De viral do twitter com seus covers doces para artistas como Billie Eilish e “La Vie en Rose” para uma das novas promessas da música gaúcha. Aos 17 anos Lila Trentini começa a caminhar com suas próprias pernas em carreira autoral.

Versátil, ela canta e compõe em português, inglês e até mesmo em francês. Além disso além da bela voz, ela toca piano e ukelele, desde pequena. Seu talento foi descoberto na rede social de poucos caracteres – paraíso dos memes instantâneos – e alcançou marcas expressivas como 150 mil views.

Ainda entendendo seu potencial, a artista natural de Porto Alegre (RS) mistura em seu som folk, R&B, rap, eletrônica e pop. O que chamou a atenção do selo Loop Discos que virou seu parceiro de carreira.

Desde então ela entrou em estúdio e começou a gravar suas primeiras composições autorais. Com o apoio conseguiu lançar o single “Enough” em Maio, juntamente com um clipe gravado no espetacular Theatro São Pedro, em Porto Alegre, com produção de As Patrícias e direção de Estação Filmes.

Já em Julho foi a vez de apresentar ao mundo a canção “Só Amigos” que já é um pouco mais good vibes. As duas canções foram produzidas pelo músico Nando Endres, conhecido por seu trabalho na Comunidade NinJitsu.

O Novo Single

O novo single “Not On My Mind” fecha uma tríade de canções que a própria artista gentilmente nos contou mais detalhes.

“Not On my mind” foi escrita pra encerrar uma trilogia. Minha primeira música (“Enough”) fala sobre um coração partido, uma relação que me colocou muito pra baixo até me recuperar.

“Só Amigos” já tem uma vibe mais tranquila, ainda que um pouco confusa sobre os sentimentos de amor ou amizade e em “Not On My Mind” eu encerro tudo isso. Superei! (risos).”, relembra a jovem de apenas 17 anos


 

 


“Not On My Mind” através da calmaria mostra seu talento para cantar canções mais lentas e chillpop. Com influências de R&B, trip hop, e beats bem postados, ela encantará a fãs de Billie Elish e Lily Allen com certa facilidade.

A artista inclusive também realiza os backin vocals da faixa e traz em suas camadas também trechos de ukulele. Radiofônica, pop e pronta para estrelar nas rádios muito além dos limites do continente sul-americano. Como ela mesmo diz, uma canção de libertação.

Entrevista

Conversamos com a Lila para entender mais sobre estes primeiros passos, seus novos singles e como tem sido esse começo dentro do campo da música autoral.

[Hits Perdidos] Primeiro gostaria de parabenizar pelo trabalho, realmente mesmo tão nova já mostra técnica e foco na carreira. De onde veio a curiosidade por tocar instrumentos? E como foi que descobriu que poderia de fato mostrar seu material para o mundo além dos amigos e família?

Lila Trentini: “Obrigada!! Desde pequena eu gosto muito de música, estou sempre com uma diferente na cabeça. Meus pais sempre escutaram música em casa então eu cresci com essa presença e desde cedo curti muito.

Comecei a compor e tocar instrumentos anos atrás e só recentemente que descobri que queria compartilhar meu material com o mundo. Fui dos covers na internet pra enfim colocar no ar as minhas próprias músicas”

[Hits Perdidos] Folk, Pop, R&B, eletrônico e música contemporânea. Você também canta em diversos idiomas, como tem sido para você o processo de compor? E como enxerga a possibilidade de trabalhar com outros produtores e até mesmo ver tuas canções ganharem remixes?

Lila Trentini: “Tudo que eu escrevo vem do coração, de alguma experiência ou até mesmo de algum sonho. Na hora de compor, depende muito do momento pra eu decidir em que língua a música vai ser e como a inspiração vem.

Fico muito animada de trabalhar com outros produtores e de ver minhas músicas ganharem remixes e outras formas a partir das referências de outros artistas.

Tenho planos próximos de lançamento de uma versão eletrônica de “Enough”, meu primeiro single, com o DJ Bolth! Mas não posso contar muito ainda haha Vai ser uma experiência bem diferente e como eu sempre digo, eu pilho todas!”


 

 

 


[Hits Perdidos] Como tem sido a experiência de experimentar soltar singles aos poucos? Como é para você observar essa nova forma de consumo? Quando consome música de outros artistas prefere ouvir singles ou álbuns completos?

Lila Trentini: “Adorei a ideia de soltar os singles aos poucos! Foi uma sugestão do selo independente que tem me apoiado, a Loop Discos e é muito bom poder mostrar pro público cada vez um pouco de mim, como se eu tivesse me apresentando mesmo. Logo que as músicas ficam prontas eu já quero mostrar.

Pra mim, da maneira consumo música, não faz muita diferença se outros artistas lançam singles ou álbuns completos, desde que eu esteja escutando o que eu gosto, não paro de escutar! Poder ser um single no repeat ou o álbum todo.”


Screen Shot 2019-08-02 at 00.12.05


[Hits Perdidos] Conta para gente sobre a temática e origens do single “Not On My Mind”.

Lila Trentini: ““Not On my mind” foi escrita pra encerrar uma trilogia. Minha primeira música (“Enough”) fala sobre um coração partido, uma relação que me colocou muito pra baixo até me recuperar.

“Só Amigos” já tem uma vibe mais tranquila, ainda que um pouco confusa sobre os sentimentos de amor ou amizade e em “Not On My Mind” eu encerro tudo isso. Superei! (risos).

São músicas referentes a uma mesma situação. Estou muito ansiosa pelo lançamento!! Espero que curtam e se identifiquem.”

[Hits Perdidos] Quais os próximos passos da sua carreira?

Lila Trentini: “No momento, vou continuar focando no lançamento das minhas músicas. Quero fazer mais shows e participar de feats sempre que possível!

Me relacionar mais com outros artistas que curto e ter novos materiais. Sou muito grata por todas as oportunidades que tem aparecido, mesmo.

A Loop acredita em mim e me fornece muitas coisas também, estou bem animada pelo que pode vir! E sempre de portas abertas pra curtir e aprender com o que vier. ”

Ouça Lila Trentini