“Get on your dancing shoes | There’s one thing on your mind | Hoping they’re looking for you” já dizia o trecho de “Dancing Shoes” do Arctic Monkeys no álbum Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not (2006).

13 anos depois mas é ainda no espírito: “uma pista de dança, música alta, sua melhor roupa e perder as estribeiras” que a 9500 KM dali, em Limeira (SP), o agito da noite ganha protagonismo.

O primeiro single do álbum de estreia da DSTN funciona feito um tiro que cruza a passarela em direção ao centro da pista e com o vinho empunhado começa a soltar seus primeiros passos e quando viu: está tomando conta da festa. 

“Young Folks é sobre curtição, amor livre, fazer o que gosta. Hoje em dia o pessoal anda muito preocupado com esse lance de imagem e aceitação, nessa acabam perdendo a essência, esquecem como é curtir um rolê de verdade livre de esteriótipos ou julgamentos.

O single pega bem nesse ponto de “dançar até o mundo acabar”. Mesmo que por uma noite… só se soltar saca? Quando foi a ultima vez que você se sentiu confortável pra dançar sem se importar com o que os outros estavam pensando? Isso devia acontecer todo dia.”, conta Felipe Tofoli


Screen Shot 2019-04-17 at 23.04.24

DSTN se prepara para lançar seu debut. – Foto Por: Lucas Brum


Na ativa desde 2017, o quarteto caipira formado por Gui Ferraz (voz/guitarra), Felipe Tofoli (baixo/voz), Gabi Archangelo (guitarra) e Murilo Brasil (bateria) tem ido na contramão das músicas emotivas e apostado em canções para agitar o fervo.

Como eles mesmos ressaltam, a diversão e o hedonismo, aliado melodias pop, são o fio condutor do álbum de estreia dos limeirenses que contará com 9 faixas e será lançado no início de Maio.

Dancing n’ Smoking Till Noon foi gravado, e produzido, entre junho de 2018 e janeiro de 2019, por Hugo Silva no estúdio Family Mob em São Paulo e na DSTN Garage em Limeira.

A diversidade se faz presente no caldeirão do grupo que em suas canções passeia por estilos como rock alternativo, blues, garage rock, stoner e até mesmo promete trazer latinidades.

DSTN “Young Folks” (18/04/2019)

O clima burlesco e de festa de rua entram em cena no falso plano sequência do videoclipe. O grande destaque de “Young Folks” é justamente seu roteiro interativo.

Nele o espectador é convidado a experimentar, e somar, nos passinhos do registro que traz em cena jogadores de futebol americano, ravers, universitários, o espírito dandy e o clima do interior. Lembrando bastante a estética dos videoclipes dos anos 2000, onde mil coisas aconteciam ao mesmo tempo e mal tínhamos tempo para respirar.

Já sua sonoridade vai fisgar fãs de The Fratellis, Arctic Monkeys, Miles Kane e Kasabian.



A produção audiovisual tem direção de Lucas Mendes, roteiro idealizado por Lucas e Felipe Tofoli e direção de fotografia assinada por Thomas Dalfré, Lucas e Felipe.

“A nossa idéia desde o começo foi trazer a energia que a gente tinha no palco pra um disco, ele é a playlist que tocaria na nossa festa.

Nos últimos anos o hábito de dançar e ficar à vontade pra chapar e se libertar foi se perdendo por vários motivos. Esse contato com o mundo é muito importante, a vida sempre foi caótica e estressante.

Young Folks é a música que mais representa isso nesse universo que a gente criou. Ela fala sobre quem vai curtir um rolê e não tá nem aí se alguém vai julgar ou não vai entender. “Folks just wanna dance around / And have fun like there’s nothing to care””, reflete e relembra Gui Ferraz

Nesta sexta-feira santa (19) a faixa chegará as plataformas de streaming, fique ligado!