por serem confundidas com homens.

“Se não nos querem no banheiro, então vamos levar ele conosco”, ironiza o grupo paulistano

O cenário escolhido foi o centro de São Paulo, nele Zu Medeiros (vocal), Marina Garcia (guitarra), Dan Cox (baixo) e Isa Miranda (bateria), andam munidas de uma privada. Por locais como a pista de skate da Praça Roosevelt, o Minhocão e comércios da região. A reação dos transeuntes ao longo da trajeto é um caso a parte.

Elas fizeram questão de mostrar nas ruas que o banheiro é lugar para elas também, tocando em meio a paisagem urbana com a privada como amplificador ou banco da bateria.

“Curiosamente, os olhares que as pessoas fizeram pra gente andando com a privada é o mesmo que recebemos toda vez que entramos em um banheiro feminino”, aponta Zu.

Vale o Play!


 


Ficha Técnica:

Elenco: Marina Garcia (guitarra), Zu Medeiros (vocalista), Isa Miranda (baterista), Dan Cox (baixista).
Direção, Fotografia, Roteiro, Edição: Marina Garcia
Roteiro e produção executiva: Luíza Fazio
Coordenadora de produção: Bruna Caratti
Produção:
Nathalia Bancalero e Marcella Uehara
Operadora de câmera: Iolanda Depizzol
Maquiagem: Paula Torres
Produção de objetos: Beatriz Garcia
Fotos still: Marina Ciccone
Segurança: Amanda Cox e Caroline Rocha
Agradecimentos: Soraya Bussiki

Ouça Sapataria