Os Melhores Clipes lançados em Janeiro

Enfim as listas de 2019 começam a sair do forno no Hits Perdidos. Você já conhece e acompanha por aqui elas todo mês e damos o pontapé inicial pelo terceiro ano consecutivo.

Para quem é novo por aqui seja bem-vindo e acompanhe o Hits pelas redes sociais (temos Instagram, Facebook, Spotify…)

2017 foi marcado pelo grande sucesso dos listões de videoclipes que até deram origem a um estudo super detalhado sobre a produção audiovisual do independente brasileiro. Em 2018 veio a parceria com o UDIGRUDI da Play TV onde escolhemos os mais legais para passar na programação aos domingos.

Agora temos mensalmente a lista de melhores clipes do mês e a de sessions. A de lyric videos foi encerrada, e singles ganharão espaço na programação do Dezgovenadoz sob a curadoria do Hits Perdidos na Mutante Radio (Toda quarta-feira às 16 horas)

Em Janeiro continuamos a parceria com o programa Udigrudi da Play TV, onde o Hits Perdidos seleciona semanalmente alguns videoclipes para aparecer por lá. Inclusive fizemos um guia completo de “Como fazer para seu clipe aparecer na TV?“.

Vários clipes dos listões já tem aparecido na programação. Lembrando que o programa vai ao ar todos os domingos às 20:30h.


UDI 381
Neste domingo (10/02) o UDIGRUDI volta com programas inéditos na telinha da Play TV!

Neste mês de Fevereiro trarei os melhores que saíram no último mês e que merecem destaque. Claro que o listão continua democrático e no fim você encontrará uma playlist no youtube –  e Spotify – com os 79 coletados ao longo do mês.

A produção independente cresce a cada dia que passa e o investimento na divulgação também. Em uma geração em que poucos escutam um disco do começo ao fim, o artifício dos web clipes tem sido uma boa maneira de expor seus trabalhos.

E estes são feitos de todas formas, com alto ou baixo custo de produção. Com ideias mais certinhas a criativas. No fim das contas o que interessa é eternizar aquele momento e expor seu trabalho com a estética que mais convém atrelar a imagem da banda.

Em Janeiro inúmeras bandas começaram a divulgar seus curtas promovendo singles antigos ou que estarão presentes em seus futuros álbuns ou EP’s. Reunimos 79 clipes lançados neste mês que mostram alguns dos novos talentos da música independente brasileira. O que impressiona é termos uma média de 2,54 clipes sendo lançados no independente por dia (mesmo em um mês de eleições). Na lista temos 78 artistas de 17 estados.

OS SELECIONADOS TAMBÉM FAZEM PARTE DA PLAYLIST CRIADA ESPECIALMENTE PELO HITS PERDIDOS PARA ETERNIZAR OS VÍDEOS LANÇADOS NESTE MÊS DE JANEIRO. ALIÁS NÃO DEIXE DE SEGUIR O PERFIL DO HITS NO SPOTIFY!


1 ROSA NEON “Brilho de Leão”



No dia 30/01 foi lançado o videoclipe para “Brilho de Leão” da ROSA NEON, de Belo Horizonte (MG). A direção, roteiro, edição e finalização são assinadas por Vito Soares e Belle Melo. Os destaques ficam para a locação, fotografia e roteiro que conversa com o universo da astrologia.

Em sua formação eles contam com Luiz Gabriel Lopes (Graveola), Marina Sena (A Outra Banda da Lua), Mariana Cavanellas e Marcelo Tofani.

Eles tem como estratégia lançar seus singles aos poucos. Em Novembro, por exemplo, foi a vez de “Fala Lá Pra Ela”. Já em Dezembro foi lançado o single “Estrela do Mar”.

“A ideia é ir soltando os singles todo mês, com clipes bacanas, que sejam a cara da gente, e sempre nesse som, que é a nossa cara, um pop com beats marcantes e uma boa pitada de psicodelia”, explica a cantora Mariana Cavanellas. 

2 Vitor Pirralho & Unidade
feat. Ney Matogrosso

Rumos e Rumores



O rapper Vitor Pirralho, de Maceió (AL), no dia 15/01 disponibilizou o videoclipe para “Rumos & Rumores”, faixa que conta com a participação de Ney Matogrosso e estará presente em seu terceiro disco – previsto para este mês.

O vídeo é polêmico e tem como tema central a questão indígena, mas aborda assuntos que quentes do momento atual do nosso país, principalmente após e eleição do novo presidente.

“Essa é uma discussão perene no Brasil e na América Latina como um todo. Eu tenho muito interesse pela causa, que nos remete direto à situação de país colonizado, é uma questão identitária mesmo. E como eu tenho como mastro poético de minhas composições o Oswald de Andrade, poeta modernista que tão bem trouxe às artes brasileiras o conceito de Antropofagia cultural, que resgata o primitivismo, a cultura indígena e como ela foi sufocada e catequizada, eu sempre discuti esse tema em minhas composições. Muitos antes de mim já levantaram artisticamente essa questão, talvez a minha contribuição seja aproximar o rap dessa discussão”, conta Pirralho.

Sobre o videoclipe que tem direção e direção de fotografia de Henrique Oliveira (Panan Filmes), roteiro assinado por Henrique, Vitor Pirralho e Raphael Barbosa e conta com os dançarinos Leide Serafim Olodum, Tamylka Viana, Tiago Sutério, Leonardo Doullennerr, José Marcos (Topete) ele comenta:

“É o apocalipse da era digital-virtual-tecnológica. Eu tinha uma imagem-conceito em minha cabeça para este disco, um pen drive dentro de uma garrafa (em alusão a pergaminhos que eram lançados com alguma mensagem pelos navegantes) com uma mensagem do presente/futuro – de forma tecnológica, tendo o pen drive como representação disso – para alguém ainda no passado, que até então não presenciara a colonização. Um cruzamento de dois tempos: a era pré-colonial e a era contemporânea – uma espécie de “de volta para o futuro”. Para tanto, retomei conceitos distópicos previstos pela literatura, como no livro 1984, de George Orwell, e também fatos históricos como As Grandes Navegações e toda colonização. Linkando assim à colonização tecnológica que a humanidade vive hoje”, explica Pirralho

Com uma incrível fotografia, produção, iluminação, edição e figurino o videoclipe ficou no pódio do mês com certa facilidade.

3 Mary More “Anything
You Can Do, I Can Do
Bleeding



Quem aparece por aqui pela primeira vez é a Mary More, do sul de Minas Gerais, que no dia 25/01 lançou o videoclipe para “Anything You Can Do, I Can Do Bleeding”. Inclusive no dia 03/02 foi lançado seu primeiro EP, com 4 faixas, OVERTHINK.

Como podemos ver no vídeo, ele traz referências a série da HBO, The Handmaid’s Tale e sua letra por si só é empoderada. O destaque fica para o seu roteiro.

4 Phillipi & Rodrigo “Retrogrado”



A astrologia volta a brilhar de novo na lista no videoclipe para “Retrogrado” dos paulistas Phillipi & Rodrigo (Fatnotronic) lançado no dia 31/01. Este que serve de bom aquecimento para o álbum Paciência que ganhará vida agora em fevereiro. O vídeo dirigido por Rudá Cabral e Rodrigo Gorky ainda conta com a divertida participação da Mulher Pepita e um visual todo psicodélico que nos leva direto para os videoclipes dos anos 80.

5 Picanha de Chernobill “Come Back



Com muito glitter, danças e jogo de luzes quem volta a aparecer por aqui neste mês é a banda gaucha Picanha de Chernobill. O vídeo que conta com imagens gravadas no no Estúdio Lâmina (Vale do Anhangabaú / São Paulo) foi lançado no dia 29/01.

Sua produção é assinada por Homade e Airon Fidler Filmes e realização de Mariah Guidella e Marina Soares. Já no campo da dança o vídeo conta com as participações de Mariana Yomared, Giovanna Rodrigues, Desire Gonzalez & Samir Raoni.

6 A Vana “Time To Get Rough



Quem acompanha os listões sabe o quanto adoramos animações. E a da banda A Vana de São Paulo merece destaque. Lançado no dia 15/01 o videoclipe teve sua arte produzida por Marina Quintanilha, ilustradora e diretora de cinema que já fez clipes de artistas como Tiê, Dudu Tsuda, Bruno Caliman entre outros.

Viajando pelo espaço sideral, arrancando cabeças e interagindo entre os membros da banda devidamente caracterizados, o vídeo entre dancinhas e foguetes diverte a quem assiste seus 4:20 minutos de animação.

7 Rashid “Não é Desenho”



Produzido por Miopia e Giramundo Filmes e lançado no dia 18/01 o rapper paulistano Rashid aparece por aqui com o vídeo de “Não é Desenho”. Inédita a faixa dá continuidade a seus singles-clipes lançados desde o disco CRISE.

Segundo os produtores, a animação foi buscar em filmes e HQs as referências para assumir. A técnica implementada na produção é conhecida como rotoscopia, em que desenha-se por cima de cenas gravadas para depois animar quadro a quadro. O vídeo também a primeira animação dentro da videografia do artista.

“‘Não É Desenho’ é um paralelo entre nossa realidade e aquilo que gostaríamos que ela fosse, criando uma ponte entre os mundos”, diz Rashid

8 André Sampaio “Coluna de Aço”



No dia 18/01 foi a vez do carioca André Sampaio (Ex-Ponto de Equilíbrio) lançar o videoclipe para “Coluna de Aço”. O vídeo funciona como esquiva em tempos de intolerância. Seu destaque fica justamente pelo timing e a maneira como trata um tema delicado.

A letra se baseia em uma cantiga tradicional de boi do Maranhão, apresentada a André por Lenine, durante participação do músico em um de seus shows. O videoclipe, filmado entre Olinda e Rio de Janeiro, conta com participações de Mestre Célio Gomes e o grupo Aluande Capoeira Angola (RJ).

O vídeo presta tributo ao mestre de capoeira Moa do Katendê, fundador do bloco afro Badauê e amigo pessoal de André, que foi assassinado por expressar sua opinião política durante as eleições de 2018.

A captação de imagens foi realizada pelo produtor Buguinha Dub em Olinda e pelo diretor geral do projeto, Rodolfo Vaz,  no Rio de Janeiro. A direção de fotografia é assinada por Fernando Macedo.

9 Huey “Fogo Nosso”



Após a boa repercussão de seu disco mais recente (Ma / 2018), o Huey foi convidado para participar do Festival DoSol, um dos principais do país que acontece todo ano em Natal, no Rio Grande do Norte. Além desta apresentação eles estenderam sua rota para uma mini turnê pelo nordeste passando por cidades como Mossoró (RN) e Olinda (BA).

Onde puderam tocar, prestigiar o trabalho de outras bandas, curtir  a praia e até mesmo gravar um videoclipe de última hora. O responsável pelo vídeo lançado no dia 15/01 foi justamente Estevam Romera (Family Mob), que assina a direção, edição e montagem. Já a produção foi feita em parceria entre a banda e Romera.

“Fogo Nosso” conta com imagens registradas em locais paradisíacos como a da salina Augusto Severo CIASAL, localizada em Água Branca, e as belezas naturais da natureza nordestina. Estas intercaladas com imagens das apresentações do Huey e a rotina de turnê, entre saídas de ônibus e momentos de descontração. Boa parte delas foi possível graças ao auxílio de um Drone.

Segundo eles o vídeo “aposta na proximidade visceral da música em tomadas fechadas nos integrantes da banda e na observação respeitosa da natureza.”

10 Juvenil Silva “Oscilando”



Aos 45 do segundo tempo, no dia 30/01, foi lançado o videoclipe de “Oscilando” do pernambucano Juvenil Silva. A faixa está presente no disco Suspenso que por aqui resenhamos no ano passado. Já o videoclipe teve roteiro, direção e edição do clipe assinados pelo próprio músico ao lado de Diego Leon.

O centro urbano de Recife, e sua vida noturna, acaba sendo o grande protagonista do vídeo com imagens em P&B. O artifício da gaiola, e as máscaras, brincam de maneira metafórica com a “liberdade” e o acaso.

“Em algumas cenas eu quis flertar com o surrealismo. Em outras, me deixei guiar pelo acaso e o improviso. Saía de bike pelo centro, com a câmera a tiracolo. Foi numa dessas que registrei o escritor Jomard Muniz de Brito, que aparece com uma frase da música pregada na testa, com intervenções escritas pelo próprio”, conta Juvenil

“Além da participação  –  ao acaso  –  de Jomard (e, também, de Pedro Celso Monteiro e Auribio Farias), dão as caras os artistas Rildo de Deus e Anaíra Mahin – os intrigantes personagens antropozoomórficos do clipe – e a atriz Fabiana Pirro, que representa uma cigana misteriosa, que retira a carta O Enforcado, arcano do tarô cujo símbolo/significado norteia o conceito do álbum Suspenso. Quem também aparece é Marcelo Pereira, o famoso florista do Recife Antigo, personagem característico das noites da cidade.”

“Oscilando é uma faixa que lamenta decisões e caminhos não tomados, por medo e fraqueza de não se tentar o diferente do que nos é imposto por um padrão social ultrapassado, que nos poda e afunila para a mesmice, e, com isso, para o fracasso na grande maioria das histórias de amor”, finaliza Juvenil sobre a canção.

11 Mundo Inverso “Caminho Cego”



No dia 18/01 em Premiere no Hits Perdidos foi lançado o videoclipe para “Caminho Cego”. O destaque para o vídeo é justamente sua fotografia, edição e locações. Segundo Rafael Negrini, o videoclipe vai direto de encontro com o tema da faixa e nos encoraja a seguir os nossos sonhos.

“‘Caminho cego’ trata de escolhas que fazemos, dos caminhos que seguimos. As vezes encontramos a direção certa e as vezes não. Nem sempre temos claro na nossa cabeça onde queremos chegar, estamos cheios de incertezas e inseguranças que na maioria das vezes nos impede de caminhar.

O clipe quer passar a ideia de que não existe o caminho certo ou o caminho errado a se seguir. E sim o caminho que você acredita, o caminho que vai te levar até seus sonhos. O clipe foi dirigido e editado por Rogério Passini e conta com Marcel Marques na produção.”, finaliza o músico

12 Two Wolves “Wasting Time”



No dia 15/01 foi a vez dos goianos da Two Wolves chegarem com o afiado videoclipe para “Wasting Time”. Com uma série de metáforas, e cenas polêmicas, a produção audiovisual passa uma mensagem em oposição ao discurso de ódio e todas as formas de preconceito.

O vídeo usa de cenas de preconceito, machismo, violência, opressão e resistência para expressar toda a sua indignação com o momento tenso político – e social – que o Brasil tem vivido. A concepção e direção são assinadas por Lineker Lancellote e André Machado.

13 Bratislava “Dança de Doido”



Para fechar o ciclo do poderoso Fogo a Bratislava no dia 21/01 lançou o videoclipe para “Dança de Doido”. Este que contou com a ajuda de amigos que participaram do vídeo de maneira colaborativa. O divertido resultado final conta com imagens de fãs, amigos e músicos fazendo “sua própria dança de doido”.

Rafael de Souza (Lavanderia Estúdio) foi o responsável por juntar tudo e fazer uma caprichada pós-edição.

14 Grogues “Cêdiz”



Gostamos também de produções D.I.Y. bem pensadas e este foi o caso do videoclipe de “Cêdiz” da banda Grogues, de Juiz de Fora (MG). A canção inclusive estará presente no álbum Passar Mal que sairá pelo selo Pug Records. Já o vídeo conta com imagens de Leo Fazio, Mel Guedes, Clara Turcheti e edição do próprio Fazio.

Psicodelia, rolês, bastidores e até mesmo um parque de diversões acabam ganhando a cena no “chapante” videoclipe.

Outros videoclipes

Além dos 14 eleitos como melhores do mês nas playlists do Youtube e Spotify vocês poderão encontrar os clipes dos artistas e bandas:

Josyara “Você Que Perguntou” e “Nanã” (Juazeiro / BA), Jards Macalé “Trevas” (Rio de Janeiro / RJ), Baco Exu do Blues ft. BK “Fresh Prince” (Salvador / BA), Alice Caymmi, Mateo “Louca” (Acústico) (Rio de Janeiro / RJ), Picanha de Chernobill “Tumbeiro” (Rio Grande do Sul), Blocked Bones “Black Boots” (Belém / PA), Desalmado “Privilege Walls” (São Paulo / SP), Fresno “De Verdade” (Porto Alegre / RS), As Bahias e a Cozinha Mineira “Das Estrelas” (São Paulo / SP), Yannick “Ressurreição”  (Part. Medulla) (São Paulo / SP), Der Baum “Allstar” (São Bernardo do Campo / SP), sukya || porno “Elos Atemporais” (São Paulo / SP), O Grilo “Serenata Existencialista” (São Paulo / SP), Matheus Brant “Abandonado” (Belo Horizonte / MG), Glória Groove “Coisa Boa” (São Paulo / SP), Caos Lúdico “OK” (Brasília / DF), Folk Como Ocê Gosta “Samba Pra Ana” (Bragança Paulista / SP), Jota 3 & Bnegão “Flores e Ervas” (Rio de Janeiro / RJ), Dom Pescoço “Além de Belém do Palá” (São José dos Campos / SP), ETNO “Escarlate” (Brasília / DF), Mombojó “Plano B” (Recife / PE), Murillo Augustus “Sanatório Hostil” (Itu / SP), Canto Cego “Sublime” (Rio de Janeiro / RJ), Pelocurto “Revolver” (São Paulo / SP), Darshan “Decompor” (Sobradinho / DF), Projeto Rivera “Zeravida” (Fortaleza / CE).

Matheus Torreão “A Morte da Amizade” (Recife / PE), Indy Naíse “Violeta” (Juazeiro / BA), Mel “Medo” (Goiânia / GO), Herprojeto “Caostrofobia” (Sorocaba / SP), Gabriel Vendramini “Can’t Decide” (São Paulo / SP), Victor Cronos “Coca Cola” (Natal / RN), Marsara “Minuano e a Frente Fria Depois do Calor” (Rio de Janeiro / RJ), IZA e Caetano Veloso “Divino Maravilhoso” (Olaria / RJ), Acrílico “Pó” (Goiânia / GO), Jorg. “Plataforma” (Maceió / AL), Ivan Reis “Eu Sou Como Você” (Estância / SE), Polly Noise and The Cracks “Nothing is Real” (São Bernardo do Campo / SP), Tamarindus “Fiz uma Música Pra Ela” (Rio de Janeiro / RJ), Pedido Perdido “Um outro lugar” (São Paulo /  SP – Belo Horizonte / MG), Vitor Araújo “Toque n.1” (São Paulo / SP), Branda “Cantador” (Goiânia / GO), Octorama “Nunca É Tarde” (Paraisópolis / MG), MOTORMAMA “Te vejo na Cosmopista” (Ribeirão Preto / SP), Luiza Caspary “Minha História” (São Paulo / SP), APAMPA “Dei de Cara” (São Paulo / SP).

Noite Cinza “Polar” (Santos / SP), Mazza “Lejos” (Brasília / DF), Café “Ícaro” (Curitiba / PR), enema noise “Queimada” (Brasília / DF), Banda Bula “Diamantes No Céu” (Santos / SP), Remédio Sem Causa “Baritimia” (São João Del Rei / MG), S.O.M.A “Soma” (Fortaleza / CE), VENUZ “Quero Que Tu Vá” (Rio de Janeiro / RJ), Pipeline “Livre” (São Paulo / SP), Síndrome “O Álcool Não É Pra Mim” (Sapucaia do Sul / RS), Make U Sweat & Raimundos “Mulher de Fases” (São Paulo / SP), O Retrô Ativo “Like a Keith Richards” (Ouro Preto D’Oeste / RO), Zulu 4-Ó part. Beatrx “Os Gênios da Favela” (Rio de Janeiro / RJ), Pietro Domiciano “Uma Mentira” (Curitiba / PR), Mc Super Shock “Estorvo” (Macapá / AP), Chester| Celo Dut| Raffs “Tá Flex?” (Salvador / BA), João Ventura “Garçom + O Voo do Besouro” (Aracaju / SE), Siririca “Clandestina ft. Versa” (Florianópolis / SC) e Deb and The Mentals “Do It Now” (São Paulo / SP).

PLAYLIST NO YOUTUBE

Preparamos também uma playlist no Youtube com os 79 videoclipes coletados durante o mês de Janeiro. Assim quem quiser ver tudo de uma vez basta apertar o play.



Melhores Clipes JANEIRO


PLAYLIST NO SPOTIFY


Desta forma chegamos a playlist com os clipes independentes lançados no mês de Janeiro (2019). Dos 79 vídeos do post, 65 possuem as faixas no Spotify. Muito disso por conta que algumas faixas serão disponibilizadas quando o EP ou álbum forem lançados na plataforma e outros pelo artista/banda não ter material por lá.

-> Siga o Perfil do Hits Perdidos no Spotify <-



Qual você gostou mais?

Conta para gente nos comentários deste post!

2 thoughts on “Os Melhores Clipes lançados em Janeiro

  1. Pessoal, o cantor Ivan Reis, incluído na lista de clips de janeiro, é da cidade de Estância (SE), e não de Vila velha (ES), como consta na lista.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s