[Premiere] Novo single do cantor Barro tem como tema as faíscas das relações

Após debutar em carreira solo, em 2016, Barro está prestes a lançar seu 2° disco. O pernambucano já apresenta uma atmosfera mais pop nos singles até agora disponibilizados e as expectativas para o lançamento só aumentam.

Visto que o disco Miocárdio (2016) foi eleito por mais de 30 listas como um dos melhores do ano e isto possibilitou com que ele participasse dos principais festivais do país.

Dentre eles o Bananada (GO), Vento (SP), Coquetel Molotov (PE), SIM São Paulo, Festival do Sol no Recife (PE) e João Pessoa (PB), MOLA (RJ), Mostra Prata da Casa (SP), Dia da Música (SP) e Festival de Inverno de Garanhuns (PE). Além de ter tido a oportunidade de  tocar em Sescs no estado de São Paulo. Por aqui ele teve eleito o videoclipe de “Ficamos Assim” como um dos melhores de 2017.

A primeira faixa a ser apresentada foi justamente a faixa título, “Somos”, que trouxe à tona uma das temáticas do disco, a coletividade e a união das energias. Ele ainda conta que a experiência na estrada é um dos grandes pilares do novo registro.

Nos palcos ao lado Barro tem a presença dos companheiros de banda Guilherme Assis (baixo e samplers) e Ricardo Fraga (bateria e programação), estes que também são os produtores do novo álbum que será lançado em setembro de maneira independente.

“Tem um olhar sobre a coletividade, os encontros, o que se estabelece na troca humana, e esse fio que nos liga como sociedade e humanidade”, conta Barro sobre o conceito


Barro-ClipeFogoTenaz3-PorLouiseVas(1)
Barro lança nesta quarta-feira em Premiere no Hits Perdidos o Lyric Video para “Fogo Tenaz” – Foto Por: Louise Vas

O fogo da paixão e as pequenas faíscas dos relacionamentos são abordados em “Fogo Tenaz”. O músico explica que a transformação de estado físico teambém faz com que o equilíbrio das uniões seja alcançado.

“A música, que é uma parceria com Guilherme Assis e o compositor mineiro Luiz Gabriel Lopes (Graveola), aborda a metáfora do fogo como elemento de transformação.

O fogo que queima, acende, transforma, destrói, mas também pode ser algo leve, passageiro, assim como as relações que ficam, se consolidam, se renovam e também se desfazem”, divaga o artista

O Lyric Video

Já o lyric video dirigido por William Paiva, que também assina o vídeo de “Somos”, brinca com tarjas que aparecem sobre a face do músico, mais precisamente nos olhos e boca. Elas além de trazer a letra da canção ainda brincam com as waveforms (ondas sonoras) em sincronia com a batida da música.

“A viagem da tarja surge da ideia de ter uma plataforma para mostrar visualmente os elementos da música. Veio de uma reflexão sobre produção musical, sobre como você começa controlando os elementos mas, depois de um tempo, a música toma sua própria forma e você vai virando a própria música”, filosofa Paiva.

A curiosidade e perfeccionismo fica por conta dos waveforms serem extraídos justamente da música original. O resultado diverte.

“Extraímos todos os canais da música, sincronizamos com a letra e o momento específico que geram os sons”, completa.



Entrevista

[Hits Perdidos] Gostaria que contasse mais sobre a temática e inspirações do novo álbum que chega no mês que vem.

Barro: “O disco novo chama-se Somos. Ele vem pra afirmar essa ideia de coletividade. As várias dimensões da coletividade. Ele fala sobretudo sobre o que surge da dimensão do nós, os encontros, nossa identidade, a descoberta.

Foi um disco estradeiro, feito enquanto viajávamos pelo Brasil com o Miocardio. Viajar faz você olhar o novo, mas também olhar para si. E isso repercutiu muito no processo de composição. Somos também tem a ver com esse coletivo de produção musical formado com Ricardo Fraga (Bateria e SPDS) e Guilherme Assis (Baixo e programações) que estão comigo no placo e juntos fizemos uma imersão profunda na sonoridade do segundo disco e aonde queríamos chegar.”

[Hits Perdidos] Depois de 15 anos e com uma trajetória que poucos conhecem direito, como avalia este momento em carreira solo e quais os maiores aprendizados?

Barro: “Acho que o mais massa desse novo momento é saber que é possível, acreditar é necessário, mas já tem uma galera que chega junto do som, gosta e me acompanha. Mas, ao mesmo tempo, acho que o legal é se jogar no momento presente, o mundo tá mudando muito, e eu junto nessa. Eu busco mais esse lugar do desconforto, do que pode surgir, do que uma afirmação de uma estrada.

Acho tudo recente, de alguma forma, mesmo que já venha tocando há tanto tempo. Na semana passada tava fazendo as contas. Tipo comecei a ter banda com 14 anos, então já faz mais tempo de vida com a música com algo forte na minha vida, do que sem ela.

Achei isso forte e significativo. Esse momento é novo, pra mim, e isso é o mais excitante do processo. O maior aprendizado acho que seja de ir a fundo nas suas ideias, perseverar, e manter esse amor pela música acima de tudo. Afinal, é ela que me salva, e renova todo dia.”

[Hits Perdidos] No ano passado elegemos seu clipe como um dos melhores do ano. Este novo álbum terá clipes elaborados também? Como observa a produção audiovisual dentro de seu trabalho? Participa do processo criativo? Pensa na linguagem e conexão com o disco?

Barro: “Eu tô sempre junto, participo muito mais fazendo convites e me abrindo aos encontros com pessoas que me identifico e a vida se encarrega de juntar. Me ligo muito em audiovisual, tento estar próximo, e consolidar parceiros, mas também é um momento para ter encontro com outras visões, diretores, pessoas que somem o seu olhar sobre as minhas músicas e, de certa maneira, expandam os significados possíveis.

Esse lyric, foi todo dirigido por William Paiva, e surgiu de uma lógica muito visual e estética, que pra mim tem muito a ver com a música, e essa visualidade que a letra e a batida trazem pra ela. Já estou em processo de criação de um clipe com Pedrinho Fonseca do Coletivo Temporário e espero que venham vários outros na sequência. Audiovisual é algo que tem seu tempo, e a sua complexidade, espero que a maré do disco novo também traga novas parcerias pra gente lançar vários clipes.”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s