[Premiere] The Baggios solta as feras em vídeo ao vivo gravado no Teatro Atheneu

Em outubro do ano passado foi lançado o quarto disco do The Baggios.

O novo registro da banda de São Cristovão (SE), chegou não apenas para consolidar a carreira do trio mas para mostrar como a música brasileira vive em constante mutação.

Também deixa claro como nossa ancestralidade passeia por uma diversidade de ritmos, frequências e discursos. Por esta razão carrega elementos do Blues, Stoner, Afrobeat, Soul, Psicodelia, música oriental e folk para dentro do caldeirão.

Já seu discurso clama por empatia, respeito a diversidade, religiosidade e serve como um alerta para os perigos do futuro.

O disco que conta com 11 faixas, e 45 minutos de duração, tem a participação da aclamada cantora Céu em “Bem-te-vi”. Já em “Deserto”, é perceptível os ritmo do afrobeat e a levada da guitarra baiana de Roberto Barreto, além da cultura do grave e da linguagem dub de Russo Passapusso, do BaianaSystem.

Todos estes elementos em conjunto proporcionando uma experiência ímpar para os fãs do grupo.

A Parceria com Céu

“A Céu foi nos ver no Sesc Pompeia ano passado. Ela demonstrou gostar muito e eu fiquei bem feliz com isso. Sou muito fã do trabalho dela e ficamos lá trocando elogios.

Mandei umas musicas por email e dias depois ela me respondeu que amou “Bem-te-vi” e que estava ouvindo sempre. Foi daí que a convidei.

Quando compus, imaginava uma voz feminina nessa música, e se fosse para convidar uma cantora no Brasil, Céu sempre foi a minha primeira opção, mas sinceramente eu não imaginava que rolaria nesse disco.”, relembra o guitarrista Júlio Andrade

Parceria com BaianaSystem

“Já com o Baiana, já mantinha contato com o Beto pelo whats app e com o Russo nos shows que nos encontrávamos, sempre falávamos de fazer algo juntos um dia e quando compus “Deserto” mandei pra eles ouvirem, e fiquei muito honrado deles terem topado.

Adianto para vocês que estas duas músicas devem ganhar clipes em breve!”, adianta Andrade

O Álbum

Vulcão pra mim foi a melhor coisa que pude fazer como compositor e produtor, o tempo é muito parceiro quando se fala de criação. Tenho bastante orgulho do quanto ele alcançou, mesmo sendo lançado em momento muito doido no Brasil (O disco foi lançado entre o primeiro e segundo turno das eleições passada).

É um disco que vou mais a fundo no meu íntimo e arranco algumas palavras sobre coisas que me sentia sem jeito de falar. Falo sobre a busca do autoconhecimento, o quanto o amor é fundamental nesse processo, sobre encontrar a paz em meio a um caos, yin-yang.

É um álbum em que me aproximo mais do meu lado espiritual, sobre o indivíduo, mas não deixo de falar sobre parte desses problemas que passamos no Brasil.

Afinal, muito desses problemas se agravam porque as pessoas deixaram suas máscaras caírem ao se identificar com o discurso de um insano como “Bolsoasno”.

As pessoas se revelaram ainda mais preconceituosas e egoístas. Falo isso pensando no racismo, homofobia, machismo, xenofobia, dentre outros problemas que constrói esse caos politico e social no país.”, enfatiza Júlio Andrade

Show de

Lançamento


The Baggios - Snapic Fotografias
The Baggios lançou no fim de 2018 o álbum no majestoso Teatro Atheneu, em Sergipe (SE). – Foto Por: Snapic Fotografias

The Baggios
@ Teatro Atheneu

Lançado em parceria com a Natura Musical, o álbum Vulcão contou com um show primoroso em Aracaju (SE), e por este motivo resolveram filmar na íntegra, resultando em um dos melhores registros ao vivo do grupo até então.

Sobre a experiência o vocalista, e guitarrista, Júlio Andrade falou sobre os bastidores com exclusividade para o Hits Perdidos.

“Em Dezembro de 2018 fizemos o show de lançamento do nosso quarto disco no Teatro Atheneu, em Aracaju (SE).

Tocar em Teatro tem sempre uma emoção a mais. Pensamos o evento como um espetáculo, o repertório ganha uma nova dinâmica, tem espaço para novos convidados no palco,  o novo figurino se relaciona com as nossas origens. Dá uma impressão de termos mais controle ali, e consequentemente arriscamos mais.”, contou Andrade

Trabalhando ao lado da produtora Brain Productions eles tiveram a oportunidade de mais uma vez levar seu som para além dos limites do Brasil. Desta vez eles realizaram uma série de 23 shows em países como a França, Itália e Suíça.

Hoje eles fazem a Premiere do vídeo para “Fera”, nona faixa de Vulcão, em vídeo que mostra toda a intensidade e veia política do agora trio.



“Fera” é a primeira música da série que lançaremos desse show incrível que marcou um novo ciclo e lançou oficialmente Vulcão em nosso estado, álbum que marcou presença em dezenas de listas de “Melhores de 2018” e levou a banda pela primeira vez para Europa, onde fizemos 23 shows pela França, Itália e Suíça.”, relembra o vocalista Júlio Andrade

A Turnê Européia

“Fizemos 23 shows em 24 dias passando pela França, Itália e Suíça.
Quando anunciamos essa turnê eu pensei “Isso é insano! não vou conseguir nem a pau cantar todos esses dias!”.

Fiquei meio assustado, mas tudo rolou muito bem. Foi acima das nossas expectativas. De verdade. Toda a logística da tour, viajar com backline alugado foi um grande adianto, ter um tour manager da Itália também.

Foram muitos dias em climas diferentes, pegamos de -1 a 20 graus. Pegamos uma virose “braba”, mas durava dois dias apenas. Primeiro foi o Rafa, alguns dias depois fui eu, e na sequencia Perninha.

Na tour tocamos pra poucos brasileiros, e achei isso massa. Em grande parte da tour tocamos em casa de médio porte, com um público muito bom para nos assistir. Isso me surpreendeu bastante.

Éramos uma banda desconhecida, mas tocávamos em algumas cidades pequenas, então éramos o acontecimento da cidade (risos).”, relembra o músico


The Baggios - Brain Productions França
The Baggios na França. – Foto Por: @brainproduction

Sobre a Experiência

“Eles respeitam a música brasileira, sei que muitos foram por isso.
Na Itália, por exemplo, sempre tinha um nativo que falava português ou estava estudando e achei isso demais.

Fomos muito bem recebidos, fizemos novos amigos e comemos MUITO bem.
Foi maravilhoso! Lotamos casas para 300 pessoas, pubs para 100 pessoas, e até bistrô para 50, foi emocionante!

Tivemos poucas cocós, mas tiveram algumas coisas engraçadas. Tocamos em Flayat na França, cidade que segundo o google tem 332 habitantes, toda bonitinha, daí ficamos tirando fotos das casas quando estávamos indo na hospedagem.

Na volta para a casa de show tinham dois policias nos esperando, porque tinham recebido denúncias de uns indivíduos esquisitos fotografando as casas (Risos).

Em breve deve sair um mini doc que produzi apenas com o auxílio do meu celular.”, finaliza Júlio

Ouça Vulcão

Confira também a resenha faixa a faixa no Hits Perdidos


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s